Vim Para Adorar-Te

Luz do mundo vieste a terra
Para que eu pudesse te ver
Tua beleza me leva a adorar-te
Quero contigo viver

Vim para adorar-te
Vim para prostrar-me
Vim para dizer que és meu Deus
És totalmente amável
Totalmente digno
Tão maravilhoso para mim

Eterno rei exaltado nas alturas
Glorioso nos céu
Humilde vieste a terra que criaste
Por amor pobre se fez

Vim para adorar-te
Vim para prostrar-me
Vim para dizer que és meu Deus
És totalmente amável
Totalmente digno
Tão maravilhoso para mim

Vim para adorar-te
Vim para prostrar-me
Vim para dizer que és meu Deus
És totalmente amável
Totalmente digno
Tão maravilhoso para mim

Vim para adorar-te
Vim para prostrar-me
Vim para dizer que és meu Deus
És totalmente amável
Totalmente digno
Tão maravilhoso para mim

Eu nunca saberei o preço
Dos meus pecados la na cruz
Eu nunca saberei o preço
Dos meus pecados la na cruz
Eu nunca saberei o preço
Dos meus pecados la na cruz
Eu nunca saberei o preço
Dos meus pecados la na cruz

Fé não é ter um perfeito conhecimento das coisas; portanto, se tendes fé, tendes esperança nas coisas que se não vêem e que são verdadeiras ( Alma 32:21 ).

Sou uma filha do Pai Celestial, que me ama. Tenho fé em Seu plano eterno, que gira em torno de Jesus Cristo, meu Salvador.

Natureza Divina

ASL
Natureza Divina Imagem
Seja participantes da natureza divina. Dar … toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude; e à virtude a ciência; e temperança conhecimento; e à temperança paciência; e à paciência a piedade; e piedade, a fraternidade; e fraternal bondade caridade ( 2 Pedro 1:4-7 ).

Herdei atributos divinos, os quais me esforçarei para desenvolver.

Lição Trinta e sete: “Venha deixe-nos Adore

É que vos nasceu hoje, na cidade de David, um Salvador, que é Cristo, o Senhor.
[ Lucas 2:11 ]
FINALIDADE
Planejar e preparar como uma família para celebrar o Natal, desfrutando o verdadeiro espírito do nascimento do Salvador, durante a época natalícia.

PARA OS PAIS
“Se o Natal só poderia acontecer sem muito se preocupar.” “Eu não posso esperar para ver o que eu tenho.” “No momento em que chega o Natal eu estou tão cansada que quase não sentir nada, mas de alívio.” Muitos de nós, adultos e crianças -passar por toda a temporada de férias com pensamentos como estes acima de tudo em nossas mentes. Quantas vezes você já teve tais sentimentos ou pensamentos de si mesmo? Mas o Natal é realmente um dos mais sagrado dos feriados, e desfrutando de seu verdadeiro espírito, que é o Espírito de Cristo, pode nos trazer para mais perto do Salvador.

Você pode querer tomar duas noites familiares separados para realizar os objectivos da presente lição. A primeira parte deve ser dado no início de dezembro, a segunda parte, durante a semana do Natal.

PREPARAÇÃO
1. Prepare simples cartas prioritárias de Natal para cada membro da família.
2. Atribuir peças para o programa de Natal.
Hinos e cânticos SUGESTÕES
Use os hinos e canções listadas na aula sugerido, as partes 1 e 2.

SUGESTÃO
PARTE 1: PLANEJAMENTO

Examine suas prioridades de Natal

No papel de tamanho padrão, prepare um gráfico de prioridades de Natal para cada membro da família. Veja o exemplo:

PRIORIDADES DE NATAL

Mais emocionante

Mais Importante

Presentes

Detalhes

Comida

Amigos

Família

Cristo

Na coluna “mais emocionante”, já que cada pessoa largou a primeira, segunda e terceira opções do que é pessoalmente mais emocionante sobre o Natal para ele. Discuta por que cada pessoa fez as escolhas que ele fez.

Seus filhos pequenos não vai ser capaz de escrever, mas os pais ou crianças mais velhas poderia ajudá-los. Eles vão gostar de ter uma lista própria.

Na coluna “mais importante”, ter membros da família escrever o que eles acham que deve ser o mais importante, mais uma vez indicando a sua primeira, segunda e terceira opções.

•Por que é que na época do Natal as coisas que são mais emocionantes e tomam a maior parte do tempo não são necessariamente as mais importantes?
•O que podemos fazer para tornar o nosso Natal mais significativo e de gastar mais tempo considerando as coisas que são mais importantes? (Reduzir em algumas atividades e preparações que não são importantes, então passar mais tempo em coisas que são.)
•Como podemos fazer de Cristo o centro do nosso Natal?
Já os membros da família colocar suas listas, onde podem vê-los durante as semanas que precedem o Natal.

Plano para colocar Cristo no centro da Temporada de Natal

Já sua família cantar “Joy to the World” ( Hinos, nenhum. 201 ). Em seguida, discutir cada parte de sua celebração do Natal, e decidir como você pode honrar a Jesus mais. Ajude a sua família a ter a coragem de fazer cortes e mudanças necessárias. As respostas dadas são para sua consideração. Você deve tomar as decisões que cabem sua própria família.

Presentes

•Como podemos planejar nossas presentes de Natal para que eles irão ajudar-nos a honrar o Salvador e sentir o verdadeiro espírito do Natal?
Lembre sua família que nossos dons deve refletir o mesmo espírito de amor e preocupação assim como aqueles dos Reis Magos, que apresentou os primeiros presentes ao menino Jesus. Explique que os presentes irão contribuir para o espírito de Natal só quando passam esses três testes:

1. É o presente dado no espírito de amor?
2. É uma escolha razoável e não muito caro ou demorado para o doador?
3. Será que vai estar pronto antes do Natal para que ele não vai demorar preparação último minuto que deve ser gasto em atividades mais importantes?
Sua família pode pensar em alternativas para presentes materiais, tais como os seguintes:

1. Presentes de tempo e serviço. Por exemplo, um adolescente envolveu um cartão para sua irmã que dizia: “Vou levar a sua vez de fazer os pratos três momentos em que você precisa de mim.” Sugerir que cada pessoa dar pelo menos um tal dom de serviço para cada membro da família.
2. Presentes de idéias. Por exemplo, as idéias pessoais, receitas, informações sobre o histórico familiar e histórias pessoais fazem presentes que será muito apreciado.
Se os presentes são comprados, eles devem ser escolhidos especialmente para a pessoa que irá recebê-los. Um bom presente não precisa ser caro, mas tem que deixar a pessoa que a recebe sabe que ele é amado.

Talvez você deve considerar reduzir a sua lista daqueles a quem você dá presentes. A simples troca de presentes não necessariamente reflete o verdadeiro espírito do Natal e pode contribuir para a sua colocação coisas materiais no centro da sua época de Natal, em vez de Salvador.

Detalhes

•Como nossas decorações de Natal adicionar mais para o espírito do Natal?
Se decorações de Natal são muito demorado e caro, eles podem prejudicar o espírito do Natal. Se for deixado para a última hora, eles muitas vezes adicionar pressa e confusão à observância de Natal.

Como você planeja suas decorações, discutir a idéia de que as decorações tradicionais pode nos lembrar de Jesus por causa de seu simbolismo. Por exemplo:

Decoração

Simbolismo

Sinos

Sinos Ovinos

Os bastões de doces

Os funcionários do Pastor

Luzes, velas, estrela

A estrela que apareceu na noite do nascimento de Jesus

Azevinho

A coroa de espinhos

Evergreen árvore

Vida eterna

Verde, hera

Vida e esperança

Vermelho, bagas do azevinho

O sangue de Cristo

Comida

•Como podemos desfrutar de preparar os alimentos de Natal para que ele irá acrescentar ao espírito de Natal?
Se a comida de Natal é simples, pode ser uma parte agradável do Natal. Make up menus e listas de compras semanas antes do Natal, e comprar os itens quando é conveniente. Isso requer planejamento. Fazer biscoitos, doces e bolos pode ser um projeto de família que vai aproximá-lo juntos e adicionar ao verdadeiro significado do Natal. Certifique-se de incluir suas crianças nesses projetos.

Família e amigos

•Qual de nossas atividades tradicionais de Natal adicionar ao espírito da nossa celebração e nos trazer para mais perto do Salvador?
Sua família deve avaliar honestamente atividades como festas de Natal ou o envio de cartões de Natal e omitir aqueles que tirar tempo das atividades mais importantes que você quer planejar.

Você pode querer começar tradições de Natal que colocam serviço e amor pela primeira vez em seu plano, visitando parentes há muito negligenciadas, pessoas solitárias ou vizinhos com quem não estão bem familiarizados. Através da partilha de alimentos, brinquedos e presentes com as famílias que estão em necessidade, você pode encontrar um novo sentido em sua celebração do nascimento do Senhor. Relembre a sua família que o Salvador ensinou: “Na medida em que vós fizestes isso a um dos menores dos meus irmãos, vós fizestes isto a mim” ( Mateus 25:40 ).

Jesus Cristo

•Como pode centrar a nossa família nossos pensamentos mais sobre Jesus Cristo?
A seguir estão algumas sugestões para ajudar o seu centro de família os seus pensamentos sobre o Salvador nas semanas que antecedem o Natal. Discuta com sua família e, juntos, determinar quais os que você planeja usar. Você pode pensar em outras atividades que você vai querer planejar.

1. Leia as escrituras sobre o nascimento do Senhor. Sugerir um “bíblicas doze dias do Natal.” Princípio 12 dias antes do Natal, tem uma leitura diária das escrituras usando uma das seguintes escrituras:
Lucas 1:26-38

3 Néfi 1:4-9

Lucas 1:39-45

2 Néfi 9:19-22

Mateus 1:18-25

3 Néfi 1:12-21

Mateus 2:1-12

Helamã 14:2-6

Lucas 2:1-7

Isaías 9:6-7

Lucas 2:8-20

Isaías 7:14

2. Peça a cada membro da família para dar a Salvador um presente especial por tentar viver a lei do amor, de alguma forma especial durante a época de Natal.
3. Plano para realizar uma reunião familiar especial durante a semana de Natal para celebrar o nascimento do Salvador. Um programa é sugerida como parte 2 desta lição, ou você pode planejar uma de sua preferência.
4. Ouvir música sacra de Natal também vai ajudá-lo a pensar sobre Jesus. Plano de vezes quando você pode cantar canções juntos e falar sobre o significado das palavras.
Terminar esta noite em casa, cantando uma canção de Natal favorita.

SUGESTÃO
PARTE 2: CELEBRAÇÃO

Preparação para um Programa de Natal

Este programa de Natal da família é simples e não precisa de preparação extensa, mas será muito mais eficaz se ele pode ser apresentado sem interrupção. Use as seguintes sugestões para ajudá-lo a tornar esta uma experiência espiritual para a sua família:

1. Plano para deixar todos os membros da família participam no programa. Diga, em vez de ler, a história do nascimento do Salvador.
2. O programa será executado de forma mais suave se cada leitor sobre o programa tem sua própria Bíblia e marcou onde sua parte começa e termina. Se as crianças menores estão lendo alguns dos versículos, que cada um praticar a sua parte em particular com você.
3. Se você planeja usar um acompanhamento, a pessoa deve começar jogando o prelúdio musical para a canção seguinte, logo que cada leitura das escrituras está terminado.
Programa: “Come Let Us Adore Him”

Oração: Talvez uma criança poderia oferecer a oração de abertura.

Song: Canta os dois primeiros versos de “Oh, Come, All Ye Faithful” ( Hinos, nenhum. 202 ). Se você tiver acompanhamento para o canto, seria eficaz para continuar a jogar esta canção suavemente após os dois primeiros versos, enquanto a seguinte escritura é lida. Em seguida, a família pode juntar-se a cantar a terceira estrofe, quando a escritura está terminado e quando a acompanhante retorna ao início da música. Se você não tem acompanhamento musical, o grupo pode querer cantarolar baixinho enquanto a Escritura é lida.

Escritura: que alguém leia Mateus 1:18-23 . Não tente explicar as palavras duras ou o sentido desta passagem. Deixe a família sentir o espírito do que é ler e continuar com o programa.

Song: Cante a terceira estrofe de “Oh, Come, All Ye Faithful”.

Escritura: que alguém leia Lucas 2:1-7 .

Song: Cante um verso de “O Little Town of Bethlehem” ( Hinos, nenhum. 208 ). Esta canção seria uma boa para usar como um solo.

Escritura: Continue lendo Lucas 2:8-14 . Talvez esta passagem poderia ser recitado em conjunto, como uma leitura coral por toda a família.

Song: Dê a sua família cantar, pelo menos, os dois primeiros versos de “Far, Far Away em Plains da Judéia” ( Hinos, nenhum. 212 ). Algumas famílias podem querer cantar todos os quatro versos por causa de sua mensagem.

Escritura: Termine de ler a história do nascimento do Salvador encontrada em Lucas 2:15-20 .

Song: Cante ambos os versos de “Hark, o Herald Angels Sing” ( Hinos, nenhum. 209 ).

Narração: que alguém leia os parágrafos seguintes ou dar a mensagem em suas próprias palavras.

Os Magos não veio da noite Jesus nasceu como os pastores fizeram. Eles viram a estrela no Oriente e viajou muito longe para vê-lo. Eles chegaram na Palestina do Oriente algum tempo depois, talvez até meses mais tarde.

Não há nenhum relato que nos diz quantos magos vieram adorar o Salvador. Pode ter havido três; pode ter havido sete; pode ter havido dez. Mas quantos vieram não é tão importante. O que é importante é que eles eram homens sábios que vieram a apresentar os seus dons e adorar esta criança maravilhosa. Nós hoje deve se lembrar que os homens sábios ainda buscam.

Song: “Com Imaginando Awe” ( Hinos, nenhum. 210 ) seria uma boa música para ter um pequeno grupo em sua família cantar em dueto ou trio. Se preferir, tem todo o grupo cantar. Os dois primeiros versos são os mais importantes para o programa.

Escritura: que alguém leia Mateus 2:1-11 .

Song: Canta os dois primeiros versos de “Joy to the World” ( Hinos, nenhum. 201 ).

Testemunho: Este seria um bom momento para os pais para prestar testemunho de Jesus Cristo. Eles podem querer incentivar a sua família para tornar este Natal um momento de ternura, paz e valorização, demonstrando amor para cada membro da família, não pelos presentes que eles dão, mas pela forma como eles tratam e sentir-se em direção ao outro.

Song: Fechar cantando todos os versos de “Silent Night” ( Hinos, nenhum. 204 ).

Oração: Ter um membro da família fazer a última oração.

Após o programa

Você pode querer ter algumas bebidas especiais após o programa, talvez algum tratamento que é tradicional em sua família na época do Natal. A família também pode querer cantar mais algumas canções juntos. Para esta noite especial, que seria melhor para cantar hinos sobre o nascimento do Salvador e para evitar canções sobre Papai Noel, árvores de Natal e outras tradições que não estão relacionadas diretamente a este evento. Essas músicas podem ser cantadas em outro momento.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
The Other Sheep

Os sinais do nascimento do Salvador foram dados ao povo da América, bem como para aqueles na Palestina. Você pode querer apresentar um programa de família semelhante ao “Come Let Us Adore Him” ​​mas usando as escrituras e história dadas no Livro de Mórmon.

Comece com a visão de Néfi ( 1 Néfi 11:12-21 ) e as palavras de Samuel, o lamanita ( Helamã 14:2-13 ). Em seguida, continue com 3 Néfi 1:1, 4-21 . Você pode querer acabar com a primeira aparição de Cristo aos nefitas depois de sua ressurreição ( 3 Néfi 11:1-11 ).

Que tipo de presentes Devo dar a ele?

Dedicar uma noite para discutir os presentes que podemos dar a Jesus. Você pode querer começar por ter alguém ler o relato da visita dos Reis Magos ( Mateus 2:1-12 ). Ou os membros da família podem desfrutar agindo fora da história.

Use a história como uma chave para a discussão de presentes próprias da sua família para Salvador. Faça com que cada membro da família planejar um presente que ele lhe dará o Salvador durante a temporada de Natal. A família pode escrever os seus dons, coloque as tiras em uma caixa, e decorar a caixa. A caixa pode ser aberto em Natal, e os membros da família podem dizer o que eles deram ou vão dar ao Senhor.

Nós celebramos o nascimento do Senhor na Canção

Plano de uma noite de canções com os membros da família cantando juntos ou como os grupos ou solistas. Escolha canções que lidam com o nascimento de Cristo. Alguns membros da família podem desfrutar de contar sobre as origens das canções que eles cantam ou sobre o porquê da canção que eles escolheram é especial para eles.

As crianças mais novas podem vestir-se com trajes que representam pastores, Reis Magos, ou anjos, como eles cantam suas canções. Certifique-se de retratar os anjos sem asas.

Você pode querer ir caroling em outra noite, depois de esta noite familiar.

Natal-A Family Affair

Se você não tem tradições de Natal da família em particular, você pode querer passar uma noite falando e escolher alguma atividade de Natal que podem tornar-se uma tradição em sua família. Planeje-lo para que todos os membros da família podem participar. Escolha uma atividade que você pode repetir ano após ano. Você pode querer nomear ou eleger um membro da família para lembrar a tradição e lembrar a todos no próximo ano.

Servir ao Próximo no Natal

Planejar e executar um projeto de serviço de Natal em que você carrega o espírito do Natal e do amor de Cristo a alguém que está doente, solitário, infeliz, sem amigos, ou aflitos.

Por exemplo, você pode querer ter uma “Twelve Days of Christmas” memória em que você apresenta algum pequeno presente ou serviço para uma pessoa em cada um dos 12 dias. Ou você pode querer adotar uma família para o Natal para compartilhar com você na estação alegre. Você pode considerar dar um presente de a-um evangelho Ensign ou A Liahona de inscrição, uma cópia das escrituras, ou um livro recente de uma Autoridade Geral.

Você pode querer coordenar seu projeto de família com o bispo ou presidente do ramo para evitar duplicações.

Lição Trinta e seis: Ele Ressuscitou!

Noite Familiar Livro de Recursos , (1997), 146

Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo: apalpai-me e vede; porque um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho.
[ Lucas 24:39 ]
FINALIDADE
Ajudar a sua família a desenvolver mais amor por Jesus Cristo como você celebrar a Páscoa juntos.

Para o pai
Tradições de férias são divertidas. Infelizmente, muitas vezes ficamos tão ocupados com a agitação das festas que roubá-los de qualquer significado real. Isso é triste, porque os feriados religiosos aos pais com alguns momentos de ensino muito naturais quando eles podem compartilhar com seus filhos esses sentimentos e experiências que se ligam uns aos outros e com o evangelho por toda a vida.

Páscoa comemora o triunfo final de Jesus, o Cristo, no final de sua missão terrena como ele superou tanto o pecado ea morte. Mas é difícil, especialmente para as crianças, para encontrar uma conexão entre as tradições comuns de Páscoa e da Expiação do Senhor. Precisamos encontrar maneiras de celebrar a Páscoa que são significativas e que os ajudam a crescer no amor e apreço pelo Salvador. Esta lição inclui algumas idéias para celebrar a Páscoa que você pode querer fazer tradicional em sua família. Antes de dar-lhe, certifique-se preparar espiritualmente para que sua família vai se sentir o seu apreço por Jesus Cristo e testemunho da Expiação. Reveja a história da primeira Páscoa das escrituras. Você também pode querer lercapítulo 12 , “A Expiação”, em Princípios do Evangelho [31110], páginas 71 a 78, para ajudá-lo a ser capaz de falar sobre a Expiação em termos simples e compreensíveis.

Se você se aproxima a lição de Páscoa com entusiasmo e gratidão, seus filhos também vão aprender a amar este feriado pelas razões certas. Celebre-lo juntos em um espírito de amor pelo Salvador e os presentes maravilhosos que Ele nos deu.

Você vai querer dar essa noite familiar em duas sessões: a preparação eo programa.

PREPARAÇÃO
1. Traga uma foto de alguém que você ama que morreu.
2. Prepare três tiras de papel que dizem “sofreu por nossos pecados”, “Ressurreição” e “Desejo e Reparação”.
3. Você pode querer fazer gráficos palavra de músicas desconhecidas.
Hinos e cânticos SUGESTÕES
Use os hinos e canções listadas na aula sugerido.

SUGESTÃO
Celebramos a Expiação de Jesus na época da Páscoa

Explique a sua família que a Páscoa é um momento em que celebramos algumas coisas importantes que Jesus fez por nós.

•O que Jesus fez por nós na época da Páscoa?
Explique que primeiro ele sofreu por nossos pecados, para que possamos ser perdoados, se nos arrependermos. Mostrar a família a tira “sofreu por nossos pecados.” Em segundo lugar, ele tinha o poder de viver novamente depois que ele morreu. Chamamos isso de Ressurreição. Segure a “Ressurreição”. Tira Porque Jesus ressuscitou, todas as pessoas que já viveram na Terra ressuscitarão também.

Explique que nós chamamos essas duas coisas que Cristo fez por nós, o seu sofrimento por nossos pecados e ressurreição da Expiação. Segure a tira “Expiação.” Discussão sobre o fato de que o pecado ea morte fazem parte da existência mortal. Eles são parte da experiência que veio a esta terra para ter. Mas nós só não conseguiu superar os efeitos de qualquer um. Por esta razão, o nosso Pai Celestial planejou para nos fornecer um Salvador. Jesus amorosamente nos deu o dom da Expiação para que pudéssemos voltar ao nosso Pai Celestial e tornar-se como ele.

Neste momento, você pode gostar de cantar “Jesus ressuscitou” ( Músicas para Crianças, p.70 ).

Agora tire a foto de sua amada, e compartilhar com sua família os seus sentimentos sobre seu amado e sua morte. Você pode usar a seguinte história, se você não quer contar uma história pessoal de seu próprio:

Jamie

Quando Jamie nasceu, os médicos soube imediatamente que havia algo errado com o seu corpo minúsculo. Eles, infelizmente, disse a sua mãe e seu pai que ele não viveria muito tempo. Mas quando a mãe de Jamie estava pronto para ir para casa do hospital, Jamie ainda estava vivo. Então, Jamie foi para casa com sua mãe.

Os médicos disseram que o cérebro de Jamie estava muito danificada e que ele nunca saberia se alguém o amava ou não. Mas Jamie sabia. Cada dia em que ele cresceu e respondeu um pouco mais. Logo ele começou a sorrir para a sua família, e às vezes ele mesmo rir. A família de Jamie sabia que ele era um bebê muito especial, e que o amava muito.

Jamie precisava de mais cuidados do que a maioria dos bebês, mas todos em sua família era feliz em ajudar a cuidar dele. Ainda assim, apesar de, todo o seu carinho, Jamie ficou mais fraco. Finalmente, quando ele tinha nove meses de idade, ele morreu.

A família de Jamie foi consolado porque sabia que ele iria viver novamente e que seu pequeno corpo seria feito perfeito. Seu apreço pelo Salvador e da Ressurreição foi grandemente fortalecida.

Pai e mãe e irmãos e irmãs de Jamie queria estar com Jamie novamente, então tudo o que se esforçou para manter os mandamentos do Pai Celestial. Às vezes, eles cometeram erros e fez coisas que estavam erradas. Devido a isso, eles queriam se arrepender, eo sofrimento que Jesus passou por seus pecados tornou-se muito significativo para eles. Eles sabiam que, como eles realmente se arrependeu, seus pecados seriam perdoados e eles poderiam ser algum dia com Jamie. Eles sabiam que todos eles poderiam viver com o Pai Celestial.

A Expiação é importante para nossa família

•Por que nós, como uma família precisa da Expiação?
Ajude a sua família entender que sem a Expiação, não importa o quão bom nós tentamos ser; não seria capaz de voltar ao nosso Pai Celestial ou recuperar nossos corpos. Nós todos estaríamos perdidos.

Preste seu testemunho pessoal da Expiação, e dizer por que é importante para você. Em seguida, discutir com sua família como você deseja Páscoa para ser um dia especial este ano, e para torná-lo de que maneira você está indo para planejar juntos esta noite.

Preparação para a Páscoa

Olhar sobre as imagens e idéias do programa. Decida como você vai usar o programa. Se ele for muito longo você pode querer dar a partes dele em dias diferentes. Faça atribuições para narradores, leitores de escritura e líderes de música. Procure envolver todos. Você pode querer usar o programa como um nascer do sol ou o serviço à noite de Páscoa. Organizar para aprender as músicas, ou escolher outros que você está familiarizado.

Como você terminar a sua noite familiar, desafiar a sua família a se esforçar para trazer o Espírito de Cristo em sua casa para a Páscoa. Peça-lhes para lembrar os grandes sacrifícios que Jesus fez para nos dar o dom da Expiação. Sugira que se preparam para a Páscoa trabalhando duro para ser altruísta e amorosa.

Incentive sua família a fazer sacrifícios para trazer uns aos outros a felicidade. Deixe-os citar alguns sacrifícios que eles poderiam fazer, como abrir mão de parte de sua reprodução para ajudar alguém, compartilhando seus brinquedos, dizendo uma coisa gentil com alguém que tenha sido cruel com eles, ou fazendo suas tarefas sem ser lembrado. Olhe-se João 13:34 , e lê-lo juntos. Em seguida, mostrar o gráfico dele incluído nesta lição. Use-o para lembrar sua família do desafio durante a semana.

Um novo
mandamento vos
dou:
Que vos ameis uns aos outros;
como Eu Vos amei,
que também vos ameis
uns aos Outros João 13:34

Programa de Páscoa

Leia João 3:16 .

Ter um narrador ler ou discutir o seguinte: Mesmo que ele sabia que Jesus seria cruelmente tratados, nosso Pai Celestial enviou para terra. Ele enviou Jesus, porque Ele nos ama. E Jesus nos ama tanto que ele queria vir. Ambos queriam cada um de nós tem a chance de voltar a viver com eles. É de se admirar que os anjos cantaram de alegria sobre esse milagre de amor, o dom do nascimento do Salvador?

Cante “Silent Night” ( Hinos, nenhum. 204 ).

Leia Mateus 19:13-14 .

Ter um narrador ler ou discutir o seguinte: Quando Jesus cresceu, ele passou seu tempo ensinando as pessoas como viver e como ser feliz. Ele pregou o evangelho, curou os doentes, e abençoou as crianças. Ele amou a todos, e muitas das pessoas que amava Jesus, também. Ele viveu uma vida de serviço e nos forneceu um exemplo perfeito para seguir. Nunca pensando em si mesmo, ele viveu a sua vida dar aos outros

Cante “Eu Gosto de Ler sobre Jesus” ( Músicas para Crianças, p.56 ).

Leia Lucas 22:44 .

Ter um narrador ler ou discutir: Jesus sabia que tinha chegado o momento para que ele sofresse por nossos pecados e morrer. Ele reuniu seus apóstolos ao seu redor para a festa da Páscoa, o que era para ser sua última ceia com eles. Lá, ele ensinou-lhes a respeito do sacramento, para que eles se lembraria dele e do que ele estava prestes a fazer por eles. Ele disse algo muito importante para eles, “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei “( João 13:34 ). Mais tarde, naquela mesma noite, ele orou no Jardim do Getsêmani, e lá ele sofreu por nossos pecados, para mostrar o seu grande amor por todos nós.

Cante “Love One Another” (incluído nesta lição; Hinos, nenhum. 308 ; Músicas para Crianças, p.136 ).

Leia João 19:17-18 .

Ter um narrador ler ou discutir: Na sexta-feira, depois de uma longa noite de ensaios ilegais, Jesus foi condenado à morte. Ele foi espancado e riram e cuspido. Em seguida, ele foi pendurado em uma cruz, com pregos perfurando suas mãos e pés, e deixado para morrer. Ainda assim, ele nunca deixou de amar. Ele perdoou aqueles que estavam colocando-o à morte. Enquanto ele ficou pendurado, a escuridão cobriu a terra, para os homens estavam assassinando seu Criador.

Cante “No Monte Verde” ( Hinos, nenhum. 194 ).

Leia Mateus 27:57-60 .

Ter um narrador ler ou discutir: Jesus foi sepultado em um túmulo emprestado na sexta-feira à noite, para o sábado era o sábado e enterrando as pessoas nesse dia não era permitido. Algumas mulheres queria colocar pomadas especiais sobre o corpo de Jesus para prepará-lo para o enterro, mas não tem tempo, então eles planejavam voltar assim que o sábado era mais para acabar de preparar seu corpo. O sábado foi um dia longo e triste. Jesus estava morto, e seus seguidores só podia esperar e chorar e pensar sobre ele.

Cante “para pensar em Jesus” ( Músicas para Crianças, p.71 ).

Leia Lucas 24:1-9 .

Ter um narrador ler ou discutir: A grande pedra estava revolvida, e um anjo declarou que Jesus tinha ressuscitado. Maria Madalena foi a primeira a vê-lo e disse a seus apóstolos, mas eles não acreditaram nela. Logo ele apareceu para os outros.

Depois, como os apóstolos estavam reunidos “, o próprio Jesus se apresentou no meio deles, e disse-lhes: Paz seja convosco.

“Mas eles, espantados e atemorizados, pensavam que viam algum espírito.

“E disse-lhes: Por que estais perturbados? e por que surgem dúvidas em vossos corações?

“Eis as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo: apalpai-me e vede; porque um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho. “( Lucas 24:36-39 ).

Por fim, eles acreditavam, embora eles se encheram de admiração e alegria. Jesus tinha ressuscitado dos mortos e foi com eles novamente.

Embora os eventos da primeira Páscoa aconteceu quase dois mil anos atrás, a história de Jesus não termina aí. Ainda assim, ele vive, e ainda nos ama. Ele estabeleceu-se novamente a sua Igreja sobre a terra, para que possamos ter as bênçãos do evangelho. E esse é o milagre da Páscoa. Jesus, o Cristo triunfou sobre o pecado ea morte. Ele vive.

Cante “Ressuscitou o Salvador” ( Músicas para Crianças, p.70 ).

Preste seu próprio testemunho à sua família que Jesus vive hoje, que ele está dirigindo o profeta e orientando a sua Igreja. Permitir que cada membro de sua família para expressar seus sentimentos e apreciação para o Salvador e da Expiação neste momento.

Cante “Ele Ressuscitou” ( Hinos, nenhum. 199 ).

Feche com uma oração.

Para os adolescentes ou adultos, você pode querer adicionar mais profundidade ao ler algumas das seguintes escrituras:

1. Mark 16:2-8
2. João 20:11-17
3. Mark 16:10-11
4. Lucas 24:36-39
5. João 10:16
6. 3 Néfi 11:3-11
7. Doutrina e Convênios 76:22-24
Adicione quaisquer hinos, canções ou números musicais que são os favoritos de seus familiares.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
“Vós não pôde assistir uma hora comigo?”

Leia em voz alta Mateus 26:36-45 . Depois, discuta Doutrina e Convênios 19:16-18 .

Atribuir um membro da família para ler em voz alta o seguinte:

Orson F. Whitney, um apóstolo durante os primeiros dias da Igreja restaurada, sonhou que viu o Salvador no Jardim do Getsêmani. Ele escreveu:

“Parecia-me estar no Jardim do Getsêmani, uma testemunha da agonia do Salvador. …

“Ao orar, lágrimas escorriam pelo seu rosto, o que era para mim. Fiquei tão comovido com a cena, que também chorei, por pura solidariedade. Todo o meu coração ia ter com ele; Eu o amava com toda a minha alma, e desejava estar com ele, como eu desejava mais nada.

“Hoje ele se levantou e caminhou até onde esses apóstolos estavam ajoelhados-dormindo! Sacudiu-os gentilmente, acordou-os, e em tom de reprovação do concurso, untinctured pelo menos mostrar de raiva ou impaciência, perguntou-lhes melancolicamente se não pudessem assistir com ele uma hora. Lá estava ele, com o terrível peso dos pecados do mundo sobre seus ombros. …

“Três vezes isso ocorreu, até que eu estava perfeitamente familiarizado com a sua aparência-face, forma e movimentos. Ele era de estatura nobre e majestoso semblante “. ( Através da memória Halls [Independence, Missouri: Impressão de Sião e Publishing Co., 1930], pp 82-83).

Você pode querer usar um flanelógrafo com recortes que representam o Salvador, os Apóstolos, as árvores do jardim, e outras coisas como o sonho do Élder Whitney é contada.

Repita a pergunta de Jesus: “não pudestes vigiar uma hora comigo”. “Assistir com ele” Em seguida, pedir os membros da família como eles podem se lembrar especialmente a Salvador na Páscoa e você pode querer aproveitar esta oportunidade para planejar um culto familiar especial ou serviço de oração em memória de sua expiação e ressurreição, a ser realizada no domingo de Páscoa, se você não pretende usar as sugestões dadas na lição.

Obra do Salvador continuou após sua crucificação

Durante o curto espaço de tempo entre sua morte na cruz e sua ressurreição, o Salvador realizou outra grande obra. Explore com a sua família a grande mensagem de seção 138 de Doutrina e Convênios. Leia a seção em conjunto, e discutir o seu significado para aqueles que no mundo espiritual e para nós. Para crianças pequenas, você pode querer contar a história de como Jesus foi para o mundo espiritual e organizou o trabalho missionário lá.

The Other Sheep

Tenha uma noite familiar em que você compara os eventos durante o ministério de Cristo na Palestina com eventos acontecendo na América, ao mesmo tempo. Dê especial atenção à crucificação, ressurreição, e visita do Salvador aos nefitas (ver 3 Néfi 8 e os capítulos seguintes). Você pode querer ter familiares agir fora porções da história. Ou você pode querer preparar um gráfico mostrando a história paralela dos dois lugares.

Amor um outro

Como eu vos amei,
Amar um ao outro.
Este novo mandamento:
Amar um ao outro.
Nisto conhecerão
Vós sois meus discípulos:
Se vos amardes
Um para o outro.

Lição Trinta e cinco: os que choram serão consolados

Bem-aventurados todos os que choram, porque serão consolados.
[ 3 Néfi 00:04 ]
FINALIDADE
Ajuda os membros da família enlutada encontrar conforto em ter um ao outro e em ser capaz de confiar no Senhor, aceitando a morte como uma parte necessária da vida eterna.

Para o pai
Para esta noite em casa para ser mais eficaz e reconfortante, sua família deve tê-lo o mais rápido possível após a morte ou funeral do membro da família. Você vai precisar para se familiarizar com o material e atribuir as escrituras para ser lido e discutido bem antes da noite para casa.

PREPARAÇÃO
Você vai precisar de uma luva.

SUGESTÃO
Faltando uma Amado

Peça aos membros da família para cada ação uma de suas memórias favoritas da pessoa que morreu. Lembre-lhes que este membro da família já não está doente ou triste ou na dor, e que ele gostaria que eles para falar dele muitas vezes e não se esqueça das coisas que eles fizeram juntos. Estresse aqui que é natural sentir falta dele e chorar, porque ele se foi. Nosso Pai Celestial sabia que ia ser assim, pois ele disse: “Juntos vivereis em amor, de modo que chorareis a perda dos que morrerem” ( D & C 42:45 ).

Resistindo a separação da Morte

Já alguém leia as seguintes palavras do Presidente Spencer W. Kimball:

“Sabíamos, antes de nascermos, que viríamos à Terra para corpos e experiência e que teríamos alegrias e tristezas, facilidade e dor, conforto e dificuldades, a saúde ea doença, sucessos e decepções. Sabíamos também que após um período de vida que iria morrer. Aceitamos todas essas eventualidades com um coração feliz, ansioso para experimentar o favorável eo desfavorável. … Aceitamos ansiosamente a chance de vir em direção à terra, embora possa ser apenas por um dia ou um ano “. ( Tragédia ou Destino [Salt Lake City: Deseret Book Co., 1977] 12, p.).

Se for o caso, lembrar a família que o membro da família que morreu tinha um número de anos na terra, e ele sabia alegrias e tristezas e teve a chance de crescer antes de morrer. Todos nós estamos tendo nossas experiências terrenas agora. Esta morte é uma das tristezas que compartilhamos como uma família. Nenhum de nós tem que arcar com isso sozinha, porque nós temos um ao outro e com a ajuda de nosso Pai Celestial. Com esse apoio, vamos encontrar uma maneira de continuar a viver sem ele.

A separação do espírito do corpo

A idéia para a apresentação seguinte vem de um discurso de conferência do Élder Boyd K. Packer na conferência geral de abril de 1973. Se você tiver acesso a essa conversa (Conference Report, abril de 1973, pp 78-82; ou Ensign, julho de 1973, pp 51-54), você pode querer lê-lo antes de apresentar esta noite familiar.

Usando a mão para representar o espírito e uma luva para representar o corpo, diga o seguinte para a sua família, usando suas próprias palavras:

Finja que minha mão é o seu espírito (segurá-la). Cada um de vocês viveu como um espírito com o Pai Celestial antes de vir a esta terra. O espírito pode viver e mover-se por si só (mexer os dedos). Finja que esta luva é o seu corpo (segurá-la). Até que o espírito entra nele, o corpo não pode se mover. Por si só não tem vida. Quando chegou o momento para você entrar neste mundo, seu espírito estava vestido em seu corpo (colocar na luva), e seu corpo tornou-se vivo. Do seu nascimento até a sua morte, seu espírito e seu corpo estão juntos (mexer os dedos na luva), e você se diz ser vivo. No momento da sua morte, sempre que é-na infância, a adolescência, a idade adulta jovem, de meia idade ou velhice, seu espírito será separado do seu corpo (tirar a luva e segurá-la). Seu corpo vai voltar a ser sem vida (soltar a luva vazia). Não será capaz de se mover, porque o seu espírito irá embora com ele. Seu espírito, no entanto, nunca morrerá (mexer os dedos). Ele vai estar com outros espíritos que foram separadas de seus corpos terrenos.

Explique que isso é o que aconteceu com o membro da sua família. Seu espírito foi separado de seu corpo. Todos vimos o seu corpo deitado como esta luva. Ele não podia se mover ou falar. Não havia vida nele. Seu espírito não estava mais lá. Embora seu corpo está morto, ele não está morto. A parte dele que olhou para fora através de seus olhos e lhe permitiu pensar e sorrir e agir, conhecer e ser-que parte dele é o seu espírito e vive. Ele só é separada de seu corpo.

A imagem maior

Convide sua família para ficar com você na janela. Apontar-lhes o quanto eles não podem ver-o outro lado da casa, na rua, o próximo bloco. Da janela, o seu ponto de vista é limitado.

Levar a família ao ar livre. Diga-lhes para olhar ao redor e ver que sem as paredes eo teto no caminho, eles podem ver mais do que podiam das casas-de janelas mais, mais rua, mais céu. Eles podem ter uma idéia melhor de onde eles estão. Depois de ter olhado em volta um pouco e pensou sobre o que viram, voltar para dentro. Quando eles são montados dentro de casa mais uma vez, explicar que esta morte era algo como o seu ir ao ar livre; o membro da família passou por uma porta para uma maior e melhor lugar.

Leia a seguinte declaração do Presidente Joseph F. Smith, que em sua vida experimentou a morte de muitos entes queridos:

“Enquanto estamos na mortalidade que estão entupidos, e vemos como por espelho em enigma, vemos apenas em parte, e é difícil para nós compreender as pequenas coisas com as quais estão associados. Mas quando nos revestir da imortalidade, nossa condição será muito diferente, [para] que sobem em uma esfera alargada “(Joseph F. Smith,. Doutrina do Evangelho, 5 ª ed. [Salt Lake City: Deseret Book Co., 1939], p. 440.)

Diga a família que o espírito do membro da família, separado do seu corpo, tem ido para aquela esfera maior, e agora ele pode ver e entender mais do que eles podem, da mesma forma que eles pudessem ver mais quando iam ao ar livre. Embora ele não pode voltar para nós, ele estará esperando por nós para chegar onde ele está, para ver o que ele vê, e para saber o que ele sabe. Em seguida, toda a família vai aguardar a ressurreição que vai se reunir a cada espírito e do corpo para sempre. (Pegue a luva e colocá-lo novamente, balançando os dedos.) Como seres ressuscitados, eles podem receber a plenitude da alegria e ter a vida eterna, que é o maior presente de todos.

A Hora do Reunion

Relembre a sua família que todos eles sabem algo sobre o plano de salvação. Através deste plano, o Salvador tornou possível para eles para ficar com um membro da família mais uma vez, para estar juntos como uma família, se eles vivem pelos mandamentos de Deus e manter-se santo diante dele. Este membro da família está esperando que eles vão ser digno de ir onde ele está, para que eles possam estar todos juntos novamente. Cada um deles viveu antes de eles nascerem e vai continuar vivendo, assim como ele é, depois que eles morrem. Ter alguém ler estas palavras do Presidente Joseph F. Smith:

“Nossos relacionamentos são formados por toda a eternidade. Nós somos seres imortais, e estamos ansiosos para o crescimento que deve ser atingido em uma vida exaltado depois provamos a nós mesmos fiel e verdadeira com os convênios que temos firmados aqui, e depois vamos receber a plenitude da alegria. “( Relief Society Magazine, maio de 1917, p. 316.)

“Não posso expressar a alegria que sinto com a idéia de conhecer o meu pai, e minha preciosa mãe, que me deu à luz no meio da perseguição e da pobreza. … O pensamento de conhecê-la, que pode expressar a alegria? A idéia de encontrar os meus filhos que me precederam além do véu, e de satisfazer os meus amigos e meus parentes, o que a felicidade que proporciona! Pois eu sei que deve encontrá-los lá. Deus me mostrou que isso é verdade. Ele deixou claro para mim, em resposta à minha oração e devoção, como Ele deixou claro para a compreensão de todos os homens que buscaram diligentemente para saber Dele. “(Conference Report, outubro de 1899, p. 71. )

Você pode querer adicionar seu testemunho ao Presidente Smith de que cada membro da sua família pode receber a certeza consoladora de que o membro da família que morreu realmente vive e que eles podem estar com ele novamente.

Confiando Nosso Pai Celestial

Explique a sua família que, apesar de tudo pode dar certo, no momento certo, após a morte é muito difícil, porque todo mundo perde o membro da família tanto. Lembre-lhes que o Pai Celestial pode ver e entender ainda mais do que a lata de membro da família. Ele ama a todos no mundo e é capaz de saber o quão triste e solitário que sentem. Muitas vezes, ele nos disse que ele nos ama e nos ajudará por momentos difíceis em nossas vidas, se ficar perto dele.

Atribua a cada membro da família antes do tempo para ler e pensar sobre uma das seguintes escrituras para que ele possa lê-lo em voz alta e dizer o que significa para ele. Discuta cada versículo.

1. “E mais uma vez, bem-aventurados são todos os que choram, porque serão consolados” ( 3 Néfi 00:04 ).
2. “Vinde a mim, todos os que estais cansados ​​e oprimidos, e eu vos aliviarei” ( Mateus 11:28 ).
3. “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus” ( Salmo 46:10 ).
4. “O Senhor deu, eo Senhor o tomou; bendito seja o nome do Senhor “( Jó 1:21 ).
5. “Sê humilde; eo Senhor teu Deus te conduzirá pela mão e dará resposta a tuas orações “( D & C 112:10 ).
6. “Porque Deus amou o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que crê não pereça, mas tenha a vida eterna” ( João 3:16 ).
7. “Na casa de meu Pai há muitas moradas: se não fosse assim, eu vos teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E se eu for e vos preparar lugar para você, eu virei outra vez, e vos levarei para mim mesmo; que onde eu estou, estejais vós também. “( João 14:2-3 ).
8. “Deixo com vocês, a minha paz vos dou: não como o mundo dá, dá-me a vós. Não deixe seu coração ser incomodado, nem se atemorize “( João 14:27 ).
9. “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição ea vida: aquele que crê em mim, ainda que esteja morto, viverá: E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá. Crês tu isto? “( João 11:25-26 ).
Termine a noite com o lembrete de que, apesar da morte, a vida continua, eo membro da família que morreu iria querer a família para enfrentá-lo com coragem. Se eles se lembram o que ele quer que eles façam, sua influência vai permanecer com eles. Explique que você ainda é uma família e temos um ao outro. Você vai descobrir como você ir junto que você possa confortar uns aos outros e ser consolado pelo Pai Celestial ao orar com ele.

SUGESTÃO DE MATERIAL DE LEITURA
Joseph F. Smith, Doutrina do Evangelho, 5 ª ed. (Salt Lake City: Deseret Book Co., 1939), pp 277-79; ver também o capítulo “Vida Eterna e Salvação”, pp 428-77.

Joseph Smith, “The King Follett Discourse,” Ensinamentos do Profeta Joseph Smith, sel. Joseph Fielding Smith (Salt Lake City: Deseret Book Co., 1938), pp 342-62; ver também pp 196-210.

Heber J. Grant, “The Death of My Last Son,” Padrões do Evangelho, comp. G. Homer Durham (Salt Lake City: Improvement Era, 1941), pp 364-66.

Lição Trinta e quatro: Quando Strikes Doença

Noite Familiar Livro de Recursos , (1997), 138

Não deixe seu coração ser incomodado, nem se atemorize.
[ João 14:27 ]
FINALIDADE
Ajude a sua doença face família com maior compreensão e união.

Para o pai
Doença prolongada ou terminal de uma família pode ser mais difícil de enfrentar do que quase qualquer outra adversidade. Ele pode ser transformado em uma fé promover e fortalecer a experiência, se a família enfrenta-lo com as atitudes e ações corretas. Esta lição irá ajudar a sua família crescer com essa experiência, se você abordá-lo em oração e sabiamente, adaptando suas discussões para os problemas e necessidades da sua situação específica.

PREPARAÇÃO
Encha uma caixa, saco, ou fronha com livros ou outros objetos inquebráveis, um ou mais objeto para cada membro de sua família. Certifique-se de que há coisas pesadas suficientes no saco que ele vai ser muito pesado para apenas um membro da família para levantar e transportar facilmente.

HYMNS sugerido e CANÇÃO
“Que Firme Alicerce” ( Hinos, nenhum. 85 ).

“Count Your Blessings” ( Hinos, nenhum. 241 ).

“O Senhor é meu pastor” ( Hinos, nenhum. 108 ).

“Ajudar Toda Gente” ( Músicas para Crianças, p.198 ).

SUGESTÃO
Quando você estava doente

Já os membros de sua família tenta se lembrar de uma época em que eles estavam doentes ou feridos e confinados à casa. Peça a cada membro da família demorar alguns minutos para contar sobre sua experiência.

•Quem ajudou a cuidar de você e te confortar?
•Como você se sentiria se sua doença era para durar vários meses ou mesmo anos?
Compartilhando o Burden

Diga cada uma das seguintes histórias para a família:

A Família Carson

O irmão ea irmã Carson teve filhas gêmeas, 16 anos de idade, e dois filhos, com idades entre doze e dez. Irmã Carson era uma dona de casa especialista. Ninguém na casa poderia igualar sua eficiência. Irmão Carson e sua família dependia fortemente em forma suave da irmã Carson de lidar com todas as questões relacionadas com a casa.

Uma noite, em uma reunião social, Irmã Carson sofreu um derrame. Ela ficou paralisada da cintura para baixo e não respondeu ao tratamento. Ela estava muito preocupada com o que aconteceria com a sua casa, agora que ela não podia fazer tudo o que ela tinha feito. Sua família parecia incapaz de manter a ordem em que ela esperava e isso incomodava e sua família. A família não parecem saber onde encontrar as coisas, o que fazer, ou como fazê-lo.

Irmão Carson lamentou sobre a situação e parecia passar mais horas em seu trabalho. Faltava-lhe desenvoltura em trazer esperança, conforto, ou incentivo para a casa. A situação tornou-se mais e mais desanimador até os gêmeos foram enviados para viver com a irmã do irmão Carson, e os meninos encontraram uma casa com a avó eo avô Carson. Irmão Carson e sua esposa foi para a sua mãe para viver.

Depois que a família tinha ido, um vizinho fez a seguinte observação: “Eles eram uma família feliz até que o problema veio. Eles não sabiam como compartilhar a responsabilidade. Quando a mãe teve o seu acidente vascular cerebral, os membros da família não sabia como ajudar e consolar uns aos outros. “

Os Fosters

Os Fosters teve cinco filhos com idades 6-15. Eles eram uma família feliz e gostava de fazer coisas juntos. Cada um tinha sua própria responsabilidade em casa, e até Susan, seis anos de idade, era esperado para fazer sua parte.

Uma tarde, ao dirigir em casa das compras, Irmã Foster foi envolvido em um acidente automobilístico. Ela ficou gravemente ferido e perdeu o uso das duas pernas.

Foi uma circunstância trágica, mas o irmão Foster e seus cinco filhos reunidos em oração e buscou a influência consoladora do Senhor. Eles colocaram os braços em torno de si e começou a fazer planos. Irmão Foster disse a sua família: “Mãe não pode andar. Os médicos dizem que ela nunca pode usar suas pernas novamente. Temos dependia dela para as nossas refeições, lavar roupa, e passar, mas agora as coisas mudaram. Vamos cada um precisa fazer algumas das coisas que ela costumava fazer. O que você sugere? “

Denton, o filho mais velho, disse: “Eu vou para casa da escola mais cedo que puder. Eu sei como lavar a roupa. “

Joyce, quase quatorze anos, rapidamente acrescentou: “Eu vou fazer o cozimento.”

Cada membro da família disse que ele faria. Pouco Susan prometeu ajudar a manter as coisas do chão e em seu lugar. Donald e Jane mencionou outras coisas que eles poderiam fazer. A família Foster encontrou conforto no Senhor através de suas orações e também no outro. Eles fizeram planos e assumiu a maior parte das funções de irmã adotiva. Apesar do infeliz acidente, eles ainda eram uma família feliz.

•Por que a família Foster mais capaz de se ajustar a sua nova situação?
Agora traga a sacola cheia de livros ou outros objetos pesados ​​para a sala. Peça a cada membro da família tomar um rumo tentando levantar o saco e levá-lo.

•Você pode levar o conteúdo deste saco facilmente?
Retire os livros ou objetos do saco, e dividi-los entre os membros da família. Dê a cada membro só a quantidade que ele ou ela é capaz de transportar facilmente.

•Você pode levar o conteúdo deste saco facilmente agora?
Explique a sua família que, quando a responsabilidade de cuidar de um membro doente ou deficiente da família é colocada em cima de apenas um membro da família, o fardo de que a responsabilidade se torna muito pesado, assim como o saco ficou muito pesado para apenas um deles de transportar.

Explique que, quando essa mesma carga de responsabilidade é dividida e compartilhada entre todos os membros da família, torna-se mais leve e é fácil de transportar, assim como o conteúdo do saco eram fáceis de transportar quando eles foram divididos e compartilhados.

Ter um membro da família ler Gálatas 6:2 e explicar o que a escritura significa para ele.

•Somos nós, como membros desta família, pronto para compartilhar cargas uns dos outros?
Um tempo para a oração

•Qual foi a primeira coisa que a família Foster lembrou-se de fazer na história? (Eles se reuniram em oração e buscou a influência consoladora do Senhor.)
Explique para a sua família que, por vezes, através das bênçãos do sacerdócio e através do jejum e orações dos membros da família, o doente pode ser curado. Explique que, por vezes, a pessoa não é curada, mas através das orações de familiares e outras pessoas, ele e sua família possam sentir o Espírito consolador do Senhor. Explique para a sua família que todos eles podem receber conforto necessário, a compreensão ea unidade de jejuando e orando juntos.

Blessings in Disguise

Já a família encontrar Romanos 8:28 e 2 Néfi 2:02 e leia as passagens em voz alta.

•O que essas escrituras nos ensinam sobre a doença e adversidade?
Explique para a família que o Senhor pode nos abençoar de muitas maneiras diferentes, e às vezes ele nos permite experimentar a doença e adversidade, para que possamos crescer. Leia a seguinte história contada pelo Bispo H. Burke Peterson:

“Todos nós temos tido conhecimento dos problemas de saúde do Presidente Kimball. Lembro-me de alguns anos atrás, quando fui chamado para o Bispado Presidente que fomos convidados para uma sala no templo onde os irmãos recém-sustentados eram para ser separado. Antes do ajuste à parte os irmãos estavam indo para dar uma bênção para o Presidente Kimball, que na época era Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos, porque ele estava indo fazer uma cirurgia de coração aberto em uma questão de poucos dias. À medida que lhe deu a bênção, muitos pensamentos passaram por minha mente.

“O Presidente Kimball tinha sido levantada no Arizona, como eu tinha sido, e eu tinha uma atenção especial a ele. Lembrei-me de muitos dos ensaios que ele tinha experimentado, especialmente as muito graves problemas de saúde. Eu sabia que ele cantou em um quarteto ao mesmo tempo com os membros dos Doze, e eu entendi que ele cantava lindamente. Então ele tinha câncer e tinha que ter aquela voz tirado dele.

“Eu pensei que eu o vi sentado em sua cadeira, com os Apóstolos” mãos na cabeça: “Por quê? Por que um homem que tem sido através do que ele tem sofrido agora tem que passar por uma cirurgia de coração aberto? Eu sabia que o Senhor poderia curá-lo em um instante se ele escolheu, e me perguntei por que ele não o fez. Mas agora eu entendo, como eu tenho certeza que você faz, o que o Senhor estava preparando um homem, um apóstolo, para ser seu profeta. Ele queria um profeta e um presidente que iria ouvi-lo, que poderia receber os sussurros do Espírito e estaria aberto a eles.

“Essas são as razões para os ensaios contínuos com a qual todos nós estamos enfrentado. Precisamos dessas experiências para que possamos aproximar-nos do Senhor e aprender a depender dele para tudo. “(” Oração-Try Again “, Ensign, junho 1981, p. 72.)

Explique que às vezes bênçãos podem vir até nós desde os tempos de tragédia ou doença. Dê a sua família acha de algumas dessas bênçãos, e em seguida, adicione os eles não mencionam:

1. A sensação de proximidade com o Senhor.
2. Maior compaixão e caridade para os outros.
3. Apreciação para as coisas mais importantes na vida.
4. A unidade familiar mais próximo.
5. Desenvolvimento de novos talentos e pontos fortes.
Conte a seguinte história:

Fraqueza de Michael torna-se uma força

Quando Michael tinha dez anos, ele estava em um acidente automobilístico. Suas pernas foram esmagadas tão mal que os médicos disseram Michael ele provavelmente nunca voltaria a andar. Michael não acreditava neles, no entanto. Seu pai lhe tinha dado uma bênção do sacerdócio. Lembrou-se das palavras: “Sua fraqueza vai se tornar uma grande força, se você tem fé em Jesus Cristo.”

Como poderia a sua fraqueza se tornar uma força a menos que pudesse andar e correr de novo? Então, talvez, ele se tornaria um grande corredor ou até mesmo um herói do futebol. Imaginou-se a correr para o touchdown da vitória com os fãs vão à loucura! Sim, ele sabia que voltaria a andar, porque ele tinha fé no Senhor. Ele foi corajoso por todas as operações e dor, e ele tentou ser alegre. Ele orava todos os dias. Ele sabia que ele voltaria a andar.

Michael logo fez amizade com as outras crianças no hospital. Na verdade, eles o chamavam de “Mr. Amigável “, porque ele estava tão feliz e tentei fazer todo mundo feliz, também. Isso fez com que Michael se sentir bem, porque ele queria ajudar. Ele sabia que todas as crianças não têm a bênção especial que ele fez para manter seu ânimo. Ele sentiu um amor especialmente para os bebês. Eles eram tão pouco e indefeso. Ele gostava de fazê-los sorrir e rir. Em breve, até mesmo o menor bebê sorria só de vê-lo chegando.

Então, um dia, uma das pernas de Michael machucar ainda pior do que o habitual. Depois que os médicos examinaram a perna dele, disseram-lhe que ele estava ficando pior e não melhor e que eles teriam que tirá-lo.

“Leve minha perna”, pensou Michael. “Se eles fizeram isso, então como eu poderia se tornar um grande astro do futebol americano? Eles simplesmente não pode fazer isso! “

Mas eles tinham que fazê-lo para salvar a vida de Michael. Quando tudo acabou, Michael se sentiu triste e confuso. Como poderia a sua fraqueza se tornar uma grande força agora? Mas Michael não desistiu de ter fé. Ele ainda amava o Senhor, e ele sabia que o Senhor o amava. Ele continuou orando, e tentou ser bom. Ele sabia que o Senhor poderia realizar grandes milagres, e por isso ele teria apenas que esperar.

Enquanto isso, quando ele começou a se sentir melhor, ele passou mais e mais tempo tentando manter todas as outras crianças felizes. Ele disse-lhes sobre Jesus e nosso Pai Celestial e os ajudou a aprender a orar. Ele não teve tempo de ser muito triste ou a pensar em futebol anymore. Ele começou, em vez disso, fazer de conta que ele era um grande médico que ajudou as criancinhas ficar bem.

