testemunho

testemunho

Essa é minha princesa, e eu tenho algo pra contar que muitos iriam achar que é mais uma historia, ela nasceu dia 07/08/1997, as 22:30
aos 45 dias ela começou com um quadro de tosse, procurei um médico no posto onde eu a levava, desde o nascimento, a dr. disse que era ma gripe que eu não me preocupasse, que eu poderia dar-lhe somente um chazinho, segui as orientações dela, mais com o passar dos dia aquela que parecia somente uma tosse, foi se agravando…
alguns dias depois percebi que nada fazia com que diminuísse aquela tosse, levei novamente ao médico, e por ai foram sete médicos, que passei sem nem um sucesso.
conversei com minha cunhada que me disse que tinha uma pediatra muito boa porem era particular. não pensei duas vezes e marquei com a dr. isso foi numa sexta feira, ela receitou medicação, e pediu para que eu tirasse um raio-x do pulmão, fiz tudo certinho, ao ver os exames ela então começou, sua filha esta com os bronco bem infeccionado, e com a laringe bem afetada por bactérias, fiquei muito triste e chorei angustiada. porem tinha que cuidar direitinho do meu bebezinho, então no Sábado a meia noite quando fui dar-lhe a medicação, ela tossiu muito esperei alguns minuto até que ela se acalmasse para que eu pudesse lhe dar o xarope, peguei o remédio e fui dando aos poucos, ai me assustei percebi
que o remédio não desceu ficou parado, era apavorante vi que ela já não mais respirava
comecei sacudi-la de um lado pro outro, me desesperei corri pro meio da rua procurando alguém que pudesse me ajudar, minha filha estava morta em meus braços, e eu nada podia fazer, parei no meio do quintal e olhei para o céu e me meu Deus não deixe minha filha morrer. percebi que alguém que ouviu meus gritos de socorro sai no portão então implorei que ele me ajudasse, o homem estava calmo e disse calma, filha calma, nisso meu cunhado virou a esquina sem pensar corri em direção a ele, ele percebendo minha aflição abriu a porta do carro para que eu entrasse, então ele seguiu para um pronto socorro, minha agonia era tão grande pois eu não sentia minha bebê, mais ali em meio a angustia eu pedia em pensamentos Senhor traga minha filha de volta, até hoje eu não entendo eu segurava aquela pequenina mãozinha, grudada ao meu peito, e orava e suplicava pela vida dela, foi quando senti suas forças voltarem e num gesto simples apertou minha mão na dela, então senti que Deus tinha devolvido minha filha amada, e olhei para ela e ela resmungou segurei ela firme nos braços, abracei, beijei, e pude perceber que ela era muito valiosa para Deus, e eu tinha que contar esse testemunho para todo mundo, e essa e a Maria Fernanda… agora com 16 anos linda, testemunho vivo de que Deus tudo pode, se nele crermos…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s