Finalmente, depois de muitos meses no hospital, Michael estava pronto para ir para casa. Foi um dia emocionante, mas triste demais quando ele disse adeus a cada um de seus amigos. Quando ele disse adeus para os bebês, ele quase não queria ir. Ele fez uma oração especial em seu coração para cada um deles. Quando o médico veio dizer adeus, ele bagunçou o cabelo de Michael e disse: “Bem, Sr. Friendly, você tem sido uma grande força para todas as crianças no hospital, uma força muito grande.” E então outra voz ecoou em mente de Michael, “A grande força-sua fraqueza se tornará uma grande força.”

De repente, Michael sabia como suas orações estavam sendo atendidas, e ele também sabia que ele nunca iria correr novamente.

Depois de discutir a história de Michael e as implicações que pode ter em sua família, concluir por ter um membro da família ler Elder conselho Marion D. Hanks ‘:

“Em sua própria vida perceber haverá problemas. Deus abençoe você para não ser negativo ou fatalista em seu pensamento, mas para tratar o problema como um amigo e levantar as fundações que lhe permitirá ficar firme.

“Deus nos ama e Ele não tem prazer em nossas dores e fracassos.” (“Usar Gift of Time”, Church News, 24 de abril de 1965, p. 6.)

Lição Trinta e três: Eles dois serão uma só

Noite Familiar Livro de Recursos , (1997), 132

[O casamento é] sem princípio de dias ou fim de anos. … Ela estabelece as bases para mundos, para os anjos e para os deuses; por seres inteligentes para ser coroado de glória, imortalidade e vidas eternas. Na verdade, ele é o fio que vai do início ao fim do santo Evangelho da Salvação; … É de eternidade a eternidade. [Brigham Young, Discursos de Brigham Young, sel. John A. Widtsoe (Salt Lake City: Deseret Book Co., 1941), p. 195.]

FINALIDADE
Honra a um membro da família que está prestes a se casar, e ensinar os membros da família a importância do convênio do casamento.

Para o pai
Se possível, faça isso uma das últimas noites em casa antes do casamento. Faça deste um momento para homenagear a noiva ou o noivo e para lembrá-la ou ele da natureza sagrada do casamento.

PREPARAÇÃO
Peça aos membros da família para pensar em qualidades da pessoa para se casar, que contribuirão para um casamento feliz. Eles devem estar preparados para compartilhar essas qualidades em casa à noite.

Hinos e cânticos SUGESTÕES
“Amor no Lar” ( Hinos, nenhum. 294 ).

“How Beautiful Tua Templos, Senhor” ( Hinos, nenhum. 288 ).

“As Famílias Poderão Ser Eternas” (na página 5 deste livro, Hinos, nenhum. 300 ; Músicas para Crianças, p.188 ).

“Eu Gosto de Ver o Templo” ( Músicas para Crianças, p.95 ).

SUGESTÃO
Casamento ordenado por Deus

Explique que o membro da família que você está honrando em breve estará deixando o círculo da família para começar uma nova família de seu próprio, e isso é como deveria ser. Se casar e criar uma família é uma parte importante do plano do Senhor para nós.

Convide cada membro da família para dizer de uma qualidade da pessoa para se casar tem que contribuirá para um casamento feliz. Por exemplo, uma pessoa pode dizer: “Eu acho que a pessoa que está sendo casado vai ser uma boa mãe, porque ela sabe como fazer-nos sentir melhor quando estamos feridos, como o dia em que eu caí e machuquei meu joelho”, ou “Eu acho que o pessoa ser casada vai ser um bom pai, porque ele é tão bom para as crianças. “

Relembre a família que existem alguns princípios básicos que são essenciais para que qualquer casamento é para ser bem sucedido. Peça-lhes para dizer o que sentem as coisas são necessárias se um casamento é para ser bem sucedido e feliz. Ver as imagens incluídas com esta lição, um de cada vez, e ter a família decidir o que é descrito em cada um.

Então, alguém ler as declarações que acompanham cada uma das imagens. As oito fotos representam amor, confiança, apreciação, comunicação, crianças, segurança financeira, espiritualidade, e um senso de humor.

Manutenção de Registros-Outra Essencial

Explique que um outro essencial para uma nova família é a manutenção de registros. Dê uma folha de grupo familiar em branco para a pessoa prestes a se casar durante a noite familiar, e sugerem que ele preencha-o enquanto a informação está fresco em sua mente. Os pais devem se lembrar de atualizar sua própria folha de grupo familiar também. Enfatizar que a nova família deve manter registros atual como outros marcos são atingidos em sua família.

Presentes para os recém-casados ​​(Opcional)

Antes de esta noite em casa, você pode querer preparar pequenos presentes baratos que o casal recém-casado vai precisar. Você pode selecionar um versículo apropriado e anexá-lo a cada pacote. A seguir estão algumas idéias:

Item

Bíblia

1. Caixa de sal

Lucas 14:34 : “O sal é bom: mas se o sal for insípido, com que ele deve ser temperado”

2. Colheres de medição ou um copo de medição

1 Crônicas 23:29 : “. Para os pães ázimos, quer seja do que se assa na panela, quer seja do que é frito, e para todos os tipos de medida e tamanho”

3. Livro de escritura

Mateus 4:4 : “O homem não vive somente de pão, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.”

4. Despertador

Doutrina e Convênios 88:124 : “Cessai de dormir mais do que o necessário; recolhei-vos cedo, para que não vos canseis; levantai-vos cedo, para que vosso corpo e vossa mente sejam fortalecidos. “

5. Receitas de pão favoritos

Ruth 2:14 : “Na hora da refeição vem tu aqui, e come do pão.”

6. Pequeno pote de mel

Provérbios 24:13 : “Come mel, porque é bom.”

7. Jarro, taças ou copos

Provérbios 05:15 : “Bebe a água da tua própria cisterna, e águas correntes do teu poço.”

8. Sabão, detergente, toalhas, shampoo, pasta de dente, esponjas, panos de prato, toalhas de papel

Isaías 01:16 : “Lave-lo, torná-lo limpo.”

Durante casa à noite, instrua o um ser casado para ler a escritura que o acompanha, tentar adivinhar as palavras que o pacote contém, em seguida, abra o pacote e mostrar o presente para a família.

Uma refeição em família

Você pode querer ter um jantar em família para homenagear a pessoa ser casada. Para dar conselhos a essa pessoa, você pode querer colocar pedaços de papel com escrituras escritos neles em cada prato e lê-los como a refeição progride. Você pode usar as escrituras como os seguintes ou outras peças de conselho:

1. Provérbios 16:24
2. Provérbios 16:08
3. Provérbios 14:29
4. Provérbios 15:13
5. Provérbios 15:17
6. Provérbios 3:9-10
7. Provérbios 04:26
8. Provérbios 3:5-6
9. Provérbios 15:1
10. Provérbios 17:01
Bênção do Pai

Você pode querer fazer arranjos para dar a bênção de um pai para o membro da família se casar. Pode ser determinado no final desta família noite, no dia do casamento ou em outro momento apropriado.

Amor

“Há algo além de instinto que é muito mais bonita e que algo é o amor, o atributo mais divino da alma humana. Não há nenhuma dificuldade, não há tristeza, não há sucesso, não há fama, não há riqueza, não há nada no mundo que pode separar dois corações que se encontram vinculados pelo fecho de ouro do amor. “(David O . McKay, segredos de uma vida feliz [Salt Lake City: Bookcraft, 1960], pp. 36-37)

Crianças

“A ordem para multiplicar e encher a terra e sujeitai-vem do Senhor também. Recusar-se a suportar ou abster-se de o rolamento das crianças é um erro de omissão. É claro que a mera propositura de crianças no mundo não cumprir a obrigação. Nem tem pais se conheceram todas as suas responsabilidades quando alimentar e vestir e dar a escolaridade e entretenimento para sua prole. A grande responsabilidade parental não for cumprida, a menos que os pais e mães fazer tudo em seu poder para treinar seus filhos a orar ea andar em retidão perante o Senhor, dando bom exemplo e ensino verbal positivo. “(Spencer W. Kimball, O Milagre do Perdão [Sal Lake City:.. Bookcraft de 1969], p 97)

Espiritualidade

“Vivamos de modo que o espírito de nossa religião vai viver dentro de nós, então teremos paz, alegria, felicidade e contentamento, o que faz com que tais pais agradáveis, prazerosas mães, filhos, bons lares, vizinhos, comunidades e cidades. Isso vale a pena viver, e eu acho que os santos dos últimos dias devem se esforçar para isso “(Brigham Young,. Discursos de Brigham Young, sel John A. Widtsoe [Salt Lake City: Deseret Book Co., 1941]. , p. 204.)

Confiança

“Peço-lhe para lançar as bases da casa em uma sólida fundação, empresa de amor, confiança e fé. Comece o dia com a oração familiar. Ajoelhe-se juntos antes de se aposentar. Pode ter havido algumas arestas ao longo do dia, e uma boa maneira de suavizá-los é através de joelhos em oração. “(Harold B. Lee, Fortalecer o Lar [panfleto de 1973], pp 7-8).

Comunicação

“Casamento conselheiros relatam que um dos principais problemas da família hoje é a incapacidade dos companheiros para falar sobre as coisas. … Só vivendo juntos não soldar duas pessoas em um amor, compreensão unidade; isso pode se materializar apenas como marido e mulher abrir seus corações e mentes para o outro, de modo que uma via de mão dupla é pavimentada para a partilha de esperanças e aspirações, bem como problemas, de modo que os planos podem ser democraticamente e sabiamente fez.

“O que pode ser feito para ajudar a lubrificar as engrenagens da comunicação entre marido e mulher?

“1. Desenvolver um desejo de compartilhar idéias com o cônjuge. …
“2. Tente falar com um pouco do que a ou em outro. …
“3. Seja um bom ouvinte. …
“4. Aprenda a aceitar opiniões e sentimentos de cada um. …
“5. . Mantenha confidências “(Rex A. Skidmore, Eu Te Wed, rev. ed [Salt Lake City: Deseret Book Co., 1964]., pp 41-43).
Segurança Financeira

“Irmãos e irmãs, o plano de trabalho e de uma maneira que permitirá que você seja feliz, mesmo que você fazer sem certas coisas que em tempos de afluência pode ter sido disponível para você. Viver dentro do seu meio e não além deles. Onde você tem um pedaço de terra, ainda que pequena, planta um jardim. Ficar perto do solo é bom para a alma. Adquira seus fundamentos com sabedoria e cuidado. Esforce-se para salvar uma parte do que você ganha. Não confunda muitos desejos para as necessidades básicas.

“Ensine seus filhos esses princípios básicos em seus conselhos de família.” (Spencer W. Kimball, Conference Report, abril 1981, pp 107-8, ou Ensign, .. maio de 1981, p 80)

Valorização

“Que vocês jovens maridos percebem que a casa é o castelo de sua esposa, onde desde a manhã até a noite ela labuta para construir. … Para que você possa deixar de apreciar seus esforços ou desconsiderar a santidade da sua casa e da sua ordem por seus hábitos descuidados, seria colocar em sua mente o pensamento perigoso que o marido não aprecia seus esforços. Vocês, jovens esposas devem perceber que como seu companheiro chega em casa do trabalho do seu dia, ele chega, por vezes, com os nervos que são tenso com as tensões de esforços daquele dia, na esperança de encontrar em você alguém para dar-lhe a força ea coragem para voltar inspirada e melhor preparados para enfrentar os problemas do dia seguinte. Para nag e repreender e deixar de apreciar os seus problemas é falhar em ser o companheiro que ele precisa “(Harold B. Lee,. Juventude e da Igreja [Salt Lake City: Deseret Book Co., 1970]., p 178 .)

Senso de humor

“Um senso de humor pode salvar inúmeras situações difíceis ou embaraçosas, transformando-os em experiências agradáveis. …

“Além de tornar a vida mais agradável para todos os envolvidos, um senso de humor também ajuda a amortecer os solavancos ao longo da estrada da vida em comum. Cada situação tem pelo menos dois lados, eo que é enfatizado pode trazer resultados completamente diferentes. É importante olhar para o lado bom das pessoas e experiências. “(Rex A. Skidmore, Eu Te Wed, pp 53-54).

Lição Trinta e dois: Leaving on a Mission

Noite Familiar Livro de Recursos , (1997), 130

Ide, pois, ensinai todas as nações.
[ Mateus 28:19 ]
FINALIDADE
Honra a teu membro da família que tem sido chamado para servir em uma missão ou que está saindo de casa por um longo período para trabalhar ou ir à escola.

Para o pai
Esta noite, casa precisa de preparação antes do tempo para ser mais eficaz. A maior participação dos membros da família, mais amor e união da família vai se sentir. As atividades opcionais no final são sugestões para ajudar a fazer esta noite para casa um mais memorável para o seu missionário partida ou outro membro da família. Não se pretende que todas as sugestões ser usado, apenas aqueles que irá agradar a sua família. Adaptar as atividades de sua própria situação, se você está honrando alguém que está saindo de casa para a escola ou trabalho.

PREPARAÇÃO
1. Chega deslizamentos de papel para a atividade de jantar da família.
2. Pergunte à família se preparar para contar sobre uma experiência que tiveram com a pessoa prestes a sair em uma missão, algo que aconteceu com ele, ou algo memorável que ele fez.
HYMNS sugerido e CANÇÃO
“Eu vou ir para onde você quer que eu vá” ( Hinos, nenhum. 270 ).

“Ó Élderes de Israel” ( Hinos, nenhum. 319 ).

“Eu espero que me chamam em uma missão” ( Músicas para Crianças, p.169 ).

SUGESTÃO
Um jantar em família

Comece a sua noite em casa com um jantar especial de família. Convide os membros da família alargada, se possível. Inclua algumas das comidas favoritas do missionário na refeição. Você também pode servir pratos típicos da região ou do país em que o missionário foi chamado.

Antes do jantar, designar os membros da família para compilar algumas informações sobre a determinada área ou país em que o missionário vai servir. Esta informação pode incluir coisas como lugares interessantes na área da missão, costumes, hábitos alimentares e climáticas. Escrever esses fatos em tiras de papel separadas. Tape um deslizamento na parte inferior do assento de cada cadeira. Durante o jantar, pedir os membros da família, um de cada vez, para encontrar os pedaços de papel em suas cadeiras e ler em voz alta os fatos sobre o país ou área em que o missionário vai ser.

O missionário poderia então adicionar coisas que aprendeu sobre sua área de missão desde que recebeu seu chamado.

Honrando sua Missionaria

Depois do jantar, que cada pessoa contar brevemente sobre uma experiência que ele teve com o missionário, algo que tem acontecido com o missionário, ou algo memorável que o missionário tem feito.

Family Story Conversão

Ter um membro da família contar a história da conversão de uma das primeiras pessoas a aderir à Igreja em sua família. Essa história vai apontar os efeitos de longo alcance de um único batismo e mostrar o quanto um batismo significou para todos vocês. Se você não sabe ou não tem acesso a uma história de família, você pode usar o seguinte:

Georg Salzner era protestante que viveu em Hambach, na Alemanha, no final de 1800. Sua esposa, Anna, era católico. Georg consentiu em permitir que seus filhos freqüentem a Igreja Católica com sua mãe, o que fizeram com regularidade, mas Georg tinha suas próprias convicções. Durante anos, ele tinha estimado um panfleto escrito por um pastor protestante. Entre outras coisas, este panfleto disse que o evangelho puro como ensinado por Cristo não era sobre a terra, mas seriam trazidos de volta algum dia. Georg ficou muito impressionado com esta escrita e levou-a ao redor com ele por muitos anos me perguntando se ele iria viver para ouvir o verdadeiro evangelho de Cristo.

Em 1880, Georg perdeu o emprego como um fabricante de tela. Ele deixou sua família em Hambach por um tempo e conseguiu um emprego em uma cidade 20 milhas de distância. Uma noite, sua senhoria chamou-o para fora de seu quarto e apresentou-o a alguns homens da América, dizendo que ele poderia estar interessado em sua mensagem. Longe de casa e solitário, Georg sentou-se e ouviu a sua história. Ouviu como o evangelho tinha sido restaurado. Ele ouviu passagens da Escritura citada que havia lido em seu folheto muitas vezes. Após estes homens, que eram missionários da Igreja, terminou sua mensagem, Georg exclamou com grande alegria, “Senhores, Fui pesquisar para esta mensagem por muitos anos! Eu sei que é a verdade! “Logo depois disso ele foi batizado, e sua família foi batizado não muito tempo depois.

Em 1883, Georg vendeu sua casa e saiu com sua esposa e dois filhos para se juntar aos santos na América. Sua vida foi completamente mudada porque dois jovens missionários estavam servindo ao Senhor. As vidas de muitas outras pessoas também são diferentes por causa da conversão deste homem. Sua posteridade agora números aproximadamente 150 pessoas, os quais são membros da Igreja. Muitos outros receberam as bênçãos do evangelho através dos esforços de membros de sua família que serviram como missionários e presidentes de missão.

Na conclusão da história, ou histórias, enfatizar a diferença o evangelho tem feito em suas vidas. Pergunte à família para listar maneiras a vida seria diferente se seu antepassado não se juntou à Igreja.

Saliente que o missionário vai ter a oportunidade ea responsabilidade de ajudar o Senhor trazer bênçãos do evangelho para a vida de outras famílias. Cada conversão pode ter efeitos de longo alcance.

Para concluir essa discussão, os membros da família, incluindo o missionário, pode querer dar seus testemunhos.

Bênção do Pai

O pai pode querer fechar esta noite em casa, dando o missionário bênçãos de um pai.

Atividades opcionais

Faça com que cada membro da família escrever uma nota de agradecimento para o missionário, mencionando alguns dos traços que ele tem que fará dele um bom missionário. Você também pode pedir ao bispo, um professor do seminário, professor da Escola Dominical, presidente do quórum, ou amigos especiais para fazer a mesma coisa. Coloque esses tributos juntos em um notebook ou envelope grande e dar-lhes para o missionário em casa à noite.

Peça aos membros da família faz presentes pequenos úteis antes da hora de dar o missionário em casa à noite. Estes podem incluir um kit de primeiros socorros, um avental ou uma pequena coleção de receitas simples.

Tire uma foto de família durante esta noite para casa, ou durante uma anterior, se possível, e têm pequenas cópias feitas do mesmo. Escrever um testemunho de família, e colocar uma cópia dele com cada imagem. O missionário pode colar estes na frente de cópias do Livro de Mórmon, ele sai com os investigadores. Se você fizer isso cedo o suficiente, você pode apresentá-las ao missionário nesta noite para casa. Isso vai ajudar tanto o missionário e os membros da família se sentem tudo o que você está compartilhando em seu trabalho.

Obter um mapa da região ou do país em que o seu missionário estará servindo, e montá-lo em material de cortiça ou similar. Pendure o mapa em um lugar onde ele possa ficar durante toda a sua missão. Ter o seu missionário colocar um pino na cidade em que sua casa da missão está localizado. Diga a ele que você irá adicionar um pino de cada vez que ele é transferido para uma nova cidade. Isso ajudará a manter o controle da família de onde ele está servindo. Se o missionário está levando uma câmera com ele, sugere que ele lhe enviar uma foto do seu companheiro e seus aposentos cada vez que ele é transferido. Estes poderiam ser fixado para o canto do mapa. Agências de viagens e clubes de automóveis, muitas vezes têm mapas. As companhias de petróleo ea agência de turismo na capital de cada estado tem mapas do estado. Enciclopédias e atlas também tem mapas.

Se houver crianças em sua família, eles podem desfrutar de um jogo semelhante ao “Pin o rabo no burro”, usando um mapa da missão de seu missionário. Já os membros da família se revezam tentando fixar um marcador na cidade da sede da missão, enquanto eles estão com os olhos vendados. (Um mapa para este fim pode ser mais ou menos delineado a partir de uma em uma enciclopédia ou atlas.

Decorações para a mesa de jantar pode incluir pequenas bandeiras da região ou do país em que o missionário está indo. Estes podem ser retirados de ilustrações em uma enciclopédia ou, por vezes, podem ser comprados em lojas de novidades. Você também pode fazer bandeirolas com as iniciais da missão sobre eles. Estas podem ser feitas de feltro ou de papel colorido e colocada na mesa, ou eles podem ser feitos de papelão e colado a uma cavilha e de uma base, de modo que vai ficar em pé.

O Presidente David O. McKay sugeriu que todos os membros devem estar envolvidos no trabalho missionário. Aqueles que estão indo embora de casa, onde eles vão conhecer novas pessoas terão novas oportunidades para contar as pessoas sobre o evangelho. Os membros da família podem apresentar a cada um de sair de casa com um Livro de Mórmon para ele emprestar ou dar aos outros. Eles podem querer inserir seus depoimentos no livro. Ou, durante o jantar, a família pode discutir outras oportunidades para o trabalho missionário que as novas circunstâncias do missionário irá proporcionar.

Lição Trinta e um: Receber uma Bênção Patriarcal

As bênçãos patriarcais contemplar uma declaração inspirada da linhagem do destinatário, e também, se assim movido pelo Espírito, uma declaração inspirada e profética da missão de vida do destinatário, juntamente com tais bênçãos, advertências e admoestações que o patriarca ser solicitado a dar.
[Declaração da Primeira Presidência, 28 de junho 1957]
FINALIDADE
Membros da família ajudar a entender o que as bênçãos patriarcais são e por que eles são importantes. Ajude a pessoa que vai receber a sua bênção para se preparar para isso.

Para o pai
Muitas vezes, os jovens estão confusos sobre o propósito de uma bênção patriarcal. Identificar o que não é claramente entendido por seus filhos enquanto eles se preparam para essa experiência, e responder suas perguntas.

PREPARAÇÃO
1. Peça aos membros da família que já receberam suas bênçãos patriarcais para se preparar para compartilhar seus sentimentos sobre suas bênçãos.
2. Ter um pedaço de papel e um lápis para cada membro da família.
SUGESTÃO
A Revelação Pessoal

Relembre a sua família que o Pai Celestial os ama muito e quer que voltemos a viver com ele. Então, ele deu muitas orientações para ajudá-los.

•Onde podemos encontrar essas diretrizes? (As escrituras, mensagens dos profetas vivos, e os ensinamentos dos pais.)
•Alguma vez você já desejou que você poderia ter diretrizes para a sua vida pessoal?
•Alguma vez você já se perguntou o que a sua missão na vida é?
•Gostaria ao Senhor para ajudá-lo a entender o que você pode ser capaz de realizar na vida?
•Gostaria algumas diretrizes para ajudá-lo a tomar decisões e para motivá-lo a fazer o seu melhor em tudo que você faz?
•O caminho tem o Senhor providenciou para nós recebermos uma revelação pessoal dele que vai motivar, conforto, e guiar-nos? (A bênção patriarcal está disponível para todos os membros dignos.)
Explique que uma bênção patriarcal é uma bênção do sacerdócio dado a um membro digno de um patriarca. Diga a sua família que um membro da família arranjou para receber sua bênção patriarcal e que esta noite em casa, é ajudá-lo a se preparar para recebê-lo.

Pergunte a este membro da família para dizer o que ele tem feito para fazer arranjos para que ele possa receber essa bênção. Ele deveria falar que ele teve uma entrevista com o bispo ou presidente do ramo e recebeu seu recomendo, que ele vai dar ao patriarca. Se ele vive no campo missionário fora dos limites de um jogo, ele também entrou em contato com o presidente da missão para a aprovação e assinatura de um membro da presidência da missão. Ele entrou em contato com o patriarca da estaca ou missão para um compromisso.

Às vezes, os membros da família imediata estão autorizados a assistir à bênção patriarcal. Se o seu familiar gostaria disso, ele deve organizá-lo com o patriarca.

Bênçãos por direito de Lineage

Explique que as bênçãos patriarcais têm geralmente várias partes. O Senhor, por meio do patriarca, declara linhagem da pessoa; diz a ele sobre sua missão de vida como inspirado pelo Senhor; e dá outras bênçãos, advertências e conselhos.

Explique que o patriarca lhe dirá qual tribo de Israel são descendentes de você. Israel foi um grande profeta do Antigo Testamento, e também era conhecido como Jacob. Ele tinha doze filhos, ea maioria das tribos de Israel têm o nome de seus filhos. Os descendentes de Israel ter sido designado pelo Senhor como seu povo escolhido. A maioria das pessoas que aceitam o Senhor e se tornarem membros de sua igreja já são descendentes pertencentes à casa de Israel. Aqueles que não são são adotados em sua família.

Grandes bênçãos foram prometidas a Abraão, Isaque e Jacó e sua posteridade. Uma vez que estamos a sua posteridade, essas bênçãos também estão disponíveis para nós se formos justos. Quando Elias apareceu a Joseph Smith e Oliver Cowdery no Templo de Kirtland, ele comprometeu-se a eles a dispensação do evangelho de Abraão, afirmando que, através dos membros da Igreja, todas as gerações futuras seriam abençoados. (Ver D & C 110:12 .)

Para ajudar os familiares a compreender as bênçãos que o Senhor deu a Abraão, Isaac, Jacó e sua posteridade, tem familiares preencher os espaços em branco para o gráfico “bênçãos a Abraão e seus descendentes”, observando-se as referências das escrituras. Peça-lhes para escrever suas respostas em uma folha de papel para que você possa salvar o gráfico para noites familiares futuras.

Bênçãos para Abraão e seus descendentes

Gênesis 17:05, 7 :
“O teu nome será Abraão; para um pai de __________ nações te tenho posto. “E eu estabelecerei a minha __________ entre mim e ti ea tua descendência depois de ti em suas gerações, por aliança __________, para ser um __________ a ti e à tua descendência __________ ti”.

Gênesis 22:17-18 :
“Eu multiplicarei a tua descendência como o __________ do céu e como a __________ que está na praia do mar; … “E em tua descendência toda a __________ da __________ ser abençoado; porque tens __________ minha voz. “

Abraão 2:09 :
“Eu te abençoarei acima __________, e engrandecerei o teu nome entre todas as nações, e tu serás uma __________ à tua descendência depois de ti, para que em seu __________ levem este __________ e __________ a todas as nações.”

Abraão 2:10-11 :
“E abençoarei os na tua __________; pois todos os que recebem este __________ será __________ segundo o teu nome. …
“… eu dou-te a promessa de que este direito continuará em ti e no teu __________ depois de ti (isto é, a semente literal, ou a semente do corpo) todas as famílias da terra serão __________, mesmo com as bênçãos do Evangelho, que são as bênçãos de __________, até mesmo da vida eterna. “

Explique que, quando os membros da família recebem sua bênção patriarcal, que será informado o nome da tribo de Israel através do qual podem receber essas bênçãos.

•O que devemos fazer para obter as bênçãos pronunciadas sobre Abraão e sua posteridade? (Viva para ser dignos deles.)
Bênçãos de conforto e Orientação

Explique que as bênçãos patriarcais são bênçãos sagradas e pessoais, e devemos falar sobre eles apenas em momentos especiais. Podemos, no entanto, discutir nossas bênçãos com os outros na família se nós sentimos que nós queremos.

Conte-nos como você se sente sobre a promessa, o aviso, o conforto, ea orientação sua bênção tem dado a você. Pergunte a outros membros da família a fazer o mesmo. Se ninguém na família recebeu uma bênção patriarcal, você pode querer rever as bênçãos de seus antepassados, e contar sobre algumas das instruções ou orientações que receberam. Se possível, mostrar como algumas das promessas foram cumpridas.

Manter uma Perspectiva Eterna

•O que você acha que significa manter uma perspectiva eterna, como você tenta entender uma bênção patriarcal?
Durante a discussão, leia o seguinte:

“Deve-se sempre ter em mente que a realização das promessas feitas pode vir a este ou a vida futura. Homens ter tropeçado às vezes, porque as bênçãos prometidas não ocorreram nesta vida. Eles não conseguiram lembrar que, no Evangelho, a vida com todas as suas atividades continua para sempre e que os trabalhos de terra pode ser continuado no céu “(John A. Widtsoe,. Evidências e reconciliações, 3 vols [Salt Lake City: Bookcraft. , 1943], 2:75).

•Se o membro da família esperar que o patriarca de responder a todas as perguntas que ele tem sobre eventos futuros em sua vida? (Não, ele não deveria. Uma bênção patriarcal pode conter principalmente diretrizes gerais, ou pode ser bastante específico em algumas áreas. Ele deve usar a sua bênção para ajudá-lo a elaborar seus planos futuros.)
•Por que uma bênção patriarcal ser lido muitas vezes? (Como uma pessoa cresce e amadurece, ele provavelmente vai descobrir novos significados, motivações e percepções em sua bênção patriarcal.)
Para ilustrar como o significado de partes de uma bênção pode mudar à medida que os anos passam, diga a família que você gostaria que eles para fazer o seguinte exercício. Dê a cada um uma folha de papel e um lápis e peça-lhes para escrever no topo: “Você vai fazer um trabalho importante no templo.” Tê-los escrever os números 15, 30 e 60 em uma linha vertical abaixo desta frase. Faça com que cada pessoa escrever os diferentes significados que essa promessa pode ter de uma pessoa com 15, 30 e 60. Depois de terem tomado alguns minutos para fazer isso, peça a cada um para ler o que ele escreveu. (Possíveis respostas podem estar em 15 sendo batizado pelos mortos, em 30 fazendo investidura e selar o trabalho no templo, aos 60 anos que dá tempo e energia para pesquisa de história da família.)

Preparar-se para um dia memorável

•O que uma pessoa pode fazer para estar preparado para ouvir e compreender a mensagem do Senhor a ele?
Ter a pessoa se preparando para receber a resposta bênção esta pergunta. Ele provavelmente vai mencionar jejum e oração. Em seguida, pedir os membros da família para adicionar suas sugestões.

Lição Trinta: A Ordenação ao Sacerdócio

Noite Familiar Livro de Recursos , (1997), 124

Mais uma vez vos digo, que não deve ser dado a qualquer um para sair a pregar meu evangelho ou estabelecer minha igreja, a não ser ordenado por alguém que tem autoridade.
[ D & C 42:11 ]
FINALIDADE
Honra a um filho ou pai, que será ordenado a um ofício no sacerdócio Aarônico ou de Melquisedeque. Ajude-o e outros membros da família percebem o poder, responsabilidade e oportunidades de sua ordenação trará.

Para o pai
Use esta lição para ordenações previstas tanto no Aarônico e de Melquisedeque. Adaptá-la à idade apropriada da pessoa que está sendo ordenado.

Músicas Sugeridas
“O Sacerdócio Está Restaurado” ( Músicas para Crianças, p.89 ).

“Um Jovem” ( Músicas para Crianças, p.166 ).

SUGESTÃO
Honrar o membro da família a ser ordenada

Explique que você está segurando esta noite em casa em homenagem a um membro da sua família que vai ser ordenado a um ofício no sacerdócio. Anuncie o dia e local da ordenação, e fazer planos para toda a família para estar presente.

O poder do sacerdócio

Faça as seguintes perguntas:

•Quando o membro da família estamos honrando é ordenado, os homens colocam as mãos na cabeça. A quem esses homens representam? (O Senhor).
Explique que o Senhor disse a Edward Partridge, “Vou colocar minha mão em cima de você pela mão de meu servo” ( D & C 36:2 ).

•O que estes homens dar a ele? (Power de Deus. Este poder é chamado ao sacerdócio.)
Explique que Deus dá o poder aos homens aqui na terra, para que possam abençoar a si mesmos, suas famílias, e todas as pessoas do mundo.

•Quais são algumas das maneiras em que o sacerdócio nos abençoa? (Os homens que possuem o sacerdócio pode nos batizar e dar-nos o dom do Espírito Santo. Eles podem organizar e executar os programas da Igreja. Eles podem abençoar e distribuir o sacramento. Eles podem realizar casamentos eternos. Eles podem administrar a nós quando estamos doentes e dar-nos bênçãos de conforto e conselho., o profeta, através de seu poder do sacerdócio, pode nos dizer as coisas que Deus quer que façamos. Todas estas coisas são grandes bênçãos em nossas vidas.)
Diga o membro da família que está prestes a ser ordenado que, enquanto ele honra seu sacerdócio, ele será capaz de usar seu poder para abençoar os outros em seus chamados no sacerdócio e na sua própria casa dentro das diretrizes da Igreja estabeleceu.

Escritórios do Sacerdócio

Explique que, quando um homem recebe o Sacerdócio Aarônico ou de Melquisedeque, ele recebe todo o poder desse sacerdócio. Mas porque existem tantas responsabilidades para os portadores do sacerdócio a cumprir, há escritórios em cada um desses sacerdócios que têm determinadas tarefas a eles atribuídas.

•Quais são os escritórios dentro do Sacerdócio Aarônico? (Diácono, professor, padre.)
•Quais são os escritórios no Sacerdócio de Melquisedeque? (Elder, setenta, sumo sacerdote.)
Peça que a pessoa que você está honrando a dizer aos deveres do cargo para o qual ele será ordenado. Você pode querer consultar com o seu bispo e as escrituras, especialmente Doutrina e Convênios 107 , para saber o que os deveres são.

Serviço Sacerdócio

•Alguém pode lembrar as primeiras palavras pronunciadas por João Batista como ele ordenou Joseph Smith e Oliver Cowdery? (“A vós, meus servos” [ver D & C 13 ].)
•Por que ele chame a si mesmo, assim como Joseph e Oliver “servos”?
Explique que o sacerdócio é dado aos homens para que eles possam abençoar a vida de outros.

Conte como Jesus, que é a cabeça do sacerdócio na Terra, estava sempre preocupado com aqueles sobre ele que estavam sofrendo fome, sede, dor, doença e necessidade.

•Como é que o sacerdócio ajudar os homens a servir os outros? (Dá-lhes oportunidades para fornecer alimentos, roupas e outras necessidades para aqueles que precisam, para abençoar e cuidar dos doentes, dar ajuda às viúvas, idosos e outras pessoas que precisam de ajuda, para ajudar e incentivar as famílias através do ensino em casa .)
Já a pessoa que em breve será ordenado falar de maneiras em que ele gostaria de usar seu sacerdócio em dar serviço. Deixe os membros da família também dar sugestões.

Conte a seguinte história de um jovem rapaz, na Inglaterra, e pedir a família a perceber como sua ordenação impressionou tanto a ele que se tornou uma influência orientadora em sua vida. Este jovem, James E. Talmage, tornou-se um apóstolo e um dos servos mais poderosos do Senhor. Esta história ocorreu em uma época em que havia muita perseguição da Igreja.

“Eu fui chamado e ordenado uma manhã de domingo, sem qualquer aviso prévio; e naquela tarde foi colocado como uma sentinela na porta da casa em que o Santos tinha encontrado para a adoração. Assim que eu tinha sido ordenado, um sentimento veio a mim, como eu nunca fui capaz de descrever totalmente. Parecia quase impossível que eu, um menino, poderia ser tão honrado por Deus a ponto de ser chamado para o sacerdócio. Eu havia lido sobre os filhos de Aarão e de Levi que foram escolhidos para os trabalhos sagrados do Sacerdócio Menor, mas que eu deveria ser chamado para fazer parte do serviço que tinha sido exigido deles era mais do que a minha pequena mente poderia entender. Fiquei tanto assustado e feliz. Então, quando eu fui colocado de plantão na porta, eu esqueci que eu era apenas um rapaz de onze anos de idade; Senti-me forte no pensamento de que eu pertencia ao Senhor, e que ele iria me ajudar em tudo o que foi exigido de mim. Eu não pude resistir a convicção de que outros sentinelas, mais forte, de longe, do que eu, ficou ao meu lado, embora invisível aos olhos humanos.

“O efeito da minha ordenação ao diaconato entrou em todos os assuntos da minha vida de menino. Tenho medo de que, por vezes, eu esqueci o que eu era, mas eu já estive agradecido por tantas vezes vezes eu me lembrava, ea lembrança sempre serviu para me fazer melhor. Quando em jogo no terreno da escola, e talvez tentados a tirar vantagem injusta no jogo, quando no meio de uma disputa com um companheiro, eu me lembro, eo pensamento seria tão eficaz como se falado em voz alta-“Eu sou um diácono; e não é justo que um diácono deve agir dessa maneira. ‘ Nos dias de exame, em que parecia fácil para mim copiar o trabalho de algum outro menino ou a ‘berço’ do livro, gostaria de lembrar mais uma vez: “Eu sou um diácono, e deve ser honesto e verdadeiro.” Quando eu vi os outros meninos batota no jogo ou na escola, eu diria que em minha mente: “Seria mais perverso para mim fazer isso do que para eles, porque eu sou um diácono. … ‘”

•Como sabemos que o irmão Talmage sentiu que o sacerdócio foi importante o tempo todo e não apenas no domingo?
Continue com a história:

“A impressão feita em minha mente quando eu fui feito um diácono nunca se desvaneceu. O sentimento de que fui chamado para o serviço especial do Senhor, como um portador do sacerdócio, tem sido uma fonte de força para mim durante todos os anos. Quando, mais tarde fui ordenado a cargos mais elevados da Igreja, a mesma garantia veio a mim, em cada uma dessas ocasiões,-que eu era, na verdade, dotados de poder do céu, e que o Senhor exigia de mim que eu honro a sua autoridade. Tenho sido ordenado por sua vez um professor, um ancião, um sumo sacerdote, e por fim um apóstolo do Senhor Jesus Cristo, e com cada ordenação lá veio a mim uma sensação nova e soul-emocionante que pela primeira vez eu sabia que quando fui chamado para ser um diácono no serviço do Senhor. “( Incidentes da vida de nossa Igreja Líderes [curso de estudo para os quóruns de diáconos, 1914], pp 135-36.)

Comente com a família três coisas sobre sua ordenação que especialmente impressionado Élder Talmage. Ele disse: (1) “Eu fui chamado para o serviço especial do Senhor” (2) “Eu estava na verdade investidos de poder do céu”, e (3) “o Senhor exigia de mim que eu honro a sua autoridade. “

Conclusão

Explique que esta ordenação é um dos marcos importantes na vida da pessoa que você está honrando. Como Élder Talmage, ele também pode encontrar novos objetivos na vida e receber ajuda para melhorar seus hábitos e ações cotidianas para que ele possa atingir essas metas. Convide os membros da família, especialmente os pais, para expressar o que esta ordenação significa para eles.

Porque este é um marco tão importante para a família, pretende ter uma atividade familiar durante a semana como uma honra especial para a pessoa a ser ordenado. Esta atividade pode ser um jantar em família, uma visita à loja de sorvete, ou a participação da família em alguma atividade escolhida pelo o que está sendo honrado.

Lição Vinte e nove: Preparação para o Baptismo

Se este for o desejo do seu coração, o que vos impede de serdes batizados em nome do Senhor, como um testemunho, perante ele para que vocês tenham entrado em uma aliança com ele, para que vos servirá lo e guardar seus mandamentos, para que ele possa derramar seu Espírito com mais abundância sobre vós?
[ Mosias 18:10 ]
FINALIDADE
Comente o significado ea importância do batismo como você honrar um membro de sua família que está para ser batizado.

PREPARAÇÃO
Reveja as quatro fotos incluídas com esta lição, e prepare-se para discuti-las com a sua família.

HINO sugerido e CANÇÃO
“Senhor, Recebe em Teu Reino” ( Hinos, nenhum. 236 ).

“Batismo” ( Músicas para Crianças, p.100 ).

SUGESTÃO
Honrar o membro da família para ser batizado

Diga a sua família para ouvir atentamente como você menciona algumas datas. Peça-lhes para dizer por que cada data é importante para algum membro de sua família. Mencione essas datas como aqueles em que os membros da família nasceu, batizado, casado, ou prestes a se casar. Dê a data de nascimento e data de batismo planejada da pessoa a ser batizada como as últimas duas datas.

Estado que esta data de batismo será um dos dias mais importantes na vida desta pessoa. Diga a sua família que, porque este é um evento tão importante que você vai homenageá-lo durante esta noite familiar. Você pode querer exibir o certificado de batismo de um membro da família. Explique para a pessoa que você está honrando que ele vai receber um certificado que será um registro oficial de seu batismo. Você também pode querer mostrar a sua folha de grupo familiar, e apontar o espaço onde esta data será gravado.

Aprender sobre o Batismo

Vire-se para a imagem de Cristo ser batizado, e explicar que esta imagem e os outros que se seguem sugerem razões pelas quais você, como uma família, deve honrar essa pessoa e se alegram com ele. As imagens vão ajudar toda a família a compreender melhor o significado ea importância do batismo. Peça aos membros da família a olhar para as imagens uma de cada vez e discutir o texto e as perguntas seguintes.

O Batismo de Jesus

•Que fatos sobre o batismo importante é que esta imagem sugere, que a pessoa a ser batizada precisa se lembrar? (O batismo é tão importante que até mesmo Jesus foi batizado.)
Explique que a pessoa que você está honrando estará seguindo o exemplo de Jesus. Ele será batizado como Jesus foi, por imersão.

•O que significa imersão significa? (Para ser completamente coberta pela água.)
Tragam que somos batizados pela mesma autoridade que Jesus era-o sacerdócio de Deus.

Para ajudar a sua família a entender o que vai acontecer no batismo, leia Mosias 18:10 juntos.

•O que as palavras “como um testemunho, perante ele” quer dizer quando você acha do seu batismo? (Eu vou te mostrar pelo ato de ser batizado como eu me sinto em meu coração. Eu testemunha, ou show, que eu acredito no Pai Celestial, para que eu o amo, e que quero obedecer aos seus mandamentos.)
•O que é uma aliança? (Um acordo ou promessa entre duas pessoas que cada um vai fazer certas coisas.)
Enfatize que o convênio batismal é um acordo sagrado.

•Quem são as pessoas envolvidas na aliança ou promessa, quando a pessoa que estamos honrando for batizado? (Ele será um. Nosso Pai Celestial será o outro.)
•Qual é a promessa de que a pessoa a ser batizada vai fazer ao Pai Celestial no batismo? (Ele vai prometer manter os mandamentos do Pai Celestial e para servi-lo.)
Você pode querer reler Mosias 18:10 .

•O que o Pai Celestial promete quando o nosso membro da família for batizado? (Para perdoá-lo dos seus pecados, se ele se arrepender [ver D & C 33:11 ], a aceitá-lo como um membro da Igreja [ver D & C 20:37 ], para dar-lhe o dom da vida eterna, se ele é fiel [ver 3 Néfi 11:33 ].)
O Caminho para o Reino de Deus

•O que diz a carta [abaixo] sugerem sobre os mandamentos que o Pai Celestial nos deu? (Se nós segui-los, vamos voltar ao nosso Pai Celestial e herdar um lugar no seu reino. Na verdade, apenas por obediência aos mandamentos podemos receber estes grandes bênçãos.)
•Por que você acha que nosso Pai Celestial nos pediu para fazer um pacto sagrado ou promessa de obedecer aos seus mandamentos, quando somos batizados? (Porque Ele nos ama, Ele quer que sejamos felizes, e ele quer que sejamos com ele no reino dos céus.)
Jesus pago pelo pecado e da morte

•Como é possível para todos os nossos erros e pecados sejam perdoados quando somos batizados? (Porque Jesus nos amou tanto que ele estava disposto a sofrer no Jardim do Getsêmani e na cruz. Ele tinha o poder de salvar-se do sofrimento e da morte, mas não usá-lo porque ele queria fazer o possível para nossa pecados sejam perdoados.)
•Será que o nosso Pai Celestial espera que aqueles que são batizados para manter todos os seus mandamentos perfeitamente a partir de agora? (Não. Ele sabe que precisamos aprender como manter estes mandamentos e que vamos cometer alguns erros enquanto aprendemos. Pai Celestial espera que tentar viver os mandamentos tão completamente quanto possível. Mas se cometer um erro, podemos arrepender-se e fazer melhor da próxima vez. Esta é a forma como vamos aprender. O Salvador deu-nos o grande dom do perdão por nossos erros quando nos arrependemos.)
Sendo confirmado membro da Igreja

Explique que depois de seu membro da família foi batizado, ele será confirmado na reunião sacramental e receber duas bênçãos maravilhosas.

•O que são essas duas bênçãos? (Em primeiro lugar, ele vai ser aceito como membro da Igreja e reino de Deus aqui na Terra. Ele irá compartilhar em todos os privilégios e bênçãos deste grande reino. Este reino é diferente de qualquer outra organização sobre a terra, porque Jesus está em sua cabeça, e seus líderes agir em seu nome. Segundo, a pessoa que está sendo batizado também receberão o dom do Espírito Santo e têm o direito de ter a companhia do Espírito Santo, se ele é fiel.)
Os planos para o Dia do Batismo

Após a discussão, planejar maneiras de tornar o dia do batismo de seu membro da família um dia especial para ele e para toda a sua família. Você poderia fazer planos de como as seguintes:

1. Já toda a família participar da cerimônia de batismo. Plano de transporte e outros detalhes.
2. Comer jantar em um lugar especial junto, ou desfrutar de um tratamento especial. Você pode optar por ter uma refeição especial em casa, servindo comidas favoritas da pessoa que você está honrando.
3. Tenha esta pessoa escrever a data de seu batismo em sua folha de grupo familiar. Para enfatizar a importância desta data, toda a sua família poderia estar lá quando ele faz isso. Você pode fazer isso depois de você voltar para casa a partir do serviço de batismo ou durante a sua próxima noite familiar.
4. Você pode querer dar a essa pessoa um pequeno presente depois de seu batismo, como a sua própria cópia de uma das obras-padrão.
5. Para ajudar essa pessoa a se sentir mais seguro quando ele entra na água para ser batizado, o pai ou um irmão mais velho, poderia mostrar-lhe como ele será realizado por aquele que irá batizá-lo. Tempo poderia ser tomada para que ele realmente praticar a forma como ele vai colocar suas mãos, dobre os joelhos, e assim por diante.
A experiência sagrada

Explique que a pessoa que você está honrando deve ir para o seu batismo com o desejo de mostrar o Pai Celestial e Jesus que ele os ama e quer fazer um pacto que irá atendê-los toda a sua vida. Se ele faz isso, ele vai saber que ele está fazendo o que quer que ele faça, e que eles estão satisfeitos com ele.

Já alguém leia a descrição do Presidente Joseph F. Smith, da época em que ele foi batizado:

“O sentimento que veio em cima de mim era a de pura paz, de amor e de luz. Eu me senti em minha alma que se eu tivesse pecado, e certamente eu não era sem pecado, que tinha sido perdoado; que eu estava realmente purificados do pecado; meu coração foi tocado e eu senti que eu não iria ferir o menor inseto sob os meus pés. Eu senti como se eu queria fazer o bem em todos os lugares para todos e para tudo. Senti uma novidade de vida, um renovado desejo de fazer o que era certo. Não havia uma partícula do desejo de cometer o mal em minha alma. Eu era apenas um menino, é verdade, quando fui batizado; mas esta foi a influência que veio em cima de mim, e eu sabia que era de Deus, e foi e sempre tem sido um testemunho vivo me da minha aceitação do Senhor. “(Conference Report, abril de 1898, p. 66 .)

Peça aos membros da família que foram batizadas contar sobre seus sentimentos no momento de seu batismo. Você também pode querer dizer como você se sente sobre o batismo do seu filho, e explicar a responsabilidade que você tem que prepará-lo para o batismo (ver D & C 68:25-28 ). Se a pessoa que está sendo homenageado é uma pessoa mais velha, um membro da família ou missionário pode querer expressar seus sentimentos sobre o batismo. Permitir que a própria pessoa para dizer como ele se sente.

Você pode querer servir bebidas favoritas para a pessoa que você está honrando.

Lição Vinte e oito: um nome e uma bênção

Noite Familiar Livro de Recursos , (1997), 118

Ele tomou-os nos seus braços, colocou as mãos sobre eles, e abençoou-os.
[ Marcos 10:16 ]
FINALIDADE
Inspire os membros da família a se envolver com a nomeação ea bênção de seu bebê.

Para o pai
Um dos pais deve realizar esta noite para casa. O outro pai conseguia segurar o novo bebê para que toda a família pode ver seu novo irmão ou irmã.

PREPARAÇÃO
Tenha uma folha de papel e um lápis ou um quadro-negro e giz.

HINO E Músicas Sugeridas
“Amor no Lar” ( Hinos, nenhum. 294 ).

“Uma Família Feliz” ( Músicas para Crianças, p.198 ).

“O Sacerdócio Está Restaurado” ( Músicas para Crianças, p.89 ).

SUGESTÃO
O significado do seu nome

Discuta com sua família o significado de cada um dos seus nomes, se você sabe disso. Discuta com eles também porque você deu-lhes os seus nomes.

Abençoando as crianças pequenas

Explique que a ordenança de dar um nome e uma bênção é uma experiência sagrada e feliz para a família.

Ter alguém ler os relatos de Lucas 1:5-14, 26-33 , de como João Batista e Jesus receberam os seus nomes. Saliente que esses versículos nos dizem da importância de um nome para um novo bebê.

Mostre sua família a imagem de um bebê que está sendo abençoado, que está incluído na lição, e leia Marcos 10:16 .

•De que forma é a bênção desse bebê como a bênção que Jesus deu aos filhos pequenos?
Expresse a felicidade que o novo bebê trouxe para você e a alegria que você sente em relação a bênção dele ou dela.

Autoridade do Sacerdócio para as Bênçãos

Explique que, quando Cristo, abençoou os filhos pequenos, ele fez isso com a autoridade de nosso Pai Celestial. Temos a mesma autoridade na Igreja hoje.

•O que é esta autoridade chamado? (O Sacerdócio de Melquisedeque.)
•Quando é que o bebê geralmente abençoado e dado um nome? (Durante a reunião de jejum.)
Como os portadores do sacerdócio estão em um círculo segurando o bebê, que se dá a bênção para o bebê? (Geralmente, o pai, se ele é portador do Sacerdócio de Melquisedeque e é digno,., Ou, se não possuir o sacerdócio, alguém a quem ele pede)

Ajude a família entender o que é um grande privilégio que é para este novo bebê para ser realizada e dado uma bênção por alguém que possui o sacerdócio. Isso significa que a bênção dada a este novo irmão ou irmã é reconhecido por Deus.

•Quando é que vamos ter nosso bebê abençoado e dado um nome?
Fazendo o bebê membro da Record na Igreja

Você pode querer ter todas as crianças mostram seus certificados de bênção, se eles têm.

Mencione que o certificado de bênção é um registro oficial da Igreja e será devidamente preenchido e assinado pelo secretário da ala e do bispo. O secretário da ala irá, no momento em que ele preenche o certificado de bênção, tornar-se um cartão de membro registro com o nome do bebê, data de nascimento, data da bênção, o nome de quem abençoou o bebê, nomes da mãe e da pai, e outras informações. Seu novo bebê será, então, sobre os registros de membros oficiais da Igreja.

Agora que os membros da família têm discutido as razões para abençoar e nomear o bebê, eles têm se preparar para o evento, discutindo os seguintes planos para seu novo bebê:

•O que os parentes devem ser convidados a vir para a bênção?
•Quem deveria estar no círculo?
•Quem vai convidar os professores para casa para estar no círculo também?
•Que roupa vai vestir o bebê?
•Quem vai abençoar o bebê?
Conclua pedindo a cada membro da família para comentar sobre como ele se sente sobre o bebê e que o nome escolhido significa para ele.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Estudo cuidadosamente o material dado, e usar o que você acha que vai ser significativa para os seus filhos.

Conte uma história sobre o tempo que cada criança recebeu um nome e uma bênção. Você pode manter em segredo o nome da criança que você está falando e deixar as crianças acho que a criança está. Se você tem uma foto de cada criança, quando ele era muito jovem, mostrar a imagem depois de contar a história. A criança gosta de ouvir sobre o que aconteceu com ele, quando ele era um bebê.

Você também pode querer dizer a seguinte história:

Um nome e uma bênção

Por fim, Rachel e Stephanie tinha um novo irmãozinho. Um menino! Ele tinha um rosto redondo rosa; dois, grandes olhos azuis; duas mãozinhas; e dois pés wiggly. Mas ele não tinha um nome. Qual seria o nome do bebê ser?

“Vamos discutir isso na nossa noite para casa”, disse o pai.

E eles fizeram. Pai mostrou as meninas uma foto de um bebê que está sendo abençoado na reunião de jejum e explicou sobre como o pai estava a dar ao bebê um nome e uma bênção.

Pai disse: “No próximo domingo será um dia especial para nós. Esse é o dia em que o bebê vai ser dado um nome e uma bênção. Vamos decidir sobre um nome para ele. “

Rachel mencionou todos os nomes de meninos que ela gostava. Stephanie deu todos os nomes de meninos que ela gostava. Mãe e pai sugeriram nomes que gostava. Então a mãe disse: “Nós decidimos o nome de um menino para um bebê há cinco anos, só que o bebê era uma menina.”

“É isso mesmo”, disse o pai. “Se qualquer um de vocês tinha sido um menino, seu nome teria sido Michael.” “Michael”, Rachel repetida e Stephanie. “Eu ainda gosto. É um bom nome “, disse a mãe.

“Sim”, disse o pai, “Michael é um bom nome.”

Então a mãe disse: “Mas ele é bastante agradável para o primeiro menino para levar o nome de seu pai, não é?”

“Michael Christopher”, perguntou o pai.

Rachel e Stephanie concordou, “Vamos nomear nosso bebê Michael Christopher”.

“Concordo”, disse o pai.

Quando chegou o domingo, Rachel e Stephanie ajudou a mãe pegar o bebê pronto para assumir a reunião de jejum. Rachel trouxe fraldas do bebê e muito azul malha terno enquanto a mãe banhou. Stephanie colocar minúsculos, meias brancas do bebê em seus pés wiggly.

Quando todos estavam prontos para ir, o pai disse: “Vamos ter a oração em família, antes de ir embora.”

Eles todos se ajoelharam ao redor berço do bebê, eo pai agradeceu ao Pai Celestial para seu bebê e pediu-lhe para abençoar a família que tudo iria bem neste dia importante.

Quando eles chegaram à capela, avós, tios e tias, primos e até já estavam lá. Eles tinham vindo para esta ocasião especial.

No encontro, Rachel e Stephanie sentou-se muito quieto durante a música e oração. Em seguida, eles ouviram o bispo dizer que seu bebê seria abençoado. Seus olhos se arregalaram como o pai pegou o bebê dos braços da mãe e foi até a frente da capela. Ambos os avós e dois tios e seu professor em casa subiu também. Em seguida, o bispo veio e ficou com o grupo.

Rachel e Stephanie inclinaram suas cabeças e fecharam os olhos como o pai começou a falar. Todos curvaram a cabeça e fechou os olhos.

Rachel e Stephanie pai ouviu agradecer ao Pai Celestial para o bebê e dizer que seu nome seria Michael Christopher. E abençoou Michael. Quando ele terminou, Rachel e Stephanie e todos disseram: “Amém”.

Pai realizou Michael up para que todos pudessem vê-lo. Rachel e Stephanie estavam tão orgulhosos que mal conseguia ficar parado.

Quando o pai trouxe o bebê para trás e deitou-o nos braços da mãe, Rachel e Stephanie estendeu a mão e tocou-o. “Michael”, que sussurrou.

Agora, o bebê tinha um nome, um nome bonito. E eles sabiam que o Pai Celestial abençoe.

Lição Vinte e sete: uma criança de Deus

Devem também ensinar os filhos a orar ea andar em retidão perante o Senhor.
[ D & C 68:28 ]
FINALIDADE
Ajude a sua família atender às necessidades, tanto físicas quanto espirituais, do novo bebê, que se tornou uma parte de sua família.

Para o pai
Esta lição é especialmente voltado para uma família com crianças pequenas. Envolver cada membro da família na preparação desta noite para casa.

PREPARAÇÃO
1. Faça uma caixa especial contendo os seguintes artigos (ou outros itens de sua escolha): uma garrafa de comida para bebé, uma fralda dobrada, um cobertor do bebê, uma barra de sabão.
2. Também incluem os quatro rótulos seguintes: “. Bebê Banho de Espuma” “Baby-Food Store,” “Tiny Tot loja de roupa”, “Canção de ninar e boa noite Terra”, e
3. Você também vai precisar de uma boneca de aproximadamente o tamanho de um bebê recém-nascido.
4. Ter um quadro-negro e giz pronto, ou trazer um grande pedaço de papel e um marcador para fazer uma lista.
HINO sugerido e CANÇÃO
“Amor no Lar” ( Hinos, nenhum. 294 ).

“Uma Família Feliz” ( Músicas para Crianças, p.198 ).

SUGESTÃO
“Ele me enviou aqui”

Comece a sua noite em casa por ter a família se reúnem em volta segurando o bebê. Em seguida, cantar a canção “Sou um Filho de Deus” ( Hinos, nenhum. 301 ; Músicas para Crianças, p.2 ).

Pergunte a alguns dos membros da família que estavam se sentindo como eles cantaram a música. Pergunte a um dos filhos a ler as palavras do primeiro verso da canção, e ter os outros escutam atentamente.

“Eu sou um filho de Deus,
E ele me enviou aqui,
Deu-me um lar terrestre
Com pais tão bons pra mim. “
Discuta as seguintes perguntas com sua família. (Você pode tentar obter os membros da família para descobrir alguns insights mais profundos, perguntando: “E o que mais?” Se for o caso, quando a pessoa termina de dar a sua primeira resposta à pergunta.)

•O que significa ser um filho de Deus significa para você?
•De que forma é a nossa família terrena como nossa família celestial?
•Por que o Pai Celestial quer que a gente tem “pais tão bons pra mim” aqui na terra?
Agora é um bom momento para você, como pais para contar cada um de seus filhos o quanto ele significa para você. Diga a cada criança o quão precioso ele é para você e como cada um especial foi quando ele nasceu.

Diga cada criança sobre o dia em que nasceu: o que você fez naquele dia, a que horas você foi para o hospital, quanto tempo ele era antes de ele nascer, como ele era, quanto tempo ele era, quanto pesava, porque você escolheu o nome que você fez para ele, e como o pai ea mãe sentiu. Comece com o mais antigo e terminam com o recém-nascido. Concluir esta parte fazendo com que cada criança expressar como ele se sente sobre o novo bebê que chegou a fazer parte de sua família.

“Minhas necessidades são grandes”

Já uma das crianças ler o segundo verso da canção:

“Eu sou um filho de Deus,
E assim as minhas necessidades são grandes;
Ajuda-me a compreender as suas palavras
Antes ela cresce muito tarde. “
Saliente que, quando um novo bebê torna-se parte de uma família na terra, como o outro membro da família, ele tem muitas necessidades. Cada criança pode ajudar a cuidar do novo irmãozinho ou irmãzinha e ajudar a atender a essas necessidades.

Pergunte à família para ajudá-lo a fazer uma lista de coisas que você pode querer, a fim de cuidar das necessidades físicas do novo bebê.

A lista pode ser disposta de modo a incluir o seguinte:

Alimentos e Utensílios

Vestuário

Abrigo

Banho

leite

fraldas

casa

água

pins

berço ou berço

bolas de algodão

frutas

Camisinhas

cobertores

toalhinha

cereais

calças plásticas

toalha

legumes

pijama

banheira pequena

sucos

meias

varas com pontas de algodão

mamadeiras

booties

sabão

prato e colher

Que cada pessoa saber que você aprecia sua ajuda na elaboração da lista de necessidades do bebê. Você pode querer adicionar à lista quando as crianças estão completamente.

Explique às crianças que apenas saber o que o bebê precisa não é suficiente. Para cuidar das necessidades físicas do bebê, é preciso saber onde encontrar as coisas que o bebê precisa. Diga a família que você tem planejado uma excursão para ajudá-los a saber onde encontrar essas coisas. Abra a caixa especial, e dar a cada um da família pelo menos um artigo ou o rótulo. Em seguida, começar a turnê. (Nota: O guia de salientar que todos os artigos do bebê estão em cada parada da turnê.)

1. “A-Food Bebê Store.” Entre a cozinha, e ter a pessoa que a comida do bebê colocá-lo na prateleira apropriada. Ter a pessoa que carrega o rótulo lugar na etiqueta do armário apropriado.
2. “Tiny Tot loja de roupa.” Entre no quarto onde o bebê dorme, e se a pessoa que o lugar fralda na prateleira ou na gaveta onde ele pertence. Ter alguém para colocar a etiqueta em uma superfície apropriada.
3. “Canção de ninar e boa noite Land.” Enquanto no quarto, tem a pessoa que o lugar cobertor de bebê-lo com cuidado na cama do bebê. Coloque a etiqueta na porta, parede, ou na cama.
4. “Bubble Bath Baby”. Digite o banheiro, e ter a pessoa que carrega a barra de sabão lugar ele em cima do balcão ou outra superfície onde o bebê é banhado. Coloque a etiqueta sobre uma superfície adequada.
Depois de voltar para o lugar onde você está segurando a sua noite em casa, peça às crianças por que eles tiveram a turnê. Ajude-os a ver que agora, quando a mãe precisa de alguma coisa para o bebê, eles vão ser capazes de ajudar, porque eles sabem onde conseguir as coisas que o bebê precisa.

Agora ajudar as crianças a compreenderem que o bebê tem outros do que as físicas necessidades.

•Quais são algumas das outras necessidades do bebê? (Afeto, orientação, atenção.)
•O que cada um de nós tem que dar para o bebê que vai deixá-lo saber que realmente importa? (O amor)
Diga a família que de uma forma um pouco bebê sabe que é amado é pela forma como os membros da família segurar e responder a ela.

•Quantos gostariam de manter o bebê por um minuto?
Diga às crianças que venham a realizar o bebê, mas antes que você quer que cada um deles para a prática, segurando uma boneca.

Demonstrar a cada um como segurar corretamente o bebê, usando a boneca. Mostrar cada criança como apoiar o corpo ea cabeça quando ele está segurando-o em posições diferentes. Você pode querer dar orientações neste momento sobre quando e em que circunstâncias o bebé está a ser realizada. Você também pode querer dar algumas instruções sobre a alimentação do bebê.

Quando todas as crianças têm praticado com a boneca, que cada criança mantenha o bebê em seus braços. Quando todos tiverem tido a sua vez, peça a cada um como ele se sentia em direção ao bebê enquanto ele segurava. Diga-lhes o bebê também podia sentir o seu amor à medida que a segurava.

“Ricas bênçãos estão na loja”

Leia o terceiro verso da canção:

“Eu sou um filho de Deus.
Ricas bênçãos estão na loja;
Se eu, mas aprender a fazer a sua vontade
Eu vou viver com ele mais uma vez. “
•Quem são as ricas bênçãos para? (Lead a família para responder que eles são para todos os membros da família.)
•De que forma cada um de nós receber ricas bênçãos por ter este novo filho de Deus entrar em nossa casa?
•Como nosso bebê pode receber ricas bênçãos de ser parte de nossa família?
“Ajuda-me a encontrar o caminho”

Agora leia o refrão da música:

“Guia-me, guia-me, caminhar ao meu lado,
Ajuda-me a encontrar o caminho.
Ensina-me tudo o que eu tenho que fazer
Para viver com ele algum dia. “
•O que podemos fazer como uma família para levar o bebê, guiá-lo, andar ao lado dele, e ajudá-lo a encontrar o caminho? (Dê tempo suficiente para que as crianças respondam. Ouça com atenção as respostas dadas.)
Faça uma lista, e cumprimentar cada pessoa em suas boas idéias como você escrevê-las. Saliente que o Pai Celestial nos deu os seguintes guias para nos ajudar a encontrar o caminho:

1. Orações familiares todos os dias.
2. Orações individuais por dia.
3. Escrituras para se viver a cada dia.
4. As noites familiares a cada semana.
Após os membros da família têm olhou para a lista, peça a cada pessoa o que ele está disposto a fazer para ajudar o bebê a encontrar o caminho de volta ao Pai Celestial.

•Uma pessoa pode levar alguém a algum lugar, se ele não está indo lá sozinho? (N. º)
•Se a nossa família vai levar o bebê de volta ao nosso Pai Celestial, o que devemos fazer? (Devemos estar se esforçando para voltar a nosso Pai Celestial nos.)
Assegurar a família que se cada um se lembrará das palavras da canção e se todos irão trabalhar em conjunto, a família terá a bênção de viver com o Pai Celestial um dia. Termine a noite em casa, cantando novamente toda a canção “Sou um Filho de Deus”.

Lição Vinte e seis: Compartilhando nossas bênçãos

O que eu era um anjo, e poderia ter o desejo do meu coração, que eu possa ir e falar com a trombeta de Deus, com uma voz que estremecesse a terra, e proclamar arrependimento a todos os povos! Sim, declararia a todas as almas, com voz como a do trovão, o arrependimento eo plano de redenção, que se arrependessem e viessem ao nosso Deus, que pode não haver mais tristeza em toda a face da terra.
[ Alma 29:1-2 ]
FINALIDADE
Membros da família Ajuda aprender a compartilhar as bênçãos do evangelho com outras pessoas.

Para o pai
Imagine o que sua vida seria como se você não tivesse as bênçãos do evangelho. Alguma vez você já sentiu uma sensação de gratidão pelas bênçãos que você gosta de todos os dias e me senti como se você queria compartilhar essa gratidão com alguém que quisesse ouvir? Você já experimentou o calor que inunda o seu coração quando você compartilhou seus sentimentos com os outros e podia sentir sua receptividade? Esse calor foi o amor de Cristo queimando dentro de sua alma e que precisam ser compartilhadas.

Talvez você tenha experimentado o desejo de contar aos outros, mas têm sido com medo de rejeição. Esta lição dá algumas idéias que podem ser úteis para compartilhar o evangelho.

PREPARAÇÃO
1. Trazer para a noite familiar de um envelope, lápis, folha de papel, e lápis para cada membro da família. Também trazer duas grandes folhas de papel.
2. Prepare um envelope em que há um pedaço de papel com a seguinte escritura escrito nele: “Se guardardes os meus mandamentos e perseverar até o fim, terás vida eterna, que é o maior de todos os dons de Deus” ( D & C 14:07 ). Escreva no lado de fora do envelope “Presente de Nosso Pai Celestial.”
3. Você pode querer se preparar para mostrar o segmento de “A Alegria de Trabalho Missionário” do videocassete Família Suplemento Noite Familiar (53276).
HINO sugerido e CANÇÃO
“High on the Mountain Top” ( Hinos, nenhum. 5 ).

“Eu espero que me chamam em uma missão” ( Músicas para Crianças, p.169 ).

SUGESTÃO
Nota: Se você mora em uma área onde há poucos não-membros, você pode ajudar um membro total ou parcialmente inativa. Estes mesmos princípios se aplicam em ajudar os membros ou não membros.

Identificar nossos amigos não-membros

Peça aos membros da família para fingir que os nomes de todas as famílias que não são membros ou inativos ou pessoas em sua vizinhança, no trabalho ou na escola são colocados em uma caixa. Sua família é fingir que lhes é dada a oportunidade para chamar um nome na caixa e dar um presente para a família ou indivíduo cujo nome desenhar.

Dê família membros lápis e papel. Faça com que cada membro da família escrever o nome da família ou pessoa cujo nome ele esperaria para desenhar. Ele leu o nome que ele tem escrito e explique por que ele iria esperar para obter esse nome.

A atividade deve ajudar o foco da família em alguns dos não-membros ou membros menos ativos que eles conhecem.

Se a família tem qualquer dificuldade em nomear alguém, você pode pedir-lhes para dizer-lhe os nomes de amigos não-membros com quem se associam. Você poderia dar os nomes dos não-membros que você conhece no trabalho ou através de outras associações da comunidade.

Depois de vários nomes foram mencionados, decidir em conjunto sobre uma família ou pessoa a quem a sua família gostaria de dar um presente.

Decidir sobre o melhor presente

Dê a cada membro da família um envelope, e pedir-lhe para usar um lápis para desenhar uma fita no envelope, fazendo com que pareça um presente. Em cada envelope ter-lhe imprimir o nome da família que foi escolhido.

Em seguida, peça a cada membro da família escrever em um pedaço de papel o que ele sente seria o maior presente que ele poderia dar para a outra família. Tê-lo coloque o deslizamento no envelope. Recolha os envelopes, e ler e discutir as respostas.

Vai ser interessante ver o que os presentes são sugeridas. Talvez alguns serão coisas materiais. Comente sobre o quão divertido seria dar esses presentes. Alguns presentes podem estar espiritual. Saliente como muito mais duradouros tais dons são.

Em conclusão, mostrar o envelope marcado “Presente de Nosso Pai Celestial”. Já a família fingir que o Pai Celestial nomeou o presente que ele iria oferecer e colocou no envelope. Abra o envelope e leu:

“Se guardardes os meus mandamentos e perseverar até o fim, terás vida eterna, que é o maior de todos os dons de Deus” ( D & C 14:7 ).

Explique que o Pai Celestial realmente oferecer o dom glorioso da vida eterna a todos os seus filhos.

•Pode o Pai Celestial nos dar o dom da vida eterna?
•O que seus filhos devem fazer para ter esse dom? (Aceitar o seu evangelho, ser batizados na sua Igreja, viver seus mandamentos, e ser casado para o tempo e toda a eternidade.)
Saliente que cada pessoa tem que fazer alguma coisa para aceitar o presente. Ele tem que fazer algo para si mesmo para ganhar a vida eterna.

•Pode oferecer a nossa família o dom da vida eterna, para a família que escolhemos para apresentar um presente para? Por que não?
•O que podemos dar?
Redistribuir os envelopes, e peça a cada pessoa para escrever sobre ele alguma bênção que a família escolhida receberia se a nossa família poderia ajudá-los a tornarem-se membros da Igreja. Você pode fazer um gráfico dessas bênçãos como eles são mencionados. Algumas dessas coisas podem ser incluídos:

1. Um verdadeiro conhecimento de que Deus é nosso Pai Celestial.
2. Um profeta para nos guiar.
3. Oportunidades para o serviço aos outros.
4. Escola Dominical.
5. Sociedade de Socorro.
6. Casamento e selamento do Templo.
7. O evangelho completo de Jesus Cristo.
8. Primário.
9. O Livro de Mórmon.
10. O crescimento espiritual.
11. O sacerdócio.
12. As noites familiares.
13. Oportunidade para se tornar uma família para sempre.
•Qual desses presentes que você sente que poderia dar em primeiro lugar? (As respostas podem incluir noite familiar, Primária, Sociedade de Socorro, da Escola Dominical, uma atividade recreativa.)
Fale sobre como esses dons poderia ser oferecido. Resumir, afirmando que, se pudéssemos dar à família escolheu a oportunidade de se tornarem membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, gostaríamos de dar-lhes a oportunidade de desfrutar de todos esses presentes na lista e muitas mais.

Ganhar Seu Coração

•Por que queremos dar a estes dons do evangelho à família que escolhemos? (Para que eles possam ter a vida eterna.)
•Como podemos ajudá-los a desejar verdadeiramente o evangelho? (Por que lhes permite ver os ensinamentos do evangelho em nossa vida.)
Relembre a família da história de Amon, que queria dar o dom do evangelho aos lamanitas. Ele entendeu que ele primeiro tem que fazer alguma coisa para fazê-los querer receber o evangelho.

Ou recontar brevemente a história de Amon e rei Lamôni ( Alma 17:20-19:36 ), ou usar a história contada nas imagens e palavras nesta lição para os seus filhos mais novos.

•Por que Ammon capaz de ensinar o evangelho aos lamanitas?
•O que devemos fazer antes de esta família pode ser ensinado o evangelho? (Win seus corações.)
•Como é que vamos conquistar seus corações? (Devemos nos tornar seus amigos.)
•Qual é o primeiro dom que devemos oferecer? (O amor)
Ilustre, mostrando o segmento de vídeo, “A Alegria de Trabalho Missionário”, ou relacionando a história a seguir ou uma de sua própria experiência, que vai ensinar as mesmas idéias.

Compartilhar o Evangelho

A família Grant eram membros da Igreja. Eles não conhecia ninguém na vizinhança que tinham acabado de se mudar para, assim que convidou toda a vizinhança para uma festa.

Entre as famílias que vieram foram os Montgomerys, que tinha oito filhos como fez a família Grant. Ambas as famílias gostavam um do outro imediatamente. Parecia natural que eles querem fazer as coisas para o outro.

Os Montgomerys veio e gostou noites familiares quentes e maravilhosas com os Grants. As subvenções foram convidados a jantar nos Montgomerys. As famílias foram trenó andar juntos. As crianças jogavam bola no quintal do Grant e jogou na cama elástica no quintal do Montgomery. Os pais de ambas as famílias gostava de assistir as crianças e visitar juntos.

Um dia, enquanto as duas famílias estavam juntos, Irmã Grant disse aos Montgomerys, “Por que não convidar os missionários para vir e falar sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias?” Os Montgomerys concordou.

Nas semanas que se seguiram, os missionários ensinaram os Montgomerys, mas por causa de sua herança familiar muito tempo em outra igreja, eles não sentem que poderia aceitar o evangelho.

•Você acha que os subsídios foram um fracasso em seus esforços missionários porque os Montgomerys não se tornaram membros da Igreja? Por que não?
•Que bênçãos os Grants compartilhar com os Montgomerys? (As noites familiares, amizade, conhecimento sobre o evangelho.)
•Será que os Montgomerys dar nada em troca? (Eles deram amor e amizade para os Grants.)
Explique que, a fim de ensinar o evangelho, nem sempre você tem que fazer as perguntas: “O que você sabe sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias?” E “Gostaria de saber mais?” Estas perguntas podem ser adequado às vezes, mas eles geralmente são mais eficazes se primeiro conquistar os corações dos nossos amigos e vizinhos. Nós podemos compartilhar o evangelho apenas como as pessoas estão dispostas a receber, um pouco agora e mais tarde. Às vezes um pouco dos princípios do evangelho agora vai abrir seus corações para mais tarde. Atos de interesse e bondade vai conquistar seus corações. Devemos deixá-los ver-nos a viver o evangelho e sabemos que somos seus amigos, então nós somos mais capazes de compartilhar o evangelho.

Planejamento para dar o presente

Falar sobre a família que você escolheu para receber o dom da amizade. Ore sobre a família, pedindo ao Senhor para ajudá-lo a abordá-los no momento certo e da maneira certa. Considere as perguntas e idéias listadas na carta incluída na lição. Leia e discuta as sugestões e as suas possibilidades em seus esforços missionários. Fazer as coisas que você pode fazer com sinceridade.

Como você planeja as atividades, orar sobre seu plano, e então começar. Quando você ganhou os corações de seus amigos, dar-lhes a oportunidade de ouvir sobre o evangelho. Permanecer amigos ou não aceitar o evangelho.

Ammon vai em uma missão

[Amom] tinha ido para a [Lamanite] país para servir em uma missão para a Igreja. Ele se tornou um [servo] ao rei Lamôni para que ele possa buscar oportunidades para [ensinar] o evangelho aos lamanitas [] pessoas. Um dos deveres [Amon] ‘s era para cuidar dos rebanhos [] do rei Lamôni.

Um dia, alguns homens maus [] dispersaram os rebanhos []. [Amom], ao ver os rebanhos espalhados [] e observando o medo dos outros [servo] s, reconheceu a sua oportunidade de [ensinar] o evangelho.

Os [servo] s chorou por causa do medo que eles seriam mortos. Quando [Amom] viu isso, seu coração se encheu de alegria. Ele disse: “Eu vou te mostrar o meu poder por diante a estas minhas-companheiro [servo] s, ou o poder que está em mim, recuperando os rebanhos para o rei, para que possa ganhar os corações destes meu-companheiro [servo] s que eu possa levá-los a acreditar em minhas palavras “( Alma 17:29 ).

Então, sob a inspiração do Senhor, [Amom] incentivou o [servo] s para parar o seu choro, para reunir os rebanhos [] mais uma vez. Quando isso foi feito, os mesmos [os ímpios] veio novamente para espalhar os rebanhos []. [Amom] disse: “Cercar a rodada [rebanhos], para que não fujam; e eu vou lutar com esses homens que dispersam nossos rebanhos [] “( Alma 17:33 ).

Os [servo] s obedeceu [Amom]. [Amom], em seguida, foi para o lugar onde há água para proteger o [servo] s e os rebanhos [] no [os ímpios] que se deleitava em matar.

No início, eles lutaram com estilingues e pedras. [Amom], com grande poder do Senhor, jogou as pedras entre os [ímpios] e matou seis deles. Nenhum dos homens maus [] foi capaz de bater [Amom], então eles largaram as pedras e pedras e veio em direção a [Amom] com os clubes. Quando chegaram perto dele, [Amom] levantou a espada e cortou os braços dos homens maus [] que levantaram os seus clubes contra ele. [Amom] foi capaz de defender-se, o [servo] s, e do rei Lamôni [rebanhos].

Após a batalha terminou, os [servo] s correu para o rei e animadamente contaram sua história de como [Amom] tinha salvado o rei [rebanhos]. Rei Lamôni enviado para [Amom]. Ele não conseguia entender como [Amom], um nefita, poderia ser tão leal aos lamanitas [] as pessoas quando os nefitas e lamanitas [] s tinham sido amargos inimigos por muitos anos.

[Amom] tinha sido fiel em seus deveres como um [servo]. Devido a isso ele foi capaz de [ensinar] rei Lamôni, sua família, ea sua corte o evangelho. Ele era capaz de fazer isso porque ele tinha ganho o primeiro seus corações com o seu amor, amizade e exemplo.

Ganhar Seu Coração pelo Exemplo

Houve casos em que uma pessoa foi transformado longe das verdades do evangelho por causa das ações de alguns dos membros da Igreja. Podemos ganhar corações e ensinar o evangelho se nós mesmos são bons exemplos de crentes.

1. Tem sempre o cuidado de ser honesto e justo? Por exemplo, você retornar mudança extra um funcionário dá-lhe por engano? Você fala quando alguém é responsabilizado por algo que você fez? Você retornar coisas que você emprestar? Você dá um dia de trabalho honesto para um dia de salário?
2. Existe alguma coisa que você poderia fazer para tornar a sua casa e quintal mais arrumado e, assim, tornar o bairro mais bonito?
3. Você está sempre obediente aos pais, professores e líderes da Igreja?
4. É atencioso com os seus vizinhos? Por exemplo, você está cuidado para não ser barulhento tarde da noite ou de manhã cedo? Você mantém seus animais de estimação de ser um aborrecimento? Você respeita as regras vizinhos têm para os seus filhos? Você mantém seus filhos de irritar os vizinhos? Você coloca seus brinquedos fora quando não está em uso, de modo que ninguém vai tropeçar em cima deles?
5. Tem cuidado para não fofocar ou falar sobre outras pessoas? Você tenta dizer algo bom sobre uma pessoa que está sendo falado negativamente em sua presença?
6. Você sempre cortês? Por exemplo, você espera a sua vez na fila? Você fala para aqueles que vivem do outro lado da rua? Você sempre lembre-se de dizer por favor e obrigado?
7. Tem cuidado com a obediência à lei? Por exemplo, você obedecer sinais de trânsito, mesmo que ninguém mais está por perto? Evita espalhando lixo em locais públicos?
8. Você sempre manter a sua palavra? Por exemplo, quando você diz que vai fazer alguma coisa, você faz isso no momento em que você disse que iria, em casa, na escola, no trabalho, na igreja e na vizinhança? Você deixa a pessoa adequada saber se você não pode manter um compromisso ou cumprir uma tarefa?
Ganhar Seu Coração com Amizade

Aceite as pessoas como elas são e quem são. Reconheça desde o início que os estilos de vida diferentes, mas todos são filhos de nosso Pai Celestial e precisa ter as bênçãos do evangelho. Permanecem seu amigo, mesmo que não pode aceitar o evangelho, no momento presente.

1. Existe uma família não-membro em sua vizinhança com quem você não conhece bem? Você poderia pagar-lhes uma visita curta, e dizer-lhes que gostaria de conhecê-los melhor e, talvez, convidá-los para um jantar em uma data futura?
2. Você poderia conversar com seus vizinhos sobre jardinagem, produtos de câmbio ou receitas, em um esforço para tornar-se mais sociável e conquistar seus corações?
3. Você tem um amigo não-membro, você poderia convidar para ir com você para Primária, uma lareira, ou uma noite de atividade na Igreja, como um jogo, road show, carnaval, função seminário, ou jogo de bola?
4. Você poderia ser um amigo para as pessoas na escola ou no trabalho que parecem deixados de fora? Convide-os para almoçar com você, escreva uma nota elogiosa para eles, ou manifestar o apreço por eles.
5. Você poderia fazer uma oportunidade para se referir a um evento da Igreja em suas conversas com os não-membros? Por exemplo, “eu comecei a aprender a fazer crochê na Primária ontem”, ou “Estamos aprendendo a fazer colchas empate na Sociedade de Socorro na próxima semana.” Siga com um convite para tê-los acompanhá-lo.
6. Existe uma nova família se mudar para sua área? Familiarizá-los com a localização da escola, a mercearia, ea localização das igrejas em sua área; e, talvez, dizer-lhes do bairro costumes e atividades de grupo de interesse comum a todos.
7. Se surgir a oportunidade, você poderia explicar o programa da noite familiar a seus amigos não-membros? É possível que eles compartilhem uma noite familiar com você e sua família?
8. Você poderia patrocinar uma “ficando-to-know-you” festa para acolher as pessoas para o bairro ou para conhecer uma família ou indivíduo com quem você não conhece bem?
ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Filhinhos que gostam de desenhar uma fita colorida no envelope. Eles poderiam citar uma criança que não vai à Primária. Eles podem dizer o que eles fazem na Primária e por que eles pensam que seus amigos gostariam de ir à Primária com eles.

Eles vão gostar de olhar para as imagens da história “Amom Goes on a Mission”, incluída na lição e ouvir a história.

Você também pode querer dizer as seguintes histórias:

Day Primário

Era domingo de manhã. Judy e Dwight estavam se preparando para ir à igreja. Houve uma batida na porta. Judy correu para abri-lo. Seus amigos Rachel e Wally estavam lá e queria saber se ela poderia jogar. Judy disse: “Não, é domingo, e eu estou indo para a Primária. Eu não quero perdê-la. “

“Qual é o principal”, perguntou Rachel.

•Como você teria respondido Rachel? (Dê tempo para respostas.)
Continue a história:

“Por que você gosta primária”, perguntou Wally.

•O que você diria para Wally?
Continue a história:

Então Judy disse: “Por que você não pergunta a seus pais se você pode ir com a gente?”

“Vamos”, disse Rachel e Wally, e correu para casa.

•Você acha que os pais de Wally e Rachel iria deixá-los ir? (Às vezes os pais dizem que sim, e às vezes eles dizem que não. Mas não faz mal perguntar.)
Mary and Mrs. Johnson

“Mamãe,” Maria perguntou como ela veio em casa “, que mora na casa grande na rua? Nós não nunca vi ninguém lá. “

Mãe respondeu: “Uma senhora mais velha. O nome dela é Sra. Johnson. Ela não é capaz de se locomover muito bem por isso ela fica em casa muito. Gostaria de conhecê-la? “

“Eu não sei”, disse Maria. “Ela é legal?”

“Oh, sim”, disse a mãe “, e ela ama as crianças. Talvez pudéssemos fazer alguns biscoitos para levar para ela. “

No dia seguinte, Maria ajudou a mãe a fazer alguns cookies. Levaram-los na rua para a casa da Sra. Johnson. Mary estava animado para dar os biscoitos com a Sra. Johnson. Quando a Sra. Johnson atendeu a porta, ela tinha um olhar triste, cansado no rosto dela, mas ela começou a sorrir quando Maria lhe deu os biscoitos.

“Oh, obrigado,” disse a Sra. Johnson. “Estes parecem deliciosos. Você ajudou fazê-los? “

“Sim”, disse Maria.

No dia seguinte, Maria estava andando pela calçada, ea Sra. Johnson estava sentado em sua varanda. Mary acenou, ea Sra. Johnson pediu-lhe para vir. Mary pulou para onde a Sra. Johnson estava sentado. Sra. Johnson novamente agradeceu os cookies. Então ela disse a Maria algumas histórias sobre quando ela era uma garotinha. Maria gostava de ouvi-la. Cada dia ela iria ver a Sra. Johnson, muitas vezes tirando algumas fotos que ela tinha coloridas e algumas ervilhas frescas ou milho a partir do jardim. Mary logo aprendi a amar a Sra. Johnson, ea Sra. Johnson gostava de ter Maria vir. Eles conversaram sobre muitas coisas.

Então, um dia Maria perguntou a Sra. Johnson para chegar a noite familiar em sua casa. Toda a família planejado uma noite especial. Eles tiveram um bom tempo. Sra. Johnson me senti tão bem de estar envolvido, e Maria teve um novo amigo.

•Como foi a Mary um missionário? (Ela mostrou amor e bondade para um vizinho. Ela convidou a Sra. Johnson para a noite familiar.)
•Existe alguém que vive por nós que pudéssemos mostrar o amor de?
Explique que durante toda a nossa vida, devemos dizer às pessoas sobre a Igreja. Às vezes, eles vão ouvir e às vezes eles não vão. Mas devemos sempre tentar dar-lhes o grande dom da alegria e bondade. Eles podem ser bons amigos.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Além da aula sugerido, sua família pode gostar de ler e discutir as escrituras a seguir sobre a responsabilidade eo privilégio que temos de compartilhar nossas bênçãos do evangelho com os outros:

1. Doutrina e Convênios 123:12 .
2. Doutrina e Convênios 18:10-16 .
3. Doutrina e Convênios 4:1-7 .
4. Doutrina e Convênios 88:77-83 .
5. Alma 39:10-12 .
SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Preparando-se para compartilhar

Prepare um gráfico com quatro designações: “Meus recompensas para Sharing”, “O compartilhamento faz para os outros”, “coisas para compartilhar” e “. Preparação para Sharing” Ter alguém ler ou contar a história de Mosias 28:1-9 .

•Por que compartilhar o evangelho?
Peça aos membros da família pensam como muitas razões que podem. Relacione-os debaixo de um dos dois primeiros títulos. Se alguém não menciona dever, ler para eles a seguinte declaração do Presidente Spencer W. Kimball:

“Nenhuma pessoa que tenha se convertido ao evangelho deve fugir a sua responsabilidade de ensinar a verdade aos outros. Este é o nosso privilégio. Este é o nosso dever. Este é um mandamento do Senhor. “(” Todo o que For “, Ensign, outubro 1977, p. 3.)

•O que podemos compartilhar?
Mais uma vez os membros da família podem sugerir itens para compartilhar com os não-membros. Estes podem ser listados sob o título “coisas para compartilhar.”

•Estou pronto para compartilhar?
Peça aos membros da família sugerem as qualidades que se deve ter, a fim de compartilhar de forma eficaz, e listar as suas sugestões, sob o título “Preparação para o compartilhamento.” Ter alguém leia Doutrina e Convênios 4 , e comparar essa lista com os sugeridos pela família. Sugerir que os membros da família podem usar estas sugestões como listas de verificação para ver o quão bem eles estão seguindo o conselho do profeta de que devemos ser cada compartilhar o evangelho com outras pessoas.

Fazer Trabalho Missionário

Você pode construir uma lição família em fazer trabalho missionário e as razões para fazê-lo a partir do material em capítulo 33 , “Trabalho Missionário”, de Princípios do Evangelho [31110], páginas 211 através de 217. Talvez os membros da família possam ler e discutir o capítulo. Ou você pode querer usar o capítulo como um plano de aula e apresentar o material para a família.

Prestar Testemunho do Evangelho

Peça aos membros da família para compartilhar idéias sobre o que é a maneira mais forte, mais convincente de compartilhar o evangelho com outras pessoas. Se ninguém sugere rolamento testemunho, adicione em seu próprio país. Pergunte por que o testemunho de rolamento é uma ferramenta poderosa em compartilhar o evangelho. Saliente que os membros e não-membros precisam de ouvir os testemunhos de outros. Você pode querer ler e discutir o seguinte incidente:

Um cientista encontra um Testemunho

Um missionário, uma vez sentou-se na casa de um cientista aprendido. O missionário tentou de todas as formas lógico para convencê-lo de que a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias era verdade. O cientista brincou com o missionário como um gato com um rato, riddling mensagem do missionário com a sua aprendizagem superior. Mas, então, o missionário disse algo que mudou todo o curso da discussão.

Ele disse: “Eu sei que a mensagem que estou tentando trazer você é verdadeiro. Eu sei que, tão certo como eu estou aqui com vocês nesta sala.

O cientista estava em silêncio. Ele foi afetada pelo espírito sentiu neste testemunho. Sua atitude mudou. O missionário tornou-se o professor e cientista do aluno.

Três meses mais tarde, o cientista sabia algo que ele nunca tinha conhecido antes. Ele sabia que a Igreja era verdadeira. Ele foi batizado e começou a dar o seu testemunho a outros.

Livro de Mórmon Placement Projeto

Passe uma noite preparando exemplares do Livro de Mórmon para um livro familiar projecto de colocação de Mórmon. Primeiro você precisa obter vários exemplares do Livro de Mórmon que pretende dar como presentes. Então juntos escrever um testemunho de família, e ter um amigo tirar uma foto de todos vocês em um grupo. Cópias de cola da imagem e testemunho dentro da capa de cada exemplar do Livro de Mórmon.

Dê os exemplares do Livro de Mórmon a amigos não-membros, ou oferecê-los aos missionários locais para eles para distribuir. Se a sua família deseja colocar grandes quantidades de o Livro de Mórmon, escreva para família-a-Família Livro de Mórmon Programa, LDS Church Departamento Missionário, 50 East North Temple Street, Salt Lake City, Utah 84150.

A alegria está em fazer

Os membros da família não pode nunca ser realmente convencido de que compartilhar o evangelho pode ser gratificante, até que experimentá-lo em primeira mão. Aqui estão algumas sugestões para atividades em que a sua família pode participar, que irá ajudá-los a experimentar estas recompensas:

1. Se você tem um ex-missionário em sua família, ter-lhe contar sobre suas experiências missionárias. Se não, você pode convidar um missionário retornou recentemente para compartilhar uma noite em sua casa com sua família.
2. Convidar uma família em sua casa para participar de uma atividade na noite familiar. Sinceramente tentar conquistar seus corações. Esta pode ser tanto uma família nonmember ou um que é inactivo.
3. Leia e discuta a seguinte declaração do Presidente Spencer W. Kimball, “Deve ser claro para nós que normalmente devemos aquecer nossos vizinhos antes que possamos avisá -los adequadamente “(” Relatório do Seminário de Representantes Regionais “, Ensign, novembro 1976, p. 140). Discuta o que os membros da família podem fazer para se tornar mais amigável e as formas que eles possam ir em ganhar corações. Saliente que é muito mais eficaz para compartilhar o evangelho com amigos do que com estranhos.
Ore para encontrar um investigador

Leia a seguinte declaração do Presidente Spencer W. Kimball: “Pense, irmãos e irmãs, o que aconteceria se cada família ativa eram para trazer uma outra família ou indivíduo na Igreja: … Nós seria acompanhado por centenas de milhares de novos membros da Igreja “(Conference Report, abril 1979, p 114;. ou Ensign, . maio de 1979, p 82).

Em seguida, leia ou conte a seguinte experiência:

Uma família foi inspirado pelo discurso do Presidente Kimball a aceitar o desafio. Começaram por ir ao Pai Celestial para obter orientação sobre o que fazer. Depois que a família tinha se ajoelhou em oração, a mãe disse: “Vamos convidar uma família de refugiados em nossa casa.” No dia seguinte, eles fizeram um inquérito, e que à noite a família tornou-se patrocinadores e pegou uma família de refugiados do aeroporto. Depois de aprender a ligar as luzes e torneiras de água e receber muito amor por vários dias, a família de refugiados foi perguntado se eles gostariam de ir à igreja, e eles disseram que sim. A classe da Escola Dominical foi arranjado, ministrado por um ex-missionário. Logo várias famílias de refugiados estavam freqüentando, e os interessados ​​foram convidados a ouvir as palestras missionárias. Vinte estavam interessados ​​e ouviu as discussões na casa da família patrocinadora. Catorze entrou para a Igreja.

Converse com sua família as diversas maneiras em que se pode encontrar e companheirismo investigadores. Em seguida, torná-lo uma questão de oração. Se os membros da família estão dispostos, coloque o seu próprio plano missionário em ação.

Lição Vinte e cinco: Desenvolvimento de Compaixão

Noite Familiar Livro de Recursos , (1997), 106

Sede todos de um mesmo sentimento, compassivos uns dos outros.
[ 1 Pedro 3:8 ]
FINALIDADE
Desperte pensamentos e ações solidárias, ajudando os membros da família percebem que, como nosso Salvador, eles também têm compaixão pelos outros.

Para o pai
Você já teve seus filhos expressar simpatia e amor e um desejo de ajudar um amigo quando caiu e arranhou o joelho ou conseguido uma farpa no dedo? Tenha os seus filhos já doía por dentro quando um de seus amigos foi feita de diversão na escola? Você já se sentiu verdadeira tristeza com o infortúnio de um ente querido? Estes são sentimentos de compaixão-a virtude de Cristo que cada um de nós deve desenvolver. Na verdade, somos ordenados a ser compassivo. No entanto, não devemos ter compaixão, simplesmente porque somos ordenados. É algo que devemos querer desenvolver. Nós somos cada um nasce com sentimentos de compaixão, porque somos filhos do Pai Celestial. Temos de reconhecer aqueles que necessitam e desenvolver nossa natureza compassiva.

Esta lição irá ajudar a sua família reconhecer sentimentos de compaixão como eles vêem as necessidades dos outros e aprender com o exemplo do Salvador.

PREPARAÇÃO
1. Obter um pacote de sementes, uma planta madura do mesmo tipo que as sementes, ou uma imagem de uma planta madura ou flor dessa espécie.
2. Tenha lápis e folhas de papel para cada membro da família.
HINO sugerido e CANÇÃO
“Que Fiz alguma coisa?” ( Hinos, nenhum. 223 ).

“Eu tenho duas mãos pouco” ( Músicas para Crianças, p.272 ).

SUGESTÃO
Por que Cristo Alimente de quatro mil pessoas?

Diga a sua família sobre como Jesus, uma vez alimentados quatro mil pessoas com sete pães e alguns peixinhos. Você pode querer ler a história em voz alta Mark 8:1-9 .

•Por que Jesus alimentar o povo? (Você está procurando a resposta a compaixão, mas aceitar todas as respostas.)
Se compaixão não é mencionado, dizer a sua família que você está pensando em uma palavra que descreve o sentimento bom Jesus tinha para os outros. Se ninguém diz a palavra, diga-membros da família para segurar suas mãos quando eles pensam que sabem o que a palavra é, e começar a ler Mark 8:1-2 em voz alta, deixando de fora a palavra compaixão.

•O que é compaixão? (É saber que alguém precisa de ajuda e querer ajudá-los de qualquer maneira que puder.)
Cristo foi compassivo

•Como Jesus mostrar compaixão para com as pessoas além de alimentar os quatro mil? (As respostas devem incluir várias curas, ensinamentos e atos de bondade.)
Nas últimas horas de sua vida, apesar do abuso e da dor que ele sofreu, para quem Jesus demonstrou a sua grande compaixão? (Sua mãe, os soldados romanos, e os dois ladrões crucificado com ele.)

Alguns membros da família podem estar familiarizados com esses eventos e pode dar as respostas. Como exemplo, você pode querer ler o relato da compaixão de Cristo por sua mãe em João 19:25-27 . Ao fazê-lo, peça aos membros da família para apontar ato de compaixão de Cristo.

Podemos nos tornar compassivo

Explique que o Pai Celestial quer que cada um de seus filhos para se tornar compassivo assim como ele eo Salvador é compassivo (ver D & C 52:40 ).

•Isso quer dizer que os sentimentos e ações compassivas são fáceis?
Convide a família para fingir ser treze anos como Phillip era como você se relaciona com a seguinte história:

Phillip

Phillip era um menino retardado de treze anos de idade, cuja ala limites foram alterados. A maioria de seus amigos ficaram em seu antigo ala, mas sua família foi para a nova ala, que foi para a Igreja em uma capela diferente. Sua mãe estava preocupada com a forma como Phillip seria aceito.

Em seu primeiro domingo, na nova ala, Phillip entrou em sua nova classe. Do fundo da sala, veio uma pergunta: “Ei, quem é o cara com os óculos de lentes grossas e os olhos estranhos?”

Phillip tinha um problema de respiração que significava que muitas vezes ele teve que enfiar a língua para fora, a fim de conseguir ar suficiente. Vendo Phillip, um dos rapazes da turma virou-se para seu amigo, mostrou a língua e disse: “Olha gente. Adivinhe quem eu sou. “

Mais tarde, naquele dia em casa, Phillip disse à sua mãe que ele não queria ir à igreja.

•Que coisas erradas que esses membros da classe fazer?
•Como você se sentiria se você fosse Phillip?
•Se você fosse nesta classe, o que você faria?
•Se a classe zombavam de você, o que você faria?
•Se Phillip fosse um amigo seu, você iria se sentir de forma diferente?
Continue a história:

A mãe de Phillip decidiu pedir para falar com a classe, no domingo seguinte, sem Phillip estar presente. O professor permitiu a mãe de Phillip para explicar: “Quando Phillip nasceu, os médicos não acho que ele viveria. Ele nasceu com um corpo imperfeito, que não permite que ele faça tanto quanto alguns de vocês são capazes de fazer. Ele pode não parecer, mas ele tem os mesmos tipos de sentimentos que você faz. Ele se sente sozinho. Ele é um pouco de medo de estar aqui, porque ele não acha que ele tem amigos. Estou preocupado que sem a sua ajuda, ele nunca vai sentir que esta é a sua ala ou sua classe. “

Durante as próximas semanas, houve uma mudança decidida na atitude e as ações da classe. Uma das meninas da turma estava um pouco doente em uma manhã de domingo e foi dito por sua mãe que ela não seria capaz de ir à igreja. A menina, chorando, protestou: “Mas Phillip precisa de mim.”

•Quando você sentiu preocupação, tristeza e compreensão por alguém?
•Quando foi que você mostrou compaixão por outro?
Dê a sua família falar sobre momentos em que alguém tratou-os com compaixão.

Como Nos Tornamos compassivo?

•Como nos tornamos compassivo?
Vamos examinar os membros da família de um vegetal, fruto, ou semente de flor. Se possível, mostrar a planta madura ou fruta ou uma foto dele. Explique que, porque somos filhos de nosso Pai Celestial, temos dentro de nós as sementes, ou atributos, de compaixão. Para que nos tornemos verdadeiramente compassivo, devemos cultivar e trabalhar com as sementes, assim como temos a água e cultivar os vegetais ou sementes de flores para eles para amadurecer.

Discuta como estas histórias se relacionam com o desenvolvimento das sementes de compaixão:

Jim aprende Compaixão

Jim entregou Carol papel álgebra que tinha corrigido. Ela tinha perdido a maioria dos problemas nele. “Este material é fácil”, pensou ele. “Qualquer um poderia fazê-lo. Ela não é tão burra. O que há de errado com ela? “Então ele olhou para Carol e vi que ela estava piscando para conter as lágrimas. “Mas deve ser muito difícil para ela”, ele admitiu com surpresa.

•O que você teria dito a Carol? (Vamos todos dar uma opinião.)
Jim estava experimentando alguns sentimentos de compaixão, como ele admitiu que a álgebra era difícil para Carol. O que ele poderia fazer para mostrar compaixão?

Tim vê algo engraçado

Tim veio ao virar da esquina a tempo de ver a bicicleta de Larry atingiu uma grande pedra na rua. A roda dianteira cambaleou para trás e para frente, até que Larry finalmente perdeu o controle e caiu. Parecia muito engraçado, e Tim queria rir.

•O que você teria feito se estivesse Tim?
•Alguma vez você já teve um acidente quando outras pessoas estavam assistindo?
•Como você se sentiu?
•Como uma pessoa verdadeiramente compassivo reagiria quando Larry caiu?
Leia e discuta 1 Coríntios 12:26 . Certifique-se de que toda a gente reconhece que nestes incidentes, há uma chance de crescer em compaixão, tentando entender as necessidades de outra pessoa e ajudá-lo.

Nossos membros da família podem crescer em compaixão

Peça a cada membro da família tomar um rumo sentado em uma cadeira no meio da sala. Enquanto ele fica lá, tem cada um dos outros membros da família dizer de uma maneira que ele poderia ser mais compassivo com a da cadeira. Explique que significa ser de compaixão que nos preocupamos com os problemas do um na cadeira e querem ajudar. Podemos sempre encontrar algo cada um de nós pode fazer para ser mais compassivo com os membros da nossa família.

Leia e discuta Mateus 25:40 . Em seguida, desafie cada membro da família a atuar em pelo menos uma de suas próprias sugestões durante a próxima semana.

Peça-lhes para escrever a sugestão de que eles vão trabalhar e mantê-lo como um lembrete durante a semana.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Muitas vezes, as crianças têm compaixão pelos animais. Você pode querer dizer a seguinte história:

O Terry Encontrado

Terry estava na janela olhando a chuva. De repente, ele ouviu um som como se alguém chorando. Estava vindo do exterior. Terry escutou. Ele apertou o nariz contra o vidro e tentou ver, mas tudo o que podia ver eram as formas onduladas de árvores e grama molhada.

Ele correu para a porta da frente e abriu-a. Lá na porta era um pequeno gatinho cinzento, miando tão alto quanto um gatinho podia. Ele estava encharcado e tremendo de frio. Algo dentro de Terry inchou com a visão do pobre animal. Ele pegou o gatinho muito suavemente. Podia senti-lo tremer. Ele caminhou lentamente até a cozinha, o gatinho embalou contra seu corpo quente. A mãe de Terry colocar alguns panos limpos em uma caixa. Ela secou o gatinho, afofando o pêlo. Em seguida, ela colocou-o entre os trapos e colocar um pires de leite quente ao lado dele. Terry se sentou ao lado da caixa e colocou a mão sobre o gatinho. Ele ainda estava tremendo, mas não tanto. Terry estava quente e bom. “Estou tão feliz que eu ouvi o gatinho chorando. Talvez a gente salvou a sua vida. “

•Como Terry sente sobre o gatinho? (Ele sentiu pena dele porque ele estava molhado e frio. Ele queria ajudá-lo, e ele fez. Ele teve compaixão pelo gatinho.)
Diga aos seus filhos que o Pai Celestial quer que eles tenham compaixão por todos, assim como Terry tinha para o gatinho. Peça-lhes para pensar de cada membro-pai de família, mãe, um irmão ou irmã e pensar de uma maneira que eles podem mostrar bondade ou compaixão para cada um. Ajude-os a realizar suas idéias durante a semana.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Use a história de Phillip, e adaptá-lo usando as seguintes perguntas:

•Como você lida com a situação de outras pessoas que estão sendo feitas diversão na frente de você?
•E se esses provocando outros são seus amigos?
Permita que os membros da família de algum tempo para compartilhar experiências pessoais de compaixão. Você também pode usar a história do Salvador na época de sua crucificação.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Colocando em Prática Compaixão

Faça planos para ajudar alguém fora de sua casa. Estes planos não precisa ser grande ou dramático, mas deve ser de valor para a pessoa que está sendo servido. Você poderia visitar os doentes, aliviar aqueles que cuidam de doentes crónicos, visite os idosos, ajudar alguém que está desanimado, planejar um programa para fechar-ins, ou seja amigável com o seu vizinho.

Você pode usar capítulo 28 , “Serviço”, em Princípios do Evangelho [31110], páginas 185 a 191, para ajudar a se preparar para esta noite familiar. Muitos exemplos e idéias podem ser encontradas no Church News, New Era, amigo, Ensign, ou Liahona.

Compreender os sentimentos dos outros

Conte uma história sobre como conhecer alguém muda os sentimentos de outra pessoa sobre ele. Você pode encontrar essas histórias em uma das revistas da Igreja. Você pode querer criar uma história a si mesmo, ou relatar uma experiência que aconteceu em sua família.

Você também pode desejar ter membros da família tente caminhar uma curta distância no lugar de um outro membro da família, usando o estilo da outra pessoa de andar e falar para imaginar o que seria como ser essa pessoa. Ou você pode desejar ter membros da família encenar a história do Bom Samaritano ( Lucas 10:29-37 ), Néfi e seus irmãos ( 1 Néfi 7:6-21 ), José e seus irmãos ( Gênesis 37:1-35 , 44-45 ), ou qualquer outra história das escrituras de conflito entre indivíduos. Estas histórias também podem ser contadas com personagens flanelógrafo ou fantoches de mão. Em seguida, pedir a cada pessoa para dizer o que ele sentia quando ele estava fazendo o papel do personagem da história. Pergunte se isso mudou a maneira como ele pensa sobre a pessoa que ele estava retratando.

Sugira que cada membro da família pensar em alguém que não gosta muito bem e tentar imaginar-se ser essa pessoa, sentindo-se como essa pessoa se sente. Sugerir que eles pensam sobre as necessidades e esperanças que podem fazer a outra pessoa se comportar como ele faz. Então eles têm que rever a forma como eles se sentem sobre essa pessoa.

A diferença entre Compaixão e Tolerância para Sin

Explique que devemos ter o cuidado de que os nossos sentimentos de compaixão, não nos leva a desculpar ou tolerar transgressão. Para ensinar essa idéia, você pode ler ou têm familiares encenar a história do filho pródigo ( Lucas 15:11-32 ). A história também pode ser contada usando fantoches de mão ou recortes flanelógrafo. Após a história, discutir questões como as seguintes:

•O filho pródigo tivesse pecado. Será que seu pai tolerar o seu pecado?
•O que estava errado com a atitude do irmão do filho pródigo?
•Como é que os sentimentos do pródigos mudar?
•O que você acha que teria acontecido se ele tivesse apenas ido para casa e exigiu que seu pai ajudá-lo fora de seu problema?
•O que torna o comportamento do pai justo e não tolo? (Você pode querer lembrar os membros da família da escritura de Doutrina e Convênios 01:31 , “Eu, o Senhor não pode encarar o pecado com o mínimo grau de tolerância”.)
Os membros da família podem querer discutir como a justiça ea misericórdia podem existir juntos, usando Mosiah 15:8-12 como um exemplo, e relacionar essas escrituras para a história do filho pródigo.

Mostrando compaixão pelos outros é Servir ao Senhor

Cante todos os sete versos do hino “Um Pobre e Aflito Viajor” ( Hinos, nenhum. 29 ). Você pode querer chamar a atenção para as bênçãos que o narrador recebe como ele sacrifica para o estrangeiro em cada verso.

•Você sabe onde a inspiração para esta canção vem?
Peça que alguém leia Mateus 25:31-46 .

Pergunte à família para contar todas as vezes em suas próprias vidas, quando eles tiveram a oportunidade de servir a alguém que eles não sabiam muito bem e que as conseqüências eram.

Terminar por ter alguém que leia Mosiah 2:16-17 . Explique que o rei Benjamim fala a seu povo nestes versos.

Aprender Compaixão através Exemplo

Atribua a cada membro da família para encontrar um exemplo de serviço de solidariedade na vida de alguém, um antepassado, um líder da Igreja, um membro da família, um famoso humanitário, ou alguma outra pessoa. Você pode querer ajudar as crianças, direcionando-os para tais histórias ou ajudando-os a preparar a sua apresentação.

Durante a noite, em casa, que cada membro da família contar a história que ele encontrou. Depois de cada história, ter membros da família expressar todas as idéias a história lhes deu sobre como eles podem mostrar compaixão para com os membros da família ou pessoas do bairro ou na ala ou ramo.

Os membros da família podem querer expandir esta lição em serviço compaixão por alguém.

Por que precisamos desenvolver a compaixão

Leia Moisés 4:1-4 . Note-se que Lúcifer prometeu redimir todos os filhos de Deus, de modo que nenhuma alma se perderia.

•Por que ele escolheu o curso que ele fez? (Ganância, ambição, auto-interesse.
Comparar o plano de Lúcifer com o que o Salvador escolheu seguir.

•Qual agiu por compaixão real para as almas dos homens?
Pergunte à família para nomear ou descrever eventos históricos em que promessas semelhantes a Lúcifer foram feitas.

•Qual foi o resultado?
Já alguém leia Doutrina e Convênios 121:36-37 para ajudar a responder a esta pergunta.

Use estes exemplos para discutir a idéia de que, sem compaixão, o homem não é capaz de se tornar como o Pai Celestial e nunca pode receber a exaltação celeste.

Lição Vinte e quatro: Noções básicas sobre aqueles que são diferentes

Como quereis que os homens vos façam, fazei vós também a eles.
[ Lucas 6:31 ]
FINALIDADE
Ajude a sua família aceitar e apreciar as pessoas que são diferentes.

Para o pai
Todos nós na terra são membros da família de nosso Pai Celestial, mas podem ser muito diferentes na aparência, temperamento e gostos. Como nosso pai perfeito, Deus nos ama incondicionalmente. É seu desejo de que damos uns aos outros o mesmo amor incondicional.

Filhinhos está curioso sobre aqueles que são diferentes deles, mas eles não são julgamentos. Eles rapidamente aprender com os adultos à sua volta atitudes para com as pessoas que podem ser de uma raça ou cultura diferente, ou que podem ter deficiências mentais ou físicas. Os pais têm a solene responsabilidade de não fomentar preconceitos e atitudes negativas em seus filhos. Todas as pessoas querem ser tratados como filhos do mesmo Pai Celestial amoroso.

O Salvador nos mostrou o caminho, quando ele disse: “Como quereis que os homens vos façam, fazei vós também a eles” ( Lucas 6:31 ).

PREPARAÇÃO
1. Ter cinco ou seis pedaços de papel de cor diferente. Escolha favoritos de seus filhos.
2. Traga os olhos vendados suficientes e protetores de ouvido ou fones de ouvido para cada pessoa em sua família. Colete luvas suficientes, luvas, meias, ou qualquer outra coisa que você pode colocar sobre a mão de uma criança para cada criança.
3. Para famílias com crianças pequenas fornecer papel, tesoura e lápis de cor para bonecas de papel.
4. Para as famílias com adolescentes têm uma tigela e os deslizamentos sugeridos de papel pronto.
HINO sugerido e CANÇÃO
“Vinde a Mim” ( Hinos, nenhum. 116 ).

“Jesus disse que o amor Todos” ( Músicas para Crianças, p.61 ).

SUGESTÃO
Diferente não significa melhor ou pior

Espalhe os papéis coloridos para que todos possam ver todos eles.

•Que cor você acha que é o melhor?
•Que cor você acha que é o pior?
Explique que não há cor que é melhor ou pior que os outros. Eles são todos apenas diferente. Variedade em cores ajuda a tornar o nosso mundo maravilhoso.

As pessoas vêm em variedades, também. Converse com a sua família algumas das maneiras os membros de sua própria família são diferentes umas das outras, como a cor do cabelo ou dos olhos, idade, tamanho ou personalidade.

•De que outras formas são pessoas diferentes? (Raça, cultura, condição física ou mental.)
Compreender como se sente ao ser diferente

Ponha os olhos vendados em cada criança, e, em seguida, pedir-lhe para executar alguma tarefa fácil, tais como a obtenção de um livro de um outro quarto ou obter um copo de água. Depois, deixe que os membros da família falar sobre como se sentia ao ser incapaz de ver o que eles estavam fazendo.

Às vezes, tarefas relativamente simples são difíceis de dominar para aqueles com outros tipos de problemas. Coloque as luvas ou luvas nas mãos de seus filhos, e pedir-lhes para amarrar seus sapatos ou botão sua camisa. Pergunte-lhes como era a sensação de encontrar um trabalho tão fácil tão difícil de fazer e como se sentiram quando foram finalmente capazes de fazê-lo.

Use os protetores de ouvido ou tampões de algodão para ajudar seus filhos a perceber como as pessoas surdas podem se sentir. Dê-lhes um comando sussurrado, como “Ande pela sala e tocar a parede.” Diga-o sem olhar para eles ou mover os lábios muito. Se eles não responderem, repita o comando depois de pedir sua atenção e falar alto com movimentos labiais claras. Pergunte-lhes o que este mostrou-lhes sobre a comunicação com pessoas surdas ou pessoas que têm dificuldade para ouvir.

Deixe a sua família fingir que você tenha tudo acabado de chegar em seu bairro a partir de um país distante. Tudo é diferente para você. Sua pele tem uma cor diferente de seus vizinhos. Você está acostumado a comer comida diferente do que você pode obter aqui. Todo mundo fala uma língua que você não pode entender.

Para ajudar a sua família a entender que isso seria como, ler uma frase curta ou dois em uma língua estrangeira, e perguntar-lhes o que você disse. Não se preocupe com a sua pronúncia, pois não vai entendê-la de qualquer maneira.

Você pode querer usar as seguintes frases:

Inglês

Estamos felizes em vê-lo. Por favor, levante-se e diga-nos o seu nome. Onde você mora? Você pode sentar-se.

Alemão

Uns freuen Wir, Sie zu sehen. Bitte stehen auf Sie, und sagen Sie uns wie Sie Heissen. Wo WOHNEN Sie? Setzen Sie bitte sich.

Francês

Nous sommes heureux de vous voir. Levez-vous, s’il vous plaît. Comentário vous appelez-vous? D’où venez-vous? Asseyez-vous, s’il vous plaît.

Tratar pessoas que são diferentes com amor e compreensão

Agora que você já teve a oportunidade de ver alguns dos problemas que enfrentam as pessoas que são diferentes, discutir com sua família como você pode mostrar amor e compreensão para essas pessoas. A maioria dos bairros têm em si as pessoas que são diferentes. Como uma família, considere seu próprio bairro e aqueles em que quem pode precisar do seu amor e compreensão.

Lembre-se de que as pessoas portadoras de deficiência geralmente deseja fazer tanto para si quanto possível. Eles não querem a atenção atraída para os seus handicaps. Não destacam-nas para uma atenção especial, mas ser simpático e atenciosa, e de suporte.

Fazendo Eddy feliz

Tommy vivia com seus pais no centro da moradia estudantil, enquanto seu pai participou da universidade. Tommy gostava de viver lá, porque ele tinha tantos meninos e meninas para brincar na grande pilha de areia e nos balanços.

Eddy viveu lá, também, mas ele não veio para brincar com muita freqüência. Ele pensou que as crianças não gostavam dele porque chama a atenção para ele e dizer: “Por que você não tem dois braços?”

Um dia, quando a mãe de Tommy veio para ele, ela viu Eddy deixar a pilha de areia e ir para casa chorando. A mãe de Tommy chamou todos os filhos juntos e disse sobre Eddy:

“Quando Eddy nasceu ele era um lindo bebê, assim como todos que você era. Por alguma razão que não entendemos, ele tinha apenas um braço. Agora, você acha que o que importa para o nosso Pai Celestial? Ele ama Eddy tanto quanto ele ama a cada um de vocês, e ele quer Eddy para ser feliz também. Você pode ajudar a fazer Eddy feliz por ser gentil com ele, assim como você deve ser gentil com os outros. Agora que você sabe sobre seu braço, você não precisa de falar com ele sobre isso. Quando você é gentil com Eddy, pensar em todos aqueles que você faz happy-Eddy, nosso Pai Celestial, a mãe eo pai de Eddy, e você. “

Explique que as pessoas de outras raças ou culturas também precisa aceitação. Mesmo que a linguagem é um problema, uma saudação cordial e troca de nomes vai mostrar que você se importa.

Hans encontra alguns amigos

Hans tinha acabado de se mudar para os Estados Unidos da Alemanha. Ele não entendia o professor e as crianças.

O primeiro dia no jardim de infância, Hans estava tão infeliz que as lágrimas vieram-lhe aos olhos. Quando chegou a hora de escolher, Hans apenas ficou lá. Ele se sentia tão sozinha. O professor pegou sua mão e disse algo. Sua voz era gentil, mas ele não sabia o que ela disse. Em seguida, uma menina pegou a mão do professor de. Ela levou-o suavemente para o teatro.

Ela apontou para ela e disse: “Anna”. Ela apontou para ele e disse: “Hans”. Tocou-se novamente e disse: “Anna, mãe.” Ela tocou Hans e disse: “Hans, pai.”

Hans sabia o que ela queria dizer. Ele sorriu. Ele apontou para ela e disse: “Anna, Mutter. “Então ele apontou para si mesmo e disse:” Hans, Vater ” .

Os dois riram.

Anna pegou uma boneca e colocá-lo nos braços de Hans. “Baby”, ela disse.

Hans disse: ” Ja, baby! “Aqui era uma palavra que ele conhecia. Sua linguagem não era muito diferente.

Anna tocou o pé do boneco e disse: “Pé”.

Hans disse: ” Fuss “; em seguida, ele disse, “Pé”.

Anna disse: “Pé, Fuss. “E eles riram novamente.

Em seguida, outras crianças se juntaram a eles. Um levantou sapato da boneca e disse: “os sapatos.”

Olhos de Hans brilharam. Ele disse: ” Ja, ja, Schuh! “

E todos eles disseram, ” Schuh, sapato. “

Quando chegou a hora de ir para o círculo, as crianças eram tão animado que mal podia esperar para contar sobre o seu jogo de palavras e sobre as palavras em alemão Hans lhes havia ensinado.

Hans estava feliz. Sentia-se importante. Ele havia encontrado alguns amigos nos Estados Unidos.

Que cada membro da família pensar em alguma pessoa especial que poderia ajudar de alguma forma durante a semana seguinte, talvez por apenas observando para abrir a porta da igreja para alguém em uma cadeira de rodas, ou dizer Olá para um recém-chegado na escola.

Lembre que cada um tenha em mente o que Jesus disse sobre fazer aos outros o que gostaria que os outros fazem a você. Peça a cada membro da família no café da manhã ou jantar todos os dias todas as experiências que ele teve com pessoas que são diferentes.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Os pais são, muitas vezes sem graça quando seus filhos apontar ou fazer perguntas em voz alta sobre alguém com uma deficiência física ou mental. As crianças são extremamente curiosos e parecem estar particularmente interessado em algo ou alguém que é diferente. O que as crianças precisam de uma explicação em vez de uma bronca.

Tente o seguinte atividade:

1. Dobre uma folha de papel rectangular no meio três vezes. Desenhar uma boneca centrada do lado de fora da última dobra, com os braços e os pés que se prolonga para as arestas do papel.
2. Com papel totalmente dobrado, corte em torno da metade do contorno. Isso faz com que quatro bonecas juntaram nas mãos e nos pés.
3. Faça um conjunto de bonecas para cada criança, e tem a cor crianças em suas próprias bonecas como quiserem. Sugerir que eles podem querer dar as bonecas diferentes características raciais e vestido étnico. Dê-lhes a oportunidade de falar sobre as bonecas têm coloridas.
ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Uma das melhores maneiras de tentar compreender uma outra pessoa é colocar-se no lugar dele. Escreva uma das seguintes palavras ou frases em um pedaço de papel, e coloque cada pedaço de papel em uma tigela: “refugiado”, “pessoa confinada a uma cadeira de rodas”, “cego”, “surdo”, “deficiente mental , “” novo membro da Igreja de uma terra estrangeira “, e” idoso que mora sozinho. “Você pode pensar nos outros que você deseja adicionar. Que cada membro da família ter um pedaço de papel da tigela e, depois de alguns momentos de pensamento, dizer sobre a pessoa identificada no pedaço de papel. Os membros da família devem usar a sua imaginação para descrever o que alguns dos problemas são de que a pessoa indicada pode enfrentar todos os dias e como ele gostaria que os outros a tratá-lo. Ajudar uns aos outros com estas discussões. Se você ver um problema ou uma solução que não tenha sido mencionado, trazê-lo para cima. Se não houver número suficiente de pessoas em sua família a cada assumir um papel, discutir os papéis geralmente juntos.

Leia a seguinte história a partir de um discurso proferido na conferência do Élder Spencer W. Kimball:

Um espírito familiar

“Posso concluir com essa experiência de meu amigo e irmão, Boyd K. Packer, que voltou do Peru. Foi em uma reunião ramo Sacramento. A capela estava cheia, os exercícios de abertura terminar, eo Sacramento em preparação. Um pouco maltrapilho Lamanite inserido a partir da rua. Suas duas camisas dificilmente fazer um, de modo irregular eram e rasgado e desgastado. Era pouco provável que as camisas já tinha estado fora desse pequeno corpo desde que foram colocados. Calloused e rachados foram os pezinhos que o levaram a abrir a porta, pelo corredor, e para a tabela de Sacramento. Houve testemunho escuro e sujo de privação, quer, insatisfeitos fome espiritual, bem como físico. Quase despercebida ele timidamente chegou à mesa do sacramento e com uma fome espiritual aparente, encostou-se à mesa e amorosamente esfregou o rosto sujo contra o suave, roupa legal, branco.

“Uma mulher em um banco da frente, aparentemente indignado com a intromissão, chamou sua atenção e com movimento e carranca enviou o pouco maltrapilho correndo pelo corredor para fora em seu mundo, a rua.

“Um pouco mais tarde, aparentemente compelido por algum impulso interior, ele superou sua timidez e entrou furtivamente, com cautela pelo corredor novamente, com medo, pronto para fugir, se necessário, mas como se impelido dirigido por vozes inaudíveis com ‘um espírito familiar” e como embora memórias de longo desbotadas foram reviver, como se alguma força intangível foram aglomerando-o a buscar algo para o qual ele ansiava, mas não conseguia identificar.

“Do seu assento no banco das testemunhas, o Élder Packer chamou sua atenção, acenou para ele, e estendeu a grande, acolhendo os braços. Um momento de hesitação eo pequeno maltrapilho foi aninhado confortavelmente no colo, nos braços, a cabeça desgrenhada contra um grande coração quente, um coração compassivo para crianças abandonadas e, principalmente, para os mais pequenos lamanitas. Parecia que o pequeno tinha encontrado um porto seguro de um mar tempestuoso, tão contente que ele era. A, desconcertante, mundo cruel frustrante estava fora. Paz, segurança, aceitação envolveu.

“Mais tarde Elder Packer sentado no meu escritório e, em termos de concurso e com uma voz suave, ensaiou este incidente para mim. Como ele se sentou a frente em sua cadeira, com os olhos brilhando, uma emoção perceptível em sua voz, ele disse: “Como esta um pouco relaxado em meus braços, parecia que não havia um único pouco Lamanite eu segurava. Era uma nação, de fato uma multidão de nações carentes, famintas almas, querendo algo profundo e quente eles não podiam explicar-um povo humilde anseio de reviver todas as memórias, mas desbotada fora-de antepassados ​​em pé com os olhos arregalados, boca aberta, expectante e animado , olhando para cima e vendo um santo, sendo glorificado descem de áreas celestes, e ouvir uma voz dizer: “Eis que eu sou Jesus Cristo, o Filho de Deus. Eu criei os céus ea terra, e todas as coisas que neles há. … E em mim o Pai glorificou seu nome. …

“” “Eu sou a luz ea vida do mundo. Eu sou o Alfa eo Ômega, o princípio eo fim. ‘”( 3 Néfi 9:15, 18 .) “(Conference Report, outubro de 1965, pp 71-72.)

•Como é que esta história faz sentir?
•Como você acha que a mulher na primeira fila se sentiu?
•O que essa história diz sobre Elder Packer?
•O que ele pensa sobre as características físicas da criança, sua cor, sua roupa, a sua condição?
Já a família ler e discutir um Samuel 16:07 .

•Como você acha que a criança que o Élder Packer realizou sentiu?
Discutir maneiras que você pode mostrar o amor e aceitação daqueles que são diferentes.

•Existem pessoas que vivem perto de você que precisam de sua amizade e ajudar?
Normalmente, há oportunidades na comunidade para prestar serviço a pessoas especiais. Os adolescentes que têm a oportunidade pode querer participar nos Jogos Olímpicos Especiais. Associações para cegos precisam de pessoas para ler para os cegos e também gravar livros para eles. Os recém-chegados de uma comunidade, sejam eles de terras estrangeiras ou não, sempre precisam de amigos. Faça um esforço especial para seguir a direção do Salvador e tratar os outros como você gostaria de ser tratado.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Getting to Know You

Convidar alguém a partir de um fundo cultural diferente para sua casa para a noite de família, e deixá-lo falar sobre seu país, incluindo a sua história, costumes, vestuário e feriados. Você poderia fazer isso com pessoas de diversas origens culturais diferentes.

Compreender através de serviço

Se há alguém que é idoso ou deficiente físico no seu bairro, organizar um momento em que sua família pode ajudá-los com o trabalho doméstico ou quintal trabalho ou realizar algum outro serviço. Encoraje os membros da família para conhecer a pessoa por meio de conversas e trabalhar juntos.

Seguindo o exemplo do Salvador

Já os membros da família encontrar exemplos de momentos em que Jesus ou seus discípulos mostraram compreensão e compaixão por aqueles que eram diferentes. Você pode querer selecionar um ou dois dos seguintes escrituras para eles para pensar: Lucas 19:1-7 (Zaqueu), Mateus 15:21-28 ou Mark 7:25-30 (a mulher cananéia), João 4: 5-26 (a mulher samaritana), Atos 10:1-34 (Cornelius e da visão de Peter), Lucas 14:12-14 (Jesus ensinando sobre os aflitos), 3 Néfi 17:6-9 (Jesus cura os aflitos entre os nefitas). Discuta os exemplos escolhidos e como os membros da família podem segui-los em suas próprias vidas.

Diferente ou Alike?

Prepare um gráfico de duas colunas com “Different”, escrito na parte superior da primeira coluna e “semelhante” escrito na parte superior da segunda. Já os membros da família sugerem maneiras que as pessoas são diferentes e as formas que as pessoas são iguais. Entre estes no gráfico. Discuta como sem importância as diferenças são comparadas com as formas como as pessoas são iguais.

Como o Pai Celestial ver seus filhos?

Prepare com antecedência dois arcos idênticos, formato similar a este:

Os arcos devem ser circular e a mesma espessura em toda a. Você pode copiar esses números a partir do manual, se quiser, ou você pode torná-los maiores. Colocar uma pequena 1 a um canto inferior de um e um pequeno 2 no canto correspondente do outro. Disponha os dois arcos um acima do outro assim:

Aquele fundo vai parecer maior do que o topo. Pergunte à família de escolher o arco maior. Mude as posições dos arcos, e perguntar novamente. Finalmente, coloque um arco em cima do outro para mostrar que eles são idênticos.

Explique que o homem nem sempre ver as coisas como elas realmente são, mas que Deus sempre faz. Quando ele olha para os seus filhos, vê-los como eles realmente são. Um deles é tão importante quanto o outro para o Pai Celestial, mesmo que pareçam diferentes para as pessoas. Ele vê seus valores reais e suas diferenças reais, e ele não se deixa enganar pelas aparências. Leia 1 Samuel 16:07 .

Saliente que o Pai Celestial gostaria que todos os seus filhos a aceitar o evangelho.

Lição Vinte e três: amor ao próximo

Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e com todas as tuas mind.This é o primeiro e grande commandment.And o segundo é semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como thyself.On estes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.
[ Mateus 22:37-40 ]
FINALIDADE
Membros da família Ajuda amar todos os filhos de nosso Pai Celestial.

Para o pai
O Senhor nos diz que se obedecermos o mandamento de amar o nosso próximo, os homens saberão que são verdadeiros seguidores de Jesus Cristo (ver João 13:35 ). É também sobre este mandamento que seremos julgados de Deus. É-nos dito em uma parábola que quando chegamos a ser julgado por Deus, será dividida em dois grupos: aqueles que amou e serviu os outros e aqueles que não o fizeram. (Veja Mateus 25:31-46 ). Jesus dirá: “Na medida em que vós fizestes isso a um dos menores dos meus irmãos, vós fizestes isto a mim” ( Mateus 25:40 ).

Ensinar nossos filhos e treinar-nos a olhar para o bem-estar do nosso vizinho é apenas a segunda amar o Senhor. Se dissermos que ser seguidores de Jesus Cristo, então devemos aprender em nossa família a fazer o seu trabalho. Devemos ajudar, perdoar, ensinar e amar seus irmãos e irmãs, para que ele deu a sua própria vida por eles, e ele os ama assim como ele nos ama.

PREPARAÇÃO
1. Corte um coração pequeno para cada membro da família.
2. Faça uma sobremesa dupla que você pode compartilhar.
HYMNS sugerido e CANÇÃO
“Que Fiz alguma coisa?” ( Hinos, nenhum. 223 ).

“Love One Another” (página 147 neste livro; Hinos, nenhum. 308 ; Músicas para Crianças , p. 136)

SUGESTÃO
Mostrar a imagem das vacas em aula, e contar a seguinte história:

Nós podemos ser amigos

Mr. Martin se mudou para uma fazenda que aderiram à fazenda de propriedade do Sr. Thomas, um veterano na área. Pouco tempo depois, uma das vacas do Sr. Thomas encontrou um buraco na cerca e entrou em campo do Sr. Martin. Sr. Martin estava irritado e exigiu o preço mais alto por seus danos. Mr. Thomas prontamente pagou a ele.

Alguns meses se passaram. Então, um dia várias vacas pertencentes ao Sr. Martin conseguiu através da cerca em propriedade do Sr. Thomas e lá permaneceu um dia inteiro antes de serem descobertos. Mr. Martin espera uma visita com raiva de seu vizinho, mas para sua surpresa, o Sr. Thomas não estava com raiva quando ele chamou. Em vez disso, ele disse, “Estamos vivendo lado a lado, como vizinhos. É natural que surjam alguns problemas. Eu vivi o suficiente para saber que esses problemas vão tornar-nos inimigos se nós deixarmos. Se decidirmos que queremos ser amigos, vamos ser. Tudo depende de o que queremos. Valorizo ​​sua boa vontade. Vamos trabalhar juntos e reparar o muro entre nós e torná-lo forte o suficiente para que o estoque não pode passar. “

Depois que os dois homens se tornaram bons amigos.

O segundo maior mandamento

Peça a sua família a pensar sobre o Sr. Martin e Mr. Thomas, enquanto eles ouvem algo muito importante que Jesus disse. Peça que alguém leia Mateus 22:35-40 .

•O que Jesus quis dizer é o primeiro grande mandamento?
•O que Jesus quis dizer é o segundo maior mandamento?
•Como é o segundo grande mandamento como o primeiro?
•O que o Sr. Thomas fazer para mostrar que ele amava o seu próximo?
Quem é meu próximo?

Relembre a sua família que o Sr. Martin e Thomas eram vizinhos porque eles viviam ao lado do outro. Outra definição de vizinho é “um ser humano como a si mesmo; um companheiro. “

Você pode querer dizer brevemente a história do Bom Samaritano em Lucas 10:25-37 .

Peça aos membros da família levantar as mãos sempre que o nome de um vizinho. Comece por nomear aqueles que vivem mais perto de você. Em seguida, mencionar amigos que vivem um pouco mais longe e conhecidos. Certifique-se de que eles entendem que todos os filhos do Pai Celestial são nossos vizinhos e que ele quer que a gente amo todos eles.

O amor é uma palavra de ação

Conte a seguinte história:

Na Primária, Marilyn estava aprendendo sobre as crianças que vivem em todo o mundo. Ela pensou que suas diferenças eram muito interessante, mas ela se sentia perto de todas as crianças porque, em muitos aspectos, eles eram a mesma coisa. Como ela aprendeu mais, o sentimento em seu coração para as crianças de todo o mundo cresceu. No final do tempo de compartilhar, ela inclinou-se e disse a seu professor: “Eu amo todos os filhos do Pai Celestial.”

Em sala de aula, a poucos minutos mais tarde, Anna se aproximou e sentou-se por Marilyn. Anna era novo na cidade, e ela usava as roupas mais estranhas. Ela falava com um sotaque engraçado, e ela penteou o cabelo de forma diferente. Ela havia se mudado de outra parte do país. Marilyn tinha ouvido e ria antes, quando seus colegas zombavam de Anna e quando Anna sentou-se e disse: “Oi,” Marilyn ouviu alguns dos outros rir. De repente, Marilyn sentiu muito envergonhado de estar sentado ao lado de Anna. Sem dizer nada, ela levantou-se e afastou-se.

•Será que Marilyn sentir amor por todos os filhos de nosso Pai Celestial?
•Será que Marilyn mostrar o amor em suas ações em direção a Anna?
Termine a história:

Durante a aula Marilyn tinha um mau pressentimento dentro. Ela ficou olhando para Anna que estava sentado com a cabeça baixa de vergonha todo o resto do caminho a lição. Marilyn queria que ela tivesse agido de forma diferente. Quando a aula acabou, ela correu para Anna e pegou o braço dela. “Eu sinto muito eu me afastei, Anna”, disse ela. “Eu gostaria de ser seu amigo. Você vai me encontrar para o almoço na escola amanhã? “

Anna abriu um sorriso feliz, e sentimento ruim de Marilyn desapareceu.

Explique que o amor não é apenas um sentimento. É uma maneira de agir, algo que fazemos. Na verdade, muitas vezes o amor não vem ao nosso coração até que tenhamos agido de uma forma amorosa.

Lista juntos algumas das coisas que podemos fazer para manter o segundo maior mandamento. Você pode precisar fazer algumas perguntas para obter as ideias começaram, como-

•O que o Sr. Thomas fazer para mostrar o amor?
•O que Marilyn fazer?
•O que as pessoas feito para que você possa fazer você se sentir o amor que eles têm para você?
Sua lista pode incluir ser amigável, perdoando-lhe, sendo responsável, encontrar soluções quando surgem problemas, fazer elogios, dando pequenos mimos ou presentes, ouvir, escrever cartas, ajudando, ou não julgar.

Comece fazendo

Explique que, porque o mandamento de amar os outros é importante, você quer fazer algo sobre isso. Distribua os pequenos corações que você fez, e que cada membro da família escrever em um o nome de uma pessoa que ele gostaria de começar a mostrar amor para com. Em seguida, têm cada pessoa escolher a partir da lista que você fez pelo menos uma idéia de que ele pode fazer esta semana para começar. Tê-lo escrever que a ação na parte de trás do coração. Desafie cada pessoa que colocar o coração onde ele vai ver que muitas vezes até que sua ação é realizada.

Em seguida, convidar a sua família para entrar no clima para amar seus vizinhos, ajudando você a pensar em alguém que gostaria de compartilhar com a sobremesa. Tente pensar de alguém que quer amar mais. Ligue antes para se certificar que seu tratamento será bem-vindo. Em seguida, caminham juntos e entregar o seu deleite.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Mantenha-se a imagem de Jesus ensinando as pessoas (incluídos na aula), e dizer às crianças sobre os dois grandes mandamentos. Diga-lhes que um vizinho é qualquer um que nos encontramos. Você pode querer fazer a atividade em “Quem é meu próximo?” Na aula sugerido. Certifique-se de que eles entendem que Jesus quer que amemos a todos. Então conte a seguinte história:

Amar não é fácil

Um dia, de seis anos de idade, Tammy estava brincando com alguns de seus amigos da vizinhança quando um dos rapazes pegou a corda de pular dela. Quando ele fez isso, ele a derrubou. Tammy foi chorando para a casa e encontrou seu pai. Ela rapidamente disse a ele o que aconteceu e pediu-lhe para sair e punir o menino. O pai de Tammy pegou a mão dela e disse baixinho: “Será que ele faz de bom se eu saísse e puniu? Se eu fizesse isso, ele iria se sentir triste, e ele iria ficar com raiva de mim. E ele mesmo ser mais com raiva de você. Não seria melhor se saiu e começou a tocar salto a corda novamente e pediu-lhe para vir e jogar com a gente? Nós se sentir melhor, e sei que ele se sentiria muito melhor. Então, nós dois ainda teriam lhe para o nosso amigo. “

•É amar todo mundo sempre é fácil?
•O que Tammy e seu pai fazer para mostrar o seu amor para o menino? Diga às crianças que o amor é mais do que apenas um sentimento em nossos corações. O amor é a nossa forma de agir em relação às pessoas.
Deixe a família dramatizar a história de Tammy. Enfatizar que o amor é algo que fazemos. Para manter esse segundo maior mandamento, devemos agir de maneira amável para com todos os filhos de nosso Pai Celestial.

Seus filhos podem desfrutar de escrita, em um pequeno coração, um nome e um ato de amor para fazer na próxima semana, como na aula regular. Ajudá-los a realizar as suas ideias para que se sintam bem sobre elas. Eles vão aproveitar para tirar sobremesa para compartilhar com outra família. Deixá-los escolher uma família que ama ou um professor primário. Em seguida, deixá-los apresentar a tratar-se. Mais uma vez, certifique-se de ligar com antecedência para que você vai ser o esperado.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Apresente a sua lição com a história “We Can Be Friends” ou uma história similar da vida real. Então eles têm que ler Mateus 22:35-40 .

•Quem é o nosso próximo?
Reveja a história do Bom Samaritano em Lucas 10:29-37 para ajudar a responder a esta pergunta.

•Você pode amar alguém que não pode sentir isso?
•Se alguém é amado e não sabe, ele faz-lhe alguma coisa?
Explique que a nossa preocupação sincera pelos outros deve ser convertido em ação, se quisermos manter o segundo maior mandamento. Se amamos alguém, nossos pensamentos vão ser para eles e seu melhor bom, e vamos tratá-los desinteressadamente (ver Mateus 7:12 ).

Discutir João 13:34-35 .

•Como podemos amar como Jesus ama?
Pergunte à família como os mandamentos de amor ao próximo pode ser mantida nos seguintes casos:

1. A menina está sentada sozinha em um baile.
2. Cão sem trela do seu vizinho, muitas vezes mexe-se do seu quintal.
3. Seu novo funcionário tem roubado de seus outros empregados.
4. Seu namorado quer que você mostrar seu amor pelo comportamento moral inadequada.
5. Seu amigo é sempre pedir dinheiro emprestado e não devolvê-lo.
Agora que cada membro da família compõem dois ou três estudos de caso a partir do que ele já viu na vida real. Saliente que este mandamento nem sempre é fácil viver e pode exigir jejum e oração até mesmo saber o que devemos fazer em alguns casos.

Termine a noite em casa relendo João 13:34-35 e prestar seu testemunho sobre a importância deste mandamento como nós trabalhamos para tornar-se verdadeiros seguidores de Cristo. Desafie cada membro da família para definir uma meta de demonstrar amor a alguém esta semana, quando ele não é fácil. Você pode querer definir uma meta de família, também, especialmente se você está tendo um problema específico com alguém.

Se você acha que sua família iria gostar, você pode querer concluir compartilhando família sobremesa para casa à noite com alguém como recomendado na aula regular.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Congratulando-se com Famílias Novas no Bairro

Planeje como receber uma nova família em seu bairro, em seguida, role-play os membros parte da família vai jogar. Você pode considerar-

1. Preparando o almoço ou jantar para os vizinhos no dia da mudança. Fornecer papel ou plástico pratos e talheres, ou recolher os pratos e talheres depois de modo que eles não terão que se preocupar com a limpeza.
2. Oferecendo-se para tomar conta de crianças mais novas, enquanto os pais e filhos mais velhos colocar a casa em ordem.
3. Dar-lhes uma lista de endereços e direções para encontrar escolas, limpeza estabelecimentos, lavanderias, supermercados e lojas de roupas, e as igrejas próximas. Se parece adequado, convidá-los a ir às reuniões da igreja com você. Adicione outras idéias que caberiam a situação para sua família ou vizinhança.
Indo a milha extra

Bons sentimentos para alguém, muitas vezes segue fazendo algo para a pessoa sem ser perguntado (ver Mateus 5:41 ). Se algum morador de seu bairro parece ter dificuldade em manter o seu quintal, você pode oferecer-se para cortar a grama ou eliminar a flor ou horta para ele. Se o trabalho quintal é uma fonte de renda extra, você pode considerar ir além do que você normalmente contrato para fazer como um serviço. Ao limpar a neve de sua caminhada, se você observar o seu vizinho ainda não limpou os passeios, você pode ir a milha extra para fazer um caminho de sua porta para a rua.

Tire um tempo para ouvir os vizinhos que gostam de relembrar, especialmente os mais velhos ou vizinhos sair de casa. Se passar o tempo reclamando, ouvir sem julgamento. Às vezes, tudo que eles precisam é um bom ouvinte para ajudá-los se sentir melhor. Você pode decidir quanto tempo vai durar a visita, e anunciar quando você chegar que você só pode ficar tanto tempo. Em seguida, dê sua atenção completa quando você estiver lá. (Veja também a lição 25 , “Desenvolver Compaixão.”)

Saber como ajudar em emergências

Às vezes, o maior serviço de amor que você pode oferecer é o de ser capaz de ajudar em uma emergência. Plano para uma época em que a família pode aprender e praticar técnicas de primeiros socorros, sobrevivência e habilidades de segurança da água. Cada membro da família deve saber onde o óleo consagrado é mantido para que os membros do sacerdócio pode administrar bênçãos quando necessário. (Ver “Preparação Familiares Actividades” na seção de atividades do livro do recurso.)

Fornecendo Ajuda Especial

Muitas pessoas precisam de ajuda especial que você pode ser capaz de fornecer. Pergunte ao seu bispo para ajudar a entrar em contato com Igreja ou agências da comunidade que irão auxiliá-lo em projetos como os listados abaixo. Em alguns casos, ele pode encaminhá-lo para o Departamento de Serviços Sociais da Igreja.

1. “Adote” um prisioneiro em uma instituição penal e compartilhar noturno regular família para casa com ele ou ela.
2. Traga um estudante indiano em sua casa através do Serviço de Colocação indiana.
3. Torne-se um pai adotivo para uma criança refugiada.
4. Leia aos cegos regularmente.
Qualquer um desses projetos vai exigir uma grande dose de pensamento antecedência e preparação. No entanto, você pode usar uma reunião familiar para explorar as possibilidades e decidir se isso é algo que a família quer fazer e pode fazer. Mesmo que a decisão não é para continuar com o projeto, a noite deve provar ser uma experiência valiosa para os membros da família, durante o qual será lembrado o mandamento do Salvador que amamos nosso próximo como a nós mesmos. Você também pode querer ter alguém com experiência em um projeto como discutir os prós e contras com sua família.

Amizades de construção com os vizinhos

Planejar e realizar um bairro social, como um churrasco no quintal, uma dança de rua, ou uma noite de esportes ou jogos. Convide toda a vizinhança. Onde vizinhos oferecer ou estão dispostos a ajudar na preparação, o plano para que as famílias diferentes podem trabalhar juntos. Incentivar as famílias se reúnem. Planejar eventos para todas as idades. Explore as possibilidades e começar o planejamento em sua noite familiar.

Compartilhar o Evangelho com os vizinhos

Para uma boa discussão sobre como compartilhar o evangelho com seus vizinhos, ver a lição 26 , “Compartilhando nossas bênçãos.”

Lição Vinte e dois: a nossa família alargada

E ele converterá o coração dos pais aos filhos, eo coração dos filhos a seus pais.
[ Malaquias 4:06 ]
FINALIDADE
Ajuda os membros da família a desenvolver um maior apreço e amor por sua família e de tomar medidas para fortalecer as relações da família alargada.

Para o pai
As relações com os membros da família estendida pode ser uma grande bênção. A família alargada inclui avós de seus filhos, tios, tias e primos.

É a vontade do Senhor que ser selado em uma cadeia interminável de acordo com a ordem patriarcal do sacerdócio. Se fizermos tudo o que devemos juntos como uma grande família, nós estaremos unidos depois desta vida na presença de nosso Pai Celestial.

PREPARAÇÃO
Preparar pelo menos duas cartas, cada um mostrando as famílias em que o pai ea mãe nasceram. Você pode querer preparar gráficos adicionais semelhantes para os avós também. Se possível, monte fotos apropriadas ao lado de cada nome.

HINO sugerido e CANÇÃO
“Amor no Lar” ( Hinos, nenhum. 294 ).

“Quando vovô Vem” ( Músicas para Crianças, p.201 ).

SUGESTÃO
Conhecendo nossos parentes

Conte a seguinte história a liderar sua família em discussão:

Você se lembra?

Mãe e os quatro filhos estavam fazendo compras numa tarde quando esbarrou em alguns dos parentes de seu pai.

“Stephen e Kay, estes são dois dos tios do papai que vivem aqui na cidade”, explicou a mãe quando ela apresentou os dois filhos mais velhos para as senhoras idosas. “Tia Nellie e tia Elaine são irmãs de sua avó Smith. Lembra quando visitou um par de anos atrás? “

Stephen Kay e se entreolharam e deram de ombros. Eles não se lembrava de alguma vez conhecer tia Nellie ou tia Elaine.

•Tem algo como isso já aconteceu com você? Você já conheceu parentes distantes?
Compartilhe experiências de como seus sentimentos em relação a seus parentes podem ter mudado quando você tem que conhecê-los.

Discuta como conhecer alguns desses parentes distantes pode ser interessante e importante. Você pode querer se relacionar com as tradições da família e história sobre alguns deles. Explique que é ainda mais importante conhecer bem os membros de sua família mais prolongada.

A família extensa

Discuta a diferença entre a sua família imediata e sua família extensa. A família imediata inclui o pai, a mãe e as crianças. A família alargada inclui os avós e seus filhos, os tios e tias, e seus filhos, os primos.

•Porque é que a família imediata é tão importante?
•Quais são as responsabilidades dos membros da família imediata para o outro?
Para ajudar a responder a essas perguntas, leia Efésios 6:1-4 .

•Por que os relacionamentos familiares ainda mais importante do que as relações com os amigos?
Reveja seus planos para uma família eterna, uma família que podem ficar juntos para sempre. Enfatizar a sua experiência de ser selada no templo se você já teve esta experiência.

•Por que a família também é importante? (Nossos avós possibilitou que muitas das bênçãos que temos agora. Nossos tios, tias e primos pode enriquecer nossas vidas, e nós podemos usar nossos talentos para ajudá-los em suas vidas. Nossa família também podem estar juntos no celestial reino para sempre por ser selado no templo e viver dignamente.)
Discutir Malaquias 4:06 .

•Você sabe todos os seus tios e tias? Quantos deles você já conheceu? Quais os que são mais velhos ou mais novos do que o pai ou a mãe? Você sabe todos os seus primos? Quantos deles você já viu? Quem são os novos? Quando foi a última vez que vê-los? Quando você vai ter a chance de ver todos esses parentes de novo?
Apresentar um por um os gráficos que você preparou como sua discussão avança. Pergunte à família para dizer qualquer coisa que me lembro sobre cada pessoa nas paradas. Os pais também podem contar uma história sobre cada pessoa. Discutir quaisquer planos futuros para visitar ou ser visitados por estes vários parentes.

Que possamos conhecer nossa prolongado Melhor Família

•Quais são algumas coisas que podemos fazer para tornar-se mais perto de membros de nossa família?
Permitir uma discussão livre. Muitas vezes as crianças vão vir para cima com as melhores idéias. Com a ajuda das cartas, discutir como sua família pode construir um melhor relacionamento com cada pessoa.

Faça ambos os objetivos de curto e longo alcance para ajudá-lo a se aproximar de membros de sua família. Você provavelmente vai querer usar o calendário deste ano para ajudar a organizar os seus planos. A lista a seguir contém algumas possibilidades:

1. Visite uma família diferente a cada domingo, todos os domingos, ou regularmente em outro dia que seria conveniente.
2. Enviar aniversário e aniversário saudações.
3. Escreve regularmente com os primos de sua própria idade.
4. Ajudar a organizar uma reunião ordinária família. (Devido à distância, muitos podem estar impossibilitado de comparecer regularmente, mas os próximos uns dos outros devem reunir-se.)
5. Ajudar a planejar uma reunião de família anual.
6. Organizar um boletim família ou jornal.
7. Configure tradições estendido à família.
8. Configure um álbum de fotos extended-família.
9. História familiar de câmbio e folhas de grupo familiar.
10. Plano para visitar parentes que será com o casamento ou missionárias celebrações.
ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Uma meta importante para os seus filhos seria para que eles sejam capazes de identificar cada um dos membros da família alargada, tanto no pai e no lado da mãe. Aponte as fotos em seu gráfico como você discutir seus parentes. Talvez você vai querer fazer uma pausa em cada imagem e contar uma história sobre a pessoa com a qual as crianças podem ser familiar. Enfatizar o nome de cada pessoa e que essas pessoas são a sua família, mesmo que eles não vivem em sua casa.

Conclua fazendo algo para associar com os seus membros da família, como fazer uma visita, chamando ao telefone, ou escrever uma carta.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Ao contar a história “Do You Remember?” E usando os gráficos preparados, pedir que as crianças mais velhas e adultos quantos membros da família alargada em ambos os lados podem nomear. Incluir as tias, tios e primos dos pais.

Leiam juntos a seguinte declaração do Presidente Ezra Taft Benson:

“A nossa responsabilidade de organizar as nossas famílias ao nível da família imediata começa quando um casal é casado. A organização familiar dos avós se desenvolve como as crianças da família imediata casar e ter filhos. Através de tais organizações familiares, cada família na Igreja deve tornar-se ativamente envolvidos no trabalho missionário, preparação familiar, história familiar e trabalho no templo, ensinando o evangelho e atividades culturais e sociais. “(Conference Report, outubro 1978, p. 41 , ou Ensign, .. novembro 1978, p 30)

•O que podemos fazer para ajudar a estabelecer uma organização família?
•Que tipo de actividades que a nossa organização família gosta?
•Que objetivos deve ser a nossa organização família tem?
Para avós
O Élder Marvin J. Ashton sugeriu uma atividade que os avós poderiam usar para ajudar a fortalecer a organização da família estendida:

“Eu desafio os avós para fomentar programas de leitura com os seus netos. Se você está perto o suficiente para estar com eles, ler os livros para eles que vai ajudar a desenvolver o caráter e ideais. Se você é uma distância, enviar-lhes livros, antigos ou novos, com um convite pessoal para lê-los e informar como eles gostam deles “(Conference Report, outubro de 1977, p 109;.. Ou Ensign, novembro 1977 , p. 72.)

•Que outras coisas que você pode fazer para ajudar os filhos de seus filhos? O que você deve colocar restrições sobre si mesmo para que você não assumir o papel adequado dos pais?
Use a conclusão da lição família para definir metas para tornar-se mais perto de membros de sua família.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Aprendendo Quem é Quem na sua família extensa

Encontre fotos de avós, tias, tios e primos tão distante quanto você se importa para ampliar o conhecimento da família. Se possível, obter duas fotos do mesmo membro da família em diferentes idades. Mostre uma fotografia, e ver quem pode dar o nome correto em primeiro lugar. Ou exibir quatro ou cinco fotos e familiares desafio para citar todos eles.

Quando os membros da família que aprendemos a identificar as imagens, tente um jogo da memória. Apresentar cinco fotos por dez segundos. Os jogadores de estudá-los, em seguida, olhar para longe. Remova uma foto e perguntar: “Quem está faltando?” Enquanto os jogadores se tornam mais qualificados, aumentar o número de imagens exibidas, e reorganizar as fotos enquanto eles estão olhando para longe.

Se você tem duas imagens de cada pessoa, você pode jogar “Concentração”.

Cada jogador recebe uma volta para tentar combinar um par, transformando-se duas imagens, uma após a outra. Se forem iguais, ele remove-los à sua pilha. Se não o fizerem, ele transforma-os virados para baixo novamente. Jogadores assistir e tentar lembrar onde aqueles que correspondem estão localizados. O jogador que se encontra o maior número de pares ganha. Para tornar o jogo mais difícil, use fotos tiradas em diferentes idades. Trinta fotos ou mais (quinze pares) faz um bom jogo. Você também pode desafiar os membros da família para organizar as fotos em árvores genealógicas para mostrar conhecimento das relações familiares.

Conhecendo Avós

Os avós podem enriquecer a vida de seus filhos, muitas vezes durante a noite familiar, através de visitas pessoais, fitas, ou letras. Ajuda avós para se preparar, pedindo-lhes para fornecer informações específicas para uma determinada noite, como que tipos de jogos que eles jogavam quando eram pequenos, quais são as suas primeiras lembranças são, ou como eles se juntaram à Igreja. Se possível, pedir-lhes para fornecer imagens e objetos a partir de seu passado.

Honrando Nossos Antepassados

Visitar um cemitério, onde alguns de sua família está enterrado. Você poderia-

1. Explicar a separação do espírito do corpo no momento da morte.
2. Observe as datas e figura idades.
3. Compare as datas para eventos históricos.
4. Observe as relações familiares.
Tombstone fricção pode ser um projeto interessante. Para fazer isso, coloque um pedaço de papel sobre a escrita na lápide, e esfregue-o cuidadosamente com um lápis, pastel, ou um pedaço de giz colorido. Deste modo, a escrita é transferida para o papel.

Você pode querer fazer um projeto especial da família de decorar os túmulos dos avós ou bisavós com flores.

Conhecendo Nossos primos

Use a sua noite familiar para planejar e convidar primos para participar. Planeje algumas atividades que podem ser realizadas. Os membros da família pode planejar para se reunir três ou quatro vezes por ano para atividades especiais, para incentivar uns aos outros sobre as missões e casamentos no templo, para escrever para primos missionárias, ou para fazer projetos de serviço para os avós e outros membros da família, como dar um banho para uma noiva, amarrando uma colcha para cada primo, ou ter festas de formatura ou festas de aniversário. Se isso não é prático devido à distância ou por outras razões, os membros da família pode planejar para escrever cartas com regularidade e para trás.

Aprofundar as relações familiares

Considere o que você já tem em comum com diferentes unidades familiares na família. Considere o que interesses você pode desenvolver com outras famílias. A variedade de atividades e experiências com outras unidades familiares irá fortalecer os relacionamentos familiares. Planeje atividades, tais como mostrando slides família de férias e viagens, jogar um jogo de futebol ou beisebol, fazer sorvete, caminhar juntos, a coleta de minerais ou conchas, ou ir em uma excursão de templo. Você pode usar uma reunião familiar para planejar como organizar e realizar uma ou duas dessas atividades com outras unidades familiares em sua família.

Lição Vinte e um: a unidade da família

Noite Familiar Livro de Recursos , (1997), 92

Ordenou-lhes que não deve haver disputa uns com os outros, mas que eles devem olhar para a frente com um olho, tendo uma fé e um só batismo, tendo os corações entrelaçados em unidade e amor uns para com os outros.
[ Mosiah 18:21 ]
FINALIDADE
Membros da família ajudar a criar um maior sentido de unidade e de pertença.

Para o pai
O que “a unidade da família” significa para a família pioneira que fizeram o seu caminho com carro de boi através das planícies? Ou para as pessoas resistentes que se estabeleceram seu país? Para muitas dessas pessoas, a unidade da família era uma necessidade e um resultado natural de seu modo de vida. Suas famílias viveram e trabalharam juntos. Eles dependiam fortemente uns aos outros por companheirismo, segurança e sobrevivência.

Mas em nosso mundo acelerado, muitos de nós mudar de emprego e casas várias vezes na vida. Como resultado, nós aprendemos a depender menos da família. Em muitas das nossas casas, onde as atividades de televisão e fora competem por nossa atenção, os membros da família pode realmente sentir-se isolado um do outro.

Hoje, como as famílias no passado, a sua família tem uma forte necessidade de unidade. Sua família veio a esta terra de um lar amoroso com nosso Pai Celestial. Morávamos em uma família com o Pai Celestial. Vivemos em uma família agora, e podemos viver com a nossa família eternamente se formos dignos.

PREPARAÇÃO
1. Desenhe cinco linhas em branco em um pedaço de papel em que se escreve a palavra unidade.
2. Preparar e colocar os ingredientes para um bolo simples ou outra sobremesa em recipientes separados. Pré-aqueça o forno e preparar as panelas para cozinhar a sobremesa.
3. Cortar ligações de papel para uma cadeia, quantos links existem membros de sua família. Escreva o nome de um membro diferente da família em cada link. Traga grampos ou fita para terminar a cadeia.
4. Trazer lápis e papel para cada membro da família.
HYMNS sugerido e CANÇÃO
“Ó Meu Pai” ( Hinos, nenhum. 292 ).

“Amor no Lar” ( Hinos, nenhum. 294 ).

“Estamos todos juntos outra vez” ( Músicas para Crianças, p.259 ).

SUGESTÃO
O que faz uma família feliz?

Explique para a sua família que um elemento que é absolutamente necessário para cada casa feliz é fácil esquecer. Segure o papel com cinco linhas em branco sobre ele, e pedir a família a pensar na palavra que preenche os espaços em branco e diz que está faltando a partir da família na seguinte história:

O que está faltando?

A família Carter tem seis filhos. Marcos, o mais velho, serviu em uma missão para a Igreja. Todas as outras crianças planeja servir em uma missão também. As crianças Carter são bons alunos, e eles têm muitos amigos. Mark faz faculdade, eo filho mais novo, Susan, está na segunda série.

Irmão Carter está ativo em seu quórum do sacerdócio. Ele sempre faz coisas boas para as pessoas que ele ensina em casa. Irmã Carter gosta de ensinar sua classe da Escola Dominical. Ambos os pais freqüentar o templo regularmente, ea família assistir fielmente as reuniões e atividades da ala.

Os Carters viver em um bairro agradável. Irmão Carter tem um bom emprego.

•Até o momento, não qualquer coisa necessária para a felicidade desta família parece estar faltando?
•Sabendo apenas estes fatos, você classificaria essa família tão feliz ou infeliz? (De todas as aparências, os Carters parecem ser uma família feliz.)
Continue com a história:

Um fim de semana Mark Carter foi com seu companheiro de quarto, Blaine, para a casa de Jackson. No caminho de volta para a escola, Mark disse: “Você tem uma grande família. Eles parecem tão perto e feliz. Eu gostaria que minha família poderia ser assim. “

Blaine respondeu, “Sim, eu realmente gostaria de ir para casa.”

“Bem”, disse Mark: “Eu amo a minha família também, mas tenho certeza que odeio ir para casa. As crianças mais jovens lutam entre si constantemente. Mamãe e papai se foi o tempo todo, também. Quando eles estão em casa, eles estão sempre gritando para nós, porque eles parecem estar com tanta pressa.

“Que tempo bom que tínhamos de comer o jantar em sua casa, todo mundo falando sobre o que fizeram durante o dia. Todo mundo queria compartilhar o que estava acontecendo em suas vidas com o resto da família. Depois disso, todos limpou a mesa e fez os pratos.

“A hora das refeições em nossa casa é uma história completamente diferente. Mãe chama as crianças para vir para a mesa, mas eles vêm arrastando em um de cada vez. Estamos quase nunca todos na mesa quando o pai abençoa o alimento. Ele diz que a bênção quando ele se senta à mesa ou não ninguém está lá. Todos comemos com pressa. Então, todo mundo espalha para evitar fazer os pratos.

“Às vezes penso que, se pudéssemos ter a noite familiar que iria ajudar. Mas toda a gente normalmente tem outra coisa que ele preferia estar fazendo como assistir televisão, trabalhando em casa, conversando com amigos no telefone, ou preparar uma lição para Igreja. No entanto, a mãe eo pai parece pensar que estamos fazendo tudo certo como uma família. “

•O que está faltando a família de Mark?
•O que você acha que faz uma família feliz?
Preencha os espaços em branco com a palavra unidade.

Já toda a gente dizer o que pensam unidade significa. Incluir idéias como fazer tempo para o outro, trabalhando juntos, tocando juntos, tentando alcançar objetivos juntos, estar disposto a ouvir e ajudar uns aos outros.

•Você acha que a nossa família é mais como Marcos ou Blaine?
•Quando foi que nós sentimos unificada, trabalhando em conjunto e realmente se importar com o outro?
Unidade é essencial

Leve sua família para a cozinha. Mostre-lhes cada um dos ingredientes para o bolo. Saliente que esses ingredientes são bons por si mesmos, mas a menos que eles são misturados eles não poderia ser chamado de um bolo.

Misture o bolo, e derramá-la em panelas. Que cada pessoa ajudar prepará-lo. Asse-lo enquanto você terminar a lição.

Explique que cada membro da família tem suas próprias forças, talentos e interesses. Por se cada pessoa poderia realizar muitas coisas. Mas, sem um sentimento de unidade, de um desejo de trabalhar juntos e apoiar uns aos outros, todas as pessoas separadas que vivem em sua casa não poderia ser chamado de uma família real.

Unidade na família do Pai Celestial

Peça a cada pessoa para dizer o que ele pensa como era viver com o Pai Celestial. Como você descreve dois dos filhos de nosso Pai Celestial, ter a família para ouvir o que um filho fez para acabar com a família e que um filho fez para trazê-lo junto:

Nosso Pai Celestial tem uma grande família de filhos e filhas. Um dos filhos do Pai Celestial é muito egoísta. Ele optou por não seguir o plano do Pai Celestial para a família. Ele convenceu muitos de seus irmãos e irmãs a deixar a família. Ele ainda está tentando ganhar mais seguidores. Ele é orgulhoso e disposto a fazer qualquer coisa para conseguir o seu próprio caminho e pensa em seus próprios desejos em primeiro lugar.

Outro filho, o primogênito do Pai Celestial, ama o seu Pai Celestial muito e sempre obedece. Ele também ama todos os seus irmãos e irmãs. Mesmo que ele é o primeiro filho de seu pai, ele nunca é orgulhoso. Ele sempre coloca sua família em primeiro lugar, nunca seus próprios desejos. Ele estava mesmo disposto a morrer para que a nossa família celestial poderia estar sempre juntos.

•Quem eram esses dois filhos? (Satanás e Jesus.)
•O que o mau exemplo de Satanás mostrar sobre o resultado do egoísmo e falta de vontade de fazer parte da família de uma pessoa? (Ela pode destruir a unidade.)
•O que podemos aprender com Jesus sobre o que devemos fazer para ter unidade em nossa família (ver João 5:30 )?
Unidade na Nossa Família

Saliente que devemos estar dispostos a pensar de outras pessoas da família e de como nossas ações afetam todo o grupo. Devemos estar dispostos a fazer o que é melhor para todos, e não apenas o que queremos. Mencione vários pequenos atos diários de altruísmo que você viu cada membro da família fazer e como cada ato ajudou a trazer a família mais unida.

Expresse sua gratidão de que Jesus foi o tipo de irmão que iria fazer um grande sacrifício para torná-lo possível para você voltar para casa do Pai Celestial. Expresse seu desejo de ajudar o seu retorno em família e fazer o que puder para tornar isso possível. Explique que cada pessoa terá de ajudar. Sugira que cada pessoa, quando ele tem que escolher entre algo que ele quer e algo que seria bom para o familiar pensar: ” Nós não me. “

Comece a atividade corrente de papel, entregando cada membro da família a ligação com o seu nome escrito nele. Então o grampo pai, colar ou fita as duas extremidades da sua tira juntos em um círculo em primeiro lugar. Enquanto ele faz isso, ele poderia dizer às crianças sobre seu namoro: como ele se sentia sobre a sua mãe, o que eles se uniram, e como eles sonharam sobre o seu futuro juntos. Em seguida, a mãe poderia dizer sobre o seu casamento e início da vida juntos como ela corre ela tira através do círculo e prende as pontas, fazendo uma cadeia de dois link. Os pais podem explicar que as suas vidas se tornou intimamente ligado quando eles formaram uma família.

Ter o filho mais velho ligar seu link para a cadeia e continue até o mais novo. À medida que cada membro da família acrescenta o seu link, expressar o seu amor ea necessidade de que a pessoa na família. Adicione algo especial sobre ele, para que ele vai perceber que ele é uma parte importante da família.

Construir mais unidade em nossa família

Peça a cada pessoa sugerir possíveis objetivos para o desenvolvimento de uma maior unidade familiar. Por exemplo, você poderia arranjar para estar juntos durante as refeições com mais freqüência. Compartilhe idéias sobre como você pode apoiar-se melhor, mesmo quando não estão juntos. Decidir sobre idéias específicas para começar a usar em sua casa.

Expresse o seu desejo de tornar a sua casa um lugar feliz e seguro para cada membro da família. Pendure a cadeia em um lugar onde ele possa lembrar a todos o quão importante é a família.

Se a sua família sabe a canção “Mãe e Pai”, eles podem desfrutar de adaptá-lo. Distribua papel e lápis, e, juntos, escrever um verso sobre cada criança na família. Feche sua noite familiar, cantando os versos que você escreveu.

Após a oração de encerramento, desfrutar do bolo ou sobremesa que você fez em conjunto.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Explique que o Pai Celestial planejou para nós vivermos juntos como uma família. Cada um de nós é importante para a nossa família. Nós nos amamos e deve tentar ajudar uns aos outros.

Faça a corrente de papel. Certifique-se de expressar o amor e uma necessidade de cada membro da família como a sua ligação é adicionado à cadeia. Cada criança pode desfrutar de fazer a sua própria cadeia de família.

Fale sobre uma vez que você fez algo como uma família. Estresse que ter cada membro da família lá tornou mais divertido.

Conte a seguinte história:

Um dia no Parque

Os brancos vinha planejando a viagem sábado, para o parque durante toda a semana. Mas quando finalmente chegou sábado de manhã, de quatro anos de idade, Lisa estava doente. Jimmy e Brian disse que ainda queria ir ao parque. Mãe disse que iria ficar em casa com Lisa, então pai, Jimmy, e Brian embalado seus almoços e partiu para o parque. Jimmy e Brian pulou para fora do carro, assim que parou e correu para os balanços. Eles rolaram na grama e jogado nas barras de escalada e slides durante toda a manhã. Mas quando eles se sentaram na grama para almoçar, Jimmy disse: “Eu gostaria que Lisa e mamãe estavam aqui. Não é tão divertido sem toda a gente. “

Brian disse: “Eu sinto falta deles, também. E eu sei o quanto Lisa gosta de brincar no parque. “

Pai sugeriu que ir para casa e comer o seu almoço. Quando chegaram em casa, Lisa estava animado para vê-los. Ela estava se sentindo melhor, então tudo o que eles almoçavam juntos no quintal.

Brian disse: “Da próxima vez, ir ao parque, podemos ir todos juntos.”

“E vai ser muito mais divertido”, acrescentou Jimmy.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Use a história “O que está faltando?” E as discussões sob os títulos “unidade na família do Pai Celestial” e “Unidade na nossa família.” Mas você pode querer substituir qualquer atividade bolo ou a atividade da cadeia com o seguinte:

Já os membros da família se revezam sentado em uma cadeira no meio da sala. Já a família pensar em duas ou três coisas que poderiam fazer para apoiar essa pessoa. Você pode precisar dar uma idéia ou dois para que eles começaram. Por exemplo, se um membro da família está envolvido em uma atividade escolar, você pode sugerir que a família poderia ter a certeza de participar do evento em conjunto.

Depois de cada pessoa teve uma vez, desafiar a todos a fazer uma pequena coisa a cada dia que vai fazer a família mais unida. Faça com que todos escrevam uma coisa específica que ele vai fazer a cada dia.

Se você é um jovem que vive sozinho, você pode usar essa atividade também. Discutir maneiras que você pode ser mais unificadas como um casal e como os membros de sua família. Olhe para fotos de casamento e outras imagens e lembranças que lembrá-lo do seu amor um pelo outro.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Fazer as coisas juntos

Planeje uma noite de fazer algo juntos que todos irão gostar, como plantar um jardim, um jogo, fazer um piquenique ou passeio em família, ou visitar os avós. Torná-lo uma atividade em que cada pessoa pode participar, tanto no planejamento e na própria atividade.

Unidade Família demonstração

Anexar uma pequena placa que diz “a unidade familiar” para o topo de uma vara de cerca de quatro ou cinco metros de comprimento, como uma vassoura ou esfregão ou um ponto de referência. Cortar alguma corda forte ou cabo em comprimentos de duas jardas, um para cada membro da família. Explique que o sinal e vara se para a criação de unidade em sua casa.

Faça com que cada membro da família amarrar sua corda um pouco acima de meio caminho até o pau. Em seguida, colocar o pau no meio da pista, e ter a família sentar-se em torno dele em um círculo. Ter uma pessoa ver se ele pode levantar a vara para a posição de pé, puxando apenas a sua corda. Ele vai descobrir que uma string não apoiá-lo muito bem; ele pode cair facilmente.

Pergunte a um outro membro da família para acompanhá-lo e ver se duas strings pode manter o pé pau. Isto pode ser possível, mas a vara ainda será instável.

Então vamos todos puxar suas cordas para segurar o bastão na posição vertical. Você pode ter que ajustar os locais onde as cordas são amarradas. Segure o pólo vertical.

•O que você pode aprender com este exercício? (Unidade familiar depende de todos puxando juntos.)
Agora tem um membro da família puxar a vara em direção a ele com todas as forças, enquanto os outros puxar normalmente.

•O que isso mostra sobre a unidade familiar? (Uma pessoa pode destruir o equilíbrio. Seu egoísmo em breve poderá dissipar a unidade da família.)
Use esta atividade para discutir como os membros da família podem compartilhar e apoiar uns aos outros e passar mais tempo juntos. Desenvolver um calendário da família de eventos, de modo que cada pessoa pode saber sobre momentos que são especiais para outros membros da família e planeja compartilhar desses momentos.

Aprender uns com os outros

Use as seguintes atividades para ajudar os membros da família para conhecer melhor uns aos outros:

1. Peça a cada pessoa a pensar de uma família favorito experiência bem-humorado ou sério. Tê-lo dizer isso aos outros.
2. Informar um fato sobre um membro da família que o resto da família não pode saber. Já outros membros da família tentar igualar o fato com a pessoa.
3. Peça a cada membro da família para dizer o que ele gostaria que a família a fazer para ajudar a tornar a vida familiar mais feliz. Não deve haver respostas criticando ou defensivas. Vamos continuar com a família até que todos tenham feito como muitas declarações como ele quer. Planeje maneiras de colocar algumas dessas sugestões em prática.

Lição Vinte: uma casa de ordem

Eis que minha casa é uma casa de ordem, diz o Senhor Deus, e não uma casa de confusão.
[ D & C 132:8 ]
FINALIDADE
Comprometa-membros da família para tornar a sua casa uma “casa de ordem” ( D & C 132:8 ).

Para o pai
Todos os pais esperam levantar feliz, crianças saudáveis ​​que amam o Senhor e estão dispostos a servir os outros. Esta é uma das responsabilidades mais pesadas que Deus deu aos homens e mulheres. Nosso Pai Celestial nos ajudará se nós vamos buscar e aceitar a sua orientação por meio da oração, do estudo das escrituras, e seguindo o conselho de seus líderes escolhidos.

O Senhor disse: “Minha casa é uma casa de ordem … e não uma casa de confusão.” Se nossas casas padrão de acordo com a orientação de nosso Pai Celestial, seremos melhores pais. Uma casa em ordem é uma casa onde os pais presidir, dirigir e ensinar; onde todos têm responsabilidades e são atenciosos e pensativo uns dos outros; e onde os membros da família estão unidos com amor. (Ver D & C 88:119 ).

PREPARAÇÃO
1. Ter vários pedaços de papel, que pode ser cortada em tiras de duas polegadas, conforme necessário e um marcador de algum tipo de escrever sobre eles. Você vai precisar de três ou quatro tiras por membro da família.
2. Ter um pedaço de papel colorido para cada membro da família para fazer um cartaz.
HINO sugerido e CANÇÃO
“Hoje, quando o sol brilha” ( Hinos, nenhum. 229 ).

“Ajudar Toda Gente” ( Músicas para Crianças, p.198 ).

SUGESTÃO
Comece com um jogo chamado “Vinde a Ordem.” Explique que a palavra ordem significa, entre outras coisas, a maneira em que as coisas são colocadas ou uma condição em que tudo está em seu devido lugar. Alinhe sua família em ordens diferentes, tais como o seguinte (não se esqueça que a cabeça pai ou da família é o que dá as direções, se possível):

1. Line up de acordo com a idade, do mais velho para o mais novo.
2. Alinham-se de acordo com o tamanho do pé, a partir da mais pequena para a maior.
3. Line up de acordo com a altura, a partir do mais alto para o mais curto. Quando todos estão sentados, novamente, destacar que para jogar este jogo, alguém tinha que selecionar a ordem, e os outros tinham que seguir nessa direção.
Explique a sua família que a ordem vem de uma casa quando todo mundo entende e realiza suas responsabilidades. O oposto da ordem é confusão. Confusão surge quando as pessoas não sabem o que é esperado deles.

Nós podemos fazer a nossa casa uma casa de ordem

Pai Celestial disse que sua casa é uma casa de ordem. Já alguém leia Doutrina e Convênios 132:8 .

Explique que o Pai Celestial nos dá indicações de seu grande amor. Se vamos seguir essas orientações, teremos o maior prazer e pode realizar tudo o que deveria. Ele gostaria de nos seguir esse mesmo padrão em nossas casas, de modo que eles podem ser casas de ordem também. Através de seus profetas, o Senhor explicou o que ele espera de pais e filhos. Como sempre, suas instruções são dadas, porque ele nos ama e quer que sejamos felizes. O Senhor deu responsabilidades para ambos os pais e para as crianças. Para se ter uma família amorosa e feliz, cada pessoa deve fazer a sua parte.

Os pais têm responsabilidades

Converse com a sua família algumas das responsabilidades Pai Celestial deu pais. Comece com os três mais importantes listados abaixo. Como você falar sobre cada um, escreva cada uma das rubricas abaixo em uma tira de papel para cada um dos pais, e coloque uma das tiras de papel no chão, na frente de cada um dos pais.

Presidir

•O que a palavra presidir significa? (Para dar sentido ou assumir o comando.)
De salientar o quanto é importante ter alguém presidir em qualquer grupo, faça o seguinte experimento. Peça a cada membro da família para pensar em seu jogo favorito. Quando você diz a eles para começar, ter todos os membros da família dizer, ao mesmo tempo, como jogar os seus jogos. Depois de um minuto, ligue para o grupo de volta à ordem.

•O que aconteceu quando todos deram as instruções para um jogo diferente ao mesmo tempo? (O resultado foi confusão.)
•Você poderia dizer o que todos os outros estavam dizendo?
Saliente como muito mais fácil teria sido para entender jogo favorito de todos, se alguém tivesse tomado conta e convidou uma pessoa de cada vez para explicar o seu jogo.

Explique que o Pai Celestial deu aos pais a tarefa de presidir a casa, porque eles amam seus filhos. Ele sabe que eles vão tentar dar orientações e tomar decisões que será o melhor para seus filhos.

Enquanto os pais são parceiros iguais no lar, é responsabilidade do pai para ser o patriarca, ou chefe da casa (ver Efésios 5:23-25 ​​). Se o pai não está presente, a mãe preside não importa quantos anos os filhos são ou o sacerdócio podem realizar.

Ensinar o Evangelho

Os pais foram informados pelo Senhor para ensinar seus filhos. Ter alguém ler Mosiah 4:14-15 e Doutrina e Convênios 68:25 . Saliente que, tendo noites familiares ajuda a levar a cabo esta responsabilidade.

Seja um exemplo

Uma das melhores maneiras de os pais ensinarem os filhos é pelo exemplo. Em Jacó 2:35 , Jacob ressalta o efeito do mau exemplo. Maridos e esposas devem mostrar amor e respeito um pelo outro e para os seus filhos por suas ações, bem como por suas palavras.

Explique que os pais são humanos e, por vezes, não conseguem dar o exemplo adequado em todos os momentos. Às vezes os pais se cansam, se sentem desencorajados, ou perdem a calma. Mas eles amam seus filhos e estão tentando ser bons pais que eles podem cometer alguns erros.

As crianças também têm responsabilidades

Nosso Pai Celestial também nos disse que ele espera que as crianças fazem em casa. Crianças compartilhar com seus pais a responsabilidade de fazer um lar feliz e uma casa de ordem. Discuta as seguintes responsabilidades e fazer uma faixa com as palavras escritas sobre ele para cada criança. Coloque uma tira de papel no chão na frente de cada criança.

Obedecer

Peça para alguém ler Efésios 6:01 . Explique que os pais e as crianças devem aconselhar juntos em fazer as regras da família e decisões. Se as crianças a entender por que uma regra é feita, é mais fácil para eles aceitarem essa regra. Quando a família, sob a direção dos pais, fez uma regra ou decisão, todos têm a responsabilidade de obedecer a essa regra e respeitar essa decisão.

Honrar os pais

Discuta como nós honramos nossos pais. Explique que honra significa mostrar respeito. Nós honramos os pais quando seguimos os seus ensinamentos e fazer as coisas que sabemos que eles gostariam que fizéssemos. Leia Efésios 6:2-3 .

•Como poderia honrar os pais nos ajudam a “longa vida sobre a terra?”
Aponte a sua preocupação pela saúde e segurança de seus filhos. Relacionar a experiência pessoal de um momento em que seguindo o conselho de um pai salvou alguém de danos, ou usar a seguinte história:

Jon e Brad estavam admirando nova moto do irmão mais velho de Jon.

“Que beleza”, disse Brad, “Eu daria qualquer coisa para ser capaz de montá-lo!”

“Bob é apenas seis como nós”, disse Jon “, e ele monta a bicicleta de seu irmão por toda parte. Sabe, meus pais nunca realmente disse que eu não podia andar de bicicleta. “

“Nem os meus pais, mas eu sei o que eles diriam se eu pedi-los. Eles diziam que eu deveria esperar até que eu sou mais velho e grande o suficiente. “

“Bem, os nossos pais não precisam saber se nós apenas fazer uma curta viagem ao redor do pátio da escola.

À medida que andava ao redor do pátio da escola, eles derrapou em um pouco de cascalho e teve uma queda dolorosa que deixou raspado e moído.

Depois do acidente, tanto Jon e Brad entendi por que seus pais não teria deixá-los andar de bicicleta se tivessem perguntado. Seguindo o conselho de seus pais lhes teria salvo dificuldade e dor.

Contribuir

Explique que cada membro da família é pessoalmente responsável para ajudar a tornar a família feliz e forte. As crianças devem contribuir, não só tirando a família, mas, dando à família também.

•Como você pode contribuir para a família? (Você pode querer os membros da família para responder a esta pergunta para si mesmos.)
Pergunte a seus filhos para citar outras maneiras que podem ajudar a tornar a sua casa uma casa de ordem. Escreva cada uma em uma tira de papel e colocá-lo na frente dos filhos a quem se aplica.

Conclua a lição dizendo às crianças o quanto você os ama e quão duro você está tentando ser um bom pai. As crianças precisam ouvir muitas vezes que seus pais amam-los para que eles vão entender que as direções, regras e ordem na casa vêm de que o amor.

Que cada membro da família fazer um cartaz de suas responsabilidades na família. Peça a cada criança cole as tiras de papel que ele tem na frente dele em um pedaço de papel colorido, escrever o seu nome no topo, e decorá-lo. O cartaz poderia, então, ser colocado ao lado da cama da criança ou onde quer que ele podia ser visto a cada dia como um lembrete.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Explique aos seus filhos que o Pai Celestial deu aos pais as crianças para que os pais podem proteger as crianças e ensinar-lhes o que é certo. Ele quer que as nossas casas para ser feliz.

Diga-lhes que cada membro da família tem responsabilidades. Explique que a responsabilidade significa que eles estão no comando de alguma coisa, como a responsabilidade de pegar seus brinquedos depois que terminar de jogar com eles. Pai Celestial deu pais e filhos responsabilidades.

Use as seções “Os pais têm responsabilidades” e “Crianças também têm responsabilidades” da aula regular.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Você pode querer começar com o jogo “Vinde a Ordem,” mas fazer as indicações mais complicado, como-

1. Line up de acordo com as datas de nascimento, a partir do primeiro dia do ano até o último.
2. Line up em ordem alfabética, usando o primeiro nome.
3. Line up com o quanto você gosta de um determinado alimento.
Depois de terminar o jogo, ter alguém leia Doutrina e Convênios 132:8 . Discutir os vários significados da palavra ordem, como eles poderiam pertencer a esta escritura, e que Deus quis dizer quando chamou a sua casa “, uma casa de ordem.”

Seguir com o resto da lição da seção intitulada “Nós podemos fazer a nossa casa uma casa de ordem.” Ao discutir como os pais honrando poderia, de fato, prolongar a sua vida, mantendo-lo seguro de danos físicos, também considerar como honrar seus pais ‘ensinamentos poderia dar-lhe proteção espiritual (ver Êxodo 20:12 ).

•Como é que o papel dos pais mudam à medida que as crianças crescem, se casam, ou afastar-se de casa?
•Como é que o papel das crianças mudar nessas mesmas instâncias?
Sugerir que, durante a semana seguinte todos os membros da família avaliar-se, pessoalmente, como a forma como eles estão cumprindo suas responsabilidades em sua casa.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Desenvolver regras da família

Discutir os objetivos básicos de sua família, e incluí-los em um cartaz ou quadro-negro. Passar por cima das regras que você estabeleceu em sua casa, e mostrar como cada regra se refere a um desses objetivos.

Se você não tem regras claramente formuladas, você pode querer definir alguns. Ao permitir que cada membro da família ajudar a tornar as regras, você pode construir um sentimento de lealdade familiar. Os membros da família vai querer manter as regras, porque eles vão entender por que as regras são razoáveis ​​e importante.

Você também pode descobrir que algumas regras tradicionais não são realmente relevantes para todos os objetivos importantes; e, após a discussão, você pode querer eliminá-los. Você também pode acabar com mais regras do que as metas já que algumas metas podem exigir mais do que uma regra. Seguem alguns exemplos:

Metas Familiares

Regras Familiares

Queremos ser uma família amorosa.

Vamos todos tentar participar de qualquer evento em que um dos membros da nossa família está envolvida para mostrar o nosso apoio.

Queremos ser uma família saudável.

Vamos obedecer à Palavra de Sabedoria.

Queremos ser ativo na Igreja.

Vamos todos assistir à reunião sacramental juntos.

Vamos aceitar chamados da Igreja, quando solicitado.

Queremos estar alerta na escola e no trabalho.

Nós vamos sempre estar em casa às dez horas em noites de escola.

Queremos ser moralmente limpa.

Nós não vamos data até que estejamos dezesseis anos.

Não vamos fazer nada que leve a imoralidade.

Queremos desenvolver nossos talentos individuais.

Vamos praticar uma hora por dia.

Queremos ser gentil.

Não haverá brigas em nossa casa.

Queremos estar juntos como uma família na eternidade.

Teremos a noite familiar todas as semanas.

Vamos planeja se casar no templo e guardar os mandamentos.

Conselhos de Família

Plano para realizar os conselhos de família regularmente. Você poderia discutir assuntos como programação de família, responsabilidades familiares, um jardim de família, ou a família de férias. Você pode querer dedicar uma noite familiar para discutir e preparar-se para um conselho de família, a criação de procedimentos e agenda, e fixação do cronograma. Os conselhos de família não tomar o lugar de aulas da reunião familiar a cada semana. Você deve planejar aulas regulares ou atividades também.

Resolução de Problemas como uma família

Como uma família, selecione alguma necessidade familiar ou problema que você acha que seria um bom projeto para atender ou resolver. Planeje juntos como você pode trabalhar com ele como uma família. Defina um limite de tempo em que você vai realizar a necessidade ou resolver o problema. Por exemplo, você pode decidir, “Nós não vamos ter argumentos em nossa casa por uma semana completa. Podemos discutir calmamente qualquer conflito que possa surgir, e resolvê-lo pacificamente e em amizade. “

Planeje uma noite recompensa quando sua família vai comemorar o seu sucesso no projeto. Mesmo se você não tem sucesso completo, recompensar os esforços dos membros da família, e comentar sobre o quanto as coisas eram melhores como todos tentaram atingir o objetivo desejado.

Ordem patriarcal no Lar

Ensine os membros da família sobre o princípio da ordem patriarcal, começando com o pai Adão. Relacionar este fim de sua própria família e da família alargada. Isto lhe dará os membros da família uma sensação de continuidade da família do Pai Celestial aqui na Terra.

Lição Dezenove: O Sacerdócio de Nosso Lar

Noite Familiar Livro de Recursos , (1997), 84

Eis que eu te conduzirei pela minha mão, e te tomarei, para pôr sobre ti o meu nome, mesmo o Sacerdócio de teu pai, e meu poder estará sobre ti.
[ Abraham 01:18 ]
FINALIDADE
Membros da família Ajuda apreciar as bênçãos de ter o sacerdócio no lar.

Para o pai
Nosso Pai Celestial tem um grande poder, que é chamado ao sacerdócio. Por este poder foram criados os céus ea terra. Através deste poder, delegada aos homens, todos os filhos do Pai Celestial pode ser abençoado (ver Abraão 2:01 ).

Cada portador do sacerdócio tem o direito eo privilégio de usar esse sacerdócio para liderar e abençoar a sua família. Seus filhos devem crescer sabendo as bênçãos do sacerdócio.

Se você não tem o sacerdócio em sua casa, você pode receber as bênçãos do sacerdócio por meio de parentes, mestres familiares e seu bispo ou presidente de ramo. Nosso amoroso Pai Celestial deu o sacerdócio aos seus filhos para que ele pudesse guiar e nos abençoar.

PREPARAÇÃO
Traga um cartaz ou um pedaço grande de papel e alguns marcadores ou lápis de cor.

HINO sugerido e CANÇÃO
“Vinde, Cantai ao Senhor” ( Hinos, nenhum. 10 ).

“Agradeço-Te, ó Pai,” ( Músicas para Crianças, p. 7 ).

SUGESTÃO
Abraão recebeu o sacerdócio

Vire-se para Fax No. 1 no livro de Abraão.

• O que você vê? (Abraham está deitado sobre um altar. Um padre mau com uma faca está tentando matar Abraão.)
• Por que esse sacerdote perverso quer matar Abraão? (Porque Abraão adoravam o Pai Celestial e não se curvaram para adorar falsos deuses feitos de pedra ou madeira).
Leia Abraão 1:1-19 com a sua família; ou, se os seus filhos são jovens, contar a história em suas próprias palavras:

Abraão era um bom homem que tentou servir o Pai Celestial toda a sua vida. Ele queria uma grande bênção que ele não tinha. Ele queria ter o sacerdócio, porque ele sabia que iria ajudá-lo a ser um melhor servo do Senhor e iria ajudá-lo abençoar a sua família.

O pai de Abraão não poderia dar-lhe o sacerdócio como pais justos fazer, porque ele havia esquecido o Pai Celestial e virou-se para adorar os ídolos. O pai de Abraão, até que os homens maus levar Abraão e amarrá-lo a um altar como a da foto. Lá, eles iriam matá-lo. Mas Abraão clamou ao Pai Celestial, que ouviram Abraão e salvou sua vida.

Pai Celestial disse a Abraão para deixar a casa de seu pai e ir embora para outro país. Ele prometeu a Abraão a grande bênção que Abraão mais queria, o sacerdócio de Deus. Ele também prometeu a Abraão que através deste sacerdócio todas as famílias da terra seriam abençoadas. (Veja Abraão 2:6-13 .)

Nossa família é abençoada pelo Sacerdócio

Explique para sua família que este sacerdócio ou poder de Deus que Abraão foi dado é o mesmo sacerdócio que os pais ou filhos em sua família tem. Uma das razões que o Senhor deu aos homens o sacerdócio é para que eles possam abençoar suas famílias. Cada membro de sua família, que é membro da Igreja tem tido algumas bênçãos do sacerdócio.

Deixe que cada pessoa fale sobre uma bênção que recebeu por meio do poder do sacerdócio. Por exemplo-

1. Fale sobre as bênçãos que as crianças receberam como bebês. Diga sobre o evento, que participou da reunião, que ajudou o pai ou deu a bênção, como o bebê estava vestido, e como o nome foi escolhido. Todos os detalhes você pode se lembrar vai ser fascinante para a criança sobre quem você está falando, bem como a outros membros da família. Certifique-se de incluir uma expressão de como você se sentiu nessas ocasiões.
2. Um membro da família que foi batizado e confirmado poderia dizer sobre essa experiência e como ele se sentia.
3. Um membro da família poderia dizer sobre o recebimento de uma unção e benção quando ele estava doente.
4. Alguém na sua família pudesse compartilhar seus sentimentos sobre receber uma bênção paterna.
5. Compartilhe seus sentimentos sobre ir ao templo para ser selada, se você teve um casamento no templo, tomando cuidado para não discutir o que se passa no templo. Você poderia dizer como você está ansioso para essa grande bênção, se você ainda não tiver sido através do templo.
Você pode querer dizer a seguinte história:

O primeiro dia de Tommy na Escola

Tommy estava se preparando para ir para a escola pela primeira vez. Ele tinha sido animado sobre começar a escola, mas agora que o primeiro dia tinha finalmente chegado, ele estava com medo.

Tommy estava quieto durante toda a manhã. Sua mãe tinha feito o seu pequeno-almoço favorito, mas Tommy não sorriu quando o viu. Ele pegou a colher e tentou comer, mas não conseguiu.

Sua mãe perguntou: “Você se sente doente, Tommy?”

Tommy respondeu: “Eu acho que sim. Pelo menos eu não me sinto como ir à escola. “

A mãe de Tommy sentiu a cabeça para ver se ele estava com febre. Ela olhou em sua garganta, mas não era vermelho. Ela disse: “Eu não consigo ver nada de errado, Tommy. Mostre-me onde é que você não se sentir bem. “

Tommy disse, “Eu me sinto engraçado dentro.”

O pai de Tommy olhou para ele e disse: “Eu acho que sei o que pode estar errado com você, Tommy. Este é o seu primeiro dia de aula. Talvez você se sinta dentro engraçado, porque você vai estar longe de casa durante todo o dia e você não sabe o que esperar. Tem um pouco de medo? Eu sei que esse sentimento, também, Tommy. Eu tive a mesma sensação de quando eu comecei meu novo trabalho na semana passada.

“Eu posso fazer alguma coisa para ajudá-lo se você gostaria. Posso dar-lhe uma bênção especial antes de ir para a escola hoje. Esta bênção pode ajudar a tirar esse medo, sentimento engraçado que você tem por dentro. “

“Eu gostaria que, pai”, disse Tommy.

O pai de Tommy colocou as mãos sobre a cabeça de Tommy e lhe deu uma bênção especial.

Naquela tarde, Tommy veio pulando na chamada porta: “Mãe, mãe, eu estou em casa.”

“Como é que você gosta de escola, Tommy”, perguntou sua mãe.

“Bem, foi melhor do que eu pensei que seria. Meu professor é bom “, disse Tommy.

“Meu pai disse que você iria se sentir melhor depois que ele lhe deu uma bênção especial, não foi? Fico feliz que seu pai sabia exatamente o que fazer para ajudá-lo. “

Compartilhando essas experiências devem lembrar cada membro da família que é uma grande bênção do sacerdócio pode ser. O Senhor deu-nos o sacerdócio, porque somos seus filhos e ele nos ama. É a maneira de abençoar seus filhos de nosso Pai Celestial, e ele quer-nos para receber todas as bênçãos que são dignos de ter.

Nós recordaremos nossas bênçãos

Deixe as crianças fazer um cartaz que diz: “O Sacerdócio Abençoa a nossa família.” Cada signo membro da família ou imprimir seu nome em torno das bordas do cartaz. Em seguida, escreva por cada nome as bênçãos do sacerdócio que a pessoa recebeu.

Coloque o cartaz em algum lugar para que sua família vai vê-lo todos os dias na hora do jantar. Discutir as diversas bênçãos durante o jantar todos os dias.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Conte a história imagem “Abraão recebeu o Sacerdócio”, que acompanha a lição.

Explique como sua família foi abençoada pelo sacerdócio. Diga às crianças sobre o dia em que foram abençoados e dado um nome por um portador do sacerdócio, tal como sugerido na aula regular. Com crianças mais novas, esta parte da lição pode ser expandido para que você tome tempo dizendo que cada criança sobre seu nascimento e seu amor especial por ele. Descrever outras bênçãos do sacerdócio que possa ter tido, como a bênção de um pai ou uma bênção durante a doença. Ajude as crianças a perceber que ter o sacerdócio para abençoá-los, é como ter o Pai Celestial perto de nós o tempo todo.

Conte a história “O primeiro dia de Tommy na Escola”, e discuti-lo.

Deixe as crianças ajudar a fazer e decorar um cartaz que diz: “O Sacerdócio Abençoa a nossa família.” Ponha-se este cartaz em sua casa, onde ele pode ser visto na hora do jantar. Todas as noites durante a semana, contar uma história de ninar que ilustra algumas das bênçãos do sacerdócio.

Abraão recebeu o sacerdócio

[Abraão] era um bom homem que tentou servir o Pai Celestial toda a sua vida. Ele queria uma grande bênção que ele não tinha. [Abraham] queria ter o sacerdócio. Ele sabia que iria ajudá-lo para [bee] uma pessoa melhor e iria ajudá-lo abençoar seus [famílias]. [Pai de Abraão] não poderia lhe dar o sacerdócio como pais justos havia feito. [Pai de Abraão] tinha esquecido o Pai Celestial e se transformou em adoração de ídolos. Pai Celestial disse [Abraham] para sair [casa] de seu pai e ir embora para outro país. Ele prometeu [Abraão] a grande bênção que [Abraham] mais queria, o sacerdócio de Deus. Ele também prometeu [Abraão], que por meio deste sacerdócio de todos os [famílias] da [terra] que [bee] abençoado.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Vire-se para Fax No. 1 no livro de Abraão, e discutir o que você vê. Então leia a explicação impressa abaixo dela.

• Como Abraão chegar a esta situação perigosa?
Leia Abraão 1:5-7 .

• Como ele foi resgatado?
Leia Abraão 1:15-18 .

• Abraão procurou fazer com que o sacerdócio, mas não poderia ser ordenado por seu próprio pai. Por quê?
O Senhor disse a Joseph Smith, que ordenou Abraão. Leia Doutrina e Convênios 84:14 .

Quando o Senhor prometeu dar a Abraão, o sacerdócio, ele declarou que por meio deste sacerdócio todas as famílias da terra seriam abençoadas. Leia Abraão 2:11 .

Discuta algumas das maneiras que as famílias da terra foram abençoados pelo sacerdócio. Todos na Igreja recebeu bênçãos por meio do sacerdócio, em algum momento em sua vida.

• Você pode rastrear a linhagem do sacerdócio em sua família?
• Quem ordenado os portadores do sacerdócio em sua família?
• Quem ordenou aos homens que ordenados membros de sua família?
• Você pode rastrear a linhagem sacerdócio da pessoa que você batizado ou ajustá-lo para além de uma posição na Igreja?
Peça a cada pessoa para recordar e compartilhar seus sentimentos sobre pelo menos uma bênção que recebeu por meio do sacerdócio, como a bênção dos bebés, o batismo, a confirmação, bênção do pai, a bênção durante a doença, investidura no templo, e casamento no templo.

Concluir por ter o mais antigo portador do sacerdócio na família expressar seus sentimentos a respeito do uso do seu sacerdócio para abençoar aqueles que ama. Apresente esta dizendo a seguinte história:

Mike toma uma decisão

Mike tinha se formado na escola há quase um ano, e ele logo estaria dezenove anos. Durante todo o ano passado, ele havia tentado decidir se quer ir em uma missão.

Alguns de seus amigos já tinham ido em suas missões, e isso é o que mais incomodou Mike. Parecia-lhe que alguns deles tinham ido para a razão, e não errado, porque eles foram cometidos para servir ao Senhor, mas para agradar seus pais ou namoradas. Mike queria ter certeza de que se ele fosse, ele iria pelas razões certas.

Um domingo à noite, depois de uma reunião sacramental inspiradora, Mike perguntou ao pai se poderia falar em particular, porque ele tinha um problema em sua mente que ele gostaria de discutir.

Seu pai disse: “Por que não agora?” Os dois deles entrou no quarto de Mike e fechou a porta.

Mike e seu pai conversamos por um bom tempo sobre todas as coisas que tinham sido incomodando Mike. Em seguida, o pai perguntou: “Mike, você gostaria que uma bênção especial para ajudá-lo?”

“Sim, eu gostaria”, respondeu Mike.

Mais tarde naquela noite, Mike disse que suas orações antes de ir para a cama, ele disse ao Senhor mais uma vez que ele queria ter certeza de que ele estava realmente empenhada em atender para que ele pudesse se sentir bem em ir em uma missão. Ele expressou seu amor pelo Senhor e agradeceu-lhe a boa família e todas as outras bênçãos que havia recebido ao longo de sua vida. De repente, ele teve uma boa sensação de calor, vindo sobre ele. Ele sabia em seu coração o quanto seu Pai Celestial amava. Como ele surgiu de joelhos, as palavras continuaram a passar por sua cabeça uma e outra vez, “Eu quero servir ao Senhor. Eu quero servir ao Senhor. “Mike sabia o que fazer.

Discutir quaisquer futuros eventos em sua família, onde uma bênção do sacerdócio podem ser apropriadas, tais como sair de casa para a faculdade, missão, trabalho ou casamento; o nascimento dos filhos; ou atribuições ou responsabilidades especiais. Counsel cada membro da família se lembrar de chamar os portadores do sacerdócio em casa pelas bênçãos sobre estas ocasiões especiais. Compartilhando as experiências espirituais de dar e receber bênçãos por meio do sacerdócio irá fortalecer e unir sua família.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Autoridade do Sacerdócio

Conte a seguinte experiência que o Élder Hugh B. Brown tinha antes de se tornar um apóstolo e membro da Primeira Presidência:

“Eu estava em um momento um oficial do exército. Como tal, eu fiquei acostumado a ter os homens em posição de sentido e saudar-me e me chamar de ‘senhor’, e, francamente, eu gostei.

“Muitas vezes, os homens vieram e pediram favores, talvez uma licença ou uma licença ou alguma coisa que eles achavam que eu poderia conceder, porque eles sabiam que eu era um oficial do rei [da Inglaterra] e que eu tinha o direito de falar em seu nomear. E assim como eles vieram eu entreguei as “bênçãos” para eles e eu me tornei mais arrogante e auto-importante, com cada evento.

“Um dia, um mensageiro veio ao meu hotel apenas à saída de Piccadilly Circus. Ele disse: ‘Você é procurado imediatamente no hospital. “

“Eu pensei, ‘Bem, aqui é outro garoto que quer alguma coisa. Eu vou descer e ver o que é desejado. “

“Eu chamei um táxi e fui para o hospital.

“Quando cheguei, os médicos era de atenção e saudou, e que alimentou meu ego. As enfermeiras me trataram com muito respeito e que me agradou ainda mais.

“Eles me dirigiu para uma pequena sala e como eu abri a porta, vi um rapaz magro deitado em uma cama. Eu o reconheci como um ex-aluno da Escola Dominical da mina em Cardston, Canadá.

“Quando ele me cumprimentou, ele não usar a minha posição na sua saudação, mas simplesmente disse: ‘Irmão Brown, enviei para você perguntar se você usaria sua autoridade em meu nome.” (Eu pensei, ‘Bem, isso é o que eu esperava. O que ele quer?’)

“‘Irmão Brown”, disse ele, “você sabe que eu tenho uma mãe viúva; Eu sou seu único filho; os médicos dizem que eu não posso viver; você vai me dar a minha vida! ‘

“Eu pensei: ‘Meu Deus, o Rei da Inglaterra não pode dar-lhe sua vida. Para o que ele está se referindo?

“Então ele me surpreendeu com um pedido:” Você vai administrar a mim! ‘

“Naquele momento … o meu uniforme, com a insígnia sobre ele, parecia derreter-se, e eu estava diante daquele jovem em um uniforme com insígnias indicando autoridade. Eu não poderia ter usado o uniforme, que estava ao lado de minha pele, se eu não tivesse tido alguma autoridade que me foi dada. Fiquei ali pensando dessa autoridade, e eu era humilde, mas inspirado.

“Eu fui até sua cama e se ajoelhou ao lado dele. Eu coloquei minhas mãos em sua cabeça e disse: “Em nome de Jesus Cristo e pela autoridade do santo sacerdócio, eu te abençoe e te prometo que você vai ficar bem e voltar para sua mãe. Deus honrou a promessa.

“Fui para o hospital um oficial britânico orgulhoso, e eu saí um ancião mórmon humilde. Desde então, tenho sinceramente tentou lembrar-se de que há um poder e autoridade dada ao homem, não do rei ou do presidente, mas do Rei dos Reis, e se vivermos corretamente e não se esqueça que temos sido tão dotado , podemos exercer essa autoridade, em nome daqueles que precisam do nosso ministério. “( seja o que você vontade de ser, da Universidade Brigham Young Discursos do Ano [Provo, 14 fev 1967], pp 8-9).

Leia o quinto artigo de fé . Então, alguém que leia Êxodo 4:10-16 e Êxodo 28:1 .

• Onde Moisés recebeu sua autoridade para chamar Aaron para fazer a obra do Senhor?
O Senhor seguiu esse mesmo procedimento quando ele era ele mesmo na terra. Peça que alguém leia João 15:16 . Discuta como portadores do sacerdócio são organizados em escritórios para fazer o trabalho para o qual eles são chamados (ver capítulo 14 , “A Organização do Sacerdócio,” Princípios do Evangelho [31110], pp 85-93).

Adapte esta lição para os níveis de idade dos membros da família.

Ordenanças do Sacerdócio

Prepare a sua família para ocasiões especiais, quando as ordenanças do sacerdócio ou as bênçãos serão dadas, como por batismos, ordenações, ou bênção patriarcal. Use a lição apropriada na seção “ocasiões especiais”, aulas de 27 a 37.

Como Portadores do Sacerdócio magnificar seus chamados

Use uma lente de aumento para demonstrar o significado da palavra de aumento.

• O que é ampliado quando os homens honrar e usar seu sacerdócio? (Suas vidas e serviço.)
Já os membros da família sugerem maneiras que chamados no sacerdócio podem ser ampliados. Se houver portadores do Sacerdócio Aarônico em casa, pedir-lhes para pensar em seus deveres do sacerdócio e como eles podem ampliar seus chamados. Revisão de Doutrina e Convênios 20:38-67 .

Discuta como honrar seu sacerdócio o tempo todo vai preparar um portador do sacerdócio para abençoar a sua família quando alguma emergência ou evento especial ocorre (ver D & C 121:36 ).

Honrar o Sacerdócio

Os líderes do sacerdócio têm a responsabilidade de ensinar, aconselhar e aconselhar-nos, bem como presidir as reuniões e realizar as ordenanças. Podemos recorrer a eles para obter ajuda quando temos problemas difíceis.

Converse com a sua família como mestres familiares, bispos ou presidentes de ramo, presidentes de estaca e Autoridades Gerais cumprir estas funções.

Você pode querer usar tiras de papel com os ofícios do sacerdócio impresso sobre eles. Ao discutir cada escritório, coloque a tira de papel para um cartaz ou flanelógrafo. Ou você pode querer usar um quadro-negro. Já os membros da família sugerem maneiras que podem honrar o sacerdócio que o oficial tem (como buscar, ouvir e seguir os conselhos de seus líderes; lendo discursos de conferência, ou sustentar os oficiais do sacerdócio).

Lembre-se de exemplos de conselho e orientação dos líderes do sacerdócio que têm abençoado você e sua família.

Amor e do Sacerdócio

Estas sugestões trabalhar melhor com os adolescentes e adultos.

Leia e discuta Doutrina e Convênios 12:08 , 121:41-42 , e 1 Coríntios 13 ( caridade nesta escritura significa “amor por nossos semelhantes”).

Já os membros da família que possuem o Sacerdócio de Melquisedeque descrever uma ou duas das suas responsabilidades para servir outras pessoas. Então eles têm que descrever como essas escrituras se aplicam à maneira como eles realizam essas responsabilidades.

Se não houver portadores do sacerdócio em sua família, discutir como aplicar essas escrituras como líderes, professores ou membros da família. Tenha cuidado para não deixar que as críticas dos líderes do sacerdócio.

Lição Dezoito: Unidade através da oração da família

Aconselhe-se com o Senhor em tudo que fizeres.
[ Alma 37:37 ]
FINALIDADE
Membros da família Ajuda aproximar uns dos outros e com o Senhor através da oração familiar.

Para o pai
Para aqueles que tomam os seus verdadeiros sentimentos e preocupações ao Senhor, oração da família pode ser uma das partes mais unificadores e ao Fortalecimento do dia. Esta lição é projetado para ajudar a sua família a entender as ricas bênçãos disponíveis através da oração em conjunto e para ajudá-lo a discutir como você pode colher essas bênçãos em abundância.

Considere a seguinte história como se preparar para esta lição:

“Um pai, um homem quieto e despretensioso, achava difícil expressar seu amor por sua família. Em sua esposa de avisar que começou a realizar a oração familiar, e tornou-se a oportunidade de expressar o que estava em seu coração. Para sua filha, que tinha interpretado mal maneira de seu pai como indiferença, a experiência foi uma revelação. Suas orações eram simples e às vezes desajeitadamente formulada, mas ao ouvi-lo dizer: “Abençoa a minha linda filha para fazer o bem ‘emocionou.

“Um menino tímido que pensou em si mesmo como um” medroso “sentido novo orgulho e auto-estima quando o pai ea mãe agradeceu a Deus por sua” amável, filho gentil. ‘ E a auto-confiança do rapaz continuou a crescer através da oração, quando até seu irmão mais novo agradeceu ao Pai Celestial por seu “grande, irmão forte. ‘

“Na preparação para um passeio em família em nossa própria família, meu marido pediu ao Senhor que abençoe a nossa família para conviver e desfrutar da companhia um do outro. A pregação que tinha feito tinha ido inédito, mas que a oração reverente trouxe cooperação.

“Nosso filho adolescente estava tenso e mal-humorado, sempre que tentamos discutir qualquer problema com ele. Decidimos que era importante planejar a discussão quando ele seria mais receptivo, e que parecia ser em tempo de oração em família no período da manhã. Foi então que a casa estava em silêncio e nós compartilhamos um sentimento sincero humilde. Encontramos a tensão diminuiu quando a oração precedeu as nossas discussões.

“Durante estes momentos tranqüilos de oração em família, estamos mantendo contato uns com os outros e com o nosso Pai no céu.” (Ann H. Banks, “As Bênçãos extra de Oração da Família”, Ensign, janeiro 1976, p. 37. )

PREPARAÇÃO
1. Trazer um pedaço de papel e um lápis para cada membro da família.
2. Desenhe um grande versão da ponte mostrado na lição, e cortar as pedras da ponte para que a ponte podem ser colocados juntos como um quebra-cabeça. Tenha uma folha de papel colorido e cola pronto para colocar a ponte juntos no final da lição. Consulte a seção “Oração Familiar pode fortalecer-nos” para obter instruções sobre como utilizar a ponte.
3. Tenha uma caneta de cor ou lápis de cera.
4. Trazer lápis e papel para as crianças mais jovens.
HINO sugerido e CANÇÃO
“Sweet Hour of Prayer” ( Hinos, nenhum. 142 ).

“Oração pela família” ( Músicas para Crianças, p.189 ).

SUGESTÃO
Como Fechar que sentimos uns aos outros?

Comece discutindo brevemente as seguintes perguntas e idéias:

•Você já se sentiu sozinho em uma grande multidão?
Relate uma experiência que você teve-a um jogo de bola, em um metrô ou ônibus, ou em uma cidade grande, quando você se sentiu sozinho entre um grupo de estranhos ou conhecidos casuais. Deixe um ou dois membros da família relatar suas experiências.

•Por que você se sentiu sozinho mesmo que havia outras pessoas por perto?
•O que faz você se sentir perto de outras pessoas?
Conclua que saber que alguém está interessado em nossos problemas, sucessos e preocupações nos faz sentir perto deles.

Fale sobre um momento em que você tem sido entre amigos ou entes queridos e ainda me sentia sozinha. Talvez você teve um problema que você sentiu que ninguém poderia ajudá-lo com uma preocupação ou ninguém parecia se preocupar. Saliente que, mesmo entre os membros de sua própria família, aqueles que te amo mais, é possível sentir-se sozinho. Expresse seu desejo de que esta lição irá ajudá-los a encontrar uma maneira importante de se aproximar um ao outro e ao Pai Celestial para que nenhum deles vai sentir que enfrentar a vida sozinho. (Ver D & C 88:62-64 .)

Distribua um pedaço de papel e um lápis para cada pessoa. Peça a cada pessoa para fazer duas colunas. Na primeira coluna, eles têm lista de pelo menos cinco coisas que foram interessados ​​ou preocupados com durante a semana passada. Dê-lhes exemplos se necessário para que eles começaram, como fazer um teste, fazer amigos na escola, ou para começar um novo trabalho. Na segunda coluna, eles têm uma lista de pelo menos cinco coisas que os fizeram feliz durante a semana. Recolha as listas e colocá-los de lado para uso posterior na lição.

Oração da Família pode fortalecer-nos

Coloque as pedras da ponte que você desenhou e cortadas em pedaços, exceto a pedra angular (a pedra no centro da ponte), em uma pilha sobre a mesa ou no chão. Peça a todos para imaginar que eles estão em pé sobre as margens de um, fast-flowing rio profundo com essa pilha de pedras.

•Como poderíamos usar estas pedras para atravessar o rio? (Através da construção de uma ponte com eles.)
Já alguém tentar montar a imagem de uma ponte sobre a mesa ou no chão.

•Será que este tipo de ponte ser forte e estável? Poderíamos atravessar o rio perigoso com segurança?
Saliente que há lacunas entre as pedras e que uma ponte como esta entraria em colapso.

•O que está faltando a partir da ponte que tornaria mais forte?
Mantenha-se a pedra angular. Explique que, sem esta peça, as outras peças da ponte não vai segurar juntos, por mais fortes que sejam individualmente. Com a Keystone, todas as peças podem trabalhar juntos e apoiar uns aos outros.

Escreva a frase “a oração em família” na pedra angular com uma caneta de cor ou lápis de cera. Então, em cada pedra escrever o nome de um dos membros de sua família.

•Como podem rezando juntos em nossa família ser comparada com a pedra angular de uma ponte?
Leia 3 Néfi 18:21 .

•Quando tem a oração em família nos ajudou e fez a nossa família mais forte?
Depois de sua família tem discutido estas questões, tê-los pensar sobre a oração familiar ser uma pedra angular, como você, ou alguém, contar a história de Brent:

O Amor de um irmão mais velho

“Uma das maiores alegrias da minha vida foi quando minha família estava espiritualmente unidos em busca de ajuda do Senhor em meu nome, me apoiando por um momento de intensa luta. Aprendi pela experiência por que o Senhor nos colocou em grupos sagrados chamados famílias.

“Quando eu era uma caloura no ensino médio eu contraiu uma doença renal. Ao longo dos próximos anos, a minha saúde diminuiu gradualmente até que a minha condição tornou-se crítica. Apesar da melhor assistência médica, a doença acabou destruindo meus dois rins. …

“Eu aprendi muito durante esses três anos em uma máquina de rim. Minha fé no Senhor cresceu enquanto eu observava sua mão guiando minha vida. Eu estava perto da minha família, e apesar de a máquina que eu amava a vida mais do que nunca. Eu nunca tinha sido tão livre, nem tão feliz. No entanto, eu ansiava por ser livre do meu companheiro mecânico.

“Esse objetivo, como tantos outros, tornou-se um projeto de família. Muitas vezes passei noites familiares e entrevistas familiares discutindo alternativas para diálise e as justificações para um transplante.

“Lembro-me de uma semana memorável, quando a família era tudo junto. …

“Durante essa semana que passou um bom tempo conversando com a minha saúde. Tínhamos tudo pesquisado a possibilidade de um transplante, e cada membro da família tinha pessoalmente ofereceu para ser meu doador. …

“Então, uma noite, um evento maravilhoso e inesperado ocorreu durante as orações familiares. Meu pai era de voz, e quando a oração foi concluído todos nós sabíamos o que estava para acontecer. Com lágrimas nos olhos, discutimos nossos sentimentos. Sim, cada um tinha sentido a mesma confirmação. Devemos ir em frente com o transplante. “

Explique que o Brent irmão Craig deu-lhe um de seus rins. Após a operação, Craig estava muito doente, eo corpo de Brent estava a tentar rejeitar o novo rim. Em seguida, continuar com a história de Brent:

“Os relatórios médicos indicaram que eu estava rejeitando o novo rim. Parecia que tinha falhado. Foram tomadas medidas médicas drásticas, mas com pouco sucesso. Como se viu, a ajuda mais poderosa de todas foi a oração. Gravado profundamente em minha alma é a memória de muitas noites, quando os membros da família se ajoelhavam ao redor da minha cama e um por um oramos ao nosso Pai Celestial. Escutei como meus irmãos choraram, rezando para que eu pudesse viver. Depois, em silêncio, nenhum de nós capaz de falar, a gente tocar as mãos para dizer boa-noite. E eram boas noites, para cada um de nós experimentou o puro amor de Cristo.

“A rejeição de rim foi finalmente superada; Craig, também, rapidamente recuperou sua saúde e força. Hoje, os médicos relatam que eu sou uma das mais saudáveis ​​receptores renais da história. …

“Posso testemunhar que uma das maiores alegrias da mortalidade vem quando uma família está espiritualmente unidos em busca de ajuda do Senhor e conforto.” (D. Brent Collette, Ensign, outubro 1981, pp 42-44.)

•De que forma foi a oração familiar como uma pedra angular para Brent e sua família?
•Você acha Brent poderia ter enfrentado sua longa luta com a doença, não importa qual seja o resultado, sem as orações unidos da sua família?
•Por que Brent capaz de sentir esse apoio de sua família?
Saliente que-

1. Toda a família sabia sobre o problema de Brent.
2. Eles se amavam e queria ajudar.
3. Eles oraram juntos.
4. Eles fizeram tudo o que podiam.
Explique que isso ajudou a trazer as bênçãos do Pai Celestial.

•Você sente que outros membros da família conhece e se preocupam com as preocupações e as alegrias que você escreveu?
Ver as listas que você coletou. Leia um ou dois itens de lista de cada pessoa. Ter a família adivinhar quem escreveu cada item que você mencionou. Escolha os itens que podem não ser fáceis de combinar com a pessoa que os escreveu. Você pode perguntar: “Durante a semana, que um de nós estava preocupado com este problema?” Ou “Quem era feliz com isso durante a semana?”

Um Processo em Duas Partes

Sugerir que a oração familiar eficaz é um processo de duas partes:

1. Devemos estar conscientes de sentimentos e preocupações (ver uns dos outros 1 Pedro 3:8-9 ).
2. Temos de falar com o Pai Celestial sobre problemas específicos que estão em nossas mentes (ver Alma 34:18-27 ).
•E se a família de Brent não tinha orado especificamente sobre seu problema durante o tempo de sua doença? Você acha que eles saberiam o que fazer e como eles podem ajudar?
•Que diferença fez orações da família fazer?
•Por que podemos obter ajuda através da oração em conjunto, como uma família que poderíamos obter de outra maneira?
Saliente que, quando oramos juntos sobre problemas específicos, o Pai Celestial pode nos mostrar maneiras de ajudar um ao outro que nunca poderia ter visto. Peça a alguém para contar a seguinte história:

Sue ajuda

Sue Crandall estava preocupado com seu irmão mais novo, Tim. Toda manhã, eles chegaram em um pequeno ônibus amarelo, que os levou para a escola a poucos quilômetros de sua casa. Este foi o quarto ano de Sue, de modo que ela estava acostumada a andar de ônibus. Ela nem olhou para a frente para o passeio como um tempo para conversar com seus amigos todas as manhãs.

Mas Tim sentiu diferente. Até agora, após uma semana de escola, ele tinha chorado todas as manhãs a caminho do ponto de ônibus. A mãe de Sue tinha sido firme. “Você vai se acostumar com isso, Tim”, ela diria. “Logo você vai ter muitos amigos no ônibus.” Mas Sue podia ver sua mãe cada vez mais preocupado a cada dia como Tim entrou no ônibus e fungando enxugando os olhos vermelhos.

Sábado de manhã, como a família Crandall ajoelhou torno da mesa de café da manhã, o pai de Sue disse algo que fez Sue parar e pensar. Logo após ele agradeceu ao Pai Celestial por seus belos filhos, ele disse: “Abençoa Tim que ele será capaz de fazer amigos no ônibus esta semana. E nos ajudar a encontrar uma maneira de ajudá-lo. “

Como a família comia seus ovos e torradas pela manhã, Sue pensei muito. Ela percebeu que havia sentido pena de Tim durante toda a semana, mas ela não tinha feito nada para ajudar. Ela sentou-se com seus próprios amigos, todas as manhãs, como seu irmão mais novo caiu silenciosamente na primeira fila de bancos.

No sábado à tarde, Sue tinha um plano. Ela perguntou a sua mãe se poderia pegar sua amiga Karen e seu irmão de segundo grau, Todd, em seu caminho para o ponto de ônibus na segunda de manhã.

Com certeza, no momento em que os filhos atingiram a parada de ônibus na segunda-feira, os dois rapazes eram tão ocupado falando que Tim quase não notei sua mãe de carro.

•Como pai a oração de Sue ofereceu ajuda Tim?
•Podemos apoiar uns aos outros se não temos conhecimento de preocupações e problemas uns dos outros?
Sugira que sua família poderia ser mais forte e se sentir mais perto de suas orações juntos foram mais específico, se você orou sobre os verdadeiros sentimentos e preocupações de cada membro da família, bem como sobre as preocupações do grupo.

Cole as peças da ponte juntos em uma folha de papel colorido. Escreva a escritura do início da aula debaixo da ponte. Post-it onde sua família pode vê-lo durante a semana. Sugerir que durante a semana eles fazem um esforço especial para orar preocupações com membros da família. Antes de cada oração em família, você pode ter uma conversa para descobrir as necessidades e preocupações. Você pode achar que o horário das refeições é um bom momento para esse tipo de discussão. Durante a noite seguinte em casa de família, discutir se isso fez com que sua família se sentir mais perto.

Certifique-se de fechar esta noite familiar com a oração familiar.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Diga a família sobre uma época em que cada um de seus filhos estava doente ou tinha um problema especial. Diga-lhes como você orou para que a criança, o quanto você o ama, e quão agradecido você estava quando sua oração foi atendida. Explique que o Pai Celestial tem um grande amor por cada um de nós. Ele sempre nos quer contar-lhe sobre os nossos problemas e preocupações para que ele possa nos ajudar.

Conte a história de Sue e Tim. Fale sobre como podemos ajudar melhor uns aos outros quando oramos sobre nossos problemas.

Distribua um pedaço de papel para cada pessoa. Faça com que todos tirar uma foto que irá lembrá-lo da lição, como orar em família ou Sue e Tim no ônibus. Peça que cada pessoa fale sobre a sua imagem.

Feche sua noite familiar com a oração familiar. Em sua oração, expressar seu amor para cada membro da família, e mencionar uma preocupação especial ou precisa de cada um tem.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
A maioria dos adolescentes e adultos vão entender o sentimento de estar sozinho em uma multidão. Deixe-os discutir este sentimento. Compare-a com a sensação de estar com as pessoas que os amam e se interessam por eles.

Muitas pessoas-adolescentes nem sempre estão dispostos especialmente-de dizer aos outros o que as suas preocupações são. Como você introduzir a atividade de fazer duas listas, você pode querer discutir como você pode superar este constrangimento sobre a partilha de problemas pessoais através manter confidências e nunca violar a confiança.

Use a atividade ponte.

Você pode querer discutir com maior profundidade as experiências da sua própria família com uma oração. Lembre-se de como suas orações para o outro foram respondidas. Ajude a família entender que algumas das experiências mais ricas e mais unificadores vir quando a família unida procura ajuda e bênção do Senhor.

Use a história de Brent, e discuti-lo.

Aceite sugestões da sua família a respeito de quando, a cada dia, eles podem passar alguns minutos discutindo necessidades e preocupações de cada um. Incentive-os a ter consciência desses problemas quando é a sua vez de oferecer a oração familiar.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Fazer oração mais significativa

Dar a cada membro da família de papel, na qual as cartas de f, a, m, i, l, y, p, r, a, y, e, r são listados abaixo da margem esquerda.

Desafie a família a pensar em coisas que começam com essas letras que eles poderiam fazer para fazer a oração familiar mais significativo. As listas combinadas vão dar a sua família uma imagem de suas responsabilidades para as orações familiares eficazes. Por exemplo, as listas podem incluir f, sentir humilde e sincero, um, peça com fé; m, fazer um compromisso de viver como você orar, i, convidar o Espírito do Senhor para estar com você; ou l, o amor do Senhor, os membros da família, amigos e inimigos.

Conclua discutir outras maneiras que você pode fazer orações familiares mais espiritual e gratificante, como preparar lendo passagens bíblicas curtas ou cantando um hino. Planeje maneiras de fazer a oração familiar um destaque do dia ao invés de algo familiares querem apressar para que possam fazer outras coisas.

Os passos essenciais da oração

Ensine os membros da família os passos básicos para a oração propriamente dita, usando suas próprias palavras:

1. Morada Pai Celestial em termos sagrados, como “Nosso Pai Celestial”.
2. Expresse gratidão pelas bênçãos do passado.
3. Peça bênçãos necessárias, tanto materiais como espirituais. (Inclua as necessidades e os problemas dos outros, e buscar proteção contra as más influências.)
4. Fechar, dizendo: “Em nome de Jesus Cristo.” Cada pessoa adiciona um sincero “amém” como uma indicação de acordo e reinauguração.
Os membros da família poderia acrescentar outras idéias. Consulte a Oração do Senhor ( Mateus 6:5-13 ), como você discutir essas etapas. Peça aos membros da família para prestar atenção para estas etapas na oração em casa e na igreja.

Orar pelos outros

Os membros da família devem estar preocupados pelo bem-estar de cada um em suas orações. Comente com a família a história da conversão de Alma ( Mosias 27 ). Discutir a importância eo poder das orações fiéis de seu pai em nome de Alma. O estresse que nunca devemos desistir de um ente querido que precisa de nosso encorajamento e apoio.

Se um membro da sua família está enfrentando alguns desafios, como a inatividade na Igreja, um problema médico, um exame na escola, ir para a missão, indo para a faculdade, ou diante de um novo emprego, ajudar os familiares a colocar o exemplo de Alma em prática.

Para lembrar os membros da família, você pode postar o seguinte em uma placa de boletim família: “A oração eficaz fervorosa de um justo pode muito” ( Tiago 5:16 ).

Incentivar orações familiares regulares

Se você não tem orações familiares regulares, discutir a oração familiar eo que ele pode fazer para aumentar a unidade da família, amor e força. Você pode querer usar uma das outras noites familiares sugeridas casa em oração para motivar a sua família para rezar juntos. Quando eles estão devidamente preparados e querem ter orações familiares, fazer um plano para a realização de oração em família regularmente.

Se os horários dos membros da família parecem interferir, leia e discuta Lucas 10:38-42 . Discuta o que as nossas prioridades adequadas devem ser. Você pode querer nomear um membro da família para lembrar os outros ou para chamá-los à oração no momento adequado. Ou você pode querer tê-los postar o horário agendado e colocar em cartões, em molduras de espelho ou em portas do quarto como lembretes. Planeje maneiras de fazer suas orações familiares experiências espirituais.

Apreciando Oração da Família

Partilhar a experiência do Élder John H. Groberg durante sua viagem de três meses a partir de Salt Lake City para Tonga como um jovem missionário (ver Conference Report, abril 1982, pp 75-79; ou Ensign, maio de 1982, pp 50 – 52). (Se você não tem uma cópia deste endereço, verifique com sua biblioteca da capela.) Discuta como as orações de sua família apoiou-o em uma terra distante, quando sentiu assustado e sozinho. Se os membros da família tiveram experiências quando a oração familiar fortaleceu alguém, têm familiares relacioná-los. Explique como a oração em família pode ser mais eficaz através do amor e unidade entre os membros da família. Já os membros da família sugerem maneiras que a oração em família podem aumentar a unidade da família.

Você pode querer terminar com trechos de discurso proferido na conferência do Élder Groberg:

“Não importa o que as outras herança você deixa a sua família, dar-lhes a herança de conhecer através da experiência que, para sempre, você estará orando por eles e eles para você. …

“Testifico que o tempo eo espaço existem barreiras para essas influências justos, e não importa onde estamos ou o que a nossa situação é, mesmo nas profundezas do desânimo, longe de nossos entes queridos, nós também podemos sentir e ser reforçada por aqueles alma -mexendo palavras, “e abençoar John ou Jane ou quem em sua missão”, pois na verdade a vida é uma missão. Estamos todos aqui em missão de aprender a amar e servir uns aos outros; e nós não podemos fazer isso tão bem como deveríamos a menos que tenhamos a oração familiar consistente, fervorosa “(Conference Report, abril 1982, pp 78-79, ou. Ensign, .. maio de 1982, p 52)

Lição Dezessete : Amor no Lar

Um novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros.
[ João 13:34 ]
FINALIDADE
Membros da família ajudar a mostrar maior amor e apreço um pelo outro.

Para o pai
Muitas vezes parece mais fácil de ser gentil com as pessoas que mal sabem do que nossos próprios membros da família, as pessoas que mais amamos. Às vezes, pode ser imprudente e até mesmo cruel para a nossa família por nossas palavras e ações.

O Salvador nos ensinou a amar uns aos outros como Ele nos ama. Ele nos ama, mesmo quando não estamos fazendo tudo o que deveria. Devemos aprender a amar os nossos próprios familiares neste mesmo caminho.

PREPARAÇÃO
1. Escreva uma nota para cada membro de sua família, contando cada um por isso que ele é especial para você e que você o ama. Coloque cada nota onde a pessoa pode facilmente encontrá-lo durante o dia da noite em casa, como em uma marmita, sobre um travesseiro, ou em um bolso.
2. Faça um gráfico semelhante ao gráfico intitulado “Love One Another”, que acompanha esta lição.
3. Tenha um lápis e papel para cada pessoa.
Hinos e cânticos SUGESTÕES
“Amor no Lar” ( Hinos, nenhum. 294 ).

“Uma Família Feliz” ( Músicas para Crianças, p.198 ).

“Love One Another” (página 147 neste livro; Hinos, nenhum. 308 ; Músicas para Crianças, p.136 ).

SUGESTÃO
Se Jesus nos veio visitar

Comece a aula fazendo as seguintes perguntas:

•Como você se sentiria se Jesus veio nos visitar na nossa casa?
•Será que queremos mudar a nossa forma de agir em relação uns aos outros?
Explique que o Salvador seria infeliz se os membros da família não foram gentis e amorosos um com o outro. Ele se preocupa com cada um de nós e nos quer sentir o amor que ele eo Pai Celestial tem para nós. Não podemos sentir seu amor e apoio em nossa casa, quando os membros da família não demonstrar amor e bondade.

Convidar o Espírito do Senhor em nossa casa

Descubra se os membros da família descobriram as notas que você escreveu. Peça a cada membro da família contar como se sentiu quando leu sua nota.

•De que maneira isso afetou o seu dia?
Explique que, quando expressamos o nosso amor um pelo outro, mesmo nas pequenas coisas, tanto o receptor eo doador se sentir bem por dentro.

Explique que, quando mostramos nosso amor e apreço um pelo outro em casa nós também ajudar a trazer um bom espírito para dentro de casa. Este é o tipo de sentimento nosso Pai Celestial e Jesus querem que nós temos em nossa casa. É por isso que foram ordenados a amar uns aos outros. Um lar feliz é aquele que é cheio de amor, aquele que convida o Espírito do Senhor para estar lá. (Veja Gálatas 5:13-14 , Efésios 5:25 , 1 João 4:7 .)

Conte a seguinte história:

A Noite da Família

Era quase hora para a reunião familiar no lar Reynolds.

Jeanette estava ocupada na cozinha tomando o último lote de biscoitos quentes do forno. Ela havia trabalhado durante toda a tarde para preparar refeições ligeiras. Padre convidou a todos os filhos de entrar na sala de estar.

Debby, a irmãzinha de Jeanette, desceu as escadas e pegou um punhado de cookies em seu caminho através da cozinha. Jeanette com raiva pegou manga blusa enquanto ela correu passado, e a manga rasgada. Debby gritou: “Olha o que você fez!”

“Bem, se você tivesse apenas pediu primeiro”, gritou Jeanette. “Não é minha culpa.”

Logo as duas meninas estavam discutindo, e sua mãe teve que entrar na cozinha para detê-los. Ela ficou chateada quando ela viu a si mesma blusa rasgada de Debby.

Finalmente pai ficou todo mundo na sala de estar juntos. Debby sentou-se em um canto da sala, e Jeanette na outra. Mesmo após a oração de abertura, toda a família se sentiu desconfortável. O espírito quente que normalmente se sentiu durante as noites da família não estava lá.

Durante a mãe lição trouxe alguns álbuns de fotos para fora e entregou-os às crianças. “Eu pensei que você pode desfrutar de olhar através destas fotos antigas hoje à noite”, disse ela.

Todo mundo se reuniram para ver as fotos. As crianças pequenas foram especialmente animado para ver a si mesmos. Eles riram e apontou sempre que eles encontraram-se em uma imagem. Mãe ergueu uma foto de Debby e Jeanette quando eles eram pequenos. “Lembre-se de quando vocês dois entraram em minhas pinturas de óleo”, ela perguntou. As meninas tiveram que rir quando eles se viam na figura coberta com tinta vermelha e azul.

Logo toda a família foi pego em relembrar. Mesmo Jeanette e Debby falou sobre os momentos de diversão que tivemos juntos em sua viagem de acampamento.

O espírito mudou. Todos na família podia sentir o espírito de amor em sua casa novamente. Quando eles se ajoelharam em oração, sentiram o Espírito do Senhor com eles.

•O que aconteceu com o espírito da casa Reynolds quando as crianças começaram a discutir?
Peça que alguém leia Mosiah 4:14 .

•Como isso afetou a sua noite familiar à primeira?
•Por que o espírito mudar quando todo mundo começou a compartilhar bons pensamentos e de agir gentilmente um ao outro de novo?
•Por que é importante que nós tentamos ser atencioso e carinhoso um com o outro em nossa casa?
Explique a sua família que, assim como na casa de Reynolds, quando os membros da família são bondoso e amoroso para com o outro, o Espírito do Senhor pode ser também em sua casa. Mas quando eles argumentam ou estão zangados um com o outro, o Espírito sai.

A Game About Love

Sem revelar o nome da pessoa, têm familiares falam de um incidente em que um outro membro da família demonstrou amor. Cada pessoa poderia começar dizendo: “Estou pensando em alguém que fez … para mostrar o seu amor.” Já os outros membros da família acho que o membro da família amorosa é. Certifique-se de que toda a gente tem um rumo e que cada membro é usado como um exemplo de amor, para que ninguém se sinta excluído.

Quando for difícil de demonstrar amor

Explique que é fácil de ser educado e gentil com amigos e pessoas que não temos de viver, mas nem sempre é fácil de ser gentil e amoroso com as pessoas mais próximas a nós, nossos próprios membros da família. Às vezes, um membro da família pode dizer ou fazer algo que ofende a outro membro da família, o que pode resultar em sentimentos ruins. Nós podemos superar esses sentimentos ruins e aprender a ser mais amoroso para com o outro, se realmente tentar. (Veja 1 Coríntios 13:04 ).

Use a seguinte história para mostrar como expressar o amor nos ajuda a superar os sentimentos negativos para o outro:

Funciona

“Eu não vou passar sua camisa. Ferro-lo sozinho “, disse Sybil a seu irmão Phillip, que era dois anos mais novo que ela.

“Não, você não vai passar o meu, mas você pularia a chance de passar uma camisa para Tim Cruthers”, respondeu Phil quando ele correu para fora.

“Preocupa-me, Sybil,” mãe disse: “vê-lo e Phillip tratar uns aos outros da maneira que você faz.”

“Ah, ele me deixa louca que eu não posso suportá-lo!”

“Você estaria disposto a tentar uma experiência, apenas você, sem o seu saber nada sobre isso?”

“Diga-me o que é em primeiro lugar.”

Mãe desafiou: “Não importa o que Phil faz ou diz, que fazem e dizem apenas aquelas coisas que mostram o seu amor por ele. Veja o que acontece. Eu vou ser um observador interessado. “

“Oh, isso seria difícil. Eu não tenho certeza que eu poderia fazê-lo. Você acha que ele mudaria? Seria bom ter um irmão que era um amigo. Você sabe, Marianne e seu irmão tem o melhor relacionamento com o outro. Talvez ela possa me dar algumas dicas. Vou pensar sobre isso, mãe. “

No seu caminho para a escola na manhã seguinte, Sybil parou na casa de Marianne para que eles pudessem caminhar juntos, como de costume. Marianne estava carregando uma carga pesada de cartazes. Como eles saíram, Phil passou. Sybil gritou-lhe: “Oh, Phil, por favor, levar meus livros para que eu possa ajudar Marianne com esses cartazes.”

“Sim, eu, assim como você sanadas minha camisa.”

“Eu sinto muito por isso. Vou passá-lo hoje à noite. “

Mas Phil não mostrou sinais de ter ouvido dela.

Almoçando perdeu naquele dia para se preparar para um teste, Sybil estava com muita fome quando chegou em casa. Obrigou-se a um sanduíche. Assim como ela estava prestes a dar uma mordida, Phil entrou e disse: “Ei, Syb, fazer um desses para mim.”

Ela abriu a boca para dizer: “Sim, assim como você levou meus livros”, mas em vez disso, ela disse: “Aqui levar um presente. Eu vou tornar-me outra. “

Phil olhou chocada. Ele pegou o sanduíche e saiu correndo.

Poucos dias depois, a mãe disse a Sybil, “Eu acho que está começando a trabalhar, embora Phil ainda está desconfiado de seus motivos.”

Sybil balançou a cabeça, “Eu acho que eu me sinto um pouco melhor para ele. Mas é ainda mais difícil do que eu pensava que seria. Uma vez que eu coloquei de volta para o velho caminho e realmente deixá-lo tê-lo. “

“Vai levar um tempo para ele sentir que você é sincero. Mas, nesse meio tempo, eu devo dizer que é mais tranquila por aqui “.

Cerca de uma semana depois, Sybil disse entusiasmada a mãe, “Ele funciona! Você sabe que eu estava fazendo os pratos sozinha. Foi a vez de Margaret, mas ela tinha um pai tão frio mandou-a para a cama. E, se você acreditar, Phil saiu e disse que ia secar. Tivemos a melhor conversa. Eu realmente amo ele. “

•Por que Sybil e Phil mudar suas atitudes para com os outros?
Saliente que levou apenas um deles para mostrar o amor para mudar a situação.

•Por que é importante que nós expressamos nosso amor um pelo outro? (Por servir e ajudar um ao outro, vamos ajudar o nosso amor um pelo outro a crescer.)
Como podemos fazer o amor crescer

Já sua família olhar para cima e ler as escrituras a seguir:

“Amados, amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus” ( 1 João 4:7 ).

“A caridade é o puro amor de Cristo e permanece para sempre; E quem for possuidor de, no último dia tudo estará bem com ele.

“Portanto … rogai ao Pai, com toda a energia de vosso coração, que sejais cheios desse amor.” ( Moroni 7:47-48 ).

Explique para a sua família que eles podem se transformar ao Pai Celestial quando eles precisam de ajuda para aprender a amar um ao outro. Se eles vão rezar com todo o seu coração, que será preenchido com o seu amor e sua capacidade de amar os outros vai crescer.

Relembre a sua família que o amor de Jesus é incondicional. Isso significa que ele nos ama, não importa o que fazemos e dizemos. Explique a sua família que, se eles são a amar verdadeiramente uns aos outros como Jesus lhes ordenara, eles precisam amar uns aos outros da mesma maneira. Ter um membro da família ler João 13:34 .

•Como podemos agir se nos amávamos como Jesus nos ama?
Converse com seus familiares as coisas que poderiam fazer para superar os sentimentos ruins ou para ajudar o sentimento de amor crescer em sua casa. Leia os exemplos abaixo, e adicionar os seus próprios:

1. Sinceramente orar pedindo ajuda para se livrar de sentimentos de raiva, impaciência, ou machucar.
2. Olhar através de álbuns de fotos da família, e falar sobre as coisas que as crianças fizeram quando eram pequenos ou que a família passou junto. Maridos e esposas poderia olhar através de fotos de casamento ou fotos de lua de mel.
3. Desafie os membros da família para experimentar como Sybil fez, mostrando nada além de amor por uma semana, não importa como qualquer outro membro da família atua.
Amor um outro Chart

Mostre sua família no gráfico intitulado “Love One Another”. Explique que cada vez que vê um membro da família, mostrando amor para alguém da família, eles são a cor em um dos raios ao redor do coração. Eles também são para escrever o nome da pessoa para baixo no gráfico. Cada membro da família pode ter o seu nome na carta várias vezes.

Coloque o gráfico em um lugar onde todos os membros da família podem facilmente ver, ler e colorir, como na geladeira ou um quadro de avisos.

Desafie cada membro da família para mostrar o amor em sua casa durante toda a semana que vem para que todos os raios do coração será preenchido antes de sua próxima noite familiar. Desafie-os a sentir o espírito de amor em sua casa.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Diga às crianças que você vai fazer de conta que um visitante especial está chegando à sua casa. Seu nome é Jesus. Peça-lhes para pensar o quão animado eles se sentiriam ter Jesus veio para visitá-los.

•O que devemos fazer para se preparar? (Limpe a casa. Vestido em roupas bonitas.)
•Como vamos agir quando Jesus vier?
As crianças podiam agir fora as coisas que eles fariam.

Explique às crianças que, se Jesus estivesse aqui eles teriam uma boa sensação. Eles saberiam que ele ama.

Diga às crianças que, se Jesus estivesse em sua casa que gostaria de tentar muito difícil de ser bom e para mostrar o seu amor um pelo outro.

Explique que cada dia eles podem ter esse sentimento bom em sua casa através da partilha, por não lutar, e por ser gentil com o outro.

Cante “Uma Família Feliz” ( Músicas para Crianças, p.198 ).

•O que a canção diz tudo o que fazemos em nossa família? (Amai-vos uns aos outros.)
•Como você acha que a mãe sabe que você a ama? (Ajude as crianças a nomear algumas coisas que eles fazem que mostram o amor.)
•Como o pai sabe que você o ama? Como é que a irmã? Como o irmão?
Você pode usar fotos de livros e revistas para ilustrar algumas das coisas que você fala sobre o show de amor.

Explique que você sempre quer ter o amor em sua casa para que um bom espírito pode estar lá.

Filhinhos também pode participar ajudando com o gráfico intitulado “Love One Another”. Explique que quando vêem alguém que está mostrando o amor na família que eles podem vir e dizer-lhe. Você vai escrever o nome da pessoa na carta para eles. Você também pode ajudá-los a colorir uma parte do gráfico.

Explique às crianças que eles também podem ser um bom exemplo em mostrar o seu amor ao longo da semana.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Use a seção “Se Jesus veio nos visitar”, e fazer as perguntas lá. Ambos os adolescentes e adultos podem se beneficiar por tentar o experimento com notas de amor e expressando seus sentimentos para com a família.

Discutir a importância do amor em casa.

•O que acontece com o espírito em nossa casa quando discutimos?
•Por que essa mudança espírito quando estamos mostrando o nosso amor um pelo outro?
Tanto os adultos e adolescentes poderia participar da atividade na seção “Um jogo sobre o amor.”

Além disso, use a seção “quando é difícil de demonstrar amor.”

Para os adolescentes, adaptar a história “funciona”.

Tire um tempo para ler e discutir as escrituras em Moroni, João e 1 João que são percebidas sob o título “Como podemos fazer o amor crescer.”

Tenha sua lista de família de três de suas escrituras favoritas sobre o amor. Deixe que cada pessoa leia um ou explicá-lo. Peça a cada membro da família dizer o seu favorito escritura significa para ele pessoalmente, mesmo que a escritura foi discutida por um outro membro da família. Observe as boas coisas que os membros da família fazer ao longo da semana em sua casa, e deixá-los saber que você aprecia e amá-los.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Descobrindo qualidades do amor

Diga a família que eles vão jogar um jogo. . “Estou pensando em algo” Começar o jogo dizendo: Então dê as seguintes pistas:

1. Nós não podemos vê-lo.
2. Podemos senti-lo, mas não com as nossas mãos.
3. Ele pode ser dividido por tempo indeterminado.
4. Nós nunca vai ficar de fora.
5. Faz-nos felizes.
6. Faz-nos querer fazer as coisas para os outros.
7. Faz-nos humildes.
8. Dá-nos paciência.
9. Faz-nos querer evitar ações injustas.
10. Ela nos ajuda a se contentar com o que temos.
Depois de cada pista, dar os membros da família a chance de adivinhar o que é que você está pensando. Adicione outras pistas como você pensa deles até que a família descobre a resposta ou atinge um limite de tempo.

Quando eles descobriram que o “amor” é a resposta, se os membros da família se revezam explicando como o amor se encaixa cada uma das pistas que você deu. Por exemplo, a idéia de “Ela pode ser dividida indefinidamente” significa que podemos amar a todos sem diminuir nosso amor para qualquer indivíduo.

Leia e discuta a definição de Paulo sobre o amor (caridade) de 1 Coríntios 13:4-7, 13 .

Sugerir que os membros da família escolher uma das qualidades do amor que temos discutido e tentar aplicar o amor ao longo de um dia inteiro para testar se é uma verdadeira qualidade.

Aumentar amor da família

Escolha uma hora, alguns dias antes da noite familiar, quando você pode observar a maior parte da família em casa por uma hora ou duas. Sem ser observado, manter a pontuação sobre as formas que os membros da família mostram o amor. Isto lhe dará uma amostra do nível de amor em sua família.

Durante casa à noite, dar a cada pessoa a oportunidade de responder às seguintes perguntas:

•O que nos fez infeliz ou triste hoje em casa?
•O que você mais gosta hoje em casa?
•Como você contribui para a felicidade de outra pessoa?
Compartilhe com a família os resultados de suas observações. Desafie a família para aumentar o nível de amor em sua casa. Tome outra pesquisa durante a próxima semana, e pedir a outros membros da família a fazer o mesmo. No final da semana, discutem os resultados.

Formas de expressar amor

Leve a família em uma caminhada em torno de sua casa, seu bairro, um parque próximo, ou um bosque ou fazenda. Peça a cada pessoa a procurar formas de amor é mostrado. Por exemplo, tem familiares apontar um item e dizer como o amor foi expressa, como “Minha tia me ama: ela tomou muitas horas a tricotar esta camisola”, “Nosso vizinho mostra o amor quando ele rega as suas flores”, ou ” Podemos aprender uma lição de amor assistindo a mãe pássaro trazer comida para os filhotes. “

Saliente que, por vezes, expressar o amor por dizer não. A mãe não deixar sua criança pequena brincar na rua, onde não é seguro.

É importante que os adolescentes para saber que os pais podem expressar seu amor por dizer não. Leia e discuta Apocalipse 3:19 .

•Por que Deus repreende seus filhos?
•Como isso se aplica a pais terrenos e seus filhos?
Dizendo Eu te amo

Divida a família em equipes. Dentro de um limite de tempo, ver qual equipe pode fazer a mais longa lista de maneiras de dizer “eu te amo”. Recompense os membros da equipe vencedora com abraços ou guloseimas.

Discutir as listas e escolher os melhores itens de cada um. Tenha um ato membro da família como um secretário e copiar esses itens em pequenos cartões, um para cada cartão. Misture os cartões e dar a cada jogador o mesmo número. Também escrever “eu te amo” em cartas suficientes para cada membro da família a ter quatro.

Durante a próxima semana, cada jogador tenta ver quantos cartões ele pode cancelar dizendo ou fazendo a coisa no cartão sincera e no momento adequado para outro membro da família. O jogador pode querer escrever no cartão de quando e como que o cartão foi utilizado, a fim de estar pronto para apresentar um relatório no sua próxima noite familiar. Qualquer um que usa-se todos os seus cartões podem receber um reconhecimento especial.

Tendo Fun Expressando o amor

Jogar “Spin the Bottle”. Membros da família de assento em um círculo com uma garrafa de refrigerante de lado no meio do círculo. Antes de cada vez, anunciar o que a pessoa a quem os pontos de garrafa para se fazer. Depois de girar a garrafa. Por exemplo, após a garrafa parar de girar, que a pessoa que os pontos de garrafa para dar a alguém um abraço ou um beijo, dizer alguma coisa útil que alguém fez por ele ultimamente, dizer o que ele gosta de alguém, faça alguma coisa para alguém que pode ser feito rapidamente, ou prometem fazer uma pequena ação para alguém durante o dia seguinte. Você pode adicionar outras coisas para fazer que são apropriados para a sua família.

Aprender a amar através de Serviço

Já os membros da família escrever em tiras de papel as coisas que alguém pode fazer por eles que seria útil e apreciado. Enfatize que estes não devem ser os serviços triviais, mas necessários. Peça-lhes para assinar os recibos e coloque os pedaços em uma caixa ou tigela.

Então leia 3 Néfi 14:12 ou Mateus 7:12 , e têm familiares dizer o que eles acham que Jesus está pedindo deles. Explique que servir e sacrificar por alguém geralmente aumenta o nosso amor por essa pessoa.

Leia João 3:16 . Saliente que, sacrificando e servir, Jesus aperfeiçoou o seu amor por nós. Pergunte à família para dizer de qualquer exemplos em suas próprias vidas ou nas vidas dos outros, onde o serviço resultou em aumento amor ou sentimentos de inveja superou.

Sugira que cada membro colocar este princípio à prova. Diga a família que eles não são obrigados a, mas que cada pessoa é livre para desenhar como muitos deslizamentos da bacia como ele deseja e executar o serviço indicado. (Se uma pessoa chama um dos seus, ele pode devolvê-lo e chamar outro.) Têm aqueles que participam na experiência acompanhar os resultados e relatório de volta em outra reunião familiar.

Compreender o Amor Incondicional

Estas sugestões trabalhar melhor com os adolescentes e adultos.

Leia Mateus 5:43-48 ou 3 Néfi 12:43-45 .

Já os membros da família definir o que se entende por amor incondicional. Eles podem querer dar exemplos, como “Eu vou continuar te amando, mesmo que você fazer as coisas que eu não gosto”, ou “Eu vou te amar, se você me ama ou não.” Discutir os exemplos dados, e ajudá-los para refinar e esclarecer a sua definição de amor incondicional.

Tenha uma busca de escrituras para exemplos de amor incondicional. Como você encontrar exemplos bíblicos, traçar paralelos para seus próprios familiares comparo as escrituras a si mesmos ( 1 Néfi 19:23 ), para que os membros da família podem ver como o mesmo amor incondicional pode ser aplicada em suas próprias vidas. Saliente que essa doutrina não é vaidoso e idealista, que podemos aprender a amar os nossos inimigos e ter compaixão e caridade para com todos, se vamos exercer a nossa fé em Jesus Cristo e aplicar seus ensinamentos.

Lição Dezesseis: Obter um Testemunho através do Espírito Santo

Para o que busca diligentemente, achará; e os mistérios de Deus serão revelados a eles, pelo poder do Espírito Santo.
[ 1 Néfi 10:19 ]
FINALIDADE
Membros da família Ajuda perceber que o Espírito Santo pode ajudá-los a desenvolver um testemunho se sinceramente desejam.

Para o pai
Devemos receber um testemunho do evangelho por revelação por intermédio do Espírito Santo. Isso não acontece por acaso. Temos que trabalhar e viver para ele. Temos que estudar e praticar os princípios do evangelho e orar ao Pai Celestial para que o conhecimento.

Talvez mais do que qualquer coisa que você gostaria de dar aos seus filhos um testemunho do evangelho. Mas cada pessoa deve ter um testemunho de si mesmo, e isso nem sempre é fácil. Embora você não pode dar a seus filhos um testemunho, você pode inspirá-los a desejar um. Muitos jovens têm um testemunho e não percebem isso. Você pode ajudá-los a perceber que eles têm um.

PREPARAÇÃO
1. Já os membros da família preparada com antecedência para tomar um ou dois minutos para dizer sobre algo que queria muito e como eles trabalharam para conseguir.
2. Obtenha algumas sementes de crescimento rápido. Prepare recipientes (caixas de plantas, vasos de flores, ou copos de plástico ou de papel) em que você pode plantar estas sementes.
HYMNS sugerido e CANÇÃO
“Eu Sei Que Vive Meu Senhor” ( Hinos, nenhum. 136 ).

“Eu Sei Que Deus Vive” ( Hinos, nenhum. 302 ; Músicas para Crianças, p.5 ).

SUGESTÃO
Trabalhamos duro para algo que realmente queremos

Peça a cada membro da família a tomar um ou dois minutos para dizer de algo que eles queriam eo que eles fizeram para obtê-lo. Se eles não conseguem pensar em nada, diga a seguinte história:

Filhote de cachorro de Christopher

Nove anos de idade, Christopher foi às compras com sua mãe. Na loja de animal de estimação, ele viu um filhote de cachorro que ele queria.

Ele pediu a sua mãe para comprar para ele. Ela disse que se ele realmente queria isso, ele teria que ganhar seu próprio dinheiro para comprá-lo. Sua mãe disse Christopher que um filhote de cachorro necessário muito cuidado e atenção e Christopher teria que ser responsável por fazer isso.

Christopher queria o cachorro muito, por isso para as próximas semanas, ele fez todos os trabalhos que ele poderia encontrar para seus pais e vizinhos para ganhar o dinheiro. Ele estava muito animado quando ele finalmente tinha dinheiro suficiente para comprar o cachorro.

Ele gostava do cachorro e cuidou muito bem dele. Ele aprendeu que demorou muito trabalho para mantê-lo saudável e feliz. Diga a sua família que eles vão aprender sobre algo que é muito mais importante do que um animal de estimação ou qualquer posse mundana. É algo que ninguém pode ferir ou tomar sem o seu consentimento. É algo que vai influenciar as nossas vidas para sempre. É um testemunho.

Por que você quer um testemunho? (Trazer para fora que um testemunho pode nos dar propósito, paz e alegria em nossas vidas.)

Como podemos adquirir um testemunho

Ajude a sua família definir um testemunho. Orientá-los para descobrir que ele é um conhecimento da realidade de Deus, o Pai Eterno, e Seu Filho, Jesus Cristo. Este testemunho só pode vir por meio da revelação através do Espírito Santo.

•Será que os nossos pais, irmãos, irmãs, ou amigos nos dão um testemunho?
•O que podemos fazer para ganhar o nosso próprio testemunho?
Ajude a sua família trazer os seguintes pontos:

1. O primeiro passo na obtenção de um testemunho é o de querer um (ver 1 Néfi 02:16 ).
2. Devemos pedir ao Pai Celestial que nos ajude a ganhar um testemunho (ver D & C 42:51 ).
3. Devemos querer um testemunho suficiente de que estamos dispostos a trabalhar para ganhar um (ver Éter 12:6 ).
4. Vamos aproveitar o nosso testemunho enquanto estudamos e crescer e aumentar no nosso conhecimento da verdade (ver João 8:32 ).
5. Devemos cuidar para o nosso bem mais precioso, o nosso testemunho, guardando os mandamentos de nosso Pai Celestial (ver Mosias 2:41 , Alma 32:41 ).
•Quando uma pessoa deseja fortemente um testemunho, o que ele deve fazer?
Na discussão incluem participação em reuniões da igreja, ouvindo atentamente, vivendo os princípios do evangelho ensinados na igreja, estudar as escrituras para ganhar um maior conhecimento dessas verdades, e jejuando e orando-orar com fé que você vai aprender a verdade por revelação por meio do poder do Espírito Santo (ver Alma 5:45-47 ).

Obter um Testemunho é um processo contínuo

Não devemos desanimar se leva muito tempo para adquirir um testemunho. Muitos têm este problema, mas eles são mais fortes depois de lutar. O testemunho que eles ganham vale a pena o esforço.

No Livro de Mórmon lemos sobre Alma que era um grande líder e justo. Ele disse ao seu povo que o evangelho (a palavra de Deus) é como uma semente que precisa cuidar de todos os dias por isso vai crescer ( Alma 32:28-43 ). Nosso testemunho do Pai Celestial é como aquela semente. Devemos cuidar dele todos os dias.

Alma continuou a dizer que se uma árvore está apenas começando a crescer, vamos alimentá-la com muito cuidado para que ele irá crescer mais raízes e produzir frutos. Mas se negligenciá-lo e não alimentá-la, não vai dar frutos.

Encorajar a família a cultivar a palavra do Senhor neles, pensando no fruto que virá-vida eterna.

Ter alguém da família ler Moroni 10:04 em voz alta.

Então, ter um outro membro da família ler o que o Presidente Spencer W. Kimball disse sobre esta escritura:

“Isso não é promessa casual. É uma forma positiva, e cada alma neste mundo pode ter uma revelação. … Essa revelação será um testemunho, um conhecimento de que Cristo vive, que Jesus Cristo é o Redentor do mundo. Toda alma pode ter essa certeza, e quando ele recebe esse testemunho, ele vai ter vindo de Deus e não de estudo sozinho. Estudo é um elemento importante, claro, mas não deve ser associado com o estudo de muita oração e atingindo, em seguida, esta revelação vem. “(” O Presidente Kimball Fala sobre Testemunho “, New Era, agosto 1981, p. 4.)

Diga a sua família a seguinte história com suas próprias palavras:

Rose

Rose vivia em uma pequena cidade na Alemanha. Ela tinha apenas 14 anos de idade, quando ela conheceu alguns mórmons. Enquanto ouvia a eles, ela tornou-se interessado em muitas das doutrinas da Igreja, mas ela não sabia se a Igreja era verdadeira. Seus amigos e até mesmo seus pais começaram a se voltar contra ela, porque ela associada aos mórmons.

Quando Rose tinha dezesseis anos, alguns de seus amigos mórmons disse o Presidente David O. McKay ia vir para Hamburgo. Eles eram muito animado e falou sobre mais nada. Todos eles começaram a poupar o seu dinheiro para a sua passagem de trem para Hamburgo. Alguns dos membros perguntou Rose para ir com eles. Ela estava muito interessado na Igreja e sentiu que ela só tinha que ver este homem que os mórmons disse a ela era um profeta. Ela tinha um desejo tão forte de ver o profeta que ela sentiu que faria quase qualquer coisa para fazer a viagem.

O sábado chegou que o Presidente McKay estava por vir, e ainda Rose não tinha permissão para ir. Seu pai, pensando que ela não poderia receber qualquer dinheiro ou um caminho a percorrer, disse Rose, “Se você pode conseguir o dinheiro para ir, experimentá-lo.”

Rose correu para o trabalho e disse seu chefe que queria ir para Hamburgo. Ela disse-lhe a ela trem saiu às 3:00 PM e ela iria receber todo o seu trabalho feito antes de ela sair. Rose disse: “Rezei muito durante todo aquele dia. Um profeta estava chegando, e eu precisava saber a verdade. “

Ela viu o relógio, perturbar quando era 02:40, e seu chefe ainda não tinha dado sua permissão para sair.

Quando ele pensou que era tarde demais para ela fazer a 3:00 PM trem, seu chefe disse: “Por que você não ver o quão longe você pode começar a ver o seu profeta?”

Rose correu duro para chegar à estação. Ela ainda não tinha bilhete e sem dinheiro. Quando ela chegou ao balcão, o funcionário venda de bilhetes disse: “Vá para a direita em diante, Rose.” Seu pai era um funcionário da estrada de ferro, eo bilheteiro tinha visto Rose com seu pai e reconheceu. Quando Rose chegou à plataforma, o trem estava pronto para sair. Ela ainda não tinha bilhete.

Alguém disse: “Oi, Rose. Vai Hamburgo? “Rose se virou e lá estava um dos amigos de seu pai que era o condutor do trem. Rose disse a ele que estava indo, mas ela não tinha passagem. Ele disse: “Tudo bem, Rose. Vou levá-lo para Hamburgo, porque eu sei que seu pai, mas você não terá um caminho de volta para casa, porque ninguém em Hamburgo te conhece. “

Rose apressadamente entrou no trem e sentou-se. Ela estava tão exausto de correr com tanta força que ela só tremeu e chorou. Ela chegou a Hamburgo e ainda tinha que encontrar o centro de convenções onde o profeta estava a falar. Mais uma vez ela teve que executar todo o caminho porque não tinha dinheiro para a passagem de ônibus ou trem.

Quando ela chegou ao salão de convenções, ela encontrou um lugar junto a uma janela de onde ela poderia estar. O edifício estava cheio de pessoas. De repente, ela viu um movimento, e toda a congregação levantou-se como se fossem uma só pessoa. Eles começaram a cantar: “Agradecemos-te, ó Deus, por um profeta.” Rose disse: “Eu vi um homem de cabelos brancos sorrindo gentilmente. Nenhuma voz me disse. Mas um sentimento tomou conta todo o meu ser; e eu sabia que esse homem que eu nunca tinha visto antes, nunca falou antes, nem mesmo falar ouviu foi um profeta de Deus. O Espírito Santo fez saber a mim.

“Pouco me fez perceber que este testemunho, com o tempo me fazer perder a minha família e meus amigos. Mas não importa o que, eu sabia que este homem era um profeta de Deus, e eu não podia negar. “

Dois anos de estudos, em jejum e oração de Rose não foram em vão; seu desejo de saber se cumpriu. Ela havia recebido este testemunho do Espírito Santo.

Our Own Testemunho

Explique a sua família que o nosso testemunho do Espírito Santo não pode vir tão drasticamente como fez Rose, mas se desejamos sinceramente, buscar e orar, receberemos a mesma testemunha.

Explique que alguns de nós chegar a esse entendimento de uma forma diferente. Conte a história de Charles ou um como ele, e tem sua família identificar como ele recebeu o seu testemunho:

Charles

Charles e Ruth eram membros da Igreja, e todos os considerava bons, membros ativos. Eles gostaram das reuniões e muitas vezes comentou sobre o espírito que parecia prevalecer nas reuniões da Igreja.

Um dia após a reunião de jejum e testemunhos, Charles disse: “Por que eu não tenho um testemunho de como os outros de nossa ala parecem ter? Eles estão sempre dispostos a dar testemunho das verdades do evangelho, que o Livro de Mórmon é verdadeiro, que Joseph Smith era um profeta, que Jesus é o Cristo, que Deus vive. Por que eu não posso dizer essas coisas? Eu acho que eu não tenho um testemunho. “

Ruth respondeu: “Você tem um testemunho.”

“Se eu fizer isso, por que eu não me levantar e dizer isso? Por que eu sinto que eu não tenho um? “Respondeu Charles.

A discussão foi lançada, e os dias e os meses se passaram por Charles e Ruth sem muita mudança.

Um dia, seu filho mais novo, Marcos, foi envolvido em um acidente de bicicleta e foi levado às pressas para o hospital. Quando Charles e Ruth chegou ao hospital e viu a condição de seu filho, Charles rapidamente disse: “Ruth, eu vou ligar para o nosso professor de casa, o irmão Reed, e que ele venha me ajudar a administrar a Mark.”

Logo o irmão Reed chegou, e eles deram Mark uma bênção. Com o tempo, os hematomas e ossos quebrados curados, e Mark foi capaz de se mover normalmente.

Ruth e Charles falou muitas vezes sobre o acidente. Uma vez Ruth perguntou: “Charles, por que você chama o irmão Reed para ajudá-lo abençoar Mark?”

“Porque”, respondeu Charles: “Eu sabia que possuía o sacerdócio e que se nós abençoado Mark estaria bem novamente.”

“Eu pensei que você disse que não tinha um testemunho. Charles, você não vê que você chamou o irmão Reed, porque você tem um testemunho, ou você não teria tido que a fé “.

Charles pensou por um momento e, em seguida, sorrindo com surpresa, ele disse, “eu faço, não tenho? Eu sabia que Mark ficaria bem. Eu tenho um testemunho! “

•Como Charles obter o seu testemunho? (De um modo lento, quieto como ele viveu o evangelho todos os dias.)
•O que mostrou que Charles desejou um testemunho e que ele ganhou?
Converse sobre isso com sua família. Lembre-lhes que, na primeira história que você falou, o desejo de Christopher para um filhote de cachorro era tão grande que ele estava disposto a trabalhar duro para ganhar dinheiro para ele. Ele cuidou de seu cachorro diariamente e gostei. Ajudá-los a perceber que o valor de um testemunho não deve ser comparado de forma alguma para o valor de qualquer posse mundana, uma mas a história ressaltou o quão importante é o desejo na obtenção e nutrir um testemunho.

Preste seu testemunho de como você desejava ter um testemunho, como você agora desejam conhecer o evangelho é verdadeiro, ou como você deseja que o seu testemunho vai crescer.

Depois de passar por, tem sua planta da família das sementes. Compare-se com o crescimento de um testemunho.

•O que devemos fazer para que as sementes crescerem? (Dê-lhes a luz solar e água.)
•O que devemos fazer fazer crescer nosso testemunho? (Estudo, orar e viver os princípios do evangelho.)
Plante as sementes em vários contêineres. Após as sementes começam a brotar, colocar um recipiente em um armário escuro por alguns dias e ver o que acontece com a planta. Então não regar um outro recipiente para um dia ou dois e ver o que acontece com ele. As sementes vão começar a murchar e morrer. Quando isso acontece, explicar para a família que é isso que vai acontecer com o seu testemunho, se não fizer as coisas certas para mantê-los a crescer. Tenha uma hora todos os dias quando você regar as sementes, colocá-los ao sol, e vê-los crescer. Reforçar a importância de fazer algo a cada dia para ajudar os seus testemunhos crescer.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Embora a palavra testemunho é uma palavra grande, você pode explicar para as crianças pequenas que significa saber que algo é real.

•O que realmente significa? (Algo que não é fingir ou não é fazer crer. Algo que é verdade.)
•É sua camisa (ou qualquer outra peça de roupa) real?
•É a cadeira que você está sentado em real?
•Como você sabe que eles são de verdade? (Você pode vê-los e senti-los.)
•É o verdadeiro sol?
•Como você sabe que é real? (Você pode vê-lo no céu, e você pode sentir seus raios mornos quando brilha em você. Mesmo se você não pudesse vê-lo, você ainda saberia que era real, porque você pode sentir o calor de seus raios.)
Mostre aos seus filhos a Bíblia.

•Este livro é real?
Diga-lhes que o livro é. Explique que a Bíblia nos diz sobre o Pai Celestial e Seu Filho, Jesus Cristo. Sabemos que eles são reais, pois a Bíblia nos diz que são, mas não há outra maneira, podemos dizer que eles são reais, assim como existe mais de uma maneira, podemos dizer se o sol é real. Dessa forma, é um testemunho ou uma sensação que temos dentro de nós quando o Espírito Santo nos diz estas coisas são verdadeiras. É um sentimento bom, quente dentro de nós. Quando fazemos o que é certo, ficamos com aquele sentimento bom, quente. Quando ajudamos alguém ou fazer o que nossa mãe ou pai quer que façamos nós ter essa sensação. Esse é o Espírito Santo deixando-nos saber que o Pai Celestial e Jesus Cristo são reais.

•Você pode pensar em um momento em que você teve esse sentimento bom e quente dentro de você?
Direcione seus filhos em suas respostas em direção a um momento em que eles tiveram uma experiência especial que os fez se sentir bem. Se eles não conseguem pensar em nada, diga a seguinte história:

Novo Irmão de Lindsay

Cinco anos Lindsay mal podia esperar por seu pai para trazer sua mãe e irmão mais novo do bebê do hospital para casa. Mesmo que ela gostava de ter a avó ficar com ela, ela ainda perdeu sua mãe. Quando ela ouviu o carro, ela saiu correndo pela porta da frente o mais rápido que podia. Parecia que levou seu pai para sempre para chegar a sua mãe eo novo bebê na casa. Quando sua mãe foi tudo resolvido no sofá, sua avó disse Lindsay para se sentar na cadeira grande.

“Você gostaria de realizar o seu novo irmão?” Avó perguntou Lindsay quando ela colocou o bebê no colo. “Lindsay, você sabe que este menino estava com o Pai Celestial apenas alguns dias atrás. Pai Celestial enviou-o para a nossa família para amar, orientar e treinar. Você deve sempre ser gentil e bom para ele. “

Como Lindsay realizou seu novo irmão e olhou para ele, ela tinha um sentimento bom, quente por dentro. Ela sabia que o Pai Celestial enviou seu irmão mais novo para sua família.

Preste seu testemunho de seus filhos. Diga-lhes de coisas que fazem você saber que o Pai Celestial e Jesus são reais. Incentive seus filhos a contar de coisas que fazem eles saibam o Pai Celestial é real, e explicar-lhes que este é um testemunho.

Cada dia, quando você ajudar seus filhos com as suas orações, pergunte a eles o que aconteceu naquele dia para ajudá-los a saber que o Pai Celestial é real. Lembrá-los que o sentimento que eles têm de que ele é real é chamado de testemunho.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Você pode querer começar por dizer a sua família a história de Christopher. Peça-lhes para identificar o que na história paralela os passos na obtenção de um testemunho enquanto ouvem.

Leia e discuta Alma 32:28-43 em profundidade. Também incentivar a sua família para participar de uma discussão sobre Moroni 10:04 e declaração do Presidente Kimball sobre essa escritura.

Diga a sua família a história de Rose. Depois de ter falado sobre Rose recebendo o testemunho do Espírito Santo que David O. McKay era um profeta, continuar a história:

Rose (Continuação)

Por dezessete anos de idade, Rose de ser batizado, quando seus pais deram o seu consentimento para que, relutantemente, era muito difícil para ela. Ela havia sido criado em um lar religioso e sempre foi ensinado a honrar o pai ea mãe. Agora ela ia contra os seus desejos. Seus pais lhe permitiu viver em casa, depois que foi batizada, mas havia pouca comunicação entre eles.

Quando Rose completou dezoito anos, seu presidente de ramo a chamou em uma missão local. Seus pais eram muito chateado e disse a ela que se ela fosse eles deixariam de considerá-la sua filha. Rose estava rasgada, mas ela finalmente decidiu ir. Ela serviu uma missão, nunca perdendo uma semana de escrever a seus pais, mas ela nunca ouviu falar deles.

Depois de sua missão, ela não voltou para sua cidade natal, mas conseguiu um emprego em outra cidade. Ela conheceu um rapaz que era um membro da Igreja, e eles se casaram no Templo da Suíça. Ela mandou dizer a seus pais, ainda que ela não ouviu nada deles. Ela continuou a escrever fielmente a seus pais, embora eles nunca respondeu às suas cartas.

Finalmente, nove anos depois que foi batizada, ela ouviu de seus pais. Seu pai teve um ataque cardíaco. Ele tinha medo que ele ia morrer, e ele queria ver sua filha novamente. Rose diz daqueles anos, quando ela foi separada de seus pais, que ela amava muito caro “, Foi muito difícil para mim. Eu nunca duvidei ou perguntou se eu tinha feito a escolha certa. Eu tinha tido o testemunho do Espírito Santo que a Igreja era verdadeira, e não havia nenhuma escolha a ser feita. Eu tive que fazer as coisas que eu fiz, porque eu sabia que era verdade e eu sabia que Deus sabia que eu sabia que era verdade! “

O Presidente Spencer W. Kimball disse-nos: “Você tem que lutar por um testemunho. Você tem que manter a luta! “(” O Presidente Kimball Fala sobre Testemunho “, New Era, agosto 1981, p. 6.)

•O que faz a sua declaração significa para você?
Discuta seus próprios testemunhos, como sugerido na aula regular.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Os testemunhos de outros

Convidar avós em para uma noite, ou fazer arranjos para ir a sua casa. Deixe os avós falam de sua experiência em ter uma testemunha ou a orientação do Espírito Santo em suas vidas. Deixe a sua família fazer perguntas para que a discussão irá ajudá-los a perceber como o Espírito Santo pode trabalhar para ajudá-los em suas próprias vidas. Relacionar as experiências que você teve com o Espírito Santo.

Certifique-se de criar uma atmosfera reverente para esta lição.

Compilando um registro familiar de Inspiração

Faça com que cada registro de membro da família, por escrito, uma experiência onde recebeu inspiração ou os sussurros do Espírito Santo. As crianças podem se referir a sua confirmação. Pode ser necessário para ajudá-los com as idéias e escrever.

Depois de ler as experiências durante a noite familiar, uni-los em uma pasta para que eles possam ser relida por membros da família em outros momentos. Como membros da família têm experiências mais inspiradoras que pode querer adicioná-los à pasta.

Convidando o Espírito Santo para estar conosco

Depois de discutir ou explicar o quão importante é que temos o Espírito Santo conosco sempre, ter familiares sugerir itens para uma lista de coisas que podemos fazer que conter o Espírito e uma lista das coisas que nos aproximam do Espírito e construir nosso testemunho. Depois de completar as listas, encontrar escrituras que complementam as coisas listadas (veja o exemplo abaixo).

Coisas que restringem o Espírito

Coisas que convidam o Espírito

Escrituras

Falando palavras duras ou duras de raiva.

Trabalhando através de um problema sério, usando consideração e bondade para orientar a discussão.

“Portanto, meus amados irmãos: Todo homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar

“Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus. …

“Se alguém dentre vós se ser religioso, e não refreia a sua língua, mas engana o seu coração, a religião desse é vã.” ( Tiago 1:19-20, 26 .)

Obter um Testemunho através de exemplos bíblicos

Faça uma lista de pessoas nas escrituras que ganharam um testemunho. Discutir itens como o que eles fizeram, quantos anos eles eram, e como a testemunha veio. Alguns exemplos podem ser-

1. Samuel ( 1 Samuel 3 ).
2. Moroni ( Mórmon 1:13-15 ).
3. Joseph Smith ( Joseph Smith-História 1:1-20 ).
4. Néfi e Sam ( 1 Néfi 2:16-24 ).
Em seguida, explicar que cada pessoa deve adquirir um testemunho à sua maneira, mas que cada pessoa tem direito a um testemunho, se ele busca-lo com sinceridade e honestidade. Os pais de crianças pequenas pode querer usar os livros ilustrados de histórias das escrituras publicadas pela Igreja.

A diferença entre o testemunho ea conversão

Discuta as seguintes passagens de um discurso do Élder Marion G. Romney:

“Pertença à Igreja ea conversão não são necessariamente sinônimos. Sendo convertido, já que estamos aqui, usando o termo, e ter um testemunho não são necessariamente a mesma coisa também. Um testemunho vem quando o Espírito Santo dá ao candidato a sério um testemunho da verdade. Um testemunho comovente vitaliza a fé; isto é, ele induz o arrependimento ea obediência aos mandamentos. Conversão, por outro lado, é o fruto, ou a recompensa para o arrependimento e obediência. (É claro que um de testemunho continua a aumentar à medida que ele é convertido.)

“A conversão é feita por perdão divino, que perdoa pecados. A seqüência é algo como isto. Um candidato honesto ouve a mensagem. Ele pede ao Senhor em oração, se é verdade. O Espírito Santo dá a ele uma testemunha. Este é um testemunho. Se um de testemunho é forte o suficiente, ele se arrepende e obedece os mandamentos. Por tal obediência ele recebe o perdão divino, que perdoa o pecado. Assim, ele é convertido para uma novidade de vida. Seu espírito é curado. …

“Alguém perguntou recentemente como se pode saber quando ele é convertido. A resposta é simples. Ele pode ter a certeza de que quando, pelo poder do Espírito Santo, sua alma está curada. Quando isso ocorre, ele vai reconhecê-lo pela forma como ele se sente, porque ele vai se sentir como o povo de Benjamin sentiu quando recebeu a remissão dos pecados. O registro diz: “… o Espírito do Senhor veio sobre eles, e eles estavam cheios de alegria, depois de ter recebido a remissão de seus pecados e tendo paz de consciência, … ‘( Mosiah 4:03 .) …

“Obtendo o espírito das pessoas curadas através da conversão é a única maneira que eles podem ser curados. Eu sei que esta é uma doutrina impopular e de forma lenta para resolver os problemas dos homens e das nações. … No entanto, eu sei e solenemente testemunhar que não há outros meios pelos quais as almas enfermas pelo pecado dos homens podem ser curadas ou para um mundo conturbado para encontrar a paz. “(Em Conference Report, outubro de 1963, pp 24-26 .)

Lição Quinze: Aprender a reconhecer o Espírito

Sim, ouvistes a sua voz ao longo do tempo; e ele vos falou numa voz mansa e delicada.
[ 1 Néfi 17:45 ]
FINALIDADE
Ajuda os membros da família a reconhecer a orientação do Espírito Santo.

Para o pai
Pense sobre os dons do Espírito. Gostaria de saber a sua família a verdade do erro? Você espera os seus filhos vão aprender a reconhecer as respostas às orações? Gostaria que eles tenham um conhecimento das coisas espirituais, para receber ajuda na escolha sabiamente, para receber avisos de situações perigosas ou nocivas, e ganhar a capacidade de ensinar e influenciar os outros? Todas estas grandes bênçãos e mais por meio do Espírito Santo (ver 1 Coríntios 12:8-12 , D & C 46:11-32 ).

A maioria dos membros da Igreja do Senhor sabem que têm o direito eo privilégio de ter a companhia e orientação do Espírito Santo constante. Mas muitos de nós ainda precisa aprender a fazer tal orientação uma parte de nossas vidas diárias. Às vezes, até deixar de reconhecer as experiências que temos com o Espírito Santo. Motivar a sua família para procurar e ouvir os sussurros do Espírito é uma das coisas mais importantes que você pode fazer.

Espírito de oração, preparar esta lição para que você possa receber a orientação do Espírito ao ensinar sua família. Lembre-se que “o Espírito será dado a você pela oração da fé” ( D & C 42:14 ).

PREPARAÇÃO
1. Traga um cartaz e marcador ou quadro-negro e giz.
2. Cole uma foto de uma pessoa em uma folha de papel. Ao lado da escrita cabeça, “mente”. Ao lado da escrita no peito, “coração”.
3. Prepare tiras de papel com uma das seguintes frases em cada um:
“Sentindo dor”, “Prova de sal”, “ouvir música”, “Vendo a cor verde,” e “Cheirando sapato polonês.”

4. Já os membros da família trazer seus diários.
HINO sugerido e CANÇÃO
“O Espírito de Deus” ( Hinos, nenhum. 2 ).

“A voz ainda pequena” ( Músicas para Crianças, p.106 ).

SUGESTÃO
Comece com a seguinte história:

Após o Espírito Santo

“Certa vez eu estava salvo da morte ou acidente grave, porque o meu pai ouviu a voz do Espírito. Se ele não tivesse respondido de imediato, os sussurros da voz mansa e delicada, a minha vida poderia ter acabado em seguida, ou se o seu curso mudou totalmente.

“Uma das minhas primeiras recordações de infância é de andar de cavalo por meio de um pomar de maçã. O cavalo era manso e bem quebrado, e eu me senti em casa na sela.

“Mas um dia algo assustado minha montaria, e ele fugiu pelo pomar. I foi varrida da sela pelos galhos baixos, e uma perna escorregou pelo estribo. Agarrei-me desesperadamente a uma tira de couro quase quebrado que um vaqueiro usa para amarrar um laço para a sua sela. Meu peso deveria ter quebrado a correia, mas de alguma forma realizada para o momento. Outra estocada ou dois do cavalo em pânico teriam quebrado a correia ou arrancou de minhas mãos e me deixou de ser arrastado a uma lesão ou morte com o pé preso na estribo.

“De repente, o cavalo parou, e eu percebi que alguém estava segurando firmemente as rédeas, tentando acalmar o animal assustado. Quase que imediatamente fui arrebatado para os braços do meu pai.

“O que tinha acontecido? O que tinha trazido o meu pai em meu socorro na fração de segundo antes de cair sob os cascos do meu cavalo em pânico?

“Meu pai estava sentado em casa lendo o jornal, quando o Espírito sussurrou-lhe: ‘Corra para o pomar!’

“Sem um momento de hesitação, sem querer saber por que ou por que razão, meu pai correu. Encontrando-se no pomar sem saber por que ele estava lá, viu o cavalo a galope e de pensamento, eu tenho que parar este cavalo.

“Ele fez isso e me encontrou. E é assim que eu fui salvo de lesões graves ou morte possível. “(Bruce R. McConkie:” Ouvi o Espírito, ” Amigo, setembro 1972, pp 10-11.)

Precisamos da orientação do Espírito Santo

•O que levou o pai do Élder McConkie a correr para o pomar?
•Por que ele respondeu ao avisar? (Ele reconheceu que o Espírito Santo estava se comunicando com ele.)
Diga aos seus filhos que o Pai Celestial conhece cada um de nós. Ele conhece os nossos nomes e os nossos talentos e ele sabe o que está em nossos corações. Ele quer que cada pessoa viver sua vida com sucesso e encontrar a verdadeira felicidade. Explique que por causa de seu grande amor por nós, ele enviou um personagem especial, o Espírito Santo, para estar conosco e nos ajudar (ver 1 Néfi 10:17 ).

Depois de sermos batizados, recebemos o dom do Espírito Santo para ser nosso companheiro constante e orientar, se vivermos dignamente e procuram a sua ajuda (ver D & C 35:6 , 121:46 ; Regras de Fé 1:4 ).

O Espírito Santo é um membro da Trindade (ver 1 João 5:7 , D & C 20:28 ). Isso significa que ele funciona com o nosso Pai Celestial. Ele quer que tenhamos as mesmas coisas que o Pai Celestial tem. É o seu trabalho para trazer mensagens para nós a partir de nosso Pai Celestial. Se ouvir as mensagens, vamos receber a ajuda de que precisamos para a nossa vida quando precisamos dela. É por isso que o Espírito Santo é tão importante para cada um de nós. Ele ajuda, ensina e protege-nos de modo que não teremos que enfrentar as provações e tentações do mundo sozinho.

No quadro-negro ou cartaz lista alguns aspectos, o Espírito Santo ajuda, ensina e nos protege. Ter o seu nome de família como muitas maneiras como podem. Certifique-se as seguintes idéias são cobertos. O Espírito Santo-

1. Nos adverte do perigo ou mal (como na história do Élder McConkie).
2. Dá-nos os nossos depoimentos ( Alma 05:46 ).
3. Ajuda-nos a conhecer e escolher a direita ( D & C 11:12 ).
4. Nos ajuda a entender as coisas ( D & C 06:15 ).
5. Ajuda-nos a reconhecer a verdade ( Morôni 10:5 ).
6. Nos orienta nas decisões importantes ( 2 Néfi 32:5 ).
7. Nós (Ensina João 14:26 ).
8. Nós (inspira Lucas 12:12 ).
9. Nós (Comforts Gálatas 5:22 ).
10. Nos ajuda a lembrar as coisas ( João 14:26 ).
11. Ajuda-nos a compreender e comunicar uns com os outros ( Alma 00:03 ).
Ajude a sua família a entender que, como eles aprendem a ser guiado pelo Espírito, eles vão começar a se aperfeiçoar.

Aprender o Espírito Santo Fala Conosco

É através do poder do Espírito Santo que as visões, sonhos e profecias geralmente vêm. Mas na maioria das vezes, quando ele fala com a gente, é de uma forma tranquila, quase imperceptível. É por isso que muitas vezes se referem a ele como o voz mansa e delicada. (Veja 1 Reis 19:11-12 ).

Mostre sua família a imagem que você preparou. Explique que a voz mansa e delicada não é sempre uma voz que ouvimos com os nossos ouvidos. Em vez disso, ele fala em nossas mentes e em nossos corações. Quando ouvimos por isso estamos ouvindo por um pensamento e buscando nossos corações por um sentimento (ver D & C 08:02 ). O pensamento eo sentimento, muitas vezes vêm juntos. A sensação é de paz, de direita, e certeza. É uma boa sensação de calor,. (Ver D & C 9:8-9 ). Enquanto buscamos e seguir esses bons pensamentos e sentimentos do Espírito Santo, vamos continuar a receber orientação.

Leia 1 Néfi 17:45 juntos. Pergunte o que Néfi quis dizer quando ele disse a seus irmãos que eram passado sentindo as palavras da voz mansa e delicada. Se ignorarmos os pensamentos e sentimentos que nos são dadas, eles se tornam mais fracos. Finalmente eles deixam vir completamente, e vamos ficar na escuridão.

•O que mais pode interferir com a ação do Espírito em nossas vidas? (Não guardar os mandamentos [ver Helamã 04:24 ].)
Podemos reconhecer o Espírito

Já os membros da família selecionar uma das tiras de papel que você preparou. Que cada um deles imaginam que estão descrevendo a sensação de alguém que nunca tenha experimentado.

Depois, explicar que há algumas coisas que podemos aprender apenas através de nossas próprias experiências. É por isso que temos de fazer um esforço para procurar a orientação do Espírito em nossas próprias vidas. Devemos aprender a cada ser tão familiarizado com ela que, quando temos uma necessidade importante, vamos entender como obter orientação e ajuda. Quanto mais experiências que temos com o Espírito, mais confiantes de que vai se sentir em reconhecer sua presença.

Conte a seguinte história:

Kevin ouve o Espírito

Kevin e Todd eram irmãos. Eles também eram os melhores amigos. Mas ultimamente algo estava errado, e Kevin não sabia o que era. Todd não era nada fácil de se conviver. Ele tinha sido muito cruel com Kevin. Kevin perguntou se ele tinha feito Todd raiva até que ele percebeu que Todd estava agindo assim com todos. Kevin tentou mais difícil de ser gentil com Todd, mas seus esforços foram em vão. Todd simplesmente não parecem querer ser amigo de Kevin mais.

Uma noite, Kevin e Todd argumentou. Kevin sentiu tanto irritado e envergonhado. Ele sentiu que Todd estava agindo impossível, mas ele também sabia que ele não estava tentando muito duro se mais. Ele não gostava de coisas desta forma. Ele queria ser amigos novamente.

Naquela noite, enquanto rezava, Kevin pediu ao Pai Celestial para ajudá-lo a melhorar seu relacionamento com Todd novamente. Ele prometeu que iria reconstruir sua amizade com Todd, se ele soubesse como. Ele também disse ao Pai Celestial que estava arrependido pelas coisas erradas que ele tinha feito para Todd.

Quando ele subiu na cama, Kevin pensou sobre o problema. Ele se perguntou o que o Pai Celestial quer que ele faça. Então ele pensou: “Vá dizer Todd que você o ama.” Kevin sabia que ele não poderia fazer isso! O amor foi mostrado em sua casa, mas não dessa forma, especialmente entre irmãos. Ele começou a empurrar o pensamento longe, mas veio novamente: “Vá dizer Todd que você o ama.”

De repente Kevin lembrou que o Espírito Santo falou através de pensamentos. Ele se perguntou se o Espírito Santo estava falando com ele. Mesmo quando ele começou a se perguntar, ele teve uma sensação de calor e sabia que suas orações estavam sendo respondidas.

Sabendo que ele deve obedecer, ele escorregou para fora da cama e na ponta dos pés até o quarto de Todd. Seu coração batia forte e ele sentiu tenso. Ele perguntou por que ele deveria parecer tão difícil de fazer uma coisa tão simples.

“Todd”, disse ele.

“O que você quer?”, Perguntou uma voz rouca do escuro.

“Todd, eu … eu quero que você saiba que eu te amo.”

Por um minuto não havia nenhum som. Kevin pensou que talvez ele tinha cometido um erro. Então Todd calmamente respondeu: “Eu também te amo.”

Kevin sentiu aliviado e feliz. Sentou-se na cama de Todd, e eles começaram a conversar. Logo eles trabalharam os seus problemas e se sentiu mais perto do que nunca.

•Como Kevin sabe que ele estava sendo guiado pelo Espírito?
•Por que Kevin capaz de obter o Espírito? (Ele se importava. Ele orou. Ele pensou sobre o seu problema. Ele viveu digno de ajuda.)
Explique que a voz mansa e delicada veio para Kevin como um pensamento sobre como resolver o seu problema. Às vezes ele vem como um pensamento ou um sentimento de que não devemos fazer algo que estamos prestes a fazer. Podemos estar à procura de algo e de repente acha do lugar para olhar. Ou podemos de repente compreender algo que tem sido pouco clara para nós ou saber que algo é verdade.

Explique que, às vezes, apesar de ter orado pedindo ajuda, nós não reconhecemos nossos pensamentos e sentimentos como vindo do Espírito Santo em resposta à nossa oração. Discuta como às vezes a gente pode se sentir confuso sobre o que é a nossa imaginação eo que é o Espírito Santo. Devemos lembrar que se o pensamento é bom e nos diz para fazer o que é certo, então ele vem de Deus (ver Morôni 7:13 ), e devemos segui-lo. Leia a primeira frase do Éter 04:12 juntos.

Explique que, enquanto nós fazemos o que realmente acha que é certo, vamos sentir feliz e em paz. Ao orarmos por ajuda e procurar, vamos encontrá-lo mais fácil de reconhecer a voz mansa e delicada do Espírito Santo, e vamos ficar mais familiarizado com ele.

Vezes temos sido ajudados pelo Espírito

Deixe suas compartilhar experiências familiares que tiveram com o Espírito Santo. Relate uma experiência pessoal. Mas lembre-se que as experiências espirituais são sagrados e não deve ser falado, a menos que se sinta motivada pelo Espírito Santo.

Desafie-os a começar a prestar atenção para momentos em que os ainda pequenos voz sussurra para eles. Incentive-os a gravar experiências espirituais em seus diários. Dê-lhes alguns minutos no final da aula para gravar quaisquer experiências que tiveram.

Olhe para cima Alma 37:37 , e lê-lo juntos. Tragam de que podemos ser sempre dirigida em nossas vidas por nosso Pai Celestial.

•Como é que esta direção vem? (Por meio do Espírito Santo.)
Preste testemunho da importância de ouvir o Espírito. Saliente que eles podem ter se sentido quentes, bons sentimentos durante esta lição e que esses sentimentos eram do Espírito Santo dizendo-lhes que as coisas que eles ouviam eram verdadeiras.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Diga aos seus filhos que o Pai Celestial conhece cada um deles. Ele os ama e quer que eles sejam felizes. Ele nos deu alguém que nos ajuda a escolher o que é certo e nos ajuda quando temos um problema. Ele é o Espírito Santo. Nós não vê-lo ou ouvir sua voz, mas ele pode tranquilamente colocar idéias em nossas mentes e sentimentos em nossos corações. O Espírito Santo é um ajudante amoroso, simpático que nos ajuda a escolher o certo. Ele pode nos ajudar de muitas maneiras diferentes.

Conte as seguintes histórias:

Jamie está perdido

Jamie estava perdido. Ele e sua família tinha ido em uma caminhada. Ele viu um esquilo e começou a persegui-lo. Quando ele não conseguiu pegá-lo, ele tentou encontrar sua família, mas eles foram embora. Jamie estava com medo. Lembrou-se de que a sua professora da Primária havia dito a sua classe para orar, se eles estavam sempre com problemas ou com medo. Então, Jamie fez uma oração e pediu ao Pai Celestial para ajudá-lo a encontrar sua família. Jamie não senti tanto medo mais. Ele sentia como se alguém estava ajudando ele, então ele começou a descer o morro. Logo, ele ouviu o pai chamando seu nome. Ele chamou de volta, e seu pai veio correndo. Jamie estava feliz que ele havia orado, e ele sabia que o Pai Celestial o ajudou.

Problema do carro

A família Holt partiu para as suas férias. Eram animado em fazer uma viagem. Após cerca de uma hora, o carro começou a soar engraçado. Pai parou o carro ao longo do lado da estrada. Ele saiu para ver o que estava errado. Quando voltou para o carro não pegava. Todo mundo estava preocupado. As crianças pequenas começou a chorar. A mãe disse: “Vamos fazer uma oração.” Pai pediu ao Pai Celestial em oração para ajudá-los a saber o que havia de errado com o carro e para ajudá-los a saber que tudo ficaria bem. Após a oração todos na família se sentiu bem. Eles sabiam que as coisas seriam bem. As crianças pararam de chorar. Logo outro carro parou e algumas pessoas amáveis ​​ajudou pai consertar o carro. Logo os Holts estavam em seu caminho novamente.

Em cada uma das histórias que alguém precisava de ajuda.

•Como eles conseguiram isso? (Eles oraram.)
•Quem os ajudou? (O Pai Celestial enviou o Espírito Santo para ajudá-los.)
•Como o Espírito Santo pode ajudar? (Ele colocou os pensamentos em sua mente, fez com que se sintam melhor, ou ajudou a não ter medo. Ele também levou outras pessoas para ajudar.)
Explique que o Espírito Santo pode nos ajudar de muitas maneiras diferentes. Se precisar de ajuda, podemos orar ao Pai Celestial, e do Espírito Santo nos ajudará.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Algumas famílias tiveram experiências de escuta ao Espírito Santo e ainda não têm uma compreensão clara de como o Espírito trabalha. As perguntas a seguir podem ajudá-lo a descobrir e atender as necessidades individuais de sua família. Eles irão ajudá-lo a avaliar o que precisa ser ensinado. Se os membros de sua família têm uma boa compreensão de como o Espírito trabalha, use as perguntas para uma discussão. Lembre sua família para trabalhar para as bênçãos do Espírito Santo constantemente.

Use as perguntas só para levá-los a pensar em sua necessidade pessoal de aprender sobre o Espírito Santo. Em seguida, vá para ensinar a lição regular. Estar familiarizado com todo o material da aula de modo que você pode dar a ele facilmente se você observar a necessidade de fazê-lo.

1. Quantas vezes você ter experiências com o Espírito Santo?
2. Você se sente satisfeito que essas experiências vêm tão frequentemente como deveriam?
3. Você sente que você receber revelação pessoal para guiar a sua vida?
4. O que significa ter o Espírito Santo como seu companheiro constante significa? (Membros dignos da Igreja podem contar com o Espírito Santo para ajudá-los a enfrentar os problemas significativos na vida.)
5. Você sente que o Espírito Santo é o seu companheiro constante?
6. Você acha que ter a companhia constante do Espírito Santo é uma meta realista?
7. Alguma vez você já passou por um período de tempo em que você sentiu que tinha a companhia constante do Espírito Santo?
8. O que você pode fazer para ajudá-lo a estar mais perto da orientação do Espírito Santo?
9. Como você pode dizer a diferença entre os sussurros do Espírito Santo e de sua própria imaginação?
10. Para que tipos de coisas que precisamos de orientação e ajuda do Espírito Santo?
11. Que tipo de coisas pode o Pai Celestial espera que decidir e resolver por nós mesmos?
Diga que o Pai Celestial nos deu o Espírito Santo para nos ajudar a viver nossas vidas com sucesso. Ele não foi concebido para ser uma recompensa para quando somos perfeitos. Aprender a ser guiado pelo Espírito Santo é, de fato, necessário para nos ajudar a alcançar a perfeição.

Considere usar a história de Elder McConkie, tornando a lista de coisas que o Espírito Santo faz por nós, mostrando a imagem com a indicação de mente e coração, e contando a história de Kevin. Tudo isso seria interessante para adolescentes e adultos, se utilizados de forma eficaz.

Concluir com a discussão e desafio em “tempos temos sido ajudados pelo Espírito.”

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Compreender o Espírito Santo

Usando o livro Princípios do Evangelho [31110]o capítulo 7 , “O Espírito Santo”, páginas 36 a 39, e Capítulo 21, “o dom do Espírito Santo”, nas páginas 136 através de 140, discuta o seguinte:

•Quem é o Espírito Santo?
•Qual é a sua relação com o Pai eo Filho?
•Porque é que a influência do Espírito Santo necessário em nossas vidas?
•O que é o dom do Espírito Santo?
•Como é que podemos obter esse dom?
Os membros da família podem querer encontrar escrituras para ajudar a responder essas perguntas. Algumas escrituras são cotados em Princípios do Evangelho.

O Dom do Espírito Santo

Já listar os membros da família algumas decisões importantes que eles estarão fazendo em suas vidas, tais como a tomada de um trabalho, de decidir sobre a educação, de decidir com quem se casar, ou aceitar chamadas para serviço. Peça aos membros da família para sugerir maneiras de tomar decisões sábias sobre os itens listados.

Já alguém leia Doutrina e Convênios 9:8-9 e D & C 6:22-23 . Revisar quando necessário sugestões anteriores da família sobre como tomar decisões para incluir o conselho que o Senhor dá nessas escrituras.

Você pode querer ler e discutir os seguintes comentários do Élder Boyd K. Packer:

“Coloque questões difíceis na parte traseira de suas mentes e ir sobre suas vidas. Pondere e ore silenciosamente e persistentemente sobre eles.

“A resposta não pode vir como um relâmpago. Pode vir como um pouco de inspiração aqui e um pouco ali “linha sobre linha, preceito sobre preceito” ( D & C 98:12 ).

“Algumas respostas virão da leitura das escrituras, alguns de alto-falantes de audição. E, às vezes, quando é importante, algumas virão por inspiração muito direta e poderosa. Os sussurros será clara e inequívoca “(Conference Report, outubro de 1979, 30 p;. Ou. Ensign, .. novembro 1979, 21 p)

Reconhecer os Sussurros do Espírito

Peça a um ou mais membros da família de antecedência para encontrar experiências da vida de seus antepassados ​​ou outros em que os sussurros do Espírito trouxe a orientação necessária e conforto para a vida de alguém. Eles poderiam buscar tais experiências de histórias de família, as escrituras, ou livros da Igreja. Já os membros da família se relacionam essas experiências sobre como o Espírito Santo levou outros. Você pode querer enfatizar o grande amor que o Pai Celestial tem por nós, o que o leva a fornecer-nos com este grande presente.

A distinção entre os nossos desejos e os Sussurros do Espírito

Às vezes, nossas próprias esperanças e desejos são tão fortes que eles podem parecer certo e podemos confundi-los com os sussurros do Espírito. Introduzir essa idéia ao contar uma história em que alguém reza para orientação e, em seguida, toma uma decisão de acordo com seus próprios desejos, que, obviamente, não estão de acordo com o evangelho. Termine a história, pedindo membros da família que deu errado. Use este exemplo para uma discussão sobre como podemos dizer a diferença entre os nossos próprios desejos e os sussurros do Espírito.

Já os membros da família sugerem alguns sinais de verdadeiros sussurros do Espírito, além de um ardor no peito. As sugestões podem incluir-

1. Os sussurros não violam quaisquer princípios do evangelho, como o livre-arbítrio de outrem.
2. Os sussurros estão em harmonia com os ensinamentos das escrituras e dos profetas.
3. Os sussurros estão em harmonia com a ordem da Igreja.
4. Os sussurros trazer a paz para a alma.
5. Os sussurros não levantam dúvidas e perguntas.
6. Os sussurros resultar em felicidade duradoura quando segui-los.
7. A inspiração pode ser contrária aos nossos desejos quando nós pedimos para as coisas erradas.
Lembrando como o Espírito Santo tem ajudado

Diga a família que você está indo para dar-lhes um pequeno questionário. Em seguida, dar a cada membro da família de uma folha de papel em branco e deixar que ele dividi-lo em quatro colunas. Como um título para cada gravação coluna, “Número”, “Sim”, “Não”, “Não tenho certeza.” Na coluna número que cada pessoa lista os números de 1 a 13.

Enquanto você lê as seguintes perguntas, se cada membro da família indicar se ele experimentou a sensação descrita por verificação ou sim, não, ou não tem a certeza:

1. Alguma vez você já teve a sensação de dentro forte ou testemunha ao ler as escrituras que eram de Deus?
2. Você acredita fortemente que Joseph Smith foi um profeta de Deus, ou que o nosso profeta atual é o profeta do Senhor?
3. Você sente que o Espírito guiou a amar os seus amigos ou membros de sua família mais, ajudando você a perdoá-los ou ajudá-los?
4. Alguma vez você já sentiu que lhe foi dada uma resposta a uma oração e dirigiu em sua mente sobre o que você deve fazer?
5. Você acredita fortemente que você viveu antes de você fosse mortal e que há vida após a morte?
6. Você já foi inspirado em uma conversa ou discussão para explicar um princípio melhor do que você poderia ter em seu próprio país?
7. Você tem a certeza de que Jesus é o Salvador do mundo?
8. Você sabe que ele é realmente o Filho de Deus?
9. Você já se sentiu durante a conferência geral, uma reunião sacramental, ou outro encontro da Igreja que seus líderes do sacerdócio foram influenciados pelo poder divino?
10. Alguma vez você já sentiu o Espírito enquanto alguém foi administrada, ou você tem sido elevados espiritualmente durante o sacramento ou o desempenho de uma ordenança do sacerdócio?
11. Alguma vez você já sentiu o amor de Deus por você ou experimentou uma proximidade com ele em algum momento em particular?
12. Durante um tempo de arrependimento você sentiu o testemunho do Espírito que foram perdoados?
13. Você já sentiu um espírito consolador durante um momento de luto, tristeza ou dificuldade pessoal?
Explique que cada uma dessas experiências é um exemplo de os sussurros do Espírito Santo. Já os membros da família pensam sobre vezes que foram influenciados pelo Espírito Santo usando estes treze perguntas como um guia.

Em seguida, pedir os membros da família para contar um pouco sobre uma das experiências ou para o seu testemunho.

Aprender a comunhão com o Espírito

Comuna significa se comunicar intimamente. Ele inclui tanto falar e ouvir. Leia e discuta a seguinte declaração do Élder H. Burke Peterson:

“Ouvir é uma parte essencial da oração. As respostas do Senhor vir tranqüilamente-sempre tão calmamente. Na verdade, poucos ouvem suas respostas de forma audível com os ouvidos. Temos que estar muito atento ou nunca irá reconhecê-los. A maioria das respostas do Senhor são sentidas em nosso coração como uma expressão quente e confortável, ou podem vir como pensamentos à nossa mente. Eles vêm para aqueles que estão preparados e que são pacientes “(Conference Report, outubro de 1973, p 13;. Ou. Ensign, .. janeiro 1974, p 19)

•Como você orar?
•Você nunca ter tempo para ouvir as respostas do Espírito?
Sugira que, como um experimento durante a próxima semana, os membros da família definir lado de alguns minutos, durante ou após a sua manhã e orações da noite para ouvir os sussurros ou a influência do Espírito. Sugira que refletir sobre as experiências que eles têm. Alguns podem querer gravar essas experiências em seus diários. Sugerir que eles se lembram de agradecer a seu Pai Celestial em suas próximas orações para a influência consoladora do Espírito.

Lição Catorze: Tomando o Sacramento

Ele tomou o pão, deu graças, partiu-o e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo que é dado por vós; fazei isto em memória de me.Likewise também o cálice, … dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós.
[ Lucas 22:19-20 ]
FINALIDADE
Membros da família Ajuda apreciar mais plenamente o sacramento como uma ajuda em lembrar e guardar os mandamentos do Salvador.

Para o pai
Nada parece mais básico em nossa adoração ao Senhor do que aprender a tomar o sacramento significativa. Nós ensinamos nossos filhos a participar antes de aprender a falar. Nós também precisamos ensiná-los o que o sacramento significa para eles pessoalmente. Como você e sua família avaliar suas experiências na participação do sacramento, considere o seguinte:

1. Não penso nas palavras do hino sacramental?
2. Eu ouvir as orações sacramentais?
3. Eu me lembro que Jesus sofreu e morreu por mim?
4. Eu sinto muito por erros que eu cometi?
5. Não prometo fazer melhor?
6. De que forma posso melhorar?
A maneira pela qual o sacramento é administrado é prescrito nas escrituras, mas a maneira em que nós recebê-lo não deve ser simplesmente habitual ou mecânico, mas, um ato sincero individual de renovação e do compromisso de servir ao Senhor. Incentive cada membro de sua família a redescobrir uma reverência para o sacramento eo que isso pode significar em sua vida. (Vercapítulo 23 , “O Sacramento”, Princípios do Evangelho [31110], pp 150-56).

PREPARAÇÃO
Faça atribuições familiares para apresentar as imagens e informações na lição.

HYMNS sugerido e CANÇÃO
“Jesus, o próprio pensamento de Ti” ( Hinos, nenhum. 141 ).

“Assombro Me Causa” ( Hinos, nenhum. 193 ).

“Para pensar sobre Jesus” ( Músicas para Crianças, p.71 ).

SUGESTÃO
Quem é Jesus Cristo?

Sem explicação, mostrar uma imagem de Jesus, e permitir que a sua família para identificá-lo por fazer tais perguntas como-

•Quem é que esta imagem representa?
•Onde você aprendeu com ele?
•Por que é Jesus, que viveu há dois mil anos, por isso, importante que somos ensinados sobre ele hoje?
•Porque é que a sua morte tão significativa?
•Por que é importante Cristo à nossa família?
•O que Jesus disse de si mesmo? (Já alguém leia João 8:12 em voz alta.)
•O que o Pai Celestial dizer sobre o seu Filho, Jesus Cristo? (Peça que alguém leia João 3:16 .)
Jesus pediu que recordá-lo sempre

Explique que durante o seu ministério de três anos na terra, Jesus marcou claramente o caminho que devemos seguir. Ele ensinava pelo exemplo e palavra como as pessoas devem se comportar e quais atitudes devem desenvolver. Sua vida foi uma vida de amor e serviço aos outros. Ele ensinou que os dois grandes mandamentos foram a amar o Senhor acima de tudo e amar o nosso próximo como a nós mesmos.

•Quem são os nossos vizinhos? (Nossos irmãos, irmãs, pais, parentes, amigos e inimigos.)
Mostrar a imagem da Última Ceia, que acompanha a lição, e discutir com a família as últimas horas da vida de nosso Salvador.

•Quem são os homens na foto?
•Por que eles estão reunidos?
Resumidamente contar a história da Última Ceia:

A Última Ceia

No dia da festa da Páscoa, Jesus enviou dois de seus apóstolos em Jerusalém para organizar a festa. Eles prepararam uma sala onde eles poderiam ficar juntos.

Esta foi a última vez que Jesus iria se encontrar com sua amada Apóstolos antes de sua morte. Serviu-los no amor. Ele ajoelhou-se diante deles e lavadas e secas aos pés de cada um de seus discípulos. Ele até mesmo lavou os pés de Judas, a quem ele sabia que iria se voltar contra ele.

Durante a noite, ele disse a seus apóstolos que um deles o trairia. Quando Judas saiu do encontro, como se em uma missão para o Salvador, Jesus tentou fortalecer os outros, dando-lhes o que ele chamou de “um novo mandamento.” Ele ordenou “, ameis uns aos outros; como eu vos amei “( João 13:34 ). Ele explicou: “Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros” ( João 13:35 ). Ele consolou-os dizendo que enviaria o Espírito Santo para estar com eles, para fortalecer e orientá-los.

Jesus tentou dizer-lhes que logo iria deixá-los, mas eles não entenderam. Desejando que eles se lembram dele e guardamos os seus mandamentos, ele instituiu o sacramento. Ele partiu o pão e abençoou-o e passou-o entre os seus discípulos dizendo: “Tomai, comei; este é o meu corpo “( Mateus 26:26 ).

Em seguida, tomou um cálice de vinho, abençoou-o e deu-o aos Apóstolos para beber. Ele disse:

“Beba tudo isso vós;

“Porque isto é o meu sangue da nova aliança, que é derramado por muitos para remissão dos pecados.” ( Mateus 26:27-28 , ver também a Tradução de Joseph Smith nas notas de rodapé da SUD edição do Rei James Version da Bíblia.)

•Você acha que eles pensaram: “Vamos lembrar”?
Mateus, um dos apóstolos presentes naquela ocasião sagrada, escreveu que depois do jantar e do sacramento, Jesus e seus apóstolos cantaram um hino. Em seguida, eles foram para o Jardim do Getsêmani.

O sofrimento de Jesus, Julgamento e Morte

Já os membros da família designados mostrar e explicar as imagens, na seguinte ordem:

1. Jesus no Getsêmani
2. Jesus a caminho do Calvário
3. A Crucificação
4. Jesus enterrado no túmulo
5. A Ressurreição
Como membros da família mostrar e discutir as imagens, lembrar-lhes que cada cena sugere que Jesus os amava e estava disposto a suportar grande dor e da morte, para que pudessem viver na presença do Pai Celestial.

•Como você acha que os Apóstolos se sentia em relação a última noite que passei com o Salvador depois de sua morte e ressurreição?
•Que diferença você acha que fez aos Apóstolos na forma como eles viram a sua promessa de recordá-lo, depois de terem assistido a sua prisão, seu julgamento, sua crucificação, sua morte, e, finalmente, a sua ressurreição?
•Será que os Apóstolos têm a oportunidade de participar do sacramento de novo?
Já a família ler Atos 2:42 , 20:07 e 1 Coríntios 11:23-30 .

Um conhecimento do amor de Cristo traz uma mudança de atitude

Explique que, assim como o Salvador quis seus Apóstolos para tomar o sacramento para lembrar dele, então ele quer que a gente se lembrar de seu amor, seus ensinamentos, o seu sacrifício por nós.

•Como é do conhecimento de que o Salvador deu a vida por você faz uma diferença na maneira como você se sente sobre o sacramento?
•Como esse conhecimento pode ajudá-lo a controlar seus pensamentos e renovar seu compromisso de se lembrar do Senhor?
Nós recordaremos e renovar nossos convênios

Sugerir à família que, antes de sua próxima reunião sacramental que rever suas ações desde a última vez que tomaram o sacramento. Desafie-os a pensar seriamente sobre como eles podem lembrar de Jesus, enquanto eles participam do sacramento na próxima reunião sacramental. Depois da reunião sacramental, discutir seus sentimentos e pensamentos e determinar se este lembrete ajudou.

Feche a noite em casa, cantando ou lendo a letra de “Assombro Me Causa” ( Hinos, nenhum. 193 ).

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Como você ver a imagem da Última Ceia, peça às crianças que o homem é Jesus. Eles provavelmente vão saber. Eles também podem saber que os outros homens são apóstolos de Jesus. Peça-lhes para dizer o que os homens estão fazendo.

Explique que Jesus sabia que ele ia morrer e que ele queria que seus amigos para se lembrar dele e fazer as coisas que ele lhes havia ensinado, por isso, deu-lhes o sacramento.

Ajude as crianças a compreenderem que este decreto tem um significado, caso contrário, eles poderiam pensar nisso simplesmente como um tratamento durante a igreja. Explique que o sacramento é dada para nos ajudar a lembrar o amor de Jesus por nós e para nos ajudar a fazer as coisas que ele quer que façamos.

Para aplicar essa lição e imprimi-la em suas mentes, mostrar uma imagem de Jesus com o lugar onde você come suas refeições. Então, domingo de manhã, durante café da manhã, sugerem que a família falar sobre Jesus. Cada criança poderia dizer uma coisa a respeito de Jesus, algo que o Salvador fez enquanto esteve aqui na Terra. Então, cada criança diga uma coisa Jesus quer que façamos. Lembre às crianças que eles vão tomar o sacramento na reunião sacramental.

•O que você pode pensar durante o sacramento? (Eles podem sugerir a pensar sobre a sua história favorita de Jesus ou sobre algo que possa fazer para fazer alguém feliz.)
Como você viajar para a reunião, você pode pedir às crianças para cantar uma música sobre Jesus para ajudá-lo a lembrar o que você deve estar pensando durante o sacramento.

Talvez cada criança pode colar uma pequena imagem de Jesus em um pedaço de papel de construção. Ajude-o a escrever: “Eu vou pensar em Jesus” nela. Deixe as crianças levá-los à igreja para olhar enquanto o sacramento é passado.

Como você voltar para casa após a reunião, peça a cada criança a dizer o que ele pensou durante o sacramento. Comece dizendo o que você estava pensando. Elogie os esforços dos filhos. Não repreender-los se eles ocasionalmente esquecer. Incentive-os a continuar tentando.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Em vez de apenas contar a história da Última Ceia, ler as escrituras. Compare os quatro evangelhos, enfatizando que cada um contribui para a conta (ver Mateus 26:26-29 , Marcos 14:22-25 , Lucas 22:17-20 , João 6:50-65 ).

Se você tem o santo dos últimos dias edição da versão King James da Bíblia, leia as notas de rodapé que dão a Tradução de Joseph Smith das passagens. Eles acrescentam conhecimentos especiais que você pode querer discutir.

Comente com sua família as fotos e discussão no final da lição.

Também discutir com os membros da família dos significados especiais associados com as duas partes do sacramento. O pão é em memória de seu corpo, que rompeu as cadeias da morte, para que cada um de nós também pode ser ressuscitado. A água é em memória de seu sangue com o qual ele comprou para nós a redenção de nossos pecados se nos arrependermos. Discuta com os membros da família como eles podem melhor se lembrar durante a distribuição do sacramento, revendo em suas mentes o sacrifício do Salvador, dando orações silenciosas de ação de graças, e comprometendo a guardar seus mandamentos.

Os adolescentes e os adultos vão querer fazer algo para melhorar a sua valorização do sacramento. A aplicação na aula regular pode ser útil. (Consulte a seção “Nós recordaremos e renovar nossos convênios” na lição.)

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Para Lembre-se do Salvador, devemos saber sobre Ele.

O sacramento é comido em memória do Salvador. Passe uma noite de aprendizado sobre o Salvador.

Para crianças pequenas, contar histórias selecionadas tiradas de sua vida, como a 3 Néfi 17:5-25 e Mateus 19:13-15 .

Incentivar as crianças mais velhas e adultos a ler e discutir os evangelhos ou capítulo 11 , “A Vida de Cristo”, em Princípios do Evangelho, páginas 61 a 69. Explique que isso vai ajudá-los a tomar o sacramento mais significativa.

Como nós Lembre-se do Salvador?

Peça aos membros da família que sugiram maneiras que eles podem se lembrar do Salvador em suas vidas diárias. Discuta como eles podem mostrar que eles se lembram do Salvador através de seu comportamento diário, as escolhas que fazem, a linguagem que eles usam, e como eles tratam uns aos outros e seus amigos.

Faça uma tabela com os nomes dos membros da família para o lado esquerdo e “eu me lembrava” escrito na parte superior. Durante a semana que vem, cada vez que um membro da família relata um exemplo de recordar o Salvador, ele coloca uma estrela ou outro marcador depois de seu nome.

O sacramento é uma renovação de Promessas

Peça para alguém ler ou recitar as orações sacramentais ( D & C 20:77-79 ). Discuta as promessas que fazemos quando tomamos o sacramento.

Para crianças pequenas, escrevo estas promessas em tiras de papel para mostrar sob uma imagem do Salvador como cada promessa é discutido (por exemplo, “tomar Seu nome sobre nós”, “Mantenha seus mandamentos”, ou “lembro dele sempre”).

Discutir também a promessa que Deus faz para nós, se somos dignos. Explique que ele vai nos dar seu Espírito.

Relacionar essas orações e promessas aos convênios feitos no batismo.

Você pode querer mandar esta lição siga um no batismo.

Deus conhece nossos corações

Ajudar a sua família a pensar seriamente sobre tomar o sacramento dignamente. Peça que alguém leia Mórmon 9:29 , seguido de 1 Coríntios 11:28-30 . Discuta conversar essas escrituras dizer. Peça a cada membro da família sugerir atividades e formas que ele pode preparar-se para tomar o sacramento dignamente. Encoraje os membros da família para estabelecer um plano e segui-lo.

Tomar o sacramento é um ato de adoração

Hinos são uma parte importante do serviço sacramento. Já a família cantar alguns dos hinos sacramentais encontrados em Hinos:. A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias Os membros da família vai lucrar com isso, aprender as palavras e aprender a apreciar tanto as músicas ea inspiração da vida e missão do Salvador . A seguir estão alguns hinos sugeridos:

1. “Eis o grande Redentor Die” ( Hinos, nenhum. 191 ).
2. “Deus amou-nos, por isso ele enviou seu Filho” ( Hinos, nenhum. 187 ).
3. “Como é Grande o Sabedoria eo Amor” ( Hinos, nenhum. 195 ).
4. “Jesus de Nazaré, Salvador e Rei” ( Hinos, nenhum. 181 ).
5. “Vamos cantar todas Hail to Nome de Jesus” ( Hinos, nenhum. 182 ).
FOTOS E DISCUSSÃO
Jesus e seus discípulos cantaram um hino

Mateus, um dos Doze Apóstolos, que estava presente durante a Última Ceia (veja o quadro na página 58), escreve que, após a ceia e sacramento, Jesus e seus apóstolos cantaram um hino (veja Mateus 26:30 ).

•Por que Jesus e os discípulos cantar um hino?
Um hino também pode ser um salmo. Há cento e cinquenta salmos do Velho Testamento. Possivelmente Jesus e seus discípulos cantaram um salmo do Antigo Testamento como uma indicação a Deus para que eles louvaram o nome dele, quis fazer a vontade dele, e procurou orientação para cumprir a missão diante deles.

Jesus orou no Getsêmani

Matthew forneceu um relato vívido do que aconteceu no Jardim do Getsêmani. Leia Mateus 26:34-44 .

Jesus perguntou a Pedro: “O que, vocês não poderia assistir a uma hora comigo?” ( Mateus 26:40 ).

•Poderia esta questão também se aplica a pessoas cujas mentes não estão no sacramento enquanto ele está sendo transmitido?
Jesus no caminho do Calvário

Jesus foi traído, tomada por soldados, e submetido a vários ensaios. Ele foi espancado e cuspido. Uma coroa de espinhos foi colocada sobre sua cabeça. O Evangelho de João diz: “E ele, carregando a sua cruz, saiu para um lugar chamado lugar da Caveira, que é chamado em hebraico Gólgota” ( João 19:17 ).

•Por que Jesus submeter-se às provas, os espancamentos, ea crucificação? (Jesus tinha comprometeu-se a cumprir uma missão. Sua submissão foi um ato de amor ao Pai e por nós.)
•Jesus poderia ter se poupado dos sofrimentos e morte impostas pelos seus perseguidores? (Sim. Ele disse que ele poderia ter orado ao Pai e recebeu mais de doze legiões de anjos para ajudá-lo [ver Mateus 26:52-54 ]. Além disso, ele deixou claro que nenhum homem poderia tirar sua vida com ele, mas ele estava dando a sua vida se [ver João 10:18 ].)
Jesus foi crucificado

Leia a seguinte escritura, e mostrar a imagem de fundo na página 61:

“E, quando chegaram ao lugar, que é chamado Calvário, ali o crucificaram. …

“Então disse Jesus: Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem. “( Lucas 23:33-34 ).

•O que aprendemos sobre Jesus quando consideramos esta declaração, o que ele fez enquanto seus perseguidores estavam colocando-o à morte? (Aprendemos que ele tinha amor, mesmo para aqueles que eram ignorantes e maus.)
•Como isso faz você se sentir?
Jesus foi sepultado no túmulo

Quando Jesus morreu na cruz que sexta-feira há muitos séculos atrás, José de Arimatéia e outros discípulos preparou o seu corpo e colocou-o no sepulcro de José (ver João 19:38-42 ).

•Como você acha que José de Arimatéia e os outros que amavam Jesus sentiu como eles levaram Jesus descido da cruz?
Já a família se expressar livremente, revelando como eles se poderia ter sentido.

Ele Ressuscitou!

Jesus tinha poder para tomar o seu corpo para cima novamente. Ele ressuscitou e ressuscitou dentre os mortos o próximo domingo de manhã, o primeiro dia da semana. Ele foi a primeira pessoa a ser ressuscitado, e ele tornou possível para todos nós para um dia ser ressuscitado.

Leia a seguinte passagem:

“Porque assim como em Adão todos morrem, assim também em Cristo todos serão vivificados” ( 1 Coríntios 15:22 ).

•Será que todos que vem a este mundo tem que morrer? (Sim.)
•Temos de acreditar em Adão para que isso aconteça para nós? (N. º)
•Será que todos nós ser ressuscitado? (Sim.)
•Nós temos que crer em Cristo para ser ressuscitado? (N. º)
Explique que o Salvador livremente deu este dom da ressurreição de todos os filhos de nosso Pai Celestial. Peça a cada membro da família expressar como ele se sente sobre este grande presente.

Lição Treze: Batismo e Nome de Cristo

Noite Familiar Livro de Recursos , (1997), 52

Todos aqueles que são os verdadeiros crentes em Cristo tomou sobre si alegremente o nome de Cristo.
[ Alma 46:15 ]
FINALIDADE
Membros da família ajudar a entender o que significa tomar sobre si o nome de Jesus Cristo, quando eles são batizados.

Para o pai
Moroni disse que “todos aqueles que eram os verdadeiros crentes em Cristo tomou sobre si alegremente o nome de Cristo, ou cristãos … por causa de sua crença em Cristo” ( Alma 46:15 ).

Como tomamos sobre nós o nome de Cristo, fazemos o convênio de ser obediente aos princípios do evangelho. Tudo o que fazemos deve ser baseada no exemplo de Cristo. Se fizermos isso com prazer, vamos encontrar alegria em viver o evangelho. Vamos sentir bem sobre nós mesmos e ter o desejo de fazer o que é certo. No batismo, fazemos o convênio de tomar sobre nós o nome de Cristo. Esta lição é ajudar você e seus filhos percebem a importância desta aliança. (Vercapítulo 20 , “Batismo”, Princípios do Evangelho [31110], pp 128-35).

PREPARAÇÃO
1. Prepare dois pedaços de papel para cada membro da família, um com seu primeiro nome, e um com o seu último nome. Em seguida, escondê-los na sala.
2. Número seis pedaços de papel, de um a seis anos, e colocá-los em um chapéu ou saco de que para atraí-los.
HINO sugerido e CANÇÃO
“Vinde a Mim” ( Hinos, nenhum. 116 ).

“As coisas que eu faço” ( Músicas para Crianças, p.170 ).

SUGESTÃO
Nomes importantes

Diga aos seus familiares que há dois pedaços de papel escondidos no quarto que lhes pertencem. Faça com que cada membro da família para caçar os dois artigos que pertencem a ele. Afinal encontraram seus nomes, explicar que eles tinham que procurar, até que encontraram o único papel com seu primeiro nome, mas eles poderiam dar o primeiro papel que eles encontraram com o seu sobrenome. Seus nomes pertencem a eles individualmente, mas seu sobrenome pertence a toda a família e mostra que eles são um membro da família. Fale sobre como é importante o seu nome de família é, como você está orgulhoso de seu nome. Se você conhece algum fatos históricos ou especiais sobre como seu nome de família veio a ser, usá-los. Tente desenvolver um sentimento de amor e orgulho para seu nome de família e da família.

Explique que a sua família está para certas coisas. Pergunte a seus filhos o que algumas delas são. Você pode obter respostas como nós acreditamos no evangelho, nós somos honestos, ou podemos tentar ser amigável. Diga aos seus filhos que o que eles fazem reflete sobre sua família. Cada um de nós tem a responsabilidade de ajudar a tornar o nosso nome de família respeitada.

Saliente que, assim como nós nascemos em nossa família, quando veio à Terra, nós nascemos para outra família quando somos batizados. No batismo, tornamo-nos membros da ‘igreja ou membros de sua família de Jesus. Nós fazemos um convênio com o Pai Celestial para tomar sobre nós o nome de Cristo.

Eu tomar sobre mim o nome de Cristo

Diga a sua família que, depois de Jesus foi morto, seus fiéis seguidores, aqueles que tinham sido batizados, foram perseguidos. Paulo, o Apóstolo veio a Antioquia da Síria, onde um grupo de membros da Igreja foram para ensinar as pessoas a respeito de Cristo.

Ter alguém ler Atos 11:26 em voz alta. Explique que os inimigos dos discípulos começou a chamar os seguidores de Jesus “cristãos” depois do nome de Cristo, para separá-las. O nome foi dado como um insulto, mas foi aceito de bom grado pelos seguidores de Jesus. Eles estavam contentes de ser chamados cristãos e estavam orgulhosos do nome.

•Como isso faz você se sentir a perceber que você tem realmente tomado sobre vós o nome de Cristo, de que você é um cristão?
•Você está feliz em ser chamado de cristão? Por quê?
Diga a sua família a seguinte história, que ilustra como uma menina sentiu sobre como se tornar um cristão:

A escolha de Sarah

Sarah tinha oito anos de idade. Ela estava animado para ser oito, mas preocupada ao mesmo tempo, porque ela queria ser batizado. Sua mãe e seu pai não eram ativos na Igreja, e ela não sabia o que eles diziam. Sarah tinha aprendido com seus professores primários como o batismo era importante. Ela sabia que, se ela foi batizada ela estaria prometendo ao Pai Celestial que ela ia à igreja, mesmo que ela tinha que ir sozinha. Ela também seria a promessa de viver corretamente e obedecer os mandamentos.

•Você pensa que esta foi uma decisão difícil para Sarah para fazer?
Sarah orou sobre isso e decidimos que era importante que ela seja batizado. Ela sabia que era o que o Pai Celestial queria que ela fizesse. Seus pais concordaram que ela poderia ser batizado.

Sentia-se bem quando ela foi batizada. Ela sabia que o Pai Celestial e Jesus estavam felizes. Ela sabia que, se ela trabalhou duro, o Espírito Santo iria ajudá-la a guardar os mandamentos e ser uma boa influência para sua família.

•Como você acha que Sarah sentiu quando ela tomou-lhe o nome de Cristo e se tornou um membro da sua família?
Relembre a sua família que, quando fazemos o compromisso de ser batizado e tomar sobre nós o nome de Cristo, precisamos viver nossas vidas como o Pai Celestial e Jesus querem que a gente.

Sugerir a eles que se deparar com uma situação em que eles estão tendo dificuldade de tomar uma decisão, eles se perguntam: “O que Jesus quer que eu faça?”

Fico feliz em ser chamado de cristão

Discutir alguns dos mandamentos que devemos manter que vai nos ajudar a agir como um cristão, ou como Jesus iria querer-nos a agir. Use as imagens da aula para ajudar a identificar esses mandamentos. Explique que cada pessoa vai trabalhar em um mandamento durante a semana. Deixe sua família falar sobre como eles poderiam guardar os mandamentos retratados.

Mostrar a família o chapéu ou o saco com os seis pedaços de papel na mesma. Que cada pessoa tirar um dos deslizamentos. O número sobre o pedaço de papel que cada pessoa escolhe identifica um dos seis quadros incluídos na lição. Cada pessoa deve trabalhar sobre o mandamento representado por essa imagem.

Incentive cada membro da família para orar sobre o que ele vai fazer para manter o mandamento que ele escolheu. Relembre a família de vez em quando durante a semana que eles estão tentando viver como Cristo teria-los ao vivo.

Conclua dizendo a seguinte história pelo Presidente George Albert Smith:

O que você fez com o meu nome?

“Um certo número de anos atrás, eu estava seriamente doente. … Com a minha família fui para St. George, Utah, para ver se ele iria melhorar minha saúde. …

“Em St. George, … fiquei tão fraco que mal conseguia me mover. Foi um esforço lento e desgastante para mim mesmo para virar na cama.

“Um dia, sob essas condições, eu perdi a consciência do que me rodeia e pensei que tinha passado para o outro lado. Eu encontrei-me de pé, de costas para um lago grande e bonito, de frente para uma grande floresta de árvores. Não havia ninguém à vista. … Eu percebi, ou pareceu perceber, que eu tinha terminado o meu trabalho na mortalidade e tinha ido para casa. …

“Comecei a explorar, e logo encontrei uma trilha pela mata que parecia ter sido usado muito pouco, e que quase foi obscurecida por grama. Eu segui esse caminho e depois que eu tinha andado há algum tempo e tinha viajado uma distância considerável pela floresta, vi um homem vindo em minha direção. Percebi que ele era um homem muito grande, e eu me apressei meus passos para alcançá-lo, porque eu reconheci como meu avô. … Lembro-me de como fiquei feliz ao vê-lo chegando. Eu tinha sido dado o seu nome e sempre foi orgulhoso dele.

“Quando meu avô chegou a poucos metros de mim, ele parou. Sua parada era um convite para eu parar. Então … ele olhou para mim muito intensamente e disse:

“Eu gostaria de saber o que você fez com o meu nome.”

“Tudo o que eu já tinha feito passou diante de mim como se fosse um filme numa tela, tudo que eu tinha feito. Rapidamente este retrospecto vívida desceu para o muito tempo que eu estava ali. Toda a minha vida passou diante de mim. Eu sorri e olhei para o meu avô e disse:

“Eu nunca fiz nada com seu nome de que você precisa se envergonhar.”

“Ele deu um passo para a frente e me tomou em seus braços, e como ele fez isso, eu me tornei consciente de novo do meu entorno terrenas. Meu travesseiro estava tão molhado como se a água tivesse sido derramada sobre ele molhado de lágrimas de gratidão que eu poderia responder sem vergonha.

“… Honre seus pais e suas mães. Honrar os nomes que você suportar, porque um dia você vai ter o privilégio ea obrigação de relatar para eles (e para o seu Pai no céu) o que você fez com o seu nome. “(” O seu bom nome “, Improvement Era, Mar . de 1947, p. 139.)

•Você acha que o Presidente Smith estava contente que ele tinha agido como um cristão e guardado os mandamentos do Pai Celestial?
Enfatize que, porque ele tinha vivido assim, ele fez o seu avô e Pai Celestial feliz.

•Você vive de tal forma que os outros possam dizer que você é parte da família de Cristo?
•Você está feliz de ser chamado pelo nome de Jesus Cristo?
Desafie cada membro da família a viver como aquele que deu sinceramente o nome de Jesus sobre ele.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Use a atividade na seção lição “Nomes importantes.” Faça os deslizamentos primeiro nome de papel de cor diferente e os deslizamentos de última nome de uma cor, ou escrever o nome de cada criança em uma cor diferente para o primeiro nome e na mesma cor para todos os sobrenomes. Esconder os papéis, e ajudar seus filhos a encontrar o seu próprio, dizendo-lhes a cor ou cores que eles estão procurando.

Depois de cada criança tenha encontrado o seu nome, falar sobre os nomes e por que você escolheu. Saliente que cada um tem um nome diferente, mas que todos eles têm o mesmo sobrenome. Fale sobre o seu nome de família e como você está orgulhoso dele e de ser uma família.

Explique que, quando eles se tornam oito anos de idade eles vão ter idade suficiente para ser batizado.

•O que vai acontecer quando você está batizado?
Deixe que as crianças lhe dizer o que sabem. Certifique-se de que eles percebem que o Pai Celestial quer que cada um de nós para ser batizado. Diga-lhes que precisamos fazer as coisas certas para estar pronto para o batismo e que prometemos ao Pai Celestial e Jesus a guardar os mandamentos após o batismo. Isso significa que agimos da maneira que Jesus quer nos fazer agir. Quando fazemos isso, estamos mostrando que amamos Jesus. Mostre aos seus filhos as fotos dos mandamentos. Deixe-os discutir os que eles possam identificar e explicar o resto. Fale sobre como eles podem manter cada um.

Você pode querer dizer-lhes sobre o dia em que foi batizado, ou deixar uma criança mais velha descrever seu batismo.

Terminar cantando a música “Quando sou batizado” ( Músicas para Crianças, p.103 ).

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Comece com a seção “Nomes importantes” da lição. Além disso, use as informações sobre Paul e os discípulos em Antioquia da seção “Eu tomo sobre mim o nome de Cristo”.

Explique que os seguidores de Alma no Livro de Mórmon também foram chamados cristãos (ver Alma 46:15 ).

•O que você acha da palavra cristã significava para Paulo e os discípulos de seu tempo? Para Alma e seus seguidores?
•O que a palavra cristão significa para você?
Deixe a sua família discutir o que é ser um cristão significa hoje. Enfatizar que, por causa da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é a verdadeira Igreja de Cristo, temos uma grande responsabilidade de viver como cristãos.

O rei Benjamim disse a seu povo a arrepender-se e entrar em uma aliança com Cristo. Leia Mosias 5:7-15 .

•O que significa ser “gerado espiritualmente” de Cristo ( Mosias 5:07 )?
Leia Gálatas 3:26-29 .

•Como nos tornamos filhos de Deus pela fé?
•O que significa “pôr em Cristo” ( Gálatas 3:27 )?
Discutir formas específicas em que você como uma família pode se tornar melhores cristãos. Faça com que cada membro da família escolher uma área em que ele gostaria de melhorar. Pergunte se existem momentos em que é difícil de levar o nome de Cristo sobre nós. Se sim, então essas são as áreas que precisamos trabalhar. Você pode querer usar as imagens como discutido na seção “Estou feliz por ser chamado de cristão.”

Conclua lendo a história do Presidente George Albert Smith. Diga a sua família que um dia vamos estar diante de Cristo e conta para o pacto que fizemos de tomar sobre nós o nome dele. Incentive-os a pensar e orar como eles podem se tornar melhores cristãos para que eles vão ser capazes de dizer que Cristo não fizeram nada de que se envergonhar.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Quando alguém vai para ser batizado

Se alguém da sua família está se preparando para ser batizado em um futuro próximo, use lição 29 , “Preparando para o Batismo.”

Saber o que o Batismo é observar um

Planeje com sua família para participar de um batismo. Antes de ir para o serviço de batismo, discutir com os membros da família o que vai acontecer. Incentive-os a ouvir quaisquer palestras e nas orações, incluindo a oração batismal.

Depois de voltar para casa, deixar que cada membro da família expressar seus sentimentos e impressões sobre o batismo. Esta será uma excelente oportunidade para explorar o que eles sabem sobre o batismo e seu significado e propósito.

Convidar um não-membro a um Batismo

Você pode convidar um amigo não-membro ou a família para participar de um batismo com você. Após o serviço, ter uma noite para casa juntos para discutir o que você viu eo que significou para cada um de vocês. Isso daria aos não-membros a oportunidade de fazer perguntas em um ambiente mais descontraído, onde todos podem fazer observações e comentários.

O Sacramento e Batismo

Discutir o sacramento e sua conexão com os convênios que fazemos quando somos batizados. Relembre a sua família que no batismo nossos pecados são lavados. Mas nós não somos perfeitos e vai cometer erros de novo. Enfatize que devemos tentar tão duro quanto pudermos para guardar todos os mandamentos, mas que o Pai Celestial providenciou um meio para que possamos superar nossos erros. Se realmente se arrepender, ele vai nos perdoar, e podemos renovar nossos convênios com ele quando tomamos o sacramento. Um dos convênios é de tomar sobre nós o nome de Cristo.

Expresse sua gratidão ao Pai Celestial para a prestação dessa maneira para vencermos nossos pecados. Você pode querer referir-se a lição 14 , “Participar do Sacramento”, para outras idéias e ajuda.

Batismo eo que significa

Faça uma ou mais aulas da reunião familiar a partir do material em capítulo 20 , “Batismo”, em Princípios do Evangelho, páginas 128 a 135. Este capítulo discute (1) por que devemos ser batizados (2), como devemos ser batizado (3), que deve ser batizada, (4) o batismo convênios, e (5) como o batismo nos dá um novo começo.

Os convênios do batismo

Comece perguntando a seguinte pergunta:

•O que é uma aliança? (Um acordo ou promessa entre duas ou mais pessoas.)
Discuta como sendo batizado estabelece um pacto entre o Pai Celestial ea pessoa batizada.

•Quais são as promessas que fazemos no batismo?
Leia Mosias 18:1-17 . Discuta em detalhes os convênios dos seguidores de Alma fez quando foram batizados e os convênios feitos Pai Celestial ( Mosias 18:8-13 ). Ajudar a sua família a perceber que estes são os mesmos convênios que fazemos eo Pai Celestial faz quando somos batizados. Leia o versículo 11, e perguntar a sua família porque eles acham que essas pessoas bateram palmas de alegria.

Que os membros da família que já foram batizados expressar a felicidade e alegria que vêm a eles como eles tentam manter seus convênios batismais. Sugerir que da próxima vez que tomar o sacramento, eles pensam sobre esses convênios e quão bem eles estão mantendo-os. Sugira que lembrar e tentando manter os convênios nos ajuda a renová-los, quando tomamos o sacramento.

O caminho reto e estreito

Em um cartaz ou um pedaço grande de papel, desenhar um caminho movendo para cima. Perto do meio do caminho desenhar uma porta ou na porta de todo o caminho. Rotular o caminho “Caminho para a Vida Eterna.”

Já os membros da família leia 2 Néfi 31:13-18 e sugerir as etiquetas das peças da via antes da porta (por exemplo, o arrependimento ea fé) eo próprio portão (batismo e do dom do Espírito Santo).

Pergunte à família o que os rótulos que possam colocar no caminho depois do portão. Depois de terem discutido as possibilidades, ter alguém que leia 2 Néfi 31:19-20 , e completar a rotulagem.

•O que se entende por “banqueteando-vos com a palavra de Cristo”? (Ler e estudar as escrituras.)
•O que significa a frase “perseverar até o fim” significa? (Mantendo mandamentos do Pai Celestial por todo o resto de nossas vidas.)
Explique que o batismo não é um fim, mas um começo. Conclua lendo 2 Néfi 31:21 . Preste seu testemunho sobre a veracidade das palavras de Néfi.

Lição Doze: Jesus é meu exemplo

Noite Familiar Livro de Recursos , (1997), 48

Eu sou a luz do mundo: quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.
[ João 8:12 ]
FINALIDADE
Ajuda os membros da família seguir o exemplo de Jesus, quando eles tomam suas decisões diárias.

Para o pai
Nesta lição, você irá rever alguns dos atributos possuído por Jesus que você e sua família gostariam de adquirir para se tornar mais parecido com ele e nosso Pai Celestial. Você pode ensinar um ao outro o hábito de perguntar “O que o Senhor quer que eu faça?”, Como você faz suas decisões diárias.

PREPARAÇÃO
1. Prepare-se para a atividade que será realizada na escuridão ou com o uso de uma venda nos olhos.
2. Prepare o gráfico intitulado “O que o Senhor quer que eu faça?”
HYMNS sugerido e CANÇÃO
“Vinde a Mim” ( Hinos, nenhum. 116 ).

“Faz-me Andar Só na Luz” ( Hinos, nenhum. 304 ; Músicas para Crianças, p.177 ).

SUGESTÃO
“Eu sou a Luz do mundo”

Apague todas as luzes da casa, ou usar uma venda nos olhos, se ele ainda é leve. Peça a um dos membros da família para realizar uma tarefa difícil, como escrever uma frase em um pedaço de papel ou encontrar vários artigos para o lar e colocá-los em um só lugar. Em seguida, ligue as luzes ou remover a venda, e mostrar a facilidade com que a mesma tarefa pode ser feito à luz.

Ter um membro da família ler em voz alta João 8:12 .

•Como Jesus é a Luz do Mundo? (Ele é o único que ilumina nosso caminho.)
•Como é que ele nos dê luz? (Ele nos deu o seu exemplo e ensinamentos.)
•Por que é mais fácil de tomar as decisões certas, com a ajuda da luz de Jesus? (Seus exemplos e ensinamentos iluminar o caminho para nós. Podemos ver os caminhos que devemos tomar com mais clareza.)
Memorize João 8:12 juntos como uma família. Em seguida, cantar “Faz-me Andar Só na Luz”.

Jesus deu-nos o seu exemplo

Quais são algumas das coisas para a qual Jesus nos deu o exemplo dele, coisas que se aplicam a nossas próprias vidas?

Dirija sua discussão de acordo com as necessidades de sua família. Seguem alguns exemplos:

1. Ele nos mostrou o caminho para ser batizado ( Mateus 3:13-17 ).
2. Ele amava as criancinhas ( Marcos 10:13-16 ).
3. Ele ajudou os doentes e os deficientes ( Mark 6:53-56 , 7:31-35 ).
4. Ele era uma espécie ( John 4:6-10 ).
5. Ele não ficar bravo com aqueles que o ofenderam ( Mateus 27:29-31 ).
6. Ele perdoou aqueles que foram cruéis com ele ( Lucas 23:34 ).
7. Ele nos mostrou como orar ( Mateus 6:5-13 ).
8. Ele ensinou a importância da verdade ( João 8:32 ).
9. Ele resistiu a todas as tentações ( Mateus 4:2-10 ).
Em sua discussão, mostrar como Jesus sempre escolheu para fazer a vontade do Pai. Ele exemplificou o princípio do amor para com os outros.

Conte a seguinte história, e pedir os membros da família para ouvir as maneiras Kaye poderia usar o exemplo de Jesus:

Decisão do Kaye

Dez anos Kaye ficou em casa enquanto sua mãe saiu para comprar comida para a família. Sua mãe pediu-lhe para limpar seu quarto e para a prática de seu violino.

Kaye rapidamente limparam o quarto dela. Então, sem pensar, ela ligou a televisão. O programa que estava interessado muito dela.

“Eu deveria praticar o meu violino”, pensou Kaye. “Mas eu não gosto de praticar. Além disso, eu quero ver este show. “

Ela estava tentado a assistir ao jardim da frente para ver quando a mãe chegava em casa. Então, quando a mãe chegou, Kaye poderia rapidamente desligar a televisão, tirar o violino, e fazer parecer que ela estava praticando.

•Como o exemplo de resistir as tentações de Satanás de Jesus ajudar Kaye com sua tentação?
•O que o Senhor quer Kaye fazer agora?
O que Jesus quer que eu faça?

Traga-se alguns exemplos positivos em sua casa durante o dia ou a semana quando parar para pensar ajudou um membro da família fazer uma melhor decisão. Se os membros da família trazer alguns exemplos negativos, tome cuidado para não acusar ou constranger ninguém. Mantenha a discussão positiva.

Para decisões entre certo e errado, devemos nos perguntar: “O que o Senhor quer que eu faça?”

•Como você pode ser lembrado para pedir-vos esta importante questão durante a semana?
Para ajudar os familiares a seguir o exemplo de Jesus, tê-los manter um registro de suas decisões durante a próxima semana. Faça um gráfico simples, como o seguinte para cada membro da família. Peça-lhes para colocar uma cara feliz no gráfico quando eles optam por fazer o que Jesus gostaria que fizessem. Os pais devem fazer isso também. Por seu exemplo, as crianças podem aprender melhor como seguir Jesus.

O QUE O SENHOR QUER QUE EU FAÇA?

Nome ____________

Dia

Decisões

Seguido o Salvador

Durante a semana, cumprimentar cada membro da família sobre a forma como ele está fazendo.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Use a atividade de introdução da aula regular, e cantar “Faz-me Andar Só na Luz”. Nas suas próprias palavras, dizer como Jesus sempre foi amorosa, gentil e verdadeira. Explique aos seus filhos em termos simples, a idéia de se perguntando: “O que que o Senhor quer que eu faça” Então leia a seguinte história sobre João:

John estava feliz

John estava em seu caminho para a escola. Ele estava correndo, porque ele queria se divertir jogando antes começou a escola. Ele passou Jenny. Ela estava em seu triciclo. Mas ela não estava andando. Ela estava sentada lá. Jenny tinha apenas três anos, e John tinha seis anos.

João disse: “Olá, Jenny.” Então ele viu que Jenny estava chorando. John parou. “Qual é o problema, Jenny?”, Questionou.

“Eu não posso encontrar minha casa”, gritou Jenny. John sabia onde era a casa de Jenny, mas se ele parou de levá-la para casa, ele não iria chegar à escola a tempo de jogar.

•O que você faria se você fosse John?
•O que o Senhor quer que John que fazer?
John não queria parar, mas quando viu as lágrimas no rosto de Jenny, ele não podia deixá-la ali perdido. Ele disse: “Não chore mais, Jenny. Vou levá-lo para casa. “Ele a ajudou a transformar seu triciclo na direção certa e caminhou ao lado dela. Jenny parou de chorar. Quando ela viu a casa dela, ela parecia feliz.

•Como você acha que João se sentiu?
•Como você acha que ele teria sentido se ele tivesse deixado Jenny chorando e tinha ido para a escola em tempo para jogar?
Você pode querer exibir uma imagem de Jesus em um gráfico. Abaixo dele, no lado esquerdo, escreva o nome de cada criança. Desenhar uma linha sobre o papel separando cada nome.

Quando uma criança faz algo para fazer alguém feliz, deixá-lo colar ou gravar uma cara feliz no seu espaço.

Deixe que as crianças fazem os rostos felizes durante a noite em casa. O contorno pode ser feito por rastreio em torno de uma moeda ou botão.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Após a realização da atividade envolvendo escuridão, cantando o hino, e estudar as escrituras apropriadas, ter alguém que leia a seguinte história:

“Na medida em que tiverdes feito isso vos um dos menos um desses”

Roger sentou-se à mesa de jantar, cansado, mas feliz. Era sábado, e ele passou oito horas na biblioteca da universidade estudando para três exames de meio de mandato, ele foi programado para levar na segunda-feira. Ele queria jogar tênis e ir para o jogo de futebol, mas tinha estudado em seu lugar. Ele estava feliz que ele não tivesse feito essas coisas, confiante de que ele estava preparado para seus testes. Roger queria manter sua média de pontos de alto grau, porque ele seria a aplicação de pós-graduação na primavera. Mas ele ainda se perguntava: “Por que os professores parecem agendar testes no mesmo dia?”

Colegas de quarto de Roger tinham ido em datas naquela noite. Roger estava preparando sua lição de Doutrina do Evangelho em seguir o exemplo de Jesus para a manhã seguinte. Ele estava feliz por estar sozinho com seus pensamentos.

Quando a campainha tocou, Roger reagiu com uma careta. “Quem estaria vindo aqui em um sábado à noite?”, Ele murmurou.

Ainda carrancudo ele deixou o manual de aula fechada queda e empurrou sua cadeira da mesa. Quando ele abriu a porta, ele encontrou um homem com barba por fazer, vestido desgrenhada sobre 40 anos de idade. A respiração do homem cheirava a tabaco e bebidas alcoólicas.

“Eu só dirigi para a cidade”, disse o homem, “e meu carro parou bem aqui no meio da sua rua.” O homem explicou como ele não tinha comido durante todo o dia e que o seu amigo tinha um filho frequentar a universidade a quem ele queria encontrar. “Você poderia me poupar uma mordida para comer e, em seguida, me ajudar a descobrir o que há de errado com o carro? Você provavelmente poderia me ajudar a encontrar o filho do meu amigo, também, não pode? “

Roger tentou pensar em uma desculpa. Afinal, há várias outras casas na rua, em que as famílias, e não estudantes, viveu. Eles provavelmente tinham mais comida. Eles provavelmente não precisa se preocupar com o ensino da Escola Dominical e não eram tão cansado como estava esta noite. Além disso, ele pensou, este homem pode até pedir para ficar durante a noite.

Por outro lado, Roger sabia alguma coisa sobre carros. Se ele usou seu diretório escola, ele provavelmente poderia encontrar a pessoa que este homem estava procurando. Mas e se ele não poderia? O que seus companheiros de quarto acho que se eles viram este homem despenteado no apartamento? E ele ainda não tinha preparado a sua lição da Escola Dominical.

•O que você acha que você faria se você fosse o Roger?
•O que o Senhor, o que você faz? Por quê?
Leia Mateus 25:31-46 .

•Quem está falando de Jesus, quando ele diz: “Vós tendes feito isso vos um dos menos um destes meus irmãos mais pequeninos” ( Mateus 25:46 )?
•Por que são os mandamentos mais difíceis de manter, tais como mostrar o amor a todos, os que nos trazem o crescimento mais pessoal?
Discuta como a decisão de Roger faria uma diferença na lição que ele daria em seguir o exemplo de Jesus. Trazer para fora a ideia de que quando seguimos Jesus, nossa fé nele cresce, e vamos encontrá-lo mais fácil de segui-lo.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
O que é um exemplo?

Estas sugestões funcionam melhor com crianças pequenas.

Play “Faça o que eu faço.” Cada membro da família tem a sua vez como líder. O líder está na frente dos outros e executa alguma ação como bater palmas, tocar o nariz, piscando, ou dizer alguma coisa. O resto do grupo, então, imita suas ações. Os pais ou a realização da noite familiar pode querer ser líder depois os outros tiveram uma volta para que eles possam apresentar alguns exemplos de comportamento reverente para os outros a seguir, como cruzar os braços ou de joelhos, como se para a oração.

Discutir a idéia de usar Jesus como nosso exemplo.

O desenvolvimento de uma vida mais cristã

Estas sugestões trabalhar melhor com os adolescentes e adultos.

Élder Neal A. Maxwell deu doze orientações que irão nos dizer como estamos progredindo em direção a uma vida mais cristã. Você pode querer dedicar várias reuniões familiares para a discussão de um ou mais deles. Eles são-

1. Atingir o equilíbrio certo entre a auto-contentamento e ambição.
2. Seguir os conselhos de Moisés seguiu o conselho de Jetro ( Êxodo 18:17-24 ).
3. Não sendo muito absorvido em um aspecto da vida, como Marta ( Lc 10,41-42 ).
4. Rezando para que as coisas certas.
5. Ter razões certas para o nosso bom comportamento.
6. Tomando gratidão o que a vida traz.
7. Amar nossos inimigos.
8. Ser livre da inveja daqueles que fazem melhor do que nós.
9. Perdoar e esquecer.
10. Usando nossas adversidades como ferramentas para crescer.
11. Tornando-se mais paciente.
12. Tornando-se mais dispostos a seguir o Senhor onde quer que ele pode nos levar. (Veja “A Vida de Cristo Centrado”, Ensign, agosto 1981, pp 13-17.)
Você pode querer simplificar estas diretrizes para fazer um teste de auto-avaliação de doze item. Já os membros da família passam quinze ou vinte minutos a responder silenciosamente para os itens para avaliar o seu próprio progresso. Os membros da família não devem ser obrigados a revelar as suas respostas.

Lição Onze: A minha fé em Cristo pode crescer

Noite Familiar Livro de Recursos , (1997), 43

Cremos que os primeiros princípios e ordenanças do Evangelho são:. Primeiro, Fé no Senhor Jesus Cristo
[ Regras de Fé 1:4 ]
FINALIDADE
Ajude a sua família aumentar a sua fé em Jesus Cristo.

Para o pai
As crianças têm uma fé natural em qualquer coisa que seus pais lhes dizer. Se eles aprendem sobre Jesus em tenra idade, eles vão ter uma fé simples que ele vive e que ele ama. Isso vai ajudar a trazer o seu Espírito em suas vidas. É por isso que você está ordenado pelo Senhor para ensinar seus filhos a fé em Jesus Cristo, enquanto eles são jovens.

Sua fé infantil cresce à medida que você fornecer oportunidades para eles para orar, para aprender sobre o Salvador, e para aplicar sua fé em suas vidas.

Se você quer que sua família a ter fé em Jesus, eles devem vê-lo rezar, estudar o evangelho, e seguindo os ensinamentos do Salvador. Exemplo é muito mais importante do que qualquer coisa que você pode dizer a eles. As palavras que você diz vai ter mais significado quando os seus filhos ver o seu exemplo.

Através da partilha de experiências de construção de fé com seus familiares, você vai ajudá-los a crescer na fé até que se tornem fortes o suficiente para enfrentar com sucesso as tentações e provações em suas próprias vidas.

PREPARAÇÃO
1. Traga um quadro-negro e giz ou cartaz e marcador.
2. Traga uma semente e, se possível, uma foto da planta se torna.
3. Prepare o gráfico “A nossa fé em Jesus Cristo pode crescer”, como ilustrado sob o título “Como ajudar nossa fé crescer.”
4. Prepare um pedaço de papel para cada membro da família com a frase “eu vou aumentar a minha fé em Jesus esta semana-” escrito nele.
HINOS SUGERIDOS
“Vinde a Mim” ( Hinos, nenhum. 116 ).

“A Luz Divina” ( Hinos, nenhum. 305 ).

SUGESTÃO
A fé em Cristo traz-nos força

Comece por dizer a sua família sobre o sonho de Leí ( 1 Néfi 8 , 15:21-36 ):

Lehi era um profeta que viveu há muito tempo. Seu sonho era sobre o caminho para a vida eterna. Em seu sonho, Leí viu uma bela árvore. A árvore representava o amor de nosso Pai Celestial tem para nós. Seu fruto é a vida eterna. Havia um caminho reto e estreito que conduz à árvore. Ao longo do caminho era uma vara de ferro. A barra de ferro representou a palavra de Deus, ou seus mandamentos. Um rio corria ao lado do caminho, e ele estava cheio de água suja. O rio representou a maldade e pecado no mundo que as pessoas podem cair. Como Lehi observava pessoas que se deslocam ao longo do caminho, surgiu névoas de escuridão que tornou difícil para eles para ver onde eles estavam indo. Muitas das pessoas que se agarrou a barra de ferro para ficar no caminho. Outros vagavam nas brumas da escuridão e se perderam. Aqueles que realizada a haste atingiu a árvore.

•O que fez algumas das pessoas capaz de segurar e avançar através das névoas de escuridão em vez de tornar-se confuso, deixar ir, e perder o seu caminho? (Eles acreditavam que a vara iria levá-los em segurança através da escuridão para a árvore. Confiaram-lo.)
Explique que esta é a fé.

•O que você acha que as névoas de escuridão representados? (Temptations que tornam difícil manter nossas mentes e corações sobre o objetivo da vida eterna.)
•O névoas da escuridão que temos na vida hoje?
Explique que todas as pessoas têm momentos em suas vidas em névoas de escuridão cercá-los. Os problemas surgem que parece insolúvel. Dificuldades vir que parecer desnecessário e injusto. O sofrimento, o fracasso, problemas familiares, guerra, falsos ensinamentos e confusão sobre por que as coisas estão acontecendo, por vezes, combinam-se para fazer-nos perder de vista para onde estamos indo. Quando isso acontece, algumas pessoas desistem e perder o seu caminho, mas outros são capazes de continuar e até mesmo manter uma atitude alegre e ajudar os outros. A fé faz a diferença. Neste momento, você pode querer compartilhar exemplos de sua própria vida ou da vida dos outros que conquistaram ensaios através da fé.

Nós podemos desenvolver a fé em Jesus Cristo

Diga a sua família que uma das melhores maneiras de se preparar para enfrentar a vida com sucesso é desenvolver a fé em Jesus Cristo. Ter citações alguém ou ler a quarta regra de fé . A fé em Jesus é o primeiro princípio do evangelho. (Vercapítulo 18 , “A fé em Jesus Cristo,” Princípios do Evangelho [31110], pp 116-21).

•O que é fé? (A crença em algo que não pode ser visto ou provado por métodos científicos. Uma confiança que é tão forte que nos leva a agir sobre ela.)
•Por que a fé em Jesus Cristo é tão importante?
Para responder esta pergunta, leia João 14:6 .

•O que maneira quer dizer?
•O que Jesus quis dizer quando disse que ele é o caminho?
Discuta como Jesus conduz o caminho de volta ao Pai Celestial. Nós pertencemos a sua igreja e seguir o seu exemplo. Temos fé em seu grande sacrifício, o que nos permitirá voltar ao nosso lar celestial, se nós nos prepararmos.

•Por que podemos ter fé que Jesus é o caminho de volta ao Pai Celestial? (Como o Pai Celestial enviou para nos mostrar o caminho, porque Jesus faz e diz apenas que o Pai Celestial quer que ele, e por causa de nossos próprios testemunhos.)
Ter fé em Jesus, devemos conhecer a Ele

•Por que, às vezes, com medo de estranhos? (Porque nós não os conhecemos e não sabemos se podemos confiar neles.)
Discuta por que é difícil ter fé em alguém que não sabemos. Explique que a fé vem de conhecer e confiar em alguém. Ter fé em Jesus, temos que conhecê-lo. Use seu quadro-negro ou cartaz para escrever algumas das coisas que sua família sabe a respeito de Jesus, como a-

1. Ele é o Filho de Deus.
2. Ele vive.
3. Ele nos ama.
4. Ele ama a todos.
5. Ele morreu por nós.
6. Ele é o nosso Salvador.
7. Ele é paciente.
8. Ele é perdão.
9. Ele tem poder sobre os elementos da terra.
10. Ele sabe o que é melhor para nós.
11. Ele quer que sejamos felizes.
12. Seus ensinamentos vêm do Pai Celestial e nos levará de volta para ele.
13. Ele eo Pai Celestial apareceram a Joseph Smith.
A fé cresce

Diga a sua família que você sabe que eles já têm fé em Jesus por causa de algumas das coisas que eles acham que, por exemplo, e fazer. Cite algumas das maneiras de mostrar sua fé. Por exemplo, eles foram batizados na sua igreja. Eles detêm a noite familiar. Eles vão à igreja. Eles oram ao Pai Celestial como Jesus ensinou-os a.

Leia Mateus 17:20 .

•Por que Jesus compara a fé a uma semente?
Mostrar a semente que você trouxe, e explicar que, embora seja pequeno ele tem a capacidade de se transformar em uma grande planta. Mantenha-se a imagem da planta. Diga a família que a semente de mostarda foi escolhido por Jesus para ensinar a fé, porque é uma pequena semente que cresce em uma árvore.

A fé geralmente começa como uma coisa pequena. Por vezes, inicia-se com apenas o desejo de crer. Como a semente, tem em si a capacidade de crescer em força e poder. Para crescer, ele precisa ser plantada e cuidada. (Ver Alma 32:28-43 .)

A semente da fé é plantada em nossos corações. Como nós cuidamos dele e ele começa a crescer, a nossa fé enche a nossa vida de bênçãos, e encontramos milagres acontecendo em nossas vidas. Estas não podem ser milagres como o movimento de uma montanha, mas vamos observar as mudanças que ocorrem em nós mesmos e aqueles que nos rodeiam que pensamos que nunca iria acontecer. Vamos sentir as bênçãos do Pai Celestial em nossas vidas e têm razão para se alegrar. Teremos a confiança e força para segurar a barra de ferro até que alcancemos a vida eterna.

Como ajudar a Nossa Fé Crescer

•O que podemos fazer para ajudar a nossa fé em Jesus Cristo crescer?
Depois de sua família tem respondido a esta questão, espera-se o gráfico que você fez, “A nossa fé em Jesus Cristo pode crescer”, usando o exemplo abaixo:

Nossa fé em Jesus Cristo pode crescer

1. Ore ao Pai Celestial, e pedir-lhe para ajudar a sua fé em Cristo crescer.

2. Aprenda tudo o que puder sobre o Salvador.

3. Siga o exemplo de Jesus e seus ensinamentos.

Discuta cada passo que você lê-lo, usando as seguintes idéias:

1. A oração é importante para tornar a nossa fé crescer, porque a sensação de firmeza ou testemunho de Jesus Cristo só pode vir do Pai Celestial. Ele vem por revelação por intermédio do Espírito Santo. Precisamos da ajuda de nosso Pai Celestial a conhecer Jesus e de entender e ter fé nas coisas que aprendemos sobre ele.
2. Temos de continuar a aprender tudo o que puder sobre o nosso Salvador. Temos as escrituras para nos ensinar sobre a sua vida e ensinamentos. Temos as nossas aulas da Igreja e reuniões sacramentais. Temos também seminário, reunião familiar, e as revistas da Igreja para nos ensinar sobre ele eo que ele quer que façamos.
3. A melhor maneira que podemos desenvolver a fé em Jesus é viver seus ensinamentos. Isto é como nós aprendemos que eles trazem bons resultados e alegria para nós. Na verdade, a fé é acreditar e confiar nele o suficiente para fazer o que ele quer que façamos, mesmo quando é difícil. Ao utilizar a nossa fé, desta forma, ela vai crescer. Também vai achar que sabemos e entendemos melhor o Salvador.
Conte a seguinte história ou um similar de sua própria experiência:

Margie segue os ensinamentos de Jesus

Margie parou na mesa do professor em seu caminho para fora da sala de aula para o almoço. Ela olhou para os prismas que ele tinha exibido e não pude resistir escolhê-lo e fazer um arco-íris na luz. Ela assistiu a dança do arco-íris para cima e para baixo na parede. Ela sacudiu o prisma para fazer a dança do arco-íris mais rápido. Como ela se mexesse, o prisma escorregou de sua mão. Ela se esforçou para pegá-lo, mas em vez bateu mais dois prismas fora da mesa do professor. Ela olhou com horror para o vidro quebrado a seus pés. Então, ela olhou em volta e viu que estava sozinha e que ninguém tinha visto o acidente. Ela saiu correndo do quarto.

Durante o almoço, Margie não sentir fome. Ela não tinha vontade de jogar com seus amigos. Ela se sentia muito infeliz. Ela sabia que tinha feito algo errado. Ela sabia que Jesus queria que ela admitir seu erro, mas ela não sabia se podia suportar a humilhação. Ela nunca tinha tido problemas na escola antes. Ela estava assustada e perturbada.

Finalmente Margie decidiu que ela iria dizer a ela professor assim que o almoço tinha acabado. Ela estava tão nervosa com isso que ela ficou para trás, até que ela foi o último a voltar para a aula.

Lá, ela encontrou seu professor com raiva exigente, “Qual de vocês quebrou estes prismas?”

A classe ficou em silêncio. Margie quase fracassou em sua resolução.

“Eu fiz isso”, disse Margie finalmente. “Foi um acidente. Eu sinto muito. “

O professor olhou surpreso. Em seguida, ele calmamente pediu-lhe para ajudá-lo a limpar o vidro. Para a surpresa de Margie, seu coração sentia feliz como ela trabalhava. Todos os sentimentos ruins que tinham estado com ela durante o período de almoço tinham desaparecido, e em seu lugar foi um sentimento de paz. Margie sabia que ela tinha cometido um erro, mas também sabia que ela tinha lidado com isso da maneira certa. Ela tinha feito o que Jesus queria que ela fizesse.

•Como você acha que essa experiência ajudou a fé de Margie em Jesus para crescer?
•Você acha que a próxima vez será mais fácil para ela seguir os ensinamentos de Jesus?
•Por quê?
A fé em Jesus cresce a partir desta experiência única. Convide os membros da família para compartilhar experiências semelhantes que tiveram.

Nós podemos fazer a nossa própria fé crescer

Conclua falando sobre como sua fé em Jesus Cristo vai crescer apenas como você trabalha para fazê-lo crescer. Ao rezar, estudar sobre o Salvador e viver seus ensinamentos, você vai saber por vocês mesmos que você pode confiar nele. Você vai saber que segui-lo trará felicidade e paz. Então, quando você encontrar dificuldades, você terá a fé para guardar os seus mandamentos, sabendo de uma forma muito pessoal, que ele nunca vai deixar você para baixo.

•O que precisamos fazer para construir a nossa fé?
Distribua os papéis que você preparou, e pedir aos membros da família para pensar em pelo menos uma coisa que eles podem fazer para ajudar a sua fé em Jesus Cristo crescer. Ajudá-los a escolher algo que pode fazer imediatamente para que eles possam ter uma experiência bem sucedida. Diga-lhes para prestar especial atenção à forma como eles se sentem como eles fazem a missão que estabeleceram para si próprios.

Preste seu testemunho, e expressar seu amor para sua família. Deixe-os saber que você quer que eles tenham todas as bênçãos que vêm aos fiéis. Desafie toda a família, incluindo a si mesmo, que quando a tentação vem eles vão ser fortes.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Diga aos seus filhos que você está indo para falar sobre ter fé em Jesus. fé significa acreditar que Jesus vive e nos ama e que ele nos abençoará, se fizermos o que é certo. Se nós confio nele e seguir seus ensinamentos, teremos o maior prazer. Nossa fé em Jesus pode crescer aprendendo sobre ele.

Compartilhe algumas histórias sobre Jesus e que tipo de pessoa que ele é, com seus filhos. Escolha as suas histórias favoritas, e recontar seus favoritos. Depois de cada história, diga-lhes o que ele ensina sobre Jesus e por isso ajuda a ter fé nele. Seus filhos podem ainda não entender o que é fé, mas eles vão se beneficiar de ouvir as histórias sobre Jesus e sua fé vai crescer.

O seguinte é um exemplo de uma história que você pode dizer a seus filhos:

Jesus abençoa as crianças

Um dia Jesus estava ensinando as pessoas. Algumas das pessoas que queria que Jesus abençoe seus filhos pequenos, e eles começaram a levar seus filhos para onde Jesus estava sentado. Os discípulos de Jesus, que eram os homens que ajudaram Jesus, tentou manter o povo de trazer os meninos a Jesus.

Jesus viu isso e disse aos discípulos para deixar as crianças vêm a ele. Ele disse: “Deixai as crianças virem a mim, e não os impeçais, porque de tais é o reino de Deus” ( Marcos 10:14 ).

As crianças veio e subiu no colo de Jesus, e os abençoou e lhes mostrou o quanto ele os amava. (Veja Mark 10:14-16 ).

•Como você acha que Jesus sentia em relação a crianças pequenas?
Diga aos seus filhos que, durante a semana que você está indo para o trabalho em conjunto para desenvolver mais fé em Jesus, aprendendo mais sobre ele. Então compartilhar histórias de Jesus com as crianças durante toda a semana no horário das refeições ou na hora de dormir (por exemplo, a história de Jesus abençoando as crianças nefitas em 3 Néfi 17:17-25 ).

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Comece com o exemplo da haste de ferro como na lição normal. Você pode querer ler tudo ou parte dele a partir das escrituras.

Pergunte a seus familiares para compartilhar exemplos de pessoas que conhecem e que têm demonstrado grande fé.

Já alguém citar a quarta regra de fé .

•Por que a fé em Jesus Cristo, o primeiro princípio do evangelho?
Leia João 14:6 , e discutir o que significa que Jesus é o “caminho”.

•Como você poderia desenvolver mais fé em Jesus Cristo?
Leia e discuta as idéias sob a seção “A fé cresce.” Também discutir o gráfico.

Convide os membros da família para compartilhar experiências que tiveram em viver os ensinamentos de Jesus.

Distribua os papéis para o desafio, como descrito na lição de família, e que cada pessoa definir uma meta razoável para aumentar a sua fé em Jesus Cristo.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Aprender A fé em Cristo através das Escrituras

Há muitos exemplos de fé nas escrituras. Peça aos membros da família estar preparado para relacionar uma passagem escritura favorita que demonstra fé. Tê-los dar o fundo para a escritura e os detalhes que mostram a importância de ter fé em Jesus Cristo. Depois de cada história, discutir brevemente o que a fé fez para aqueles que a história ou o que a Escritura nos diz sobre a fé.

Algumas histórias das escrituras que você pode usar incluem-

1. Helamã e os dois mil jovens guerreiros ( Alma 56:41-47 , 57:24-27 ).
2. O irmão de Jarede ( Éter 3:1-13 ).
3. Jesus repreender seus Apóstolos ( Mateus 17:14-21 ).
4. Tomé ( João 20:19-29 ).
5. A visão de Joseph Smith ( Joseph Smith-História 1:11-20 ).
6. Os últimos dias de Moroni ( Moroni 1 , 07:33 , 10:32-34 ).
7. Alma entre os Zoramitas (Alma 31-32, especialmente Alma 32:27 ).
As diferenças entre Crença, Fé e Conhecimento

Introduza a lição perguntando sobre as diferenças entre crença, fé e conhecimento. Então, ter o pai (ou o filho mais velho da família) levantar cada criança, por sua vez. Explique que o pai é forte o suficiente para segurar a criança. Eles sabem disso, porque eles já passaram por isso. Diga-lhes que seu pai o ama e não prejudicá-los. Pergunte-lhes se eles acreditam que isso. Em seguida, pedir a uma criança para ficar de costas para o pai, os olhos fechados, e caiam para trás, enquanto seu pai o pega. Seja qual for a criança, na verdade, não, explique que a sua vontade de fazer o que lhe foi perguntado mostra fé nas promessas feitas por seu pai. Ele sabe que seu pai pode segurá-lo. Ele acredita que seu pai não iria deixá-lo se machucar. Ele demonstra sua fé por aceitar de bom grado a promessa de seu pai e, fazendo o que ele é convidado a fazer.

Depois que as crianças fizeram a atividade, ter lista familiares algumas das promessas Jesus fez para aqueles que acreditam e têm fé nele (por exemplo, João 4:14 , 11:25 ; D & C 05:16 ).

Discuta como crença e fé trabalho para trazer a promessa. Explique que, como o pai na família, Jesus nos fez uma promessa e que, se vamos ter fé que ele vive e vai manter suas promessas, podemos ter a vida eterna.

O Poder da Fé em Cristo

Tenha uma noite de histórias inspiradoras da vida dos membros da família, antepassados, ou de outras famílias da Igreja, como pioneiros e líderes da Igreja. Essa noite deve começar com um hino, como “Eu preciso de Ti Toda Hora” ( Hinos, nenhum. 98 ) ou “Pai do Céu, nós acreditamos” ( Hinos, nenhum. 180 ) e da leitura de textos apropriados.

Aprender a exercitar a fé

Comece a noite com uma série de exercícios físicos, como flexões, correr no mesmo lugar, ou flexões. Enquanto estes estão acontecendo, falar sobre como o exercício fortalece os músculos.

•Quais as necessidades mais exercício? (Nossos espíritos e nossa fé.)
•O que vai fazer por exercer fé? (Torná-lo mais forte e saudável.)
•Como podemos exercer a nossa fé? (By tendo testemunhos, compartilhar o evangelho com os outros, orar, estudar as escrituras e viver os mandamentos.)
Explique que, assim como o exercício físico, a construção de fé não costuma acontecer durante a noite, mas exige um esforço constante. Leia e discuta Tiago 1:22 através de Tiago 2:26 .

Lição dez: Jesus Feito Arrependimento Possível

Noite Familiar Livro de Recursos , (1997), 39

Eis que aquele que se arrependeu de seus pecados é perdoado e eu, o Senhor, deles não mais me lembro.
[ D & C 58:42 ]
FINALIDADE
Ajude a sua família apreciar o dom do arrependimento, que nos dá uma oportunidade para superar nossas fraquezas e crescer com a experiência.

Para o pai
Você pode imaginar como você se sentiria se você nunca poderia ser perdoado por quaisquer erros que você cometeu? Pense no grande fardo que teria de transportar, sempre lembrando de todos os erros que você fez na vida, nunca sendo capaz de ser livre deles e realmente crescer, nunca percebendo a possibilidade de tornar-se como o Pai Celestial ou ser capaz de voltar e morar com ele novamente.

Quão gratos devemos ser a de nosso Salvador, Jesus Cristo, que nos amou tanto que ele sofreu e morreu por nós, para que pudesse se arrepender. Por causa de sua expiação, podemos ser perdoados de nossos pecados se nos arrependermos verdadeiramente, e podemos ir on-aliviado, mais sábio e mais forte a atingir o nosso potencial.

PREPARAÇÃO
1. Obter uma imagem do bebê de cada membro da família, incluindo os pais. Não identificar as imagens.
2. Consulte as imagens de Jesus no Getsêmani e Jesus na cruz da lição 14 , “tomar o sacramento.”
3. Fornecer um pedaço de papel e um lápis para cada membro da família.
HINO sugerido e CANÇÃO
“Assombro Me Causa” ( Hinos, nenhum. 193 ).

“Eu Quero Viver o Evangelho” ( Músicas para Crianças, p.148 ).

SUGESTÃO
Quando você era um bebê

Mostrar as fotos do bebê de cada membro da família. As crianças, especialmente os mais jovens, irão desfrutar de adivinhar que os diferentes membros da família estão nas fotos.

Discuta com sua família o que seu filho mais novo era como um bebê. Explique que ele era muito especial. Ele era puro e inocente do delito, porque ele tinha acabado de chegar do Pai Celestial e seu lar celestial. Aponte para cada uma das outras imagens. Explique que todos vocês eram puros quando você saiu da presença do Pai Celestial, que você não tem nenhum pecado.

Nós todos cometer erros e Sin

Mostre uma fotografia do bebê de novo, e explicar que o Pai Celestial sabia que não iria ficar sempre tão puro como éramos quando éramos bebês. Explique que ele sabia que tudo o que iria crescer e que, enquanto estávamos aprendendo a fazer o certo seria fazer alguns erros e pecados. Claro que seria melhor se nunca pecou, ​​e poderia permanecer inocente como um bebê, mas todos nós somos tentados e todos nós o pecado.

Diga que o Pai Celestial sabia que o fardo de nossos pecados que nos impedem de crescer espiritualmente e de alcançar o nosso maior potencial aqui na terra.

Explique que também não seria capaz de voltar a viver com nosso Pai Celestial, se os nossos pecados não pode ser tirado ou removido, porque nenhuma coisa impura ou pecadora pessoa pode viver com ele.

•Por que poderia uma pessoa pecadora não viver com o Pai Celestial?
Ter um membro da sua família leia 1 Néfi 15:33-35 em voz alta. Saliente que os nossos pecados nos manter sobrecarregados e tornar impossível para voltar à presença do Pai Celestial um dia (ver 2 Néfi 09:23 ).

Jesus pagou por nossos pecados

Ver as imagens de Jesus no Getsêmani e Jesus na cruz (ambos na lição 14, “Participar do Sacramento”). Diga que o Pai Celestial enviou Jesus para nos ajudar a vencer o pecado. Jesus sofreu e morreu para pagar pelos nossos pecados. Ele era o único que poderia pagar pelos nossos pecados. Nós não poderiam ser perdoados por nossos próprios esforços.

Por causa do sacrifício e expiação de Jesus, podemos nos arrepender e se tornar puro novamente. Podemos ser livres para progredir e ser limpo para viver com nosso Pai Celestial novamente um dia. Leia Doutrina e Convênios 58:42 em voz alta.

Podemos nos arrepender e Crescer

Ter um membro da família ler em voz alta Doutrina e Convênios 19:16 : “Eu, Deus, sofri essas coisas por todos, para que não precisem sofrer caso se arrependam.”

Explique que, se Jesus não tivesse expiado os nossos erros, não poderia ser perdoado e teria que continuar a sofrer por eles. No entanto, porque ele sofreu por nós, podemos ser perdoados, se nos arrependermos. Para ajudar a ilustrar esse processo, ter alguém leia ou conte a seguinte história do Presidente David O. McKay:

“Um dia, um grupo de garotos estavam nadando. Talvez fosse mais correto dizer, eles estavam aprendendo a nadar; pois ninguém pode levar mais do que alguns cursos. Logo abaixo deles a uma curta distância para baixo o fluxo era um buraco traiçoeiro muito além de sua profundidade. Para isso, seja através de bravatas ou acidente, um jovem ousado ou mergulhou ou caiu. Ele tornou-se impotente para salvar a si mesmo; e por um momento seus companheiros eram impotentes para ajudá-lo. Felizmente, com presença de espírito e de ação rápida, puxou uma longa vara de uma cerca de salgueiro e segurou uma das pontas em direção ao rapaz se afogando. O último agarrou, segurou com força, e foi salvo.

“Todos os meninos declararam que o rapaz venturesome devia sua vida ao menino que forneceu os meios de socorro.” (“O Evangelho de Trabalho,” Instrutor, janeiro 1955, p. 1.)

Explique para a sua família que Jesus é como o socorrista e sua expiação é como o pau. Jesus nos oferece a Expiação como a maneira de receber o perdão. Quando nos arrependemos, podemos estender a mão para aceitar a Expiação como o menino se afogando estendeu a mão para segurar a vara. Se aceitarmos a Expiação por arrependimento, seremos perdoados e não ter que continuar sofrendo por nossos pecados. Podemos aprender com nossos erros e continuar a progredir. Vamos ser mais forte e mais sábio, se temos que superar nossos erros e aprendemos com nossas experiências.

Arrependimento quiz

Para ajudar a sua família a entender mais sobre o dom do arrependimento, distribua papéis e lápis, e tomar o seguinte teste verdadeiro ou falso como uma família. Você pode querer dividir sua família em duas equipes. As crianças pequenas poderia trabalhar com crianças mais velhas em responder às perguntas. Escolha antes de o tempo se vai discutir as respostas após cada pergunta ou depois de terminar todo o questionário.

1. O sofrimento ea morte de Jesus há quase dois mil anos atrás não afeta nossas vidas hoje. (Falso. Se Jesus não tivesse expiado nossos pecados, nós não poderia arrepender-se e crescer. Nós nunca poderíamos voltar a viver com nosso Pai Celestial. Cada pessoa que já viveu ou viverá sobre a terra é afetada pelo sacrifício de Jesus. )
2. Quando cometer um erro ou pecado, Jesus deixa de nos amar. (Falso. Jesus nunca deixa de nos amar. É por causa do seu amor que temos o dom do arrependimento.)
3. Porque Jesus sofreu e morreu pelos nossos pecados, eles são automaticamente perdoado. (Falso. Jesus pode perdoar apenas aqueles que estão arrependido de seus pecados e que se arrependem deles.)
4. Quando nos arrependemos de um pecado, estamos completamente perdoados e nós não precisa se ​​preocupar com mais nada. (Verdadeiro. Quando nos arrependemos de um pecado o Senhor não só nos perdoa, mas o nosso pecado também é esquecido [ver Isaías 1:16-18 , D & C 58:42 ].)
5. Quando nos arrependemos de nossos pecados, podemos aprender através de corrigir nossos erros e continuar a crescer e progredir espiritualmente. (Verdadeiro. Quando nos arrependemos de nossos pecados, nós somos livres para ir e não ser detido por causa deles. Nossas fraquezas podem mesmo tornar-se os nossos pontos fortes. Ver Éter 12:27 .])
Seja grato pelo dom do arrependimento

Compartilhe seu testemunho de Jesus como seu salvador, e expressar sua gratidão por seu amor e sacrifício que fez possível o arrependimento. Você pode querer relatar uma experiência sobre como o arrependimento tem abençoado a sua vida e ajudou a crescer. As crianças mais velhas também podem desejar prestar testemunho sobre o quanto o arrependimento significa para eles.

Termine a noite em casa cantando “Assombro Me Causa”, ou ler as palavras da canção juntos em voz alta.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Comece com as fotos do bebê, e deixar que as crianças cujas fotos acho que eles são. Explique simplesmente como todos nós cometemos erros à medida que crescem. Diga-lhes que Jesus tornou possível que nos arrependamos. Explique que se arrepender significa mudar de fazer algo errado para fazer a coisa certa. Nós podemos receber o perdão, se nós cometemos erros depois que está arrependido e não fazê-las mais. Explique que o perdão significa que o Senhor não se lembrará de nossos erros mais.

Conte a seguinte história:

Julie arrepende

Julie foi jogar com sua amiga Lisa. Lisa tinha algumas roupas novas para a boneca, e eles passaram a tarde tentando-los todos na boneca. Foi divertido ver a boneca em tantas roupas diferentes. Quando Julie vestiu o casaco para ir para casa, ela escorregou um dos novos vestidos de boneca de Lisa em seu bolso. Ela não acha que Lisa iria perdê-la porque ela tinha tantas outras roupas para sua boneca.

Julie colocar o vestido em sua boneca, quando ela chegou em casa, mas ele não parecia tão divertido jogar com o vestido desta vez. Ela sabia que o vestido pertencia a seu amigo, e que sentia muito que ela tinha tomado. No jantar Julie não sentir vontade de comer. Ela estava preocupada com o vestido e não se sentir bem por dentro. Tudo o que podia pensar era que ela tinha tomado o vestido. Ela sabia que estava errado.

Depois do jantar, ela disse à mãe o que tinha feito e pediu-lhe para ir com ela para a casa de Lisa para tirar o vestido de volta. Julie deu o vestido da boneca de Lisa e lhe disse que ela estava arrependida, ela tinha tomado. Lisa rapidamente perdoou Julie e disse-lhe que estava tudo bem. Em seguida, Julie disse à mãe que ela nunca mais iria tomar qualquer coisa que pertencia a outra pessoa. Julie ignorado todo o caminho para casa. Sentia-se bem agora; ela estava feliz.

Explique aos seus filhos que Julie fez algo errado, mas estava arrependido e mudado. Ela fez a coisa certa, tomando o vestido de volta. Isso é o que significa arrepender-se. Antes de Julie pegou o vestido de volta, ela estava preocupada e me senti mal, mas depois que ela estava feliz e me senti bem. Lembre às crianças que, quando eles cometem um erro que eles podem se arrepender e mudar, assim como Julie fez.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Use as imagens do bebê, e reveja a seção “Sugestões para Futuro Lar Noites” em lição 9 : “Pai Celestial nos deu um Salvador. Explique que o preço que devemos pagar para aceitar a expiação de Jesus é o arrependimento, que pode incluir profunda tristeza e remorso doloroso. O Presidente Spencer W. Kimball escreveu:

“No entanto, ele tenta, um homem não pode escapar das conseqüências do pecado. Eles seguem como a noite segue o dia. Às vezes, as penalidades são atrasadas em chegar, mas eles são tão certo como a própria vida. Remorso e agonia vir. O remorso … pode ser deixado de lado com bravatas e lavagem cerebral, mas vai voltar a picar e pinch. Pode-se afogado em álcool ou temporariamente chocado em dormência nos pecados crescentes que se seguem, mas a consciência acabará por despertar e remorso e tristeza será seguido por dor e sofrimento. … E quanto mais tempo o arrependimento é empurrada para o fundo o mais requintado será o castigo quando ele finalmente vem à tona.

“As palavras de Alma nos dar o que é, talvez, o melhor relato bíblico do sofrimento requintado do pecador.

“Mas eu estava torturado com eterno tormento, porque minha alma estava perturbado com o mais alto grau e atormentada por todos os meus pecados.

“‘Sim, lembrei-me de todos os meus pecados e iniqüidades, pelos quais me vi atormentado com as penas do inferno; sim, eu vi que me havia rebelado contra o meu Deus e que não guardara seus santos mandamentos.

“‘… O próprio pensamento de entrar na presença de meu Deus atormentava-me a alma com inexprimível horror.

“‘Oh, pensei eu, para que pudesse ser banido e aniquilado a alma eo corpo, que não pode ser levado a ficar na presença do meu Deus, para serem julgados por meus atos.’ [ Alma 36:12-15 .]

“Se os homens só iria deixar os seus pecados perturbá-los cedo, quando os pecados são pequenos e poucos, quanta angústia seria salva-los!” ( O Milagre do Perdão [Salt Lake City: Bookcraft de 1969]., pp 141-42)

Discutir a seção na lição intitulada “podemos nos arrepender e crescer.” Você também pode dar o “Arrependimento Quiz.”

Discutir em profundidade Éter 12:27 , tal como se segue:

Quando tentamos seguir o Salvador e tornar-se mais como ele, nós viremos para ele.

E se os homens vierem a mim

Ao estudarmos as escrituras e padrão de nossas vidas depois que o Salvador, nós reconhecemos que em nossas vidas precisa ser melhorado.

Vou mostrar-lhes-ei sua fraqueza.

Deus nos permitiu ter a capacidade de cometer erros aqui na terra.

Eu dou a fraqueza aos homens

Nosso Pai Celestial permitiu que esta condição para que sejamos humildes e desejo de transformar a ele por nossa força e perceber que nós precisamos dele em tudo que fazemos.

para que sejam humildes ;

O dom da Expiação pagou pelos nossos pecados (veja Romanos 3:24 , 4:07 ).

e minha graça basta

É necessário ser humilde em primeiro lugar, a fim de ser ensinável e querem mudar e melhorar.

para todos os homens que humilham perante mim; para se humilhar -se diante de mim,

Jesus tornou possível que nos arrependamos e progresso. Sem fé no seu sacrifício expiatório, não podemos chegar e aceitar o dom da Expiação.

e tenham fé em mim,

Mesmo aquelas coisas que nós consideramos ser nossos maiores defeitos podem se tornar nossos pontos fortes, se nos voltamos para Jesus por perdão e força.

então farei com que as coisas fracas fortes para eles.

Saliente que Deus não quer que nos preocupemos com nossos pecados, uma vez que os venceram e se arrependeu. Juntos ler, discutir e memorizar Doutrina e Convênios 58:42 . Você também pode querer discutir Isaías 1:18 .

Conclua a lição tendo seus testemunho do Salvador e compartilhar suas experiências da bênção do arrependimento.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
Compreender os passos do arrependimento

Há um bom material sobre o arrependimento em capítulo 19 , “Arrependimento”, de Princípios do Evangelho [31110], páginas 122 a 127. Discutir a definição, os passos, e da necessidade de arrependimento usando essa informação.

Aprender se perdoar

Muitas pessoas tomam todos os passos do arrependimento, exceto a última, que perdoa a si mesmos. Conte a história de como Saulo de Tarso, perseguidor dos santos depois da morte de Jesus, tornou-se o Apóstolo Paulo. Ele se tornou um missionário dedicado e bem sucedida. (Veja Atos 9:3-19 ).

•Se Paulo não tinha sido capaz de perdoar a si mesmo por seus pecados graves depois ele se arrependeu e tornou-se convertido, a eficácia de um missionário que ele teria sido?
•Se não perdoar a nós mesmos depois de ter se arrependido, o quão eficaz que pode estar em tudo o que fazemos?
Desenvolver o espírito de arrependimento

Tenha uma noite de casa para crianças mais velhas, adolescentes e adultos sobre o espírito de arrependimento. Enfatize que, embora os passos que muitas vezes discutir são importantes, a atitude de arrependimento também é muito importante.

•Por que isso acontece?
•Pode-se verdadeiramente se arrependem, sem o desejo de fazê-lo?
Explique que o arrependimento é uma direção na vida, o hábito de melhoria constante, um espírito de ser dócil e disposto a crescer a cada dia a partir honestamente olhar para nós mesmos e que se esforça para superar (ver 2 Néfi 02:21 ).

Perdoar os outros

Comece perguntando a sua família:

•O que uma coisa que o Salvador repetir com ênfase depois que ele deu a sua famosa oração que chamamos de Oração do Senhor? (A admoestação para nos perdoar os outros [ver Mateus 6:12-15 ].)
O Salvador enfatizou ainda mais este importante princípio, quando ele falou com Pedro sobre quantas vezes devemos perdoar uns aos outros (ver Mateus 18:21-22 ). Então Jesus disse a uma de suas parábolas sobre dois homens que deviam dinheiro. Leia a parábola em Mateus 18:23-35 , e discutir a importância de perdoar os outros.

Em nossos dias, este mesmo princípio foi vincada pelo Senhor em muitas seções de Doutrina e Convênios. Leiam juntos Doutrina e Convênios 64:8-10 , e discutir o que os versos significam para você.

Tenha uma noite Escritura

Passe uma localização para casa à noite, lendo e discutindo suas passagens favoritas das escrituras sobre o arrependimento ea expiação de Cristo, o que fez o perdão dos pecados possível para todos nós. Se você precisar de ajuda para localizar passagens apropriadas, procure em “Arrependei-vos, Arrependimento” no Guia para Estudo da SUD edição da versão King James da Bíblia.

Você pode querer ter um jogo de escritura perseguição, em que você indicar um tópico ou frase de uma escritura e deixe os membros da família corrida para encontrá-lo em suas cópias das escrituras. A pessoa que acha primeiras vitórias e lê a passagem completa em voz alta.

Você também pode combinar estas sugestões com a seguinte atividade.

Cantando os hinos da Expiação

Tenha uma noite espiritual dos hinos sobre a expiação de Jesus Cristo. Deixe os membros da família se revezam nomeando seu hino favorito para cantar, como “Eis o grande Redentor Die” ( Hinos, nenhum. 191 ), “Deus amou-nos, por isso ele enviou seu Filho” ( Hinos, nenhum. 187 ), ou “How Great a Sabedoria eo Amor” ( Hinos, nenhum. 195 ). Os membros da família podem querer dizer por que esse hino é importante para eles ou o que significa para eles. Uma breve discussão antes do hino vai fazer o canto mais significativa.

Lição Nove: o Pai Celestial nos deu um Salvador

Noite Familiar Livro de Recursos , (1997), 36

Porque Deus amou o mundo, que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
[ João 3:16 ]
FINALIDADE
Ajude a família apreciar o amor de nosso Pai Celestial para nós, enviando seu Filho Amado ao mundo para nos redimir do pecado e da morte.

Para o pai
Nosso Pai Celestial ama cada um de nós, porque somos realmente seus filhos, e não apenas uma de suas criações. Por causa de seu amor, ele nos enviou à Terra para crescer e progredir. Mas na terra, ele sabia que haveria muitos perigos. Ao pecar nós nos desligamos do nosso lar celestial e morrendo estaríamos separados de nossos corpos físicos. Pai Celestial, em seu grande amor, enviou o seu Filho Unigênito, Jesus Cristo, para nos resgatar do pecado e da morte e para torná-lo possível para que possamos voltar a ele (ver Abraão 3:27 ).

Imaginem o quão difícil deve ter sido para o Pai Celestial ver Jesus sofrer terrivelmente. Mas ele permitiu que por causa de seu amor por nós e seu desejo para nós a progredir. Ajude cada membro de sua família a apreciar o amor que o Pai Celestial tem por nós.

PREPARAÇÃO
1. Prepare as seguintes tiras de papel: “Mapa”, “Meios de transporte”, “Money”, “selos”, “vestuário”, e “livros”. Distribua as tiras de papel entre os membros da família antes de começar a reunião familiar.
2. Traga um quadro-negro e giz ou um pedaço grande de papel e um marcador.
3. Esteja preparado para mostrar a imagem de Jesus e as crianças da lição 36 , “Ele ressuscitou!”
4. Fornecer um papel e lápis para cada criança.
HINO sugerido e CANÇÃO
“Deus amou-nos, por isso ele enviou seu Filho” ( Hinos, nenhum. 187 ).

“Agradeço-Te, ó Pai,” ( Músicas para Crianças, p.7 ).

SUGESTÃO
Pai Celestial ama Seus filhos

Pergunte aos membros da família para fingir que você está indo para enviá-los para a escola. Diga-lhes que você os ama e vai sentir falta deles, mas que esta escolaridade adicional será para o seu bem e vai ajudá-los a progredir. Explique que você irá fornecer o que eles precisam para levá-los lá, mantenha-os enquanto estão na escola, e trazê-los de volta quando a escola é longo.

Ter os membros da família exibir, um de cada vez, as tiras de papel que representam os itens que você vai dar. À medida que cada tira de papel é mostrado, discutir com eles o que aconteceria se eles não cuidar desse item e usá-lo corretamente. Compare isso com o que aconteceria se eles fizeram usar com sabedoria o que você forneceu.

•No caso em que você provavelmente poderia completar a escola com sucesso e voltar para casa?
Diga-lhes que há muito tempo atrás, antes de qualquer um de nós pode se lembrar, nós estávamos em uma situação similar. Nós vivemos no céu com o Pai Celestial.

•O que aconteceu lá que foi semelhante ao que temos fingiu?
Deixe a sua família discutir o Conselho no Céu como responder a esta questão (ver capítulo 2 , “Nossa família celestial”, Princípios do Evangelho (31110], pp 11-15).

Ajude a sua família imaginar o grande amor que o Pai Celestial tinha por sua família como os congregaram e apresentou seu plano. Ele planejava enviar para a Terra, onde poderíamos herdar um corpo, aprender, crescer e voltar para ele.

Descreva o seu amor, como pais, para os seus filhos. Eles são a sua descendência física real. Fale sobre como você cuidou de todas as suas necessidades, enquanto eles eram pequenos, ensinou-os a andar e falar, e como você agora tentar fornecer para eles em todos os sentidos. Expresse seus sentimentos com sinceridade que a maior recompensa que poderia receber na vida é tê-los tornarem-se membros valorosos da Igreja e que a maior recompensa que você poderia pedir depois desta vida é estar junto com eles como uma família.

Compare isso com como o Pai Celestial se sente sobre nós. Nós somos seus filhos espirituais reais, e ele nos ama como nosso pai celestial.

Leia Moisés 1:39 para mostrar que a principal meta ou objetivo do Pai Celestial é ajudar-nos a voltar para ele.

Enfatize que quando o Pai Celestial nos enviou aqui, ele queria nos dar toda a ajuda que ele tanto poderia que poderia ser bem sucedido em nossa jornada terrena.

Leia as seguintes peças de Abraão 3:23-25 ​​, e tem sua família para ouvir o que o Pai Celestial planejou dar-nos para nos ajudar a tirar o máximo partido da nossa escola e voltar para ele:

“E Deus viu que essas almas eram boas. …

“E estava entre eles um que era semelhante a Deus, e ele disse aos que estavam com ele: Desceremos, pois há espaço lá, e tomaremos destes materiais e faremos uma terra onde estes possam habitar;

“E nós os provaremos para ver se farão todas as coisas que o Senhor seu Deus lhes ordenar”.

Como membros de sua família descobrir o que o Pai Celestial nos deu, liste-os no quadro-negro ou cartaz; por exemplo, uma terra para viver, experiências para nós, e os mandamentos provar para nos guiar. Discutir, um de cada vez, o que vai acontecer se não usar esses dons corretamente, e contrastar esses resultados com o que vai acontecer se fizermos usá-los com sabedoria.

Nós precisamos de um Salvador

Diga a sua família que o Pai Celestial sabia que havia mais uma coisa que precisávamos para voltar para ele. É o mais importante de todos.

•O que foi? (A Salvador [vero capítulo 3 , "Jesus Cristo, Nosso Líder e Salvador Escolhido", Princípios do Evangelho, pp 16-20].)
Leia Abraão 3:27 .

•Quem se ofereceu e foi escolhido para ser o nosso Salvador? (Jesus.)
Adicionar “Salvador” para sua lista.

•Por que precisamos de um salvador?
Permita que a sua família para discutir essa questão, então, explicar a nossa necessidade universal de um salvador. Sem um salvador que não poderia voltar para casa para nosso Pai Celestial. Quando o Pai Celestial nos mandou aqui, ele nos deu mandamentos. Quando quebramos um mandamento, precisamos de alguém para nos ajudar. Por meio da Expiação, Jesus tornou possível para nós para se arrepender e voltar ao nosso Pai Celestial.

Jesus torna possível para nós para voltar para o Pai Celestial

Discuta com sua família o que Jesus fez por nós. Usando sugestões de sua família, fazer um gráfico semelhante ao seguinte em um quadro ou cartaz:

O QUE JESUS FEZ POR NÓS

Ele expiou o pecado de Adão

tão pouco as crianças podem ser salvas.

Ele nos deu o evangelho

para que possamos viver com ele.

Ele nos mostrou como viver

para que possamos ser felizes.

Ele sofreu por nossos pecados

para que possamos ser perdoados.

Ele morreu e ressuscitou

para que possamos ser ressuscitados.

•Qual destes é um dom gratuito para nós, um que recebemos, não importa o que fazemos? (A Ressurreição).
•Qual destes temos de fazer algo a respeito antes que nós possamos ter o dom? (Sua pagar pelos nossos pecados. Devemos nos arrepender, a fim de ser perdoado e viver uma vida feliz.)
Enfatizar que o dom da vida eterna, o privilégio de voltar para o reino celestial e viver com o Pai Celestial e de nossa família, é um dom que temos que trabalhar para arrependendo-se e viver o evangelho. Jesus, no Jardim do Getsêmani, sofreu pelos pecados do mundo. Se realmente se arrepender, Jesus vai tirar os nossos pecados, para que possamos voltar ao nosso Pai Celestial. (Ver 2 Néfi 9:6-26 .)

•Como você acha que o Pai Celestial sentiu quando seu Filho amado, Jesus Cristo, teve de sofrer e morrer por todos nós? (Ambos feliz e triste.)
•Por quê? (Porque ele estava feliz que Jesus estava disposto a fazê-lo, mas triste que Jesus teve que sofrer.)
Para ajudar sua família a apreciar o amor do Pai Celestial, decidir sobre alguns tópicos para discutir na mesa de jantar todos os dias durante a próxima semana, como o exemplo de Jesus, a realidade da Ressurreição, ea chance de aprender o bem do mal. Após cada discussão diária, sugerem que os membros de sua família lembre-se de agradecer ao Pai Celestial em suas orações para que a bênção particular.

ADAPTAÇÃO PARA CRIANÇAS MENORES
Relate brevemente e simplesmente a história do Conselho dos Céus. Enfatize o amor que o Pai Celestial tem mostrado para cada um de nós em seu plano para enviar à Terra para receber um corpo.

Ajude seus filhos a entender que, por causa do amor do Pai Celestial para nós, enviou nosso irmão mais velho, Jesus, para nos ajudar. Para ajudá-los a entender o que Jesus fez por nós, contar a seguinte história:

Perigo de Michael

Michael foi ao parque com sua família. Enquanto eles estavam na mesa de piquenique, ele correu para o slide de altura e subiu nele. Ele gostava de subir escadas. Ele tinha acabado de aprender como subir. Mas quando Michael chegou ao topo do escorregador e olhou para baixo, ele ficou muito assustado. Ele era tão alto.

Michael começou a chorar. Ele não sabia o que fazer. Ele estava com muito medo de subir de volta para baixo, mas ele também estava com muito medo de ir no escorregador íngreme. Mandy, a criança atrás de Michael no slide, disse que iria ajudar Michael de volta para baixo da escada. Mas Michael era muito medo de deixar Mandy ajudá-lo.

Da mesa de piquenique, o pai de Michael viu Michael no slide. Ele sabia que Michael estava com medo. Então ele enviou Stephen, o irmão mais velho, para resgatar Michael. Michael viu Stephen vindo. Logo Stephen estava de pé no fundo da longa slide. Stephen falou baixinho para Michael e rapidamente falou Michael em deslizar para baixo em seus braços fortes. Michael correu feliz de volta com Stephen para a mesa de piquenique. Ele estava feliz por estar seguro com o seu pai, mãe, irmãos, e irmãs novamente.

Subindo o slide alto para Michael é muito parecido com o nosso Pai Celestial e deixando vir à terra. Ele é novo, excitante e diferente. Mas há perigos. Sem ajuda, não seria capaz de voltar para a segurança. Não apenas qualquer um pode ajudar. A pessoa deve ser capaz de ajudar e também deve ser alguém que conhece e confia.

Jesus é o nosso Salvador e nos ajuda quando estamos nesta vida terrena. Só ele pode nos salvar. Nosso Pai Celestial nos ama tanto que enviou o seu Filho, Jesus Cristo, à terra para torná-lo possível para que possamos voltar ao nosso lar celestial.

Mostre aos seus filhos a imagem de Jesus e as crianças (ver lição 36, “Ele ressuscitou!”). Converse com eles sobre algumas das coisas que Jesus pode estar se perguntando estas crianças a fazer que irá ajudá-los a voltar ao Pai Celestial, como ser gentil com os outros, obedecei a vossos pais, e compartilhar seus brinquedos.

Deixe-os fazer um desenho de uma coisa Jesus quer que eles façam que eles vão tentar fazer esta semana. Envie as fotos onde eles podem lembrar as crianças durante a semana.

ADAPTAÇÃO PARA ADOLESCENTES E ADULTOS
Use a discussão, incluindo Moisés 1:39 e Abraão 3:23-25 ​​, sob o título “Pai Celestial ama Seus filhos.”

Apresente as informações em “precisamos de um Salvador”, e usar o gráfico e as questões sob o título “Jesus torna possível para nós para voltar ao Pai Celestial.”

Dê a sua família cantar o primeiro verso de “How Great a Sabedoria eo Amor” ( Hinos, nenhum. 195 ), ou ter alguém que leia em voz alta as palavras (você pode querer fazer as duas coisas). Peça-lhes para ouvir atentamente as palavras, em seguida, discutir o significado de cada linha. Por exemplo:

“Como é grande a sabedoria eo amor.”

•Por que era sabedoria , bem como o amor?
“Isso encheu os tribunais no alto.”

•O que isso se refere? (O Conselho no céu.)
“E enviou o Salvador de cima.”

O Pai Celestial enviou seu Filho.

“Sofrer, sangrar e morrer!”

•O que foi realizado por seu sofrimento, sangramento e morte?
Você pode querer discutir tópicos relacionados ao longo da semana na hora do jantar, como recomendado na aula regular.

SUGESTÕES PARA O futuro lar EVENINGS
A salvação das criancinhas

A Expiação tornou possível a salvação das criancinhas no reino celestial.

Dê a sua família acha de todas as escrituras que puderem que têm a ver com crianças e seu lugar especial no céu (por exemplo, Mateus 18:03 ; Mosiah 3:16 ; Moroni 8:10-23 ; D & C 29:46-47 , 137:10 , e Moisés 6:54 ).

Se você tem o santo dos últimos dias edição da versão King James da Bíblia, olhar para cima “salvação das criancinhas” no Guia para Estudo das Escrituras para mais escrituras.

Faça uma pergunta sobre a salvação daqueles que são deficientes mentais e não tornar-se responsável perante o Senhor. Certifique-se de trazer para fora que sua salvação é também assegurada como o de crianças pequenas.

Termine a noite familiar, expressando o seu apreço e alegria que muitos dos filhos de nosso Pai Celestial tem salvação no reino celestial por causa de Jesus Cristo. Desde o início do mundo, deve ter havido milhares de milhões que morreram antes de prestação de contas.

Pra falar de Deus, e como tudo começou…

Reembody

You Are Stronger Than You Think

Neurodrooling

An intellectual, emotional and spiritual spittoon.

Aldine by Rebecca Romney

The rare book expert on Pawn Stars and manager at Bauman Rare Books, discussing rare and classic books

jumiss

jumiss ebay

Hotmail Password Recovery 1-844-798-4390

Hotmail Password Reset, Recover Hotmail Account, Hotmail Password Hacked, Hotmail Account Blocked, Forgot Hotmail Password, Hotmail Toll Free Number

Psychobabble

This Licensed Professional Counselor is building a family

Everywhere Once

An adult's guide to long-term travel

MonkeyMoonMachine

Teachings of a humble genius

The Fife Psychogeographical Collective

Wandering from hill to sea

ragtime cyclist

cycling....pro cycling....and the bits inbetween

Music for Deckchairs

"In shadowy, silent distance grew the iceberg too": an Australian blog about changes in higher education

the world in words

a blog and a podcast about language

banal muffins

art, food and existential crises

Housewives of Rural America

rural women who have a passion for agriculture.

Speaker7

speaks to the masses of people not reading this blog

The Nutshell Version

The Life & Times of Susie... In a Nutshell.

rjheeks

Just another WordPress.com site

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.825 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